FONTE UNA PAI/ MÃE - ABBA - ABWOON & **Kadosh - O Grande Arquiteto do Universo - Yaldébaoth totalmente diferente de: Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot

Clique aqui para comentar esta publicação




ABBA !!!


Capítulo 1-1-3
21. O sistema solar será projeta­do da borda da zona de nulo eletro­magnético para um sistema de har­mônicos diferentes que exigem corpos de quinta dimensão.
Capítulo 2-1-4
42. Os instrutores caídos também ensinaram as artes da construção de templos e da arquitetura; e instruíram o homem a construir grandes cidades com torres de comunicação que unificariam o Homem com a Hierarquia dos anjos caídos.
43. Michael, Uriel, Rafael e Gabri­el olharam do céu e viram que a au­sência de lei no planeta estava sendo aproveitada pelos anjos caídos para estender seu conhecimento a outros reinos planetários. Eles apelaram ao Trono de YHWH para pôr um fim à Torre de BabeI e para ocultar dos olhos da humanidade caída a Lingua­gem de Luz.
44. Assim, o padrão conceitual do homem já não consegue assimilar diretamente os ensinamentos dos Senhores de Luz, até que seu corpo e mente sejam recarregados pelas emanações de Luz das Hierarquias angéli­cas e das Irmandades de Luz.
Capítulo 3-0-3 (página 468 desta versão do livro)
15. Esta é a razão por que o "Pro­grama Israel" foi dado para abrir as vibrações da alma humana para os intermediários Sefiróticos que trazem a expansão consciencial de modo que o Homem possa clamar "Abba, Pai" conforme o Corpo Adam Kadmon do Cristo demonstrou. E nós oramos "Pai Nosso", pois a restituição deve ser feita ao nosso Pai como a fonte de unidade para os equilíbrios de todos os universos-Filho e Shekinah afeta­dos pela Queda.

Ehyeh-Asher-Ehyeh
 
Qual é o nome do PAI NOSSO?

Divino, Tu que és chamado pelos sábios de Amud Ha-Esh, e Tu que és o nosso Pilar de Fogo ABBA ou ABWOON (hebraico-aramaico): “Pai”.
O Nome íntimo que os estudiosos e sábios que escreviam originalmente em aramaico (a língua franca do ramo linguístico semítico do Egito à Bacia Indiana e à região da Terra Santa no Oriente Próximo de 1200 a.C. até 600 d.C.) davam ao Divino. O “Pai” pessoal que se invoca para se libertar da limitação divina. O título que Jesus usava nos Evangelhos para orar ao Pai Eterno quando estava em íntimo diálogo com Ele no grande plano de realização do Reino interno que pertence a todos os que crêem.
Esta informação consta no LIVRO CHAVES DE ENOCH
Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®
http://www.chavesdeenoch.org/html/hebraico.html

ABBA - PAI
“Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Abba, Pai.” Rom. 8.15


Assim como o sabem, Cristo pronunciou uma palavra precisa que era Abba.
Ele sempre chamou a Entidade que o enviou como Fonte de tudo, Pai, e é realmente o Pai que o enviou.Quem é o Pai?
O Pai é a Fonte Una/Pai/Mãe.





PAI NOSSO EM ARAMAICO - TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS

 

ABVUM D'BASHMAÍA

" Pai-Mãe, respiração da Vida, 

Fonte do som, Ação sem palavras, Criador do Cosmos ! 

Faça sua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós 

para que possamos torná-la útil.

NETCÁDASH SHIMÓCH

Ajude-nos a seguir nosso caminho 
Respirando apenas o sentimento que emana do Senhor.
TETÊ MALCUTÁCH UNA
Nosso EU, no mesmo passo, possa estar com o Seu, 
para que caminhemos como Reis e Rainhas 
com todas as outras criaturas.
NEHUÊ TCEVIANÁCH AICANA D'BASHIMÁIA AF B'ARHA
Que o Seu e o nosso desejo, sejam um só, 
em toda a Luz, assim como em todas as formas, 
em toda existência individual, assim como em todas as comunidades.
HÔVLAN LÁCMA D'SUNCANÁN IAOMÁNA
Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, 
pois, assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.
UASHBOCAN HÁUBEIN UAHTEHÍN AICÁNA DÁF QUINAN SHBUOCÁN L'HAIABÉIN 
Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda,  
E nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento.
UÊLA TAHLAN L'NESIÚNA. ÊLA PATSSAN MIN BÍXA
Não nos deixe ser tomados pelo esquecimento 
de que o Senhor é o Poder e a Glória do mundo, 
a Canção que se renova de tempos em tempos 
e que a tudo embeleza.
METÚL DILÁHIE MALCUTÁ UAHÁILA UATESHBÚCTA LÁHLÁM. 
Possa o Seu amor ser o solo onde crescem nossas ações. 
ALMÍN
Amém


 Extraído de:  http://www.gamedesire.com/player/sannyasin1/blog/428146

72 Expressões do Divino em Hebraico-Aramaico
clique aqui: http://www.chavesdeenoch.org/html/hebraico.html






TRECHOS DO LIVRO DE ENOQUE
Capítulo 1-1-3 
21. O sistema solar será projetado da borda da zona de nulo eletromagnético para um sistema de harmônicos diferentes que exigem corpos de quinta dimensão.


Capítulo 2-1-4

42. Os instrutores caídos também ensinaram as artes da construção de templos e da arquitetura; e instruíram o homem a construir grandes cidades com torres de comunicação que unificariam o Homem com a Hierarquia dos anjos caídos.

43. Michael, Uriel, Rafael e Gabri­el olharam do céu e viram que a au­sência de lei no planeta estava sendo aproveitada pelos anjos caídos para estender seu conhecimento a outros reinos planetários. Eles apelaram ao Trono de YHWH para pôr um fim à Torre de BabeI e para ocultar dos olhos da humanidade caída a Lingua­gem de Luz.

44. Assim, o padrão conceitual do homem já não consegue assimilar diretamente os ensinamentos dos Senhores de Luz, até que seu corpo e mente sejam recarregados pelas emanações de Luz das Hierarquias angéli­cas e das Irmandades de Luz.

Capítulo 3-0-3 (página 468 desta versão do livro)

15. Esta é a razão por que o "Pro­grama Israel" foi dado para abrir as vibrações da alma humana para os intermediários Sefiróticos que trazem a expansão consciencial de modo que o Homem possa clamar "Abba, Pai" conforme o Corpo Adam Kadmon do Cristo demonstrou. E nós oramos "Pai Nosso", pois a restituição deve ser feita ao nosso Pai como a fonte de unidade para os equilíbrios de todos os universos-Filho e Shekinah afeta­dos pela Queda.

Trecho do capítulo 1-0-8 
24. Neste cumprimento da profecia, Moisés e Jesus retornarão com Uriel - o Criador da Luz Interna, com Metatron - o Criador da Luz Externa, e com Michael - o Criador deste universo local, pois este é o retorno dos programadores que fazem a Vontade do Pai ao reunir os justos da Terra, que serão "gradua­dos" para irem a outros mundos de Vida-Luz.


Trechos do mesmo capítulo (1-0-6) -  SOBRE O '666':

38. Esta sexta chave mostra, então, como as luzes superiores podem modular o universo físico que está controlado pelos campos de força do '666', de modo que os pensamentos puros dos Mestres trabalhando com as '777' estrelas principais na constelação das Plêiades, tenham o poder para materializar um novo céu e uma nova Terra, e não haverá recordação das coisas anteriores.

39. Nesse momento, o corpo Gemátrico libertado irá além da combinação '777' que conecta a criação biológica inferior, de forma a se unificar com a Gematria '888' de Jesus. Este corpo libertado então . ascensiona aos mundos trono Infi­nitos superiores das Muitas Mora­das do Pai, que são libertados para reinar com o Cristo.

Trecho do capítulo 1-0-6. 
20. A Ursa Maior e a Ursa Menor são os portais de limiar da evolução inferior, em oposição às Plêiades, os sete candelabros para o Trono do Pai. No final do tempo, nós veremos a guerra dos céus e a vinda da Legião de Michael. Isto libertará as inteligências planetárias da influên­cia da Ursa Maior e da Ursa Menor, as influências negativas controlando as raças raízes deste planeta Ur. 

Nota: O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® A Um livro de 600 páginas, com ilustrações coloridas, agora também disponível em português, em edição limitada. As Chaves de Enoque contêm ensinamento científico-espiritual de dois Instrutores superiores da inteligência universal chamados "Enoch" e "Metatron". Enoch se identificou como o mesmo Enoque bíblico mencionado nos antigos textos bíblicos. O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® vem abrir a mente do homem a novas idéias, convidando-o a participar na experiência da educação da alma. As Chaves são um projeto dos muitos níveis da consciência espiritual e são destinadas a colocá-lo em contato com o significado da Inteligência Divina. As Chaves de Enoch® são uma ferramenta para a construção de comunidades de Luz e para a orientação necessária da raça humana de modo que as comunidades espirituais do nosso planeta estejam preparadas para a "exteriorização" ou aparecimento dos Mestres de outros mundos de Luz. O seu propósito, portanto, é o da ciência com auto-realização, para o avanço da humanidade ao novo ciclo espiritual do "Cristo". O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® está disponível para o seu estudo e pesquisa. Muitos sociólogos, psicólogos, ecologistas, economistas, entre outros, estão prevendo um futuro catastrófico para os excessos egoístas e tacanhos do homem e a sua tentativa de subjugar a natureza. Muitos vêem que a única esperança é a lógica científica ou um caminho espiritual. Contudo, a conclusão a que chegaram as investigações de muitos cientistas que trabalham com as Chaves de Enoch® é de que deve haver uma união superior entre os caminhos tanto científicos como espirituais, o que ligaria a evolução humana com a Evolução Superior, conectando a humanidade com o Plano Mestre. site: Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®http://www.chavesdeenoch.org/html/hebraico.html
***

Nos tempos antigos, aquele a quem vocês chamaram de Enoch, foi encarregado de impulsionar uma série nova de códigos de Luz na humanidade, no seu tempo e na sua época.

Hoje é a mesma coisa.

O Senhor Metatron confiou, a muitos canais, missões específicas de integração e de revelação das ‘novas chaves’.

Hoje vocês chamam a Luz, e isto está muito bem, mas convém, em seguida, colocá-la em forma e preparar a formatação.

Existem vários ensinamentos ligados à grafia da formatação da Luz em meio a uma nova dimensão.

Esta missão foi confiada, em um tempo relativamente antigo da sua humanidade, há uns vinte anos, a um ser humano chamado, nesta encarnação, de Jim Hurtak [autor do ‘Livro do Conhecimento – AS CHAVES DE ENOCH’].

Ele é a emanação, é a Essência, é a reencarnação, se preferirem, daquele que foi chamado, nos tempos bíblicos, de Jacó.

A ‘Escada de Jacó’ lhes revela, passo a passo, os graus da Luz e o grau de conscientização da formatação da Luz na humanidade, hoje.



Pretendemos aqui, deixar claro que os textos anteriores à data anunciada em 2009, pelo Arcanjo Anael e demais mensagens do SITE AUTRES DIMENSIONS, não desqualificam os textos anteriores a 2009. As mensagens abaixo (ESTÃO EM ORDEM CRONOLÓGICA) nos explicam agora, o significado da PALAVRA DEUS e como devemos vibrar.

A palavra DEUS - É DUALISTA - NÃO VIBRA NA UNIDADE DA LUZ DIVINA - pode ter várias conotações que é o conjunto de caracteres compreendidos na significação de um dado termo, conceito ou ideia. Além do sentido referencial, literal, cada palavra remete a inúmeros outros sentidos, virtuais, conotativos, que são apenas sugeridos, evocando outras ideias associadas, de ordem abstrata, subjetiva. Por exemplo: PODEMOS FALAR EM DEUS DA GUERRA, DEUS DO INFERNO, DEUS DA MORTE, DEUS DA ILUSÃO, DEUS DA LUZ e assim vai.
E não tem lógica dizer: LUZ DA GUERRA, LUZ DO INFERNO, LUZ DA ILUSÃO, etc.


Assim, portanto, as palavras se tornam então portadoras de uma Vibração, de um sentido, de uma crença, bem diferentes de seu sentido dito primeiro. Desse modo, falar de luz não é a LUZ.

LEIA AQUI NESTE LINK:


A palavra DEUS nada tem a ver com A FONTE DIVINA DE TODA LUZ: O PAI NOSSO, O PAI CELESTIAL e NINGUÉM ALÉM DE CRISTO JESUS E A AMADA SANTÍSSIMA E DIVINA MARIA. Sabem o verdadeiro nome do PAI.
 


O Mestre *OMRAAM (Aïvanhov)* orientou em sua mensagem:


Tudo depende de sua ‘qualidade intrínseca’.


Se vocês estão na emoção e na dualidade, embora vocês chamem o Cristo, não é o Cristo que vai lhes responder.

Clique aqui



Para que todos entendam que a PALAVRA DEUS - é uma palavra qualquer e nada tem a ver com O NOME DO PAI/LUZ - é apenas uma palavra que pode ser usada para diversas deidades e até para o DIABO QUE É O DEUS DA MENTIRA, DA ESCURIDÃO E FALSIDADE. A PALAVRA DEUS PODE SER USADA PARA DAR NOME A QUALQUER COISA MENOS PARA O VERDADEIRO PAI A FONTE UNA!



Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos e viu Abraão?” Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!”Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo. (João 8:57-59)
“Eu e o Pai somos um”. Novamente os judeus pegaram pedras para apedrejá-lo, mas Jesus lhes disse: “Eu lhes mostrei muitas boas obras da parte do Pai. Por qual delas vocês querem me apedrejar?” Responderam os judeus: “Não vamos apedrejá-lo por nenhuma boa obra, mas pela blasfêmia, porque você é um simples homem e se apresenta como Deus”.(João 10:30-33)
Então Jesus disse em alta voz: “Quem crê em mim, não crê apenas em mim, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou. Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas”. (João 12:44-46)
Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar. Então lhes perguntou: “Vocês entendem o que lhes fiz?Vocês me chamam Mestre e Senhor, e com razão, pois eu o sou. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros”. (João 13:12-14)
Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai. Já agora vocês o conhecem e o têm visto”. Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”. Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?”. (João 14:6-9)
Jesus É Deus? Como Ele Se Descreve?

Jesus lhes disse: “Digo-lhes a verdade: Não foi Moisés quem lhes deu pão do céu, mas é meu Pai quem lhes dá o verdadeiro pão do céu. Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo”. Disseram eles: “Senhor, dá-nos sempre desse pão!”. Então Jesus declarou: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede”. (João 6:32-35)
Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. Os fariseus lhe disseram: “Você está testemunhando a respeito de si próprio. O seu testemunho não é válido!”. Respondeu Jesus: “Ainda que eu mesmo testemunhe em meu favor, o meu testemunho é válido, pois sei de onde vim e para onde vou. Mas vocês não sabem de onde vim nem para onde vou”. (João 8:12-14)
Então Jesus afirmou de novo: “Digo-lhes a verdade: Eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem. O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. (João 10:7-11)
Disse Marta a Jesus: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido. Mas sei que, mesmo agora, Deus te dará tudo o que pedires”. Disse-lhe Jesus: “O seu irmão vai ressuscitar”. Marta respondeu: “Eu sei que ele vai ressuscitar na ressurreição, no último dia”. Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” Ela lhe respondeu: “Sim, Senhor, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho que devia vir ao mundo”. (João 11:21-27)
Jesus É Deus? Ele Disse Que Foi Enviado Aqui Para Fazer O Quê?
Jesus os chamou e disse: “Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre vocês. Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo, como o Filho do homem que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. (Mateus 20:25-28)
“Porque estava ensinando os seus discípulos. E lhes dizia: “O Filho do homem está para ser entregue nas mãos dos homens. Eles o matarão, e depois de três dias ele ressuscitará”. Mas eles não entendiam o que ele queria dizer e tinham receio de perguntar-lhe”.(Marcos 9:31-32)
“Pois O PAI tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito”. (João 3:16-18)
Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei. Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Porque a vontade de meu Pai é que todo aquele que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. (João 6:37-40)

Estas palavras, ditas milhares de anos atrás, expressam o sentimento de muitos dos que vivem hoje em dia. Agora, contudo, há uma saída: Jesus Cristo. Ele disse de si mesmo, "Eu Sou o caminho, e a verdade, e a vida" (João 14:6). Para tudo que é verdadeiramente bom, tanto nesta vida como na vida vindoura, Jesus Cristo é o caminho.
João 14

Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.

Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.

Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.

Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.

Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.

E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.

Se me amais, guardai os meus mandamentos.

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;

O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.

Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.

Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?

Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.

Tenho-vos dito isto, estando convosco.

Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.

Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.

Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim;

Mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.

O PAI É O CRIADOR, A UNIDADE PAI/MÃE, É SABEDORIA DIVINA, É VERDADE É LUZ!

As mensagens dos ARCANJOS e dos INTERVENIENTES DE LUZ nos esclarecem que devemos vibrar na PALAVRA FONTE UNA PAI/MÃE – e saber a diferença entre uma palavra sem valor que foi dada como ponto de referência a um DEMIURGO – um deus que castiga, cobra, condena, é ciumento e exige sacrifícios. E A PALAVRA SAGRADA PAI NOSSO - A MESMA USADA NA ORAÇÃO DE JESUS CRISTO.

A FONTE É UNIDADE: Porventura a fonte deita da mesma abertura água doce e água amargosa? A sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. Não se deve pensar que as tentações também são trazidas pelo PAI.       “O PAI não pode ser tentado pelo mal.” A santidade, a unidade da  FONTE fazem com que a dualidade seja uma impossibilidade para a UNIDADE. Sendo A UNIDADE tão oposta ao mal, ninguém pode colocar sobre o PAI a culpa das tentações nas quais possa estar envolvido.

Os Arcanjos nos alertam para ficarmos despertos, lúcidos, quanto ao DEMIURGO QUE É UMA ESPÉCIE DE "DEUS" E NADA TEM  A VER COM CRIADOR - SITUAÇÕES TOTALMENTE DIFERENTES!
Por este motivo é dito: DEUS=DIABO - mas que isso não nos traga medo ou insegurança pois temos nossa SOBERANIA que é ligada ao abandono à LUZ. Como disse o Arcanjo Rafael: Ser soberano de si mesmo é ter confiança na própria vibração.
Todas essas entidades chamadas de DEUSES não são A DIVINDADE, pois a DIVINDADE É UMA SÓ!
Ironicamente, milhões de pessoas que professam ter fé no Deus da Bíblia não usam seu nome pessoal, mas pensam que usam. A palavra Deus é conhecida há séculos, mas o VERDADEIRO NOME DO PAI somente JESUS CRISTO sabe qual é.

Ao ler esta série de artigos você descobrirá que houve épocas em que a palavra Deus era amplamente usada. Mais importante ainda, você saberá o que a Bíblia diz sobre conhecer a Deus por nome, principalmente no ANTIGO TESTAMENTO.

O latim Deus e divus, assim como o grego διϝος = "divino" descendem do Proto-Indo-Europeu*deiwos = "divino", mesma raiz que Dyēus, a divindade principal do panteão indo-europeu, igualmente cognato do grego Ζευς (Zeus). Na era clássica do latim o vocábulo era uma referência generalizante a qualquer figura endeusada e adorada pelos pagãos.

A palavra Deus, através da forma declinada Dei, é a raiz de deísmo, pandeísmo, panendeísmo, e polideísmo, ironicamente tratam-se todas de teorias na qual qualquer figura divina é ausente na intervenção da vida humana. Essa circunstância curiosa originou-se do uso de "deísmo" nos séculos XVII e XVIII como forma contrastante do prevalecente "teísmo", crença em um Deus providente e interferente.

Títulos dados ao Criador

* Avinu Malkenu- Pai Nosso, Rei Nosso
* Boreh - O Criador
* Elohei Avraham, Elohei Yitzchak ve Elohei Ya`aqov — "D-us de Abraão, D-us de Isaque e D-us de Jacó"
* El ha-Gibbor — "D-us Forte".
* Emet — "Verdade".
* E'in Sof — "Infinito", nome cabalístico de D-us.
* Ro'eh Yisrael — "Pastor de Israel".
* Ha-Kaddosh, Baruch Hu — "O Santo, Bendito Ele".
* Kaddosh Yisrael — "Santo de Israel".
* Melech ha-Melachim — "O Rei dos Reis".
* Magen Avraham — "Escudo de Abraão".
* YHWH-Yireh (Yahweh-Yireh) — "YHWH provê" (Gênesis 22:13, 14).
* YHWH-Rapha" — "YHWH cura" (Êxodo 15:26).
* YHWH-Niss"i (Yahweh-Nissi) — "YHWH nossa bandeira" (Êxodo 17:8-15).
* YHWH-Shalom — "YHWH, a nossa paz" (Juízes 6:24).
* YHWH-Tzidkenu — "YHWH, nossa Justiça" (Jeremias 23:6).
* YHWH-Shammah — "YHWH está presente" (Ezequiel 48:35).
* Tzur Israel — "Rocha de Israel"
.

  
O Significado do Nome 
O significado exato do Tetragrama YHVH ainda é objeto de controvérsia entre os especialistas. Em Êxodo 3:14, YHVH disse a Moisés: “Ehiéh Ashér Ehiéh.” Segundo muitas traduções da Bíblia, esta expressão, encontrada no texto hebraico significa: “Eu sou o que sou.”Almeida Revista e Atualizada. E assim também compreenderam os tradutores da Versão dos Setenta: "Ego eimi ho ôn". Disse Deus a Moisés: "Eu sou Aquele que é". Disse mais: "Assim dirás aos filhos de Israel: 'EU SOU me enviou até vós.' " - Bíblia de Jerusalém.


Êxodo 3:1-22

11 Então Moisés disse a Deus: Quem sou eu, para que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel?
12 Respondeu-lhe Deus: Certamente EU SEREI contigo; e isto te será por sinal de que eu te enviei: Quando houveres tirado do Egito o meu povo, servireis a Deus neste monte.
13 Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?
14 Respondeu Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos olhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.
15 E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é o meu nome eternamente, e este é o meu memorial de geração em geração.

Retirado do desenho "O principe do Egito" (sobre Moisés e a libertação do povo Hebreu), trecho de quando fala com Moisés do meio da sarça ardente! Exôdo 3
Deus identifica a si mesmo como EU SOU O QUEM EU SOU. Ao revelar seu nome divino, ele declara suas caracteristicas e atributos, reforçando que o importante não é quem Moisés é, mas quem está com ele. Esse nome está ligado ao verbo hebraico que significa "SER" e, assim, implica a absoluta existência de DIVINA!

MOISES sarca ardente hebraico 0003  


O Demiurgo

É o criador do Mundo inferior (ou material). É considerado o chefe dos Arcontes possuindo sabedoria limitada e imperfeita.
Segundo os Gnósticos, esta entidade seria o Deus do Velho Testamento da Bíblia. Este ente tem a arrogância típica dos que se acham onipotentes. Criador de tudo que conhecemos, acha que todos devem curvar-se a sua divindade: "Não terás outros deuses diante de mim" é seu lema.

Este é um dos motivos que ao postarmos textos informativos de 2009 e data anterior há este ano, estamos deixando links de referência das mensagens do Site AUTRES DIMENSIONS, quanto a esta palavra.



CLIQUEM NOS LINKS ABAIXO PARA ENTENDER MAIS SOBRE ESSE IMPORTANTE ASSUNTO!

**SUA CONSCIÊNCIA ORIENTANDO AGORA O SEU PORVIR** - Melquizedeque - 06.03.2010

Questão: Poderia nos falar de Nibiru?

Que quer saber com relação a Nibiru? Porque
inúmeras coisas poderiam ser ditas.

Houve uma frequente confusão, e insistiria apenas nisso, se preferem, entre Nibiru e Hercobulus, entre as Embarcações de Luz que levam o nome de Nibiru e as Embarcações da Sombra que levam também o nome Nibiru.

É uma palavra que está muito na moda.

Se preferem, é a mesma coisa que para Deus.

Alguns ensinamentos lhes mostraram, quer vocês aceitem ou não, que a entidade que se chama Deus é a mesma entidade que se chama Diabo. Vocês aceitem ou não.
Mas, para um, Deus é também a Fonte.
Naquele momento, ele não é
mais Deus, ele é a Fonte.

A linguagem serve para enganar.

Eu insisti,quando de minha primeira vinda, no fato de que eu esculpiria as

palavras, a fim de lhes dar, se possível, uma abordagem Vibratória ligando-as a seus sentidos. Mas há palavras que perdem o controle: a palavra Deus é uma. Porque, de acordo com as diferentes tradições existentes, há um Deus. Na Índia, há vários deuses.

Algumas coisas lhes dizem que não há que Deus, apenas Deus, e, no
entanto, outras nos dizem que Deus é o diabo.

Deus é uma palavra inventada, inventada pelo demiurgo que criou esta Dimensão. Assim, nós, nós das esferas Unitárias, empregamos a palavra Fonte, de Luz ou de Unidade.

Nós empregamos, entretanto, as palavras de Divindade, porque a Divindade é
um estado, mas daí a uma Divindade se proclamar Deus, há uma falsificação.


Entretanto, isso é muito astucioso, em todos os sentidos do
termo, porque a partir que vocês empregam uma palavra, enquanto humanos,
existe um conteúdo simbólico e semântico, em sua cabeça, que lhes faz ligar a
palavra que evocam a certo número de coisas.


E vocês empregam, entretanto, as mesmas palavras, umas e outras, para designar coisas profundamente diferentes. Assim, quando eu falo de Luz, alguns vão entender Luz do dia, ou Luz do sol. E quando eu falo de Luz, eu entendo, eu, raios X e raios gama, que são, para vocês, destruidores e, para nós, de nossas Dimensões, esses raios X e esses raios gama são a Luz.

O que vocês veem, vocês, sobre a Terra, não é a
Luz. Aí está, portanto, há aí, nesse nível, uma dificuldade inerente à
própria palavra empregada.

Assim, portanto, para Nibiru, as coisas são muito
complexas, porque existem várias denominações concernentes a Nibiru.

Nibiru foi desviado, no que concerne às Embarcações da Sombra,
desde o mês de agosto de seu ano passado, mas existem outros Nibirus.

Assim como certos textos confundiram Nibiru com Vênus, a estrela
da manhã. Ou ainda com Hercobulus, chamado também Némesis, o sol
gemelar. Tudo isso é muito complexo porque as palavras, para algumas palavras, são portadoras
de outras coisas além do primeiro significado.

Não se esqueçam que sua linguagem é proveniente do sumério e que é, portanto, falsificada, inteiramente.

Assim é a palavra Amor.



Quando eu emprego a palavra
Amor, não é de forma alguma o mesmo vivido pela palavra Amor, em sua
Dimensão. O mais frequente, a palavra Amor é colorida por seus próprios amores, por suas próprias fixações, por seus jogos de dualidade numa relação, num casal, por exemplo, que estritamente nada tem a ver com o que é o Amor nos planos multidimensionais e, no entanto, é a mesma palavra.

Em todo caso, para nós que não temos palavras, a mesma Vibração. Mas a Vibração que nós chamamos Amor nada tem a ver com a Vibração que vocês chamam amor.

Para algumas palavras, o significado é mesmo o oposto. É por isso que a Consciência deve apreender e viver a Vibração. A Vibração permanecerá sempre superior às palavras porque, quando falamos de Coroa Radiante do Coração, obviamente, a Vibração é percebida no Coração.

Eu não vejo chamar Coroa Radiante do Coração uma
Vibração que se situa ao nível de Manipura Chacra, não é?

Assim, portanto, a Vibração de seu Templo interior, a Vibração mesmo desse
corpo de personalidade, é portadora de sentido e de lógica.

Uma entidade da Sombra não poderá jamais enganar seu Coração. 
Uma entidade ligada ao ego, ou ao seu próprio ego, não poderá jamais manifestar-se no chacra do Coração. Ela permanecerá ao nível do plexo solar ou outros chacras, e assim por diante.

Vocês substituem a palavra pela vibração e, nesse
momento, tudo se esclarece. Se vocês chegassem a colocar uma Vibração em cada palavra, não haveria mais problemas.

Deem-se conta, do nível de crença da Humanidade: quando você pronuncia a palavra Deus, você ativa o 7º chacra. Mas você o ativa para receber o quê? A Vibração de Deus, que não é a Luz.

Então, quando você pronuncia Fonte, você ativa a Coroa Radiante da cabeça e você recebe a Luz. Assim, é importante compreender que as palavras os levarão sempre, e mesmo as minhas, a seu próprio campo de percepção e de coerência.


Somente a Vibração não pode enganá-los. Somente a Vibração é
justa, porque a Vibração segue circuitos energéticos em relação direta
com o sentido e a imanência da própria Vibração, para além da
palavra.



Questão: A palavra Allah é também falsificada como a palavra Deus?


O que chamam "God", o que chamam
"Yavé", o que chamam "Allah", toma sua Fonte na mesma origem que não é a
Fonte, mas que é o demiurgo, cujo verdadeiro nome, se querem saber, é
Yaldabaoth.

Yaldabaoth é a entidade separada da Fonte que, acompanhada de
alguns Arcanjos, criou esta Dimensão. Depois, os Anjos chamados da
Queda, cujo chefe era Lúcifer, foram redimidos. 
Yaldabaoth não está redimido.
Ele o será um dia.

clique aqui


***

Nomes de "Deus"
Deus
O Significado do Nome
DEMIURGO - Gnosticismo (Personagens - Seitas e religiões Conceitos básicos) PARTE 1



MENSAGENS DO SITE AUTRES DIMENSIONS
ESTÃO EM ORDEM CRONOLÓGICA.
**

Questão: o fato de que Deus tenha dado a Moisés novas Tábuas da Lei, frente às reações de seu povo, é o ponto de partida do que se chama a separação?


Ele recolheu os ‘códigos de vida’ do próprio Senhor Metatron, que lhe disse «eu sou aquele que eu sou».
O Senhor Metatron é a diferenciação da Fonte a mais próxima da Fonte.
Ele recolheu, então, os códigos de Luz, devendo servir à humanidade, mas, obviamente, os Arcontes vigiavam, eles também.
Por intermédio mesmo do irmão de Moisés, que perverteu o ensinamento de Moisés, Moisés que foi assassinado para que ele não pudesse prosseguir seu trabalho no que era à época a Terra Prometida.
A separação remonta a bem antes, mas digamos que ela ‘se organizou’ a partir daquele momento.
Inúmeras experiências ocorreram, para permitir o restabelecimento da Verdade, desde o Rei Akhenaton [grande faraó da XVIII Dinastia egípcia], passando por Moisés, e passando pelo Cristo.
Entretanto, o ensinamento sempre foi desviado e distorcido pelos seres a serviço dos Arcontes e que formataram a lei de tal modo que a revelação Divina, qualquer que fosse, foi transmutada em servidão.
Todas as religiões, sem exceção, mesmo de origem Divina (porque elas são todas, sem exceção), foram distorcidas e desviadas pelos homens, para próprio proveito.

***
RAMATAN (08.07.2009)


***

O perigo está aí, e muitos seres humanos se deixam levar pela ‘ilusão’ das palavras.
Mesmo as palavras que pronunciou o Cristo foram transformadas pelas religiões, evidentemente, e as palavras que pronunciam hoje alguns seres («aqui e agora», «Eu Sou») são palavras despojadas de seu significado e de sua vivência espiritual, porque são vividas ao nível do mental e eles mesmos se felicitam por terem encontrado Deus.

ARCANJO ANAEL (08.07.2009)


***

A palavra Deus, eu devo anunciar-lhes, deve ser Fonte, Fonte Mãe/Pai Una, que se cria, ela mesma, através da grande Criadora.

ARCANJO ANAEL (30.07.2009) (*SAINDO DA ILUSÃO 15*)


***

Assim, se vocês tomam as primeiras frases de Gênesis: “o Espírito de Deus flutuava sobre as águas”, não se trata de Deus, como o sabem, mas de Elohim.

ARCANJO ANAEL (02.08.2009) (*SAINDO DA ILUSÃO 13*)


***

Existe assim uma Fonte Una/Pai/Mãe que pode se duplicar ela mesma ao infinito e podendo investir, em Consciência, desde um grão de areia até um conjunto de Sóis.

Esta Fonte infinita Una/Pai/Mãe foi, ao seu turno, copiada e imitada, para criar um princípio de dualidade mantendo-os nesta matriz.

Assim, a Fonte não é mais chamada a Fonte.

O Pai/ Mãe não é mais chamado Pai/Mãe, mas se fez denominar Deus/Diabo.

Há, nesse nível, uma Vibração ligada à dualidade mantendo-os, de maneira muito lógica, numa egrégora de distância, de separação e de medo.

Houve um Deus vingador, houve um Diabo que os perseguiu e que os impediu, assim dizendo, de retornar a Deus, pronunciando a palavra Deus, que era uma Vibração elevada, certamente a Vibração a mais alta nesta dualidade e que, entretanto, os fecha inexoravelmente na dualidade.


Assim como o sabem, Cristo, durante sua viagem Humana, jamais pronunciou essa palavra, qualquer que seja a língua.



Ele pronunciou uma palavra precisa que era Abba.


Ele sempre chamou a Entidade que o enviou como Fonte de tudo, Pai, e é realmente o Pai que o enviou.

Quem era o Pai?

O Pai era a Fonte Una/Pai/Mãe.


Deus é apenas uma Ilusão e uma egrégora falsificada, situada nos planos mais elevados do mundo astral.


Assim, quando vocês chamam, em ressonância e em Vibração, ou em oração, a palavra Deus, vocês chamam, do mesmo modo, seu antagonista que é chamado Diabo.

Trata-se, de fato, da mesma Entidade, elaborando o sistema de controle e se duplicando ela mesma a fim de colocá-los na dualidade e de manter o estado de dualidade.


A Fonte escapa desse condicionamento.

Cristo escapou desse condicionamento.


ARCANJO ANAEL (06.10.2009) (*SAINDO DA ILUSÃO 7*)


***
Nesse sentido, estas Consciências superiores que voluntariamente se privaram da Fonte, se intitularam eles mesmos Criadores e criaram leis (que vocês chamam carma, ação/reação, eletromagnetismo, o bem, o mal), enfim, tudo o que vocês sabem nesta densidade, alguns de vocês a centenas de milhares de anos.
*
É também se entregar à Inteligência da Luz e à Inteligência da Criação, além desta Ilusão, criada por aquele que se autodenominou Deus ou Diabo.

A mesma entidade que, sob muitas aparências, os escravizou cada vez mais na dualidade, na Lei da ação-reação, do bem e do mal, a qualquer coisa que os aprisionava e que ainda os prende e que, se ela continuasse, iria trancá-los totalmente até o momento de extinguir, em vocês, o menor sinal de Luz, o menor sinal de Alegria, de felicidade, rompendo todos os laços.

*

Não existe qualquer Deus vingativo a não ser aquele que se intitulou assim e que é ele mesmo o Diabo, jogando então o duplo jogo daquele que pune e daquele que recompensa a todos que participam, levando-os ainda mais em meio à Ilusão.



A palavra correta para a Luz é a Fonte, a Unidade.


*
Todo o jogo da dualidade, de Diabo / Deus, é para fazê-los acreditar nessa dualidade porque, estando sob seu controle, ele está vencendo, fazendo-lhes o bem ou o mal.

*
A Criação deste corpo foi minha.

A falsificação, que consistiu em desligar esta Criação da Fonte, foi feita pelo que tem sido denominado Arcontes ou, se preferir, Deus e Diabo.

*
Amada MARIA (21.11.2009)


***

Questão: Poderia nos falar de Nibiru?

Que quer saber com relação a Nibiru?
Porque inúmeras coisas poderiam ser ditas.

Houve uma frequente confusão, e insistiria apenas nisso, se preferem, entre Nibiru e Hercobulus, entre as Embarcações de Luz que levam o nome de Nibiru e as Embarcações da Sombra que levam também o nome Nibiru.

É uma palavra que está muito na moda.
Se preferem, é a mesma coisa que para Deus.

Alguns ensinamentos lhes mostraram, quer vocês aceitem ou não, que a entidade que se chama Deus é a mesma entidade que se chama Diabo. Vocês aceitem ou não.

Mas, para um, Deus é também a Fonte.
Naquele momento, ele não é mais Deus, ele é a Fonte.
A linguagem serve para enganar.


Eu insisti, quando de minha primeira vinda, no fato de que eu esculpiria as palavras, a fim de lhes dar, se possível, uma abordagem Vibratória ligando-as a seus sentidos. Mas há palavras que perdem o controle: a palavra Deus é uma. Porque, de acordo com as diferentes tradições existentes, há um Deus. Na Índia, há vários deuses.

Algumas coisas lhes dizem que não há que Deus, apenas Deus, e, no entanto, outras nos dizem que Deus é o diabo.


Deus é uma palavra inventada, inventada pelo demiurgo que criou esta Dimensão. Assim, nós, nós das esferas Unitárias, empregamos a palavra Fonte, de Luz ou de Unidade.


Nós empregamos, entretanto, as palavras de Divindade, porque a Divindade é um estado, mas daí a uma Divindade se proclamar Deus, há uma falsificação.

Entretanto, isso é muito astucioso, em todos os sentidos do termo, porque a partir que vocês empregam uma palavra, enquanto humanos, existe um conteúdo simbólico e semântico, em sua cabeça, que lhes faz ligar a palavra que evocam a certo número de coisas.

E vocês empregam, entretanto, as mesmas palavras, umas e outras, para designar coisas profundamente diferentes. Assim, quando eu falo de Luz, alguns vão entender Luz do dia, ou Luz do sol. E quando eu falo de Luz, eu entendo, eu, raios x e raios gama, que são, para vocês, destruidores e, para nós, de nossas Dimensões, esses raios x e esses raios gama são a Luz.

O que vocês veem, vocês, sobre a Terra, não é a Luz. Aí está, portanto, há aí, nesse nível, uma dificuldade inerente à própria palavra empregada.

Assim, portanto, para Nibiru, as coisas são muito complexas, porque existem várias denominações concernentes a Nibiru.

Nibiru foi desviado, no que concerne às Embarcações da Sombra, desde o mês de agosto de seu ano passado, mas existem outros Nibirus.

Assim como certos textos confundiram Nibiru com Vênus, a estrela da manhã. Ou ainda com Hercobulus, chamado também Némesis, o sol gemelar. Tudo isso é muito complexo porque as palavras, para algumas palavras, são portadoras de outras coisas além do primeiro significado.

Não se esqueçam que sua linguagem é proveniente do sumério e que é, portanto, falsificada, inteiramente.


Assim é a palavra Amor.



Quando eu emprego a palavra Amor, não é de forma alguma o mesmo vivido pela palavra Amor, em sua Dimensão. O mais frequente, a palavra Amor é colorida por seus próprios amores, por suas próprias fixações, por seus jogos de dualidade numa relação, num casal, por exemplo, que estritamente nada tem a ver com o que é o Amor nos planos multidimensionais e, no entanto, é a mesma palavra.


Em todo caso, para nós que não temos palavras, a mesma Vibração. Mas a Vibração que nós chamamos Amor nada tem a ver com a Vibração que vocês chamam amor.


Para algumas palavras, o significado é mesmo o oposto. É por isso que a Consciência deve apreender e viver a Vibração. A Vibração permanecerá sempre superior às palavras porque, quando falamos de Coroa Radiante do Coração, obviamente, a Vibração é percebida no Coração.


Eu não vejo chamar Coroa Radiante do Coração uma Vibração que se situa ao nível de Manipura chacra, não é?

Assim, portanto, a Vibração de seu Templo interior, a Vibração mesmo desse corpo de personalidade, é portadora de sentido e de lógica.



Uma entidade da Sombra não poderá jamais enganar seu Coração. Uma entidade ligada ao ego, ou ao seu próprio ego, não poderá jamais manifestar-se no chacra do Coração. Ela permanecerá ao nível do plexo solar ou outros chacras, e assim por diante.


Vocês substituem a palavra pela vibração e, nesse momento, tudo se esclarece. Se vocês chegassem a colocar uma Vibração em cada palavra, não haveria mais problemas.

Deem-se conta, do nível de crença da Humanidade: quando você pronuncia a palavra Deus, você ativa o 7º chacra. Mas você o ativa para receber o quê? A Vibração de Deus, que não é a Luz.

Então, quando você pronuncia Fonte, você ativa a Coroa Radiante da cabeça e você recebe a Luz. Assim, é importante compreender que as palavras os levarão sempre, e mesmo as minhas, a seu próprio campo de percepção e de coerência.


Somente a Vibração não pode enganá-los. Somente a Vibração é justa, porque a Vibração segue circuitos energéticos em relação direta com o sentido e a imanência da própria Vibração, para além da palavra.


*



Questão: A palavra Allah é também falsificada como a palavra Deus?


O que chamam "God", o que chamam "Yavé", o que chamam "Allah", toma sua fonte na mesma origem que não é a Fonte, mas que é o demiurgo, cujo verdadeiro nome, se querem saber, é Yaldabaoth.

Yaldabaoth é a entidade separada da Fonte que, acompanhada de alguns Arcanjos, criou esta Dimensão. Depois, os Anjos chamados da Queda, cujo chefe era Lúcifer, foram redimidos. Yaldabaoth não está redimido. Ele o será um dia.

UM AMIGO (06.03.2010)



***


Questão: qual diferença você faz entre Cristo Miguel e Cristo Maitreya?


Caros irmãos e irmãs, vocês devem compreender que na matriz, a Vibração sonora, e um nome atribuído, é portador de uma energia.

Isso vocês todos sabem.

E também de uma Consciência.

Aqueles que criaram esta matriz o sabem perfeitamente.

Eles, em todos os tempos, dessacralizaram o que era sagrado.

Assim, construíram o nome de Cristo através de dogmas religiosos ou outros.

Assim o foi da entidade original chamada Maitreya que foi apresentada, há muito tempo, sob forma encarnada, sobre esta Terra, em outros ciclos que esse último que vocês vivem.

Assim, aqueles que conhecem as regras de funcionamento da frequência falsificada servem-se de nomes que lhes agradam.

Certamente, eles não vão se chamar Diabo, eles vão se chamar Deus, mas é a mesma coisa.


Nós evitamos falar-lhes, durante a intervenção dos Casamentos Celestiais, de palavras que foram um tanto estragadas, como a palavra Amor.

Porque, quando o ser humano fala de Amor, há por trás toda uma vivência pessoal, mas também toda uma egrégora bem afastada do Amor.


Assim, a denominação Mestre da Luz (o que significa, na língua matricial, KI-RIS-TI) nada tem a ver com o que foi falsificado pelo nome Cristo.



Cristo Miguel é o princípio solar e o Cristo passou pelo sol, Cristo ressuscitou, Cristo tem outro estado de Revelação, KI-RIS-TI, mas já revelado.


Agora, Cristo Maitreya é apenas uma falsificação de KI-RIS-TI.
Assim como Jesus Cristo, tal como vocês empregam na história, é uma falsificação.

O problema é que as crenças e as palavras pronunciadas os unem a uma egrégora.


Assim, quando vocês pronunciam Deus, vocês se unem instantaneamente à egrégora do Diabo.


É por isso que a palavra Fonte foi empregada.

A Fonte, de seu ponto de vista, é Deus.

Mas se vocês chamam Deus, vocês não chamam a Fonte, vocês chamam outra coisa e, em particular, a dualidade.

Enquanto que a Fonte, em caso algum, pode pertencer à dualidade.

Ainda que a Fonte tenha tido êxito, por seu contrato inicial com os Arcontes, para ter a liberdade de manifestar um corpo regularmente nesta densidade, por geração, ela não pode aí subsistir demasiado tempo (em geral, entre dez e vinte anos, não mais).

Mas a Fonte sempre esteve aí, em intervalos regulares.

Então, prestem atenção aos nomes que vocês empregam.

E por isso que a palavra Luz foi tão falsificada.

Então, nós empregamos a palavra Luz Vibrante, porque quer dizer melhor o que quer dizer.

Luz sem Vibrações não é Luz.

Luz Vibrante é Luz.

Entretanto, vocês têm, doravante e hoje, os meios inegáveis de conhecer a Verdade.

No Fogo do Coração e na Vibração da Coroa Radiante do Coração, toda questão que submetem à Coroa Radiante encontrará sua resposta.

Não pelo mental discursivo, mas sim no Supra Mental.

Porque, no Supra Mental, nenhuma zona de Sombra, nenhuma falsificação pode existir.

Hoje também, lhes é pedido para irem além dos nomes e das denominações, e viverem a Verdade.

É profundamente diferente.

***



Questão: o que é dos adjetivos Divino e Divina?

Isso não é a mesma coisa, mesmo se a raiz etimológica seja a mesma.


Maria, aliás, é denominada frequentemente a Divina Criadora.


A palavra ‘Deus’ não tem a mesma Vibração que Divino ou que Divina.

Isso é a mesma coisa em todas as línguas da Terra.

A linguagem que, simbolicamente, é proveniente da torre de Babel, é uma falsificação da Vibração.

Como o disse um de nós, 24 Anciões: a palavra é simulacro.

E, como o diz aquele que veio antes de mim, Um Amigo: a palavra não é a Vibração.

O silêncio de palavras é Verdade.

As palavras são crenças.

É pelas crenças que vocês foram presos.

Reencontrar a Vibração é ir para além das palavras.

Mesmo as palavras que nós pronunciamos, nós todos, no Interior desse canal, se não fossem Vibração e ressonância, seriam apenas címbalos altissonantes.


SRI AUROBINDO (27.03.2010)


***



Questão: se Deus e diabo são equivalentes, por que o termo Deus é por vezes empregado nas canalizações, mesmo por Maria?



Não, Maria não fala jamais de Deus, ela fala de Divino e eu a chamo, aliás, de a Divina Maria.

A etimologia da palavra Divina nada tem a ver com a etimologia da palavra Deus.

Agora, vocês devem aprender ou compreender e viver o fato de que as forças opostas à Luz sempre se serviram da Luz, invertendo-a.


Isso vocês o viveram através das revelações das Chaves Metatrônicas, através de tudo o que é jogo Sombra / Luz, nesta densidade.

Vocês sabem que a sombra projetada, por exemplo, está ligada à insuficiente transparência que existe nesta Densidade.

Nos mundos Unificados, a sombra não pode existir, ela não existe, tudo é transparência.

Mas quando lhes digo transparência, como vocês podem compreender a transparência, uma vez que não a vivem?

Vocês têm o hábito de certa densidade, de certo peso.

Quando vocês percorrem os caminhos da Existência, quando vocês têm acesso à Verdade, para além da matriz, vocês penetram estados de Consciência e fenômenos ligados a visões, ligados à Consciência, ligados à percepção de cores e de formas que estritamente nada têm a ver com o que existe neste Plano.

Agora, é preciso compreender que o verdadeiro Deus, se o querem chamar assim, o que nós denominamos a Fonte, manifestou-se através de uma Deusa que é a Criadora.

Mas Deus é unicamente o nome que se deu Yaldebaoth, quer dizer a entidade «Suprema» («Suprema» entre aspas, Supremo imbecil, pode-se dizer hoje), que quis imitar a Criação da Fonte, que construiu o que vivemos e o que vocês vivem hoje, ou seja, a ilusão.

Simplesmente, vocês estão tão aclimatados a esta ilusão que vocês, que nós todos acreditamos (eu também, o primeiro, quando estava vivo nesta Dimensão) que havia leis que existiam nesse mundo e a primeira dessas leis nos fazia crer que nós nos reencarnávamos para irmos progressivamente para uma liberação.

Mas é impossível.

Os únicos seres que estavam livres da matriz, vocês os conhecem.

É Cristo, ele jamais esteve sujeito à influência da matriz.

É Maria.


Os dois únicos a terem conseguido extrair-se da matriz inteiramente, o fizeram pelos Anjos.



É Enoque e Elias.



Os outros ditos realizados, dos quais fiz parte em minha vida, foram colocados numa bolsa de Luz para evitar que tivessem a necessidade de se reencarnarem, é similar para Sri Aurobindo, é similar para Um Amigo, é similar para os 24 Croûtons que somos.


Fomos colocados numa esfera Vibratória que era como uma espécie de proteção, de casulo, que nos evitou reencarnarmos, até o momento em que a matriz começou a dar sinais de enfraquecimento e no momento em que pudemos levar a efeito nossa missão.


Portanto, o que é chamado de Deus, é simplesmente a entidade Yaldebaoth, que veio dos Dracos não redimidos, que veio da [constelação] Ursa Maior e que se intitulou Criador, enquanto que apenas modificou a Criação existente neste planeta, como sobre outros planetas, que foi criado por Maria.


Isso lhes mostra a que ponto de impregnação a Fonte foi falsificada e transformada pela impregnação de Deus, porque se emprega a palavra Deus a torto e a direito, não é?


E, obviamente, quando vocês pronunciam a palavra Deus, o diabo não está longe, certamente, dado que é a mesma entidade.


É ele quem foi chamado o grande Shatane, o administrador desse mundo ou, se preferem, Satan.


Deus lhes fala de Diabo, obviamente, eis que tem interesse em manter a dualidade e que o único modo de manter a matriz é privá-la da Unidade.

É lógico.

Portanto, quanto mais criarem, na humanidade, um sistema de controle humano, um sistema de controle mental, o que farão?

Vocês vão modificar inicialmente as forças gravitacionais, para fechar um sistema solar no interior de si mesmo e privá-lo da irradiação da Fonte.

Coisa que foi realizada há mais de 300.000 anos.

Em seguida, induzirão, nesse sistema privado da Fonte, comportamentos de ação/reação e criarão uma lei maravilhosa que se chama Carma, à qual alguns vão aderir dizendo: «vou purificar meu Carma para aceder à Unidade».

Como uma expressão que diz: vocês podem sempre correr, aliás, todos muito correram e pedalaram, não é?

E depois, um dia, vocês acedem, como alguns de vocês aqui, à Vibração do Coração.

E como alguns de vocês aqui, vocês penetram as esferas da Existência.

E aí, todos os véus caem.

Vocês compreendem a diferença entre uma vivência e uma Crença, e vocês compreendem que o ser humano, a Consciência humana limitada, se deixou fechar nas Crenças: a Crença da doença, a Crença da morte, a Crença do nascimento, a Crença das religiões, a Crença em um salvador, a Crença em algo do exterior e vocês exteriorizaram esse mundo e vocês levaram, e nós todos levamos, esta Criação a ser o que ela é.


Nesta Criação, felizmente, grandes Seres e muito grandes Arcanjos mantiveram, escondida no interior do ser humano, uma parcela de Eternidade que se pode mesmo chamar o corpo Divino ou Deus em Si, não Deus, certamente, em Si, é a Fonte em Si.


É tempo, hoje, de dar a César o que é de César.

Deus, Diabo, participam da mesma dualidade e da mesma Criação falsificada.

Deus se quis Criador, mas o Criador é a Fonte e vocês são a Fonte.

Quando vocês vivem a Existência [Estado de Ser], quando vocês acedem ao Sol, como eu o fiz em minha vida, quando de minha primeira revelação meditando frente ao Sol, naquele momento, o mundo não lhes aparecerá mais, jamais, do mesmo modo.

Vocês chegam muito claramente, com o olho da Consciência, com o olho do Coração, a fazer a diferença entre a Verdade e a falsificação.

Vocês chegam a fazer a diferença entre o que é chamado Deus e o que se chama a Verdade.

Não é uma visão do espírito, não é uma Crença, é uma experiência.

É toda a diferença.

OMRAAM (Aïvanhov) (29.05.2010)



***

Questão: foi dito que Deus, ligado às crenças, era ele mesmo um acusador de culpa.


A crença, bem amado, decorre de uma falha.

Esse mundo, como o disse nesse mundo dissociado, é um mundo de crenças, e nada mais.


A crença retarda a Vibração.


A crença cristaliza, e densifica, e estabelece, e materializa, em todos os sentidos do termo, a desmaterialização e, portanto, a desconstrução das crenças, quaisquer que sejam.

A crença é diretamente oriunda da culpabilidade induzida por Yaldebaoth, aquele que foi chamado, muito tempo, Deus, que se substituiu à Fonte.


Yaldebaoth funcionou pelo ‘princípio de ação e de reação’, modificando as forças que vocês chamam gravitacionais.


Foram instauradas as leis de ação/reação.

Essas leis de ação/reação os levaram, progressivamente, a estabelecerem-se nas crenças, essas crenças que representam sua própria reação à culpabilidade.

A culpabilidade é procedente de certo número de fechamentos, aí também, em relação com crenças e, do mesmo modo, para escapar da culpabilidade, é necessário construir novas crenças, permitindo escapar das antigas crenças.

Mas, de crença em crença, vocês não saem das crenças, porque a crença, associada a outra crença, os estabelece no peso, na densidade e na ausência de leveza.

A liberação, o alívio da Consciência, traduz-se pelo desaparecimento da culpabilidade e das crenças.

É-lhes preciso substituir, todos, sem exceção, em todos os setores de sua vida, a noção de culpabilidade, pela noção de responsabilidade.

A responsabilidade é liberdade, a culpabilidade é livre arbítrio.


A liberdade e o livre arbítrio são duas vertentes, totalmente opostas e contraditórias, de uma mesma realidade, que não é a Verdade.


Apenas estabelecendo-se na liberdade, na responsabilidade, na Vibração, que vocês poderão escapar às crenças procedentes da culpabilidade ou ao que chamaria as contra-crenças procedentes das crenças iniciais.

Vários sábios disseram-lhes, nos tempos passados, e o próprio Buda: «não creiam em nada do que lhes dizem, se vocês mesmos não fazem a experiência».

Ora, hoje, a experiência que lhes é proposta, nesta Terra, é a experiência da Vibração e da Consciência Ilimitada.

Assim, portanto, a nada serve aderir aos dogmas do Ilimitado, ou à Verdade da Unidade, se vocês mesmos não a vivem.

É preciso que suas crenças, aí também, passem na vivência.

Ora, a vivência apenas pode se passar através da revolução da Consciência e da passagem do ‘Switch’ da Consciência, possível graças à Vibração e unicamente graças ao Coração.

Não há lugar para a culpabilidade, no Coração.

Há lugar para a culpabilidade no ego e na personalidade e nas lutas inerentes à manutenção da vida, nesta Dimensão.

Certamente, não lhes é solicitado para colocar fim nesta Dimensão, colocando fim em seus dias, longe disso, mas transmutar esta Dimensão, devolvê-la à sua Unidade, à sua Verdade e à sua Liberdade, estabelecendo-se firmemente, vocês mesmos, na Vibração, na Luz e em sua Inteligência: o que foi chamado de ‘Abandono à Luz’.

No Abandono à Luz encontra-se o fim da culpabilidade e o fim das crenças.

Vocês não podem manter crenças e viver a Vibração.

Lembrem-se que a Vibração da Consciência é expansão, que a Consciência toca ao Ilimitado, aumenta sua Frequência e pode tocar setores até agora inéditos para a consciência limitada.

Enquanto que a crença os mantêm, assim como a culpabilidade e os medos, na ilusão, na limitação e os faz, obviamente, rejeitar o princípio de Unidade, porque o ser humano que não pode viver a experiência da Unidade vai, obviamente, dizer que isso não existe e que não existe redenção pela Unidade, mas unicamente no princípio de superação e de fazer o bem para opor o mal.

É exatamente o que deseja Yaldebaoth [demiurgo, chefe dos arcontes] e é exatamente o inverso do que nós desejamos para vocês.

UM AMIGO (12.06.2010)


***
Assim, o que é chamado de Elohim, são seres que percorreram a superfície desse mundo, bem antes que Deus e Diabo tomassem posse.


ARCANJO ANAEL (26.06.2010)




***

Pergunta: se Yaldabaoth, inicialmente, « estava na Unidade », onde ele está agora?


Ele se esconde.
Procura-se.

Mas é aquele que está representado em toda a Terra, que vocês têm chamado de Deus ou o diabo.

É a mesma entidade, Yaldebaoth, que usurpou a Criação.

Ele se apossou de uma Criação preexistente.

Ele não pode criar.

E é por isso que ele se denomina seu Criador, mas ele jamais criou.

Pelo contrário, ele os subjugou e os escravizou.

Ele os aprisionou, literalmente.

E o milagre, é que ele fez vocês acreditarem que tinham o livre arbítrio e que o inferno não era aqui, mas quando vocês fossem para o outro lado, que vocês haviam feito o mal.

É maravilhoso, não é.

*


Pergunta: é um ser que evoluiu no Estado de Ser?


No início, sim, é claro, mas ele criou dimensões desligadas, alteradas.

Ele se aprisionou ele mesmo em qualquer coisa.

*


Pergunta: ele fez sua própria prisão progressivamente e à medida que seu programa se desenrolava?


Plenamente.

Ele se trancou nele mesmo.

Isso se denomina obscurecimento.


E vocês poderiam chamá-lo também de o demiurgo.


Vocês não notaram, em todo caso, na língua francesa, silábica: Dieu e diable, é a mesma coisa.

Ele teve uma idéia, uma idéia muito malvada.

*


OMRAAM (Aïvanhov) (30.06.2010)



***

Os Arcontes se intitularam assim.

Eles se substituíram à Fonte, eles se autodenominaram: Deus, Diabo, Criador.

Eles furtaram uma Criação.

ARCANJO ANAEL (14.07.2010)


***

Isso se fará em toda facilidade, o aprendizado será extremamente breve, porque esses dados estão já codificados em vocês, em sua Existência e em sua Eternidade.

Vocês fazem apenas reencontrar o que lhes foi subtraído por Deus/Diabo.

A hora da Fonte e de seu retorno à Fonte chegou.


UM AMIGO (16.09.2010)


***

Vocês não estão mais, literalmente, sujeitos a essas forças.


Vocês saem do complexo Deus/Diabo para entrar no complexo da Fonte e da Unidade, refazendo de vocês Filhos de Luz, Filhos da Lei de Um, e Sementes de Estrelas.


Enquanto vocês aderem, por seu ‘ponto de vista’, por seu comportamento, à Matriz, ainda que fazendo o Bem, vocês participam à Matriz, e vocês não podem dela sair.


Compreendam com isso que eu não disse que era necessário nada fazer, mas extrair-se desse jogo dual é uma preliminar para agir segundo a ‘ação de Graça’.


SRI AUROBINDO (17.09.2010)


***


Deus e Diabo são exatamente a mesma entidade que falsifica e que os inunda de julgamentos de valor, de julgamentos morais, de julgamentos mentais, impedindo-os, literalmente, o acesso à sua Unidade, o acesso ao Aqui e Agora.


ARCANJO ANAEL (17.10.2010 – 1ª. Parte)




*** 











O que é Kadosh:  Kadosh significa santo, em hebraico, e é também utilizado para designar o nome de Deus dos judeus. Kadosh significa também algo sagrado, ou um indivíduo que foi consagrado perante outras pessoas. Kadosh também aparece na Bíblia, no Novo Testamento.

Existem várias variações para Kadosh, Kadesh significa sagrado, em hebraico, Kidush significa santificação, ou consagração, já Yom kadosh significa dia Santo, Kadish significa santificação, e é feita uma oração durante 11 meses, para exaltar o nome de Deus. Kadosh aparece no Antigo e no Novo Testamento da Bíblia e do Torah, sempre em oração para exaltar Deus.

Kadosh é utilizado também na Maçonaria, e é uma cerimônia de iniciação, e a pessoa que participa recebe o nome de Cavaleiro Kadosh. Essa nomenclatura é utilizada especialmente nos Estados Unidos e no Canadá.

Extraído de: http://www.osignificado.com.br/kadosh/

Para mais informações sobre Maçonaria, acesse aqui:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ma%C3%A7onaria

Maçonaria · Grande Loja · Loja Maçônica · Venerável Mestre · Regularidade maçônica · Graus maçônicos · Lojas Simbólicas · Loja de Perfeição

História

História da Maçonaria · Manuscritos Maçônicos · Constituições de Anderson ·CLIPSAS · SIMPA · União Maçónica Internacional CATENA · C.I.MA.S.


O Cavaleiro Kadosh é um Grau Maçônico ou cerimónia de iniciação realizado por certos ramos do Antigo e Aceito Rito Escocês da Maçonaria. É o Trigésimo grau da Jurisdição Sul do Rito Escocês para os Estados Unidos da América[1], para o Antigo e Aceito Rito Escocês da Maçonaria do Canadá[2]. A Jurisdição Norte Maçônica do Rito Escocês, no momento, não conferem um grau intitulado "Cavaleiro Kadosh". Em vez disso, o seu Trigésimo Grau, é intitulado como "Grande Inspetor".

O termo "Kadosh", é derivado da palavra em hebraico "קדוש", que significa sagrado ou consagrado. "Kadosh" e "Cavaleiro Kadosh" é frequentemente, abreviado em documentos ou siglas maçônicas, como "K--H.'.e "K.'.K.'.D.'.H".

TRECHO EXTRAÍDO DE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cavaleiros_Kadosh


__________________________________________________

Grande Arquiteto do Universo: 
Grande Arquiteto do Universo, etimologicamente se refere ao principal Criador de tudo que existe, principalmente do mundo material (demiurgo) independente de uma crença ou religião específica.

Conceito cristão: O conceito de Deus como o Grande Arquiteto do Universo tem sido empregado muitas vezes no cristianismo. Ilustrações de Deus como o arquiteto do universo podem ser encontradas em Bíblias desde a Idade Média [1] e regularmente empregadas pelos apologistas e professores cristãos.

Teólogos cristãos como Tomás de Aquino sustentam que existe um Grande Arquiteto do Universo, a Primeira Causa, e que este é Deus. Os comentadores de Aquino, como Stephen Richards [2] têm apontado que a afirmação de que o Grande Arquiteto do Universo é o Deus cristão não é evidente, com base na "teologia natural" somente, mas requer adicionalmente de um "salto de fé" baseado na revelação da "Bíblia".

João Calvino, em seu Instituto da Religião Cristã(publicado em 1536), chama repetidamente o Deus cristão de "O Arquiteto do Universo", também se referindo aos seus trabalhos como "Arquitetura de Universo", e em seu comentário sobre Salmo 19 na Bíblia católica Salmo 18 refere-se à Deus como o "Grande Arquiteto" ou "Arquiteto do Universo"



Na Maçonaria, 'Grande Arquiteto do Universo', também chamado de 'G.A.D.U.' ou 'G.A.U.' (na forma abreviada), é o Ser Supremo ou Grande Geômetra, título dado a Deus

Conceito maçônico: O conceito do 'Grande Arquiteto do Universo' está além de qualquer credo religioso, respeitando toda a sua pluralidade. A crença num ser supremo é ponto indiscutível, para que se possa ser iniciado na maçonaria, uma realidade filosófica mas não um ponto doutrinal.

Como é uma escola de filosofia, moral e bons costumes, e não sendo uma religião, a maçonaria não pretende concorrer com outras religiões. Permite aos seus iniciados a crença em qualquer uma das religiões existentes, exigindo apenas a crença num ser superior, criador de tudo e de todos, que o candidato já acreditasse antes mesmo de considerar a possibilidade de vir a ser um maçom.

Assim, 'Grande Arquiteto do Universo' ou 'G.·.A.·.D.·.U.·.' é uma designação maçônica para uma força superior, criadora de tudo o que existe. Com esta abordagem, não se faz referência a uma ou outra religião ou crença, permitindo que maçons muçulmanos, católicos, budistas, espíritas e outros, por exemplo, se reúnam numa mesma loja maçônica.

Para um maçom de origem muçulmana se referiria a Alah, para outro de católica, seria Jave, de qualquer forma significaria Deus. Assim as reuniões em loja podem congregar irmãos de diversas crenças, sem invadir ou questionar seus conteúdos.

A atividade da Maçonaria em relação ao Grande Arquiteto do Universo - G.·.A.·.D.·.U.·., envolve estudos filosóficos e não proselitismo.

Conceito hermético: O Grande Arquiteto também pode ser uma metáfora aludindo à potencialidade divina de cada indivíduo. "(Deus) ... Esse poder invisível que todos sabemos existir, mas entendida por muitos nomes diferentes, tais como Deus, o Espírito, o Ser Supremo, a Inteligência, Mente, Energia, Natureza e assim por diante." [3]

Na Tradição Hermética, cada pessoa tem o potencial de tornar-se Deus, esta idéia ou conceito de Deus é percebido como interno e não externo. O Grande Arquiteto é também uma alusão ao universo criado observador. Nós criamos nossa própria realidade, por isso nós somos o arquiteto. Outra forma seria a de dizer que a mente é o construtor.

Conceito do ponto de vista da gnosis:  O conceito de Grande Arquiteto do Universo ocorre no gnosticismo. O Demiurgo é o Grande Arquiteto do Universo, o Deus do Antigo Testamento, em oposição a Cristo e Sophia mensageiros da Gnose do Verdadeiro Deus.

Ebionits como Notzrim, por exemplo, o Rabba Pira, é a fonte de origem, e, recipiente de todas as coisas, que é preenchido pelo Rabba Mana, o Grande Espírito, do qual emana a primeira vida.

A primeira vida reza para a companhia e filhos, após o que a segunda vida, o Ultra Mkayyema ou mundo que constitui Æon, o Arquiteto do Universo, vem a ser. A partir desse Arquiteto vem uma série de æons, que erguem o universo sob a comando da gnosis, o conhecimento personificado de vida [4]

Bibliografia

Max Heindel Maçonaria e Catolicismo
Jules Boucher A Simbólica Maçónica
Oswald Wirth O simbolismo hermético na sua relação com a Franco-Maçonaria
Rizzardo da Camino Rito Escocês Antigo e Aceito Loja de Perfeição (Graus 1.º ao 33.º), Madras Editora Ltda, 1999, 2.ª Edição - ISBN 85-85505-65-6


Extraído de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Arquiteto_do_Universo

***
DEMIURGO - Gnosticismo (Personagens - Seitas e religiões Conceitos básicos)

Possui vários nomes: Samael (deus cego), Yaldébaoth (criança do Caos), Saclas, Saturno, Cronos, etc. Sua consorte é o demônio feminino Nebruel, que ao se acasalar com ele, dá origem a doze eons.

Origem da Palavra: A palavra demiurgo é derivada do Grego antigo δημιουργός (dēmiourgós, latinizado demiurgus). No Grego Clássico, a palavra Demiourgos significa "artesão" ou "artífice", literalmente "aquele que trabalha a para o povo", trabalhador especializado, criador; dēmios (δήμιος) que pertence ao povo; dêmos, “o povo”.

Ialdaboath, tornando-se arrogante em espírito, vangloriou-se sobre todos que estavam abaixo dele e explicou: "Eu sou o pai e Deus, e acima de mim não há ninguém", sua mãe ouvindo-o falar assim, bradou contra ele: "Não minta, Ialdabaoth, pois o pai de tudo, o Anthropos primordial, está acima de você e assim é Anthropos, o filho de Anthropos".

Também, ialdabaoth é parte da liberação da transmutação alquímica, representando o demiurgo na escuridão da matéria que agora radia brilhantemente no seu estado pristino.

Arconte: Entidades responsáveis pela ordem da estrutura do Universo Gnóstico. Gerados por Sophia, estes "regentes" são servos dos designos do Demiurgo. No Mito de Sophia, um arconte, Abraxas, se rebela e ajuda a sua mãe a se libertar do jugo do pretenso "criador", Ialdoboath, conhecido como Demiurgo ou Saclas (tolo ).

Referências
Pagels, Elaine, The Gnostic Gospels, New York: Vintage Books, 1979, p. 123
Riland, George, The New Steinerbooks Dictionary of Paranormal, New York, Warner Books, Inc., 1980, p. 136


Extraído de: http://www.ocultura.org.br/index.php/Arconte


Leia mais aqui

http://portaldosanjos.ning.com/group/magisterluxrevelandomistrios/forum/topics/demiurgo-gnosticismo

***
Uma introdução a PISTIS SOPHIA

Clique aqui

http://portaldosanjos.ning.com/group/magisterluxrevelandomistrios/forum/topics/uma-introducao-a-pistis-sophia

****

LEIA TAMBÉM


** COLETÂNEA: "OS MAUS RAPAZES" (OS ARCONTES) - AUTRES DIMENSIONS **

http://www.portaldosanjos.net/2011/12/coletanea-maus-rapazes-os-arcontes.html


OMRAAM (Aïvanhov) - Sobre as 3 forças: luciférica, arimânica e Crística

Clique aqui
http://portaldosanjos.ning.com/group/cinciaespiritualtextosderudolf...

__________________________________________

A Ilusão Arimânica
por Rudolf Steiner

CLIQUE AQUI

http://portaldosanjos.ning.com/group/cinciaespiritualtextosderudolf...

****

Adonai (em hebraico: אדני, "meu Senhor", ou "meus Senhores", como discutido adiante) é o título de superioridade utilizado para D'us na Bíblia Hebraica (ou Velho Testamento, segundo a terminologia cristã). Nenhum outro título aplicado a D'us é mais definitivo do que este.[carece de fontes]

Etimologicamente é o plural de Adoní ("meu senhor"), pela combinação de seu plural adoním e do sufixo do pronome possessivo, primeira pessoa do singular, resultando na forma Adonai. Este plural foi sujeitado às várias explanações. Pode ser olhado como um abstractum do plural, e porque ele indicaria a grandeza e o ponto divino de D'us, como o Senhor dos Senhores. Esta explanação tem o endosso dos gramáticos hebreus, que distinguem um virium do plural, ou do virtutum. Outros preferem designar este termo como o excellentiæ do plural, os magnitudinis, ou os majestatis do plural. Olhar para ele como um termo de polidez tal como o Sie alemão para o du. O pronome possessivo não tem não mais significado nesta palavra do que tem em Rabbi (meu mestre), em Monsieur, ou em Madonna.

Adonai é também o substituto perpétuo para o Tetragrama YHWH, nome divino que não deve ser pronunciado, segundo a tradição judaica. Desta forma, sempre da ocorrência do Tetragrama YHWH no texto bíblico, ler-se-á Adonai. Contudo, isso tradicionalmente só se aplica no contexto da reza ou leitura pública do texto. Quando fora destes contextos, porém, costuma-se substituir YHWH pelo termo hebraico HaShem, que significa "O Nome".

http://pt.wikipedia.org/wiki/Adonai

************

YHWH Sabbaoth significa "O Grande Protetor", enfatizando a soberania e a onipotência DIVINA.

http://encouragementinternational.wordpress.com/2007/11/08/names-of...


************



Portanto, "KODOISH /KODOISH/KODOISH, ADONAI, SABBAHOT" seria traduzido por "SANTO/SANTO/SANTO, MEU SENHOR, O GRANDE PROTETOR".
Dessa maneira, não se pronuncia a palavra 'Deus', cujo efeito Vibratório não é da Luz.



Palavra hebraica Sabbaoth que significa: ¨Senhor dos Exércitos¨.
Era uma das invocações que os hebreus usavam para se referirem à Deus.

A palavra ¨sabbaoth¨, aparece várias vezes na Bíblia.

Jeová
É a combinação de YHWH mais as vogais de Adonai (meu Senhor) esta foi uma forma para poder pronunciar sem temor (pois era uma corruptela do nome) antes cada vez que apareciam as consoantes eles diziam Adonai.
Adonai que significa: Senhor
Hashem que significa: O Nome
Hakadosh BarukHu que siginifica: O Santo Bendito Seja
Ribono Shel Olam que significa: Senhor do Universo

Abba
Sal 89:26 ,Rom 8:15. Ainda hoje no hebraico quando uma criança que chamar o seu pai esta é a palavra usada. Como é bom saber que podemos chamar com intimidade o nosso Pai a qualquer momento sabendo que mesmo quando adultos Ele nos carrega no colo e cuida de nós Is 46:4 Sal 4O:17, Sal 103:13.

O Nome El Shaddai , ainda nos revela que: El = força, poder , El nos lembra a força da Destra do Senhor , destra que se levanta para nos salvar e despedaçar nossos inimigos. Destra temida pelos inimigos Ex 15:6 , Sal118:15 , mas esta mesma destra dura para com os inimigos é a destra que nos sustenta nos momentos mais difíceis da nossa vida (Sal 139:10)

Yeshua
(salvação)/Yeshua HaMashiah (Jesus O Enviado)

YHWH Tzevaot

O nome YHWH e o título Elohim frequentemente ocorrem com a palavra tzevaot ou sabaoth ("hordas" ou "exércitos", Hebreu: צבאות) como em YHWH Elohe Tzevaot ("YHWH Deus dos Exércitos"), Elohe Tzevaot ("Deus dos Exércitos"), Adonai YHWH Tzevaot ("Senhor YHWH dos Exércitos") e, mais frequentemente, YHWH Tzevaot ("YHWH dos Exércitos"). Veja por exemplo: I Samuel 4:4, I Reis 19:10 e Isaías 3:15.



Kodoish Kodoish Kodoish



Somos centelhas do todo

pertencemos ao Universo imenso

se zelamos com amor as partes­,

zelamos o todo.


Somos barquinhos de luz

no oceano imenso

juntos, aliados, irmanados.



Somos o todo

nada nos separa

dos planetas, estrelas, oceanos,

florestas, minerais, animais
plantas, elementais.



A nossa alma individual

é parte da alma universal.



Amar a natureza e

todas as coisas vivas

desenvolver uma relação



de harmonia é estar



em sintonia com o criador

com a dádiva da vida.



Se cada um de nós

fizer a sua parte

somaremos no todo.



É fundamental a compreensão

de que o que eu faço a voce

faço a mim também.



Se quero o bem para voce

quero-o para mim também.



Se provoco o desequilíbrio

de alguma maneira

ele retorna a mim

na forma de ajustes.


Até que todos cuidem bem

de tudo e de todos

e a paz se estabeleça.



Somos habitantes

do mesmo cosmo

moradores do mesmo universo.



Somos Um...Um...Um



Lembre-se de que o Universo



sempre lhe dá exatamente o que você quer.



Peça e permita.



O universo se rearranjará

para apresentar situações para

reforçar, para refletir em direção a vocês

TODOS os seus desejos.


Mantra de fundo: Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot



SIGNIFICADO



Saudação usada em planos superiores - Santo, Santo, Santo, é o senhor do Universo.



BENEFÍCIO



Traz vibrações elevadas, ajuda em processos de cura e eleva a consciência




Sinais de Reconhecimento e de Reconexão com a UNIDADE



1o.) SAUDAÇÃO DE ÓRION ou SAUDAÇÃO DOS 24 ANCIÃOS (Ordem de Melquizedeque)



É utilizada para saudar, e não como ritual de

proteção:










2o.) KODOISH (repetir 3 vezes a frase abaixo):


Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot


Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot


Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot




3o.) SÍLABAS SAGRADAS - CHAVES METATRÔNICAS (repetir interiormente, na sequência): OD - ER - IM - IS - AL







*********




"PERGUNTA: AS SÍLABAS SAGRADAS OD-ER-IS-IM-AL SÃO O INVERSO DAS NOTAS MUSICAIS?




Isso não quer dizer nada.

Existe uma inversão.



Estas sílabas sagradas não têm nada a ver com notas musicais, mesmo se isto serviu para chamar as notas para chegar até vocês.



A origem das notas é uma origem particular.


Assim, o OD não é o Dó, mesmo se ele é seu anagrama.


O OD é uma sílaba sagrada que você encontra no Yod, o Om etc..., da mesma forma para cada sílaba sagrada.


A música não tem absolutamente nada a ver com isso.


Este foi o meio mnemônico técnico específico para veicular até vocês estas sílabas sagradas.


No entanto, existe ao nível dos múltiplos universos e das múltiplas dimensões, um sinal de reconhecimento relacionado com o que é chamado de gama pentatônica, ou gama harmônica, das

cinco notas, mas não são estas notas aí.



*****



PERGUNTA: QUAIS SÃO ESTAS OUTRAS NOTAS?




As outras duas, e vocês retiram algumas notas.



Existe, ao nível de certos cenários, a representação exata.



O importante não é a nota em si, mas o fato de tocar estas cinco notas.




Este 'sinal de reconhecimento' é o mesmo que o que existe para a Saudação de Órion, ou pela frase ‘Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai, Sabbath, Ot’ que repetida três vezes,

significa um reconhecimento e uma reconexão com os mundos da

Unidade."




*****




ARCANJO MIGUEL - 17.10.2009 (Parte 3)




*********************************



Obs.:

As sílabas sagradas OD-ER-IM-IS-AL são Chaves Metatrônicas
(dadas pelo Arcanjo Metatron).




************



Fonte: Mensagens dos Arcanjos MIGUEL e JOFIEL no site francês Autres Dimensions.











*********************************************




http://portaldosanjos.ning.com/group/mensagenscanalizadasdosarcanjoseseresdeluz/forum/topics/sinais-de-reconhecimento-e-de



______________________________________________



** COLETÂNEA: A VIBRAÇÃO DA PALAVRA "FONTE" - AUTRES DIMENSIONS **





Clique aqui





***








Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário