ANAEL - 18 de setembro de 2012 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




“O aspecto Vibral se exprime através do idioma francês. Há pessoas que nos escutam em francês e que vivem as Vibrações muito melhor do que quando elas escutam simplesmente uma tradução.” OMRAAM (Aïvanhov) (18.09.2012) 


~ ESTADO DE GRAÇA ~
Eu sou ANAEL, Arcanjo.
Bem amados Filhos da Luz, bem amados Libertadores e Liberados, e Sementes de Estrelas, permitam-me instalar-me ao lado de vocês, a fim de viver um momento de Comunhão e de Graça, antes que eu realmente entregue, pela Vibração, pela Luz e pelas minhas palavras, alguns elementos suplementares referentes à Graça e ao Abandono.
Vivamos juntos a nossa Comunhão.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

A Graça é um estado, o estado de Graça, acompanhando o Samadhi, no qual o conjunto dos acontecimentos da sua vida, em meio a este mundo, desenrola-se na mesma intensidade e na mesma equanimidade, na mesma Paz, na mesma Alegria, quaisquer que sejam as circunstâncias da sua vida.
Um dos melhores exemplos de estado de Graça, vivenciado sobre esta Terra, o foi por algumas Estrelas.
Algumas delas, pela sua Transparência, pela sua Humildade, pela sua Unidade, mostraram e demonstraram este estado de Graça.
Para isso, eu os convido a reviver e a reler o testemunho delas.
A maior delas foi a menor, aqui, entre nós.
Ela se nomeia Teresa do Menino Jesus, ou TERESA DE LISIEUX (ndr: ver especialmente o testemunho de TERESA DE LISIEUX em suas intervenções de 11 de abril de 2011 e de 03 de setembro de 2012) (1).
A Graça manifestada propicia viver a Simplicidade.
O estado de Graça confere a absoluta certeza da Luz, e do Futuro em meio à Eternidade, que faz com que nada, em meio à personalidade, possa ser afetado por qualquer elemento ou evento da sua vida, que ele seja feliz ou infeliz.
Algumas Estrelas falaram da Divina Providência, do Abandono ao CRISTO.
Não importam as palavras: a vida delas é um testemunho.

***


Viver a Graça, viver o estado de Graça, necessita do Abandono de toda veleidade da personalidade, como do Estado de Ser, como do Si.
Não pode existir estado de Graça enquanto houver uma identidade, enquanto vocês não tiverem se tornado Transparente e Humilde, deixando trabalhar, no que vocês creem ser, a Luz, na sua totalidade.
Fazendo de vocês os Filhos Ardentes do Sol, ou KI-RIS-TI.
Algumas Estrelas lhes falaram de Desposar o CRISTO, ou de manifestar a sua União com Ele.
Além de toda noção religiosa, além de toda noção histórica, o princípio é sempre o mesmo: o Abandono do Si, o Abandono de uma história, o Abandono da sua própria vida a esta Divina Providência, nomeado estado de Graça.
A Inteligência da Luz é o motor.
O elemento desencadeante nesta sua capacidade para deixar trabalhar a Luz, sem jamais interferir, nem decidir, nem manifestar o que quer que seja que vai contra a Luz.

***


A personalidade, mesmo abrigando a Luz, irá sempre ao encontro da Luz.
Tornar-se a Luz não é somente ter coração, mas, se tornar o Coração.
O serviço sem o Coração é apenas um timbale ressoante que impede o ser de encontrar a Paz, a serenidade, e de viver sem medo algum: nem da sua morte, nem de qualquer desvantagem.
O Abandono do Si, o Abandono à Luz, tais como eu lhes apresentei (ndr: ver em particular a intervenção de ANAEL de 09 de abril de 2012) (2), foram, para muitos de vocês, o caminho real a seguir para viver o estado de Graça.
O estado de Graça jamais procura qualquer vantagem pessoal, já que não existe mais, para essas almas, nem pessoa, nem alma, voltada para a matéria.
As circunstâncias deste mundo, nomeadas Liberação, chamam-nos, cada um à sua maneira, a viver este estado de Graça.
O efeito está diretamente ligado à progressão da Onda da Vida, à progressão do Supramental, e à não interferência, à não ingerência, de qualquer vontade pessoal, de qualquer ideia ligada à personalidade, referente ao Futuro, referente à Ascensão, referente até mesmo a alguma vantagem podendo ser manifestada na sua vida.

***


Aquele que vive o estado de Graça doa-se, na totalidade, ao outro, porque ele sabe, porque ele Vive, que ele É o outro.
Que isso seja nomeado o Caminho da Infância, a Humildade, a Simplicidade, a Integridade, ou a Transparência, isso remete, inelutavelmente, ao centro do Centro, ao coração do Coração, no Princípio onde o Amor eclode.
Não aquele que se imagina, não aquele que se projeta, não aquele que se deseja, mas, sim, isso estabelece Vocês mesmos, enquanto Fonte e nutridores de Vocês mesmos, não em uma pessoa, mas em meio ao que foi nomeado Absoluto.
O estado de Graça não pode existir enquanto houver a menor veleidade, a menor vontade, a menor apreensão da sua vida, sobre este mundo.
Isso não é nem uma demissão, isso não é uma alienação, mas, sim, tornar-se como um cristal, deixando passar a Luz sem desviá-la, sem ali interferir, e sem ali colocar o que quer que seja pertencente à identidade efêmera, deste corpo e desta pessoa nos quais vocês estão.
O estado de Graça se traduz por um Samadhi permanente, mesmo se, é claro, uma alma como TERESA não puder exprimi-lo com palavras, expressas por alguns Irmãos e por algumas Irmãs humanos vivendo no oriente.
Ela foi, entretanto, o exemplo vivo.

***


Hoje, mais do que nunca, tornar-se Humilde e tornar-se Transparente, necessita do desaparecimento total do que faz a identidade de uma pessoa, em meio a uma vida, em meio a uma função, em meio a uma progressão.
Viver o Presente é também um pré-requisito, e isso corresponde à instalação em meio a Hic e Nunc, ou seja, no Aqui e Agora.
O Aqui e Agora não se importa com o amanhã.
O Aqui e Agora em nada é impactado pelo ontem.
 Os poucos elementos que eu dei a vocês, acompanhados pela minha Comunhão, ajudam-nos a redefinir o sentido de quem vocês São, hoje, neste instante.
Aí onde vocês estão, irá definir ali onde vocês estarão.
Não pode ali ter sentimento de progressão, porque tudo está Consumado, no Aqui e Agora, não dependendo de qualquer circunstância, nem da sua vida, nem deste mundo.
Isso está em instalação, sobre a Terra, para as almas ditas “de boa vontade”, abrindo-se à penetração da Luz, à fecundação e à Liberdade da Onda da Vida.

***


Viver isso é não mais ser afetado por qualquer pensamento, por qualquer decisão, por qualquer estado outro senão o estado de Graça.
O Abandono do Si confere isso.
O Abandono do Si é Liberador, nele mesmo, Liberando a personalidade da sua projeção em um futuro, como da sua marca procedente de algum passado.
Aqui e Agora, Hic e Nunc, é, portanto, o pré-requisito para a Transparência.
Instalando-os, de maneira definitiva, na Graça do Absoluto, no estado que não pode ser afetado por nenhum outro estado, e que está então além de todo estado.
Vocês são, hoje, acolhidos e esperados neste estado.
Mais do que nunca, o impulso da Luz Vibral, o Supramental, o impulso novo da Onda da Vida, que nasce hoje, até o seu encontro Micaélico (ndr: em 22 de setembro, às 22 horas, hora francesa [17h00 – hora de Brasília; 21h00 – hora de Lisboa] – ver os detalhes do encontro marcado para esta data por MIGUEL e MARIA no final da intervenção), irá permitir-lhes, se tal for o seu Abandono, se tal for a sua Graça, viver o estado de Graça, na permanência, na Eternidade e na Verdade.
Para isso, absolutamente nada do que constitui uma personalidade deve passar perto, nem mesmo se manifestar.
Aí se encontra o que foi nomeado a Porta Estreita, o Sacrifício do efêmero, em prol da Eternidade.

***


O Estado de Graça, o Samadhi e o Abandono, traduzem então a Realidade da sua Vivência, não através de um desejo, não através de um objetivo, mas, sim, na instalação, além de todo objetivo, além de todo passado, além de todo futuro, no Instante Presente do Aqui e Agora.
Não pode ali haver outra solução, não pode ali haver outra possibilidade, durante este período, de se instalarem no Absoluto.
E de ser o que vocês São, em Verdade, além de toda ilusão, de todo efêmero, de toda pessoa, e de toda vontade de identificação, mesmo em um caminho nomeado espiritual.
Isso fica acessível, de maneira ainda mais imediata, ainda mais flagrante, a partir do instante em que vocês aceitarem, não somente se desprender, mas deixar tudo o que lhes é conhecido (da sua pessoa, da sua vida).
Isso acontece Aqui e Agora, Hic e Nunc.
Isso não requer qualquer mudança exterior.
As mudanças exteriores virão, por si só, acolhê-los, quando a hora chegar.

***


Tudo já está aí, em vocês (pela Comunhão, pela Fusão, pela Dissolução, pelo Encontro com os Duplos, pelos Samadhi), para viver o que vocês São, além de toda identidade, além de toda ressonância, além de toda implicação.
O estado de Graça é a Paz, o estado de Graça é Shantinilaya, no qual nada mais pode existir, senão a Morada da Paz Suprema.
A exemplo, aí também, da Estrela abordando isso, MA ANANDA MOYI, que ilustrou, pela sua vida, o que vocês São, em Verdade (ndr: ver em particular sobre este tema as intervenções de MA ANANDA MOYI de 08 de abril de 2011, de 06 de junho e de 21 de julho de 2012) (3).
Enquanto vocês estiverem apegados ao que vocês veem, enquanto vocês estiverem apegados a uma forma (mesmo a sua), enquanto vocês estiverem apegados a uma projeção em um futuro, mesmo através do que vocês poderiam nomear um acontecimento a vir (portanto inscrito, e bem real), vocês não são Livres.
Ser Livre é estar Liberado.
É ser percorrido pela Onda da Vida, pelo néctar da Vida.
Deixando-se viver este Samadhi perpétuo, este estado de Graça, esta Felicidade, esta Transparência total, onde nada do que existe vocês podem interferir, nem reagir, no que é nomeado ambiente ou exterior.
Porque no estado de Graça e de Abandono do Si não existe mais diferença entre o Si e qualquer outro Si, não existe mais diferença entre o sentido de uma identidade e de alguma outra identidade qualquer.
A isso, vocês são levados a concretizar, vocês são levados a conscientizar, vocês são levados a manifestar.

***


Mais do que nunca, o encontro que está chegando vai intimá-los, enquanto Advertência, a realizar o que vocês São, na Paz, na Alegria, e na Transparência.
Apreendam-se bem de que somente a resistência a isso é sofrimento.
Apreendam-se bem de que somente o não desprendimento total implica em sofrimento e em dor.
Aquele que está instalado no estado de Graça, pela Transparência e pelo Abandono do Si, não pode ser afetado, de maneira alguma, por qualquer circunstância da sua vida, como por qualquer circunstância deste mundo: há Plenitude do Hic e Nunc, Plenitude do Aqui e Agora, Plenitude do Samadhi, Plenitude da Morada da Paz Suprema.

***


Durante este período, muitas Comunhões vão ser oferecidas e entregues a vocês.
Como foi dito, chamem por nós, passem o seu tempo na nossa Comunhão, na nossa Presença, e na nossa Alquimia.
Porque é nesse nível que se realiza a Verdade Absoluta do que vocês São, além de toda identidade, de toda presença, aqui mesmo, sobre este mundo.
Estar Presente à Luz, e não mais ao Si, é o Abandono do Si.
E é, portanto, o estado de Graça, que muitos de vocês são levados a manifestar, a irradiar, a Ser, além de todo sentido, além de toda percepção, além de toda Vibração de qualquer elemento deste corpo, da pessoa que vocês acreditam ser, até agora.
Dessa maneira, enquanto Arcanjo da Relação e do Amor, eu venho convidá-los a viver esse desprendimento Final, disso ao que vocês acreditam manter.
A fim de estabelecê-los neste Abandono.
A fim de viver a Liberação, o Encontro com KI-RIS-TI, o Encontro com a Eternidade.
De maneira a serem os pioneiros desta etapa Final, de maneira a poderem Ser os ressonadores, Ser o Coração, Ser o Amor.
Não procurar o Amor, mas Ser a Luz, que não é mais exterior, nem Interior, mas que É a sua natureza, em Verdade, mesmo se este corpo opaco permanecer ainda algum tempo com vocês.

***


Eis as poucas palavras que eu tinha para transmitir a vocês.
Elas os convidam, pela Vibração e pela minha Comunhão, pela minha Presença ao lado de vocês, a soltar tudo o que não é da Alegria, a soltar tudo o que pode ser sofrimento, a soltar tudo o que pode estar inscrito na pessoa efêmera.
E a abrir os braços, e o Coração, ao que vocês São, a fim de Estar, Aqui e Agora, HicNunc, na Verdade Absoluta da Morada da Paz Suprema.
A fim de poder, durante esta fase que está se abrindo, manifestar o estado de Graça, no qual irá se nutrir o conjunto dos Irmãos e das Irmãs humanos, conhecendo-os ou não.
Enquanto Libertadores, pela Transparência e pela não ingerência da pessoa em meio ao que vocês São, irá se manifestar a vocês o Encontro com CRISTO, o Encontro, como vocês jamais vivenciaram.
Levando-os à Dissolução de todo efêmero, e à sua Presença e instalação em meio à Eternidade, muito além do Estado de Ser, muito além de uma Dimensão, muito além das suas Origens Estelares, muito além das suas Linhagens.

***


Isso está acessível a partir de hoje, e vai, durante os próximos dias, demonstrar-lhes a Ação da Luz, se vocês aceitarem soltar e serem Transparentes.
Lembrem-se de que nós estamos aí para vocês, de que vocês podem nos chamar a qualquer momento.
Haverá sempre um Ancião, uma Estrela, ou um Arcanjo, que estará aí.
Deste Encontro, desta Comunhão, desta Fusão, desta Dissolução, irá resultar a Shantinilaya.
O estado de Graça irá se tornar, então, não mais uma experiência, mas o seu estado, instalado na permanência, mesmo se este corpo ainda permanecer sobre esta Terra.
Assim, enquanto Arcanjo da Relação, eu os convido à Paz, eu os convido à Comunhão, eu os convido à Transparência, eu os convido a soltar tudo o que vocês acreditam ter.
Eu os convido a soltar o conjunto de tudo o que os faz resistir à Luz, resistir ao seu próprio Abandono e à Verdade do Último.

***


Vivamos a Comunhão da sua Presença e da minha Presença, Aqui e Agora, na Alegria e na Paz.
Soltemos, juntos, todo sofrimento.
Soltemos, juntos, toda ilusão e todo efêmero.
Eu os convido ao coração do Coração, ao centro do Centro.
Eu os convido à Eternidade e à Beleza.
Eu os convido a se encontrarem.
Eu os convido a Ser esta Verdade que vocês São: o Amor.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Sementes de Estrelas, é tempo de rebentar, Estrelas.
Estrelas de Amor, iluminando a noite ilusória da pessoa, para o conjunto deste mundo.
Libertadores da Terra, sejam o Fogo e sejam Transparentes, forjem na Eternidade da Morada da Paz Suprema.
Soltem, e acolham a Luz de CRISTO, em Unidade e em Verdade.
O estado de Graça é um abrasamento, como uma miríade de Estrelas, vindo do centro do Centro, percorrendo este corpo, restituindo-o à sua Magnificência eterna.
Vivamos a Água do Alto, o batismo do Espírito.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Vocês são convidados ao Casamento Final, à Festa de Luz.
Estado de Graça.
Liberdade.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Lembrem-se: isso é agora, Hic e Nunc.
A hora do acolhimento da totalidade da Luz de CRISTO, na Unidade e na Verdade.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou ANAEL, Arcanjo.
Eu estou ao lado de vocês, e eu estou em vocês, porque vocês Estão em mim.
Entre nós, nenhuma distância e nenhuma separação.
Eu os convido, porque vocês são os convidados das Núpcias de Luz.
Permaneçamos assim na nossa Comunhão.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Além da escuta, além do acolhimento.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Além da Água, além do Fogo, na Terra Ressuscitada à sua Eternidade, eu vim transmitir-lhes o que vocês São.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou o que vocês São, e vocês São o que eu sou: ANAEL, Arcanjo.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Que a Graça seja a sua Morada, que a Paz seja eterna.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu saúdo em vocês a Beleza.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou ANAEL, Arcanjo, e eu rendo Graças à sua Graça, e eu acrescento a minha Paz à sua Paz.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Vocês que São, ao soltar, o Caminho, a Verdade e a Vida.
Vocês que soltam toda pretensão da pessoa, para não mais ser alguém, aqui, aí onde vocês estão.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu rendo Graças ao seu Abandono.
Comunguemos.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu saúdo em vocês o Amor.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Até logo.



***********


NDR: lembrete do encontro, marcado por MARIA e MIGUEL, para o equinócio de outono (de primavera, no hemisfério sul) (para mais detalhes, consulte as suas intervenções):
MIGUEL, em sua intervenção de 18 de agosto de 2012: “... e eu marco então um encontro formal a fim de que vivamos uma Comunhão, onde vocês estiverem sobre esta Terra, no dia 22 de setembro, às 22 horas [17h00 – hora de Brasília; 21h00 – hora de Lisboa]. Esse momento será silencioso, não irá requerer qualquer comentário, nem qualquer palavra da minha parte. Esse será um momento privilegiado de Comunhão conjunta para a humanidade, assim como para cada um de vocês, com a minha Presença ...”
MARIA, em sua intervenção de 21 de agosto de 2012: “... eu voltarei no mesmo dia que o Arcanjo MIGUEL, e eu os convido a se reunir comigo, onde vocês estiverem sobre esta Terra (ndr: no dia 22 de setembro). E também, se isso lhes for possível, reunir-se entre vocês, porque CRISTO disse: “quando vocês estiverem reunidos, dois ou três em meu nome, eu estarei entre vocês”. E nesse dia da vinda do Arcanjo MIGUEL é também o dia em que, todos juntos, no Manto Azul da Graça e no instante presente, nós iremos acolhê-los uns e outros. Isso poderá ser, conforme o seu uso do tempo e as suas ocupações, no momento que vocês julgarem oportuno durante o seu dia, mas antes do Arcanjo MIGUEL. Eu não lhes dou tampouco horário específico, mas eu terei a oportunidade de me exprimir também durante este dia ...”
Os horários correspondem à hora francesa no relógio. O link Décalage Horaire(http://www.lolo.free.fr/Divers/DecalageHoraire.html) irá permitir-lhes deduzir o seu horário local.


***

1 – TERESA DE LISIEUX (11.04.2011 e 03.09.2012)
*
2 – ARCANJO ANAEL (09.04.2012)
*
3 – MA ANANDA MOYI (08.04.2011, 06.06.2012 e 21.07.2012)

***

Mensagem do Bem Amado ARCANJO ANAEL no site francês:

http://autresdimensions.info/article4f1d.html
http://autresdimensions.info/pdf/ANAEL-18_septembre_2012-article4f1d.pdf

18 de setembro de 2012
(Publicado em 19 de setembro de 2012)

***

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário