**FLASHES** - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação






******

UM AMIGO - 07 de agosto de 2011 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Ensinamentos de um Iogue -

Embaixador da Divina MARIA 


ÁUDIO mp3 ORIGINAL:

Eu sou UM AMIGO. 
Do meu Coração ao seu Coração, juntos, comunguemos à Graça do Amor.
Queridos Irmãos e Irmãs, eu venho, a vocês, para falar e exprimir uma série de elementos que, eu espero, irão permitir estabelecerem-se mais facilmente na Consciência Unitária, na Morada de Paz Suprema.
Eu não vou falar, esta noite, de Yoga.
Eu lhes dei, como eu disse, muito elementos, até agora.
Nós iremos, pelo contrário, abordar uma série elementos referente ao fogo do ego, ao Fogo do Coração, à consciência do ego, à Consciência do Coração.
Nós iremos também dar vários elementos referentes às diferentes esferas nas quais se manifesta o ego, sobre as quais convém levar sua Atenção para permitir, justamente, estabelecerem-se na Morada da Paz Suprema.
Primeiramente, alguns princípios.
O ego jamais pode ser resolvido pelo ego.
Dito de outra forma, se alguma coisa, em meio ao ego, se opuser ao ego, isso irá fortalecer o ego quando vocês próprios se opõem ao ego.
A primeira coisa a compreender então é estabelecer, agora, uma forma de distância entre o ego e a Consciência.
Isso pode ser perfeitamente realizável se vocês aplicarem, na sua vida cotidiana, alguns elementos simples, mas extremamente eficazes.

*** 

O ego, como vocês sabem, é constituído de um conjunto de elementos chamado Corpo de desejo, no qual se situam, aliás, estados de emoções, estados mentais, crenças, sofrimento também, e todo um mecanismo que evolui, de maneira automática, repetitiva e que são, de algum modo, tanto obstáculos à Consciência Unificada, como obstáculos para manifestar e viver em meio ao Samadhi e na Morada da Paz Suprema.
A primeira coisa para compreender e aceitar é que vocês não são nada do que vocês creem.
Enquanto vocês estiverem identificados com este corpo, com estes mecanismos de resposta, com estes mecanismos afetivos, emocionais, mentais, sociais, vocês obviamente ficam submissos ao que vocês estão identificados e, portanto, ao que vocês aquiesceram, apoiaram (e mesmo, ao contrário, ao que vocês negaram).
Não é porque vocês irão negar algo que está presente na sua vida, que este algo vai desaparecer.
Todos vocês experimentaram isso por um sofrimento, por um problema, seja ele qual for.

*** 

A primeira coisa a fazer então é tomar uma forma de distância.
Este distanciamento não é ser indiferente ao que manifestam o seu corpo, as suas emoções, as suas crenças, os seus sofrimentos, os seus prazeres, mas, sim, exercer uma forma de lucidez, não sobre a explicação do porquê se manifesta isso (pois a explicação fará sempre parte do ego), mas, bem mais, ser um observador silencioso do que acontece, sob o olhar da sua Consciência que observa.
A partir do momento em que vocês adotarem esta atitude de observador, vocês poderão observar, não as explicações, mas, sobretudo, o mecanismo que está em operação.
Dessa maneira, o mecanismo é, eu diria, extremamente fácil de desativar.