MARIA - 19 de julho de 2012 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Ensinamentos da Rainha dos Céus e da Terra -
No dia da Assunção - 15 de agosto - uma homenagem à Amada e Divina MARIA.


ÁUDIO mp3 ORIGINAL:

 Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Filhos bem amados, eu estou de novo com vocês, em vocês e ao redor de vocês, envolvendo-os na minha Presença, na nossa Comunhão, deixando-se perceber, além da minha Humilde Presença, a ação da nossa Comunhão.
O Som da Graça talvez tintile nos seus ouvidos.
Neste dia, verte-se, na totalidade, sobre esta Terra como no corpo no qual vocês estão, o Manto Azul da Graça.
Eu vim para responder às suas perguntas, mas, antes, permitam-me dizer algumas palavras a vocês: 

Lembrem-se do que foi dito há mais de dois mil anos.
Há, em vocês, a Eternidade.
Este corpo que vocês habitam pertence à Terra: ele foi modelado desta Terra.
O seu Reino não é deste mundo.
Muitos de vocês, nesses tempos particulares, despertam ao que vocês São, por diferentes mecanismos que são para serem vividos.
Lembrem-se também de que o que vocês São é Amor e que este corpo no qual vocês estão não pode pretender conhecer a realidade do Amor.
Ele apenas pode conhecer as projeções, as faltas, as emoções, as afeições.
O Amor é muito mais do que o que vocês vivenciaram até agora, é o que vocês vivem, nesse momento, para alguns de vocês (já há alguns anos ou há vários anos) e, para outros, muito mais recentemente e, enfim, para a maioria, eu diria, ainda não.
O Amor vem restituí-los a vocês mesmos, vem restituí-los ao que não conhece qualquer sofrimento e que conhece apenas a Beleza.
Os processos que acontecem, nesta carne que vocês habitam, sobre esta Terra que os carrega, são destinados, acima de tudo, a fazê-los encontrar o seu Reino, aquele que jamais cessa, aquele que ainda não foi talvez, na totalidade, revelado, mas cujas primícias, mais ou menos adiantadas, manifestam-se a vocês.
Essas manifestações são, aliás, numerosas.
Nós tentamos, o conjunto da Confederação Intergaláctica e eu mesma, fazê-los viver algumas características.

Hoje, é tempo de lembrar-se de que o seu Reino não é deste mundo e de que vocês São, exclusivamente, o Amor.
Todos vocês são, sem exceção, convidados à sua Eternidade.
Para isso, é preciso, vocês sabem disso, desaparecerem.
Não é a vida que desaparece, é justamente o que não é Vivente.
Tomem consciência e vivam isso: vocês são o Amor e vocês não são deste mundo.
O seu Reino nada tem a ver com este corpo da Terra, ele é apenas uma vestimenta colocada sobre a sua Eternidade.
Esta vestimenta que foi revestida, agora, ela mesma, pelo Manto da Graça e que os devolve a vocês mesmos, é exatamente isso que é a Ascensão.
Não há alternativa senão o Amor, para ser vivido na sua totalidade, na sua globalidade.
Todo o resto não existe, não tem importância alguma.
Somente o Amor, não o amor como vocês conheceram e viveram, mas o Amor que vocês São, é capaz de restituí-los a vocês mesmos.
Então, eu pedi para que as perguntas referentes à Ascensão cheguem até mim, porque as perguntas que vocês fazem aqui, naturalmente, são feitas por toda parte.
Então, se vocês quiserem, eu vou ali responder.
Mas eu vou responder muito além das palavras que eu vou pronunciar, porque o mais importante (e vários de vocês que me acompanham sabem disso), para vivê-lo, o importante não são as palavras, mas o que vocês retêm da Vibração, na consciência e, de agora em diante, no Amor e no Manto Azul da Graça.
Essas palavras estão aí apenas para fazer ressoar a nossa Comunhão, além de vocês e além de mim, além da sua entidade e além da minha entidade, nesta forma de comunicação, que não é uma, mas que é bem esta alquimia, deixando-se ver a realidade de quem nós somos.

Não há diferença entre cada um de vocês.
Não há diferença entre vocês e nós.
Somente os véus da ignorância, que foram colocados sobre este mundo, impediram-nos de vivê-lo, mesmo vários Irmãos e Irmãs, sempre, em todos os locais, expressando e se expressando em meio à sua cultura, tendo alcançado esta indizível Graça.
Por que o Amor é uma Graça.
E vivendo o que vocês São (como alguns de vocês o vivem), a Graça se torna permanente.
Há uma Paz que nenhuma satisfação deste mundo pode dar a vocês e disso, eu sei, vocês o vivem.
O Coro dos Anjos se aproxima do seu ouvido.
O meu Manto, que é o seu, cobre vocês.
É aí que vocês encontram a força, é aí que vocês encontram o que vocês São, a partir do instante em que vocês esquecerem todo medo, toda resistência.
Esse é, eu diria, de algum modo, o desafio de vocês.
Nós o chamamos de diferentes formas: o medo ou o Amor, o sofrimento ou a Paz.
E são vocês que decidem, dependendo de onde vocês estiverem.
Vocês são Livres: vocês sempre foram Livres, no que vocês São, não sobre este mundo.
Então, nós iremos começar.
Mas eu peço, sobretudo, para irem, durante a minha Presença, além das palavras que vocês irão ouvir e entrar no sentido da nossa Comunhão.
Nós podemos começar.

***



Pergunta: sentir o coração comprimido, aflito, depois leve, faz parte da Ascensão?

Meu Filho, certamente é isso aí.
Tudo o que é para viver, e que vocês vivem ou irão viver, tem apenas um único objetivo, tem apenas uma única função: fazê-los viver a Verdade.
Tudo o que ocorre na sua vida, nas suas noites, no que vocês fazem, tem apenas a função de deixar-se viver o Amor, não assim como vocês poderiam idealizá-lo, projetá-lo ou vivê-lo como vocês o vivenciaram até agora, mas, sim, penetrando na Essência do Amor que é, eu repito a vocês, o que vocês São.
Então, é claro, muitos sinais, muitas manifestações (novas, para vocês) ocorrem.
Algumas podem ser alarmantes para este corpo de carne, mas a finalidade vai permanecer sempre a mesma e, efetivamente, faz parte realmente do processo da Ascensão que vocês vivem.
Estejam atentos para deixar-se viver o que se vive.
Estejam atentos para não querer ter explicação nem interpretação, pois, quanto melhor vocês se Abandonarem, quanto melhor vocês nada forem, melhor vocês irão viver este período.
Aqueles que se soltaram, aqueles que aceitam viver o que é para viver, sabem disso pertinentemente porque eles vivem isso.
Não porque eles ali aderiram ou porque eles ali renunciaram.
Eles não renunciaram a nada.
Eles não saíram deste mundo já que eles são os seus Irmãos e as suas Irmãs que estão aí.
Eles estão plenamente Vivos, eles estão Liberados, eles são os Libertadores e eles compartilham com vocês a Dádiva da Graça, mesmo vocês não vendo, mesmo vocês não percebendo isso.
Talvez porque muitos de vocês ainda atribuem uma distância em relação a isso, pois, para estes, há ou temores, ou porque o momento ainda não chegou totalmente, para vocês.
Quanto mais vocês permanecerem silenciosos, no nível do mental, no nível da interpretação, melhor vocês irão viver o que vocês têm que viver.

***


Pergunta: com qual corpo ocorre a Ascensão? Isso começa durante a encarnação?

Meu Filho, o que se vive neste corpo, quer ele seja chamado de saco ou de Templo nada muda, pois o saco contém alguma coisa.
O Templo é um ornamento que contém, ou é suposto de conter alguma coisa e, para vocês, é claro, vocês são o que está no Interior deste saco ou deste Templo.
O que vocês vivem, nesta carne, na sua consciência, nas suas experiências, na sua vivência, é exatamente a Ascensão.
Não se preocupem com saber qual é o corpo: será este corpo aí?
Será um corpo mais sutil?
Será o Corpo de Estado de Ser?
Ou será a consciência pura que Ascensiona?
Vocês sabem, é o conjunto deste Sistema Solar que Ascensiona: a Terra como os elementos, os vegetais como os animais, como vocês mesmos.
Vivendo a Ascensão, vivendo o que se é deixado viver, durante este período, isso se refere a vocês, direta, individual e coletivamente.
A questão que é colocada através disso está certamente em algum lugar, mesmo se isso não for reconhecido, o medo de perder este corpo.
Mas assim que você tomar consciência da sua Eternidade, assim que você se instalar na Graça, assim que você se instalar na sua Essência que é o Amor, o que importa a você este corpo ou um outro corpo?
Pois, a partir do momento em que houver Comunhão, Fusão, a Dissolução está próxima.
Então, quer você esteja neste corpo, neste Templo, neste saco, quer você esteja em um outro corpo, quer você seja o Sol ou o conjunto dos Universos, isso não faz estritamente qualquer diferença.
Somente o olhar daquele que tem medo vê ali uma diferença.
Você não pode mais duvidar de nada, a partir do momento em que o Manto Azul estiver sobre você, a partir do instante em que as nossas Presenças estiverem ao seu lado, a partir do instante em que a Onda da Vida percorrê-lo, pois, naquele momento, você é Absoluto, você é a sua Essência.
Então, seja qual for a forma (a forma não é o que contém a Essência), seja qual for esta forma, seja qual for a sua Dimensão, o mais importante não é a forma na qual ocorre a Ascensão, mas no Amor em que ocorre a Ascensão.
Isso é profundamente diferente.

***


Pergunta: todos nós iremos viver o estado de estase no momento da Ascensão?

Meu Filho, muitos de vocês vivem momentos em que a consciência ordinária não existe mais, momentos em que vocês não sabem mais nem quem vocês são, nem onde vocês estão, nem o que vocês fazem.
Para alguns de vocês, é extremamente difícil de funcionar como antes, principalmente para aqueles de vocês que o vivem de maneira acelerada, agora.
Para aqueles que vivem isso há vários anos, esses instantes fugazes em que a obliteração da consciência deste corpo aparece, assim como do mental, é uma prova suplementar de que ocorre alguma coisa.
Vocês terão, se vocês se interrogarem uns e outros, compartilhando-o, que vocês vivem muitas coisas que são semelhantes.
Mesmo a expressão podendo ser diferente conforme a revelação do Amor em vocês.
Dessa maneira, a estase corresponde a uma realidade, para alguns de vocês, desde agora.
A Onda da Vida os convida a despertarem.
A Onda da Vida passa também, por vezes, pela dormência deste corpo que lhes parece não mais estar vivo.
Assim que vocês viajam nas Embarcações, fora do seu corpo, quando vocês visitam um Irmão, uma Irmã, ou quando uma Estrela ou um Ancião ou um Arcanjo fazem uma visita a vocês, ocorre esse mecanismo no nível do corpo.
Que isso seja em suas noites ou em diversos momentos.
E vocês constatam, naquele momento, que a própria percepção do seu corpo não é mais a mesma.
Ele pode parecer-lhes dolorido e pesado, ele pode parecer-lhes não existir ou não mais existir: é exatamente a mesma coisa.
A expressão é diferente, é claro, conforme justamente o fato da sua consciência estar instalada, na totalidade, no que vocês São ou dela permanecer ainda apegada a este corpo e à pessoa que vocês vivem.
Então, sim, os mecanismos nomeados “estase”, alguns de vocês os vivem, por episódios: o corpo não responde mais, a consciência não responde mais, ou então o mental não pode mais funcionar como antes.
Não se trata de senilidade, mas, muito mais, da sua Ressurreição, na sua Eternidade.

***


Pergunta: todos nós iremos Ascensionar ao mesmo tempo?

Existe um momento final.
Este momento final, como vocês sabem, é a Terra que decide.
Existem, nesse momento, Ascensões individuais.
Todos os sintomas que lhes foram dados, tudo o que vocês vivem, nesse momento, participam da sua Ascensão.
Somente o sofrimento não pode ali participar.
Portanto, a Ascensão se desenrola ao seu ritmo enquanto não há sincronia da Terra, o que está, como eu já disse a vocês, extremamente próximo.
E enquanto eu não tiver feito o Anúncio a vocês, o seu Canal Mariano propicia-lhes ouvir e viver Vibrações novas, o Coro dos Anjos, como eu disse, aparece, os Sons se modificam, dando-lhes o prelúdio do meu Apelo.
E, evidentemente, alguns ali já responderam.
Nós lhes dissemos, aliás, que muitas vezes, uma das minhas Irmãs ou eu mesma, podemos chamá-los pelo seu primeiro nome.
Este Apelo é um Apelo individual, por enquanto, chamando-os para despertar.
Alguns de vocês ali responderam.
A Testemunha é, justamente, a modificação desses Sons e a Onda da Vida, é claro, e os processos modificando, de maneira cada vez mais evidente, para aqueles que vivem isso, as percepções deste corpo.
A sensação é de estar anestesiado ou, pelo contrário, muito sensível, ou de ser apertado, ou de viver os mecanismos de Comunhão, de Fusão, de Dissolução, que lhes dão conta de que vocês não são este corpo.
Portanto, a Ascensão é, precisamente, o que vocês estão vivendo.
A partir do momento em que a Terra foi Liberada, em que a Onda da Vida apareceu, à disposição de cada um, segundo como vocês acolhem esta Graça, segundo como os seus medos são esvaziados, foram superados pela ação da Graça, a partir do instante em que vocês não resistirem, vocês sabem o que vocês vivem.
Isso não pode causar qualquer dúvida.
Vocês enfim se encontram, e é isso que os coloca na Paz.
E é isso que põe fim a todos os apegos, a todos os sofrimentos, a todas as interrogações e a todas as dúvidas.
Naturalmente, aqueles dos seus Irmãos e das suas Irmãs que, por razões que lhes são próprias, ainda não vivem isso, estarão sempre na dúvida.
Mas a dúvida que eles projetam é apenas a própria dúvida deles.
Vocês, vocês sabem, se vocês o vivem.

***


Pergunta: ter os braços paralisados, encontrar-se bilocalizado, sentir a Lemniscata Sagrada, a aresta do nariz e o Ponto KI-RIS-TI, são as primícias da minha Ascensão?

Meu Filho, não são as primícias da Ascensão, é já o desenrolar da Ascensão.
Isso faz parte do conjunto dos sinais, do cerimonial e das manifestações que refletem, precisamente, a Ascensão.
Não há outra maneira de passar de uma forma a outra, de um estado a outro, senão aquela de perceber este nascimento, esta Ressurreição.
Isso corresponde a modificações do corpo, de que eu falei.
Isso corresponde à consciência de que vocês não são este corpo, mas de que vocês estão neste corpo.
Isso corresponde ao mecanismo da Dissolução, sim, efetivamente.

***


Pergunta: há diferença entre Ascensão e Assunção?

O que eu vivi, encarnada em um corpo de carne, como vocês, foi uma Assunção.
Ou seja, o meu corpo de carne partiu.
O processo é diferente para vocês pois, mesmo se houver Assunção, esta Assunção deste corpo estritamente de nada irá servir a vocês.
Simplesmente, é necessário, para alguns de vocês, viver a Assunção, ou seja, que este corpo irá Ascensionar, ele também.
Não para mantê-lo por muito tempo, mas, sim, para viver as memórias, não para vocês, mas que serão úteis para o que resta a realizar no conjunto dos mundos ainda não Liberados.
Vocês irão constatar, por vocês mesmos, vivendo os mecanismos de Dissolução, vivendo o que vocês São: na Graça, este tipo de questão não poderá mais tocar de leve em vocês.
Por que, naquele momento, vocês encontram vocês mesmos, vocês vivem isso.
Vocês estão neste corpo, mas vocês sabem que não são este corpo.
E o que vocês vivem se confirma, seja o que for que se tornar este corpo.
Como foi dito, não são vocês que desaparecem, é a Ilusão, é o Efêmero.
Vocês, vocês nascem, vocês Ressuscitam, vocês encontram a Liberdade e o Amor que vocês São.

***


Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

***


Então, como será cada vez mais o caso durante as nossas vindas, quer seja nos momentos em que vocês estiverem presentes me escutando ou a outros, quer seja nos momentos das suas leituras ou à escuta, e como já é o caso para vários de vocês, vocês constatam, ao ler, ao escutar, ao estar presente, que a consciência desaparece, que vocês adormecem, ou então que vocês passam no Absoluto.
Essa é a estrita Verdade.
Então eu lhes proponho, hoje (e como as suas perguntas se esvaíram), para viver um momento de Comunhão, de Fusão, de Dissolução, acolhendo o Coro dos Anjos, acolhendo o Amor.
A partir deste instante, Comunguemos, juntos, no silêncio completo das minhas palavras.
Estejam, simplesmente, aqui comigo, com vocês.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Neste Silêncio, nesta Paz, aí onde mais nada do que é efêmero pode tocá-los, a Graça alcança vocês.
O Coro dos Anjos e a Paz estão aí.
Chamem por nós, nós iremos responder.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Entre nós, a distância foi eliminada.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu os convido, e nós convidamos vocês, a todas e todos, para conectarem conosco.
Pois aí onde nós estamos, é aí onde vocês estão, nesta Morada da Paz Suprema, nesta Dádiva da Graça, no Amor.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Neste Silêncio pleno de Amor, pleno de vocês mesmos, há a Totalidade, há o Absoluto.
Há também este corpo, há também este Efêmero, mas eles desaparecem.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Eu permaneço ao lado de vocês pela Eternidade, se tal for a sua escolha.
Eu volto ao seu apelo, eu volto para todos vocês, acompanhada, esta noite, às 22 horas (hora francesa), pelo conjunto dos Anciãos, pelo conjunto das Estrelas e dos Arcanjos, para viver a Graça.
Eu os Amo, na Liberdade.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Até logo. 


************ 

Mensagem da Amada e Divina MARIA no site francês:
19 de julho de 2012
(Publicada em 20 de julho de 2012)

*** 
Colaboração: Andrea Protzek, Rosa Amelia Muruci e André Meira
***

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário