Minicoletânea - O coração do Coração - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




coração-coração

Aquele que vive o estado de Graça doa-se, na totalidade, ao outro, porque ele sabe, porque ele Vive, que ele É o outro.
Que isso seja nomeado o Caminho da Infância, a Humildade, a Simplicidade, a Integridade, ou a Transparência, isso remete, inelutavelmente, ao centro do Centro, ao coração do Coração, no Princípio onde o Amor eclode.
ANAEL - 18 de setembro de 2012 - Autres Dimensions


Questão: como se pode aprofundar a tomada de consciência do coração do Coração?
É o momento no qual a Infinita Presença descobre, em Si, e para o Si, e pelo Si, que o Centro está presente em todo lugar, que não há diferença entre tal Centro e tal Centro, porque, em definitivo, são os mesmos Centros que é o Centro por toda a parte.
O coração do Coração é o instante no qual o abandono do Si é, se posso dizer, tocado: resta vivê-lo.
É o momento no qual não há mais possibilidade, para a Consciência Unificada, para o Si, possibilidade de ser identificado ao que quer que seja.
E há, portanto, uma desidentificação do Si, que se produz, também.
O Eu puxa tudo para o centro dele mesmo.
O Si faz irradiar, ao Centro, um elemento novo, no qual o Eu não está.
O Centro do Centro é o momento no qual o Si começa a não mais ser identificado ao centro de Si.
É isso o abandono do Si e a descoberta – ou a redescoberta – do centro do Centro ou coração do Coração.
É naquele momento que se vive o Néctar.
BIDI - 5 de outubro de 2012 - Autres Dimensions


No coração do Coração, encontra-se a evidência.
Aí onde não pode sequer mais existir a mínima questão, a mínima interrogação, a mínima dúvida, a mínima ilusão.
...
Lembrem-se de que no coração do Coração não há esforço, não há nem culpabilidade, nem interrogação, nem questão, nem resposta.
Há, simplesmente, a Felicidade e a Beatitude de ser, enfim, o que vocês São.
GEMMA GALGANI - 17 de novembro de 2012 - Autres Dimensions


No coração do Coração (aí onde não há mais nem questões, nem respostas, nem mesmo sentido de uma pessoa ou de uma personalidade) encontra-se o contentamento permanente, como eu o expressei, o manifestei, na encarnação.
Tudo isso é inteiramente possível, para todos vocês, a cada minuto, a cada sopro, quer o seu olhar esteja focado dentro de vocês, quer o seu olhar refira-se ao que está além da visão.
O verdadeiro olhar não é a visão.
Ele é, simplesmente, esta Paz inimaginável que ocorre, efetivamente, a partir do momento em que vocês cessam toda busca, em que vocês percebem (real e concretamente, como lhes dizia BIDI) que toda forma de conhecimento é apenas um divagar, apenas uma satisfação do ego e do orgulho, em si, que quer controlar, apropriar-se, compreender.
Ao arriar todos os seus fardos, ao aceitar Ver, realmente, a Paz Suprema irá preenchê-los, porque isso é o que vocês São.
MA ANANDA MOYI - 10 de ovembro de 2012 - Autres Dimensions


O coração do Coração é o meio da roda, é o que não gira.
Não é, portanto, nem o Fogo do Coração, nem o chacra do Coração, mas, efetivamente, o espaço íntimo que se resume a um ponto no Centro do chacra do Coração.
NO EYES - 20 de julho de 2012 - Autres Dimensions


Se vocês chegarem a se aproximar, eu diria, da periferia desse coração do Coração, então, vocês irão desaparecer, realmente.
O que desaparece é tudo: a totalidade do que é efêmero, ligado aos sentidos, ligado, tanto ao bulício que passa, como a uma visão que passa, ou a qualquer outra sensação.
E é neste estado, nesta neutralidade, que vocês são reabsorvidos no que pode se denominar, indiferentemente: o Grande Espírito Original, o Absoluto, a a-consciência, de onde tudo chega, para onde tudo volta (porque ele nunca partiu).
NO EYES - 24 de novembro de 2012 - Autres Dimensions


E quando vocês estiverem no coração do Coração, não há qualquer dúvida.
Não há mais questão.
O mental não pode mais controlar vocês.
As emoções, tampouco.
As circunstâncias da vida, tampouco.
As circunstâncias deste mundo, tampouco.
Vocês estão na sua Eternidade, mesmo se vocês estiverem inseridos, ainda, neste Templo (ou neste saco, chame-o como vocês quiserem).
O.M. AIVANHOV - 24 de novembro de 2012 - Autres Dimensions


Trechos extraídos das mensagens do site http://autresdimensions.info
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição: mensagensdeamor.brluz.net

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário