RAM - 26 de dezembro de 2008 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação





Segundo o Venerável ORIONIS:
“Este é o exercício mais simples, mais autêntico, mais completo e, sobretudo, o mais seguro.” (ORIONIS – 08-02-2009)

ÁUDIO mp3 ORIGINAL:


Eu sou RAM.

Já faz quase quatro meses que eu venho instruí-los através de palavras, através da vibração, através da Luz e através do silêncio, sobre o coração.
Além das palavras, além da vibração, além da Luz e além do silêncio, será necessário agora que, por vocês mesmos, através do que eu chamaria de consciência/energia, vocês possam reproduzir à vontade este nível de consciência.
Eu lhes proponho então, em primeiro lugar, nos reunirmos em silêncio interior, e deixar aflorar à consciência a percepção da consciência/energia.
Esta consciência/energia manifesta-se desde o momento em que vocês direcionam a sua consciência no instante, no momento e no corpo.
O estado que vocês devem perceber antes de começar a utilizar a consciência/energia é um estado de calma interior desprovido de emoções, desprovido de pensamentos, desprovido de movimentos.
Vocês devem se assemelhar à superfície de um lago, sem correntezas e sem movimentos.
Vocês podem se ajudar com a respiração, sem direcionar essa respiração, unicamente centrando-se na expiração, inspiração e na pausa entre a expiração e a inspiração.
Este exercício de silêncio é anterior ao que nós vamos fazer e deverá estar estabelecido antes de começar o nosso trabalho sobre a consciência/energia.
Vocês devem parecer com a superfície de um lago que nada pode afetar nem de dentro, nem de fora. 
***

Enquanto vocês estabilizam este estado, algumas palavras sobre a consciência/energia.
Em estado de recolhimento, em estado de interiorização (em estado de meditação, se vocês preferirem), a sua consciência, ao se deslocar, ao se direcionar sobre certos pontos, certas zonas, vai ser acompanhada pela energia.
A energia é a chave que destranca a porta do seu coração.
Nós vamos percorrer um caminho dentro do corpo de vocês que corresponde à abertura dos seis pontos do coração, permitindo penetrar de forma fácil e simples, o seu Santuário Interior.
Mas, por enquanto, vocês continuam mantendo a superfície de um lago calmo, onde nada externo ou interno pode vir alterar esta superfície plana sem movimentos.
O procedimento que nós vamos abordar pode ser reproduzido.
Ele irá levar, em tempo terrestre, de 20 a 30 minutos.
Ele consiste em levar a sua atenção e, consequentemente, a sua consciência, em locais e pontos do corpo extremamente específicos, em uma ordem precisa, a fim de destrancar os seis cadeados da sua interioridade.


Será suficiente seguir o ritmo que eu vou lhes propor e os lugares do seu corpo aonde vou lhes pedir, sucessivamente, para levar a sua consciência.
Assim, vai instalar-se, na região do peito, um nível vibratório que para alguns de vocês é inédito.
É neste nível vibratório da consciência/energia que se encontra a Unidade, o Êxtase e a Íntase, e o acesso à sua Divindade.
Não existe outra porta, não existe outro caminho.
Mesmo para aqueles que o vivenciaram sem saber, eles passaram pela ativação destes seis nós, destes seis pontos, destas seis trancas.
Tudo o que vocês terão que fazer é levar a sua consciência para os pontos que eu vou indicar para vocês (ver os pontos na figura acima).
Durante os poucos minutos em que a sua consciência estiver centrada nesta zona do seu corpo, vocês irão ativar vibratoriamente o espaço sagrado interior do seu ser.
Mas nós voltamos, agora, à superfície do lago.
... Irradiação de energia ...
A sua consciência vai agora se direcionar para a sua coluna vertebral, na altura das suas omoplatas (ponto 1 da figura).
Trata-se de uma região e não de um ponto específico.
A sua consciência, na sua totalidade, dirige-se agora ao meio da sua coluna vertebral, entre as duas omoplatas.
Uma região extensa.
O simples fato de levar sua consciência a esta região vai criar rapidamente uma leve fonte de calor nas suas costas.
Vamos fazer isto juntos, agora.
Este calor alcança e irradia o interior do seu peito.
Deixem-no agir.
Vocês continuam levando a sua consciência para esta região extensa de mais ou menos 10 a 15 cm de diâmetro na altura das suas costas.
Não se deixem perturbar pela vibração e pelo calor.
Estejam conscientes e levem a sua consciência para lá.
... Irradiação de energia ...
Vocês vão agora transportar a sua consciência entre o plexo solar e o plexo cardíaco, na ponta do seu esterno (ponto 2 da figura).
Vocês concentrem a sua consciência neste ponto sem se preocupar com o que acontece na região como um todo.
Não tentem analisar, compreender.
Simplesmente levem a sua consciência onde estou indicando.
Nós não estamos mais em uma região, mas em um ponto específico: a ponta do esterno.
... Irradiação de energia ...
Sua consciência vai agora se direcionar acima do seu seio direito e embaixo da sua clavícula: uma região ampla de 5 a 10 cm de diâmetro (ponto 3 da figura).
Não se preocupem com o que vocês sentem fora deste ponto, no momento.
... Irradiação de energia ...
A sua consciência dirige-se agora à região simétrica, do lado esquerdo do seu peito, acima do seio esquerdo e abaixo da sua clavícula esquerda (ponto 4 da figura).
... Irradiação de energia ...
Sua consciência direciona-se agora à base da sua garganta, aí onde existe uma concavidade, neste ponto específico (ponto 5 da figura).
... Irradiação de energia ...
Finalmente, a sua consciência dirige-se ao sexto ponto que fica no centro do plexo cardíaco, no meio do seu peito, à frente (ponto 6 da figura).
... Irradiação de energia ...
Nós vamos, se vocês concordarem, fazer uma segunda vez este percurso da consciência/energia.
Novamente, a sua consciência é levada na altura das suas costas, entre as omoplatas (ponto 1 da figura).
Trata-se de uma região ampla de 10 cm de diâmetro.
... Irradiação de energia ...
A sua consciência vai, agora, para um ponto entre o seu plexo solar e o seu plexo cardíaco, na ponta do seu esterno (ponto 2 da figura).
Deixem de lado o que acontece no resto do seu corpo.
... Irradiação de energia ...
Depois, a consciência é levada acima do seu seio direito e abaixo da sua clavícula, em uma região de mais ou menos 7 cm de diâmetro (ponto 3 da figura).
... Irradiação de energia ...
Em seguida, a sua consciência transporta-se à região simétrica, do lado esquerdo (ponto 4 da figura).
... Irradiação de energia ...
Depois, a sua consciência é transportada ao quinto ponto: a parte inferior da garganta, na concavidade, acima do esterno (ponto 5 da figura).
Trata-se de um ponto.
... Irradiação de energia ...
E a sua consciência transporta-se, em seguida, ao último ponto de consciência, no meio do seu peito, bem no meio do chakra do coração, na face anterior do seu peito (ponto 6 da figura).
... Irradiação de energia ...
Vocês abriram agora os seis cadeados e vocês penetram, enfim, no centro do peito, no interior.
... Irradiação de energia ...
A sua consciência agora pode se voltar para algumas explicações complementares que eu tenho que lhes dar em relação a este trabalho da consciência/energia.
Existem, então, seis chaves sucessivas que permitem destrancar, mais uma vez, o acesso ao seu interior.
Muitos seres humanos param no momento da percepção do seu próprio chakra do coração que está voltado para a parte da frente do peito.
Existe uma etapa, depois dessa, que é a passagem desta irradiação exterior para uma irradiação interior.
Os seis pontos dos quais eu falei, e que foram ilustrados pela vibração da sua consciência neste nível, são os seis guardiões que cuidam para que aquele que não estiver pronto não possa penetrar no santuário.
A fonte do que vocês são não está ligada unicamente ao seu chakra do coração, mas, muito mais, a este ponto no meio do coração, no interior do meio do peito.
É aqui, e em nenhum outro lugar, que reside a Unidade, a alegria, a plenitude e a totalidade do que veio buscar o ser humano na encarnação.
Tudo partiu deste ponto e deve retornar para este ponto. 
***

A abertura das chaves e dos cadeados destes seis pontos deve ocorrer a cada sessão.
Estas portas e estes cadeados fecham de novo a partir de momento em que, novamente, a sua consciência volta a se interessar pela vida comum.
Somente no ser realizado, no ser totalmente desperto que isto irá se tornar permanente e um estado estável.
O estado estável não é a irradiação do coração para fora, mas a irradiação do coração para este centro, no centro do ser.
Se vocês tiverem perguntas em relação a este procedimento, eu responderei. 

*** 
Ninguém faz perguntas. 
***

O silêncio de vocês é a garantia de que o procedimento que nós acabamos de estrear para vocês pode ser repetido de forma fiel e autêntica.
Vocês poderão realizar este procedimento quantas vezes vocês quiserem.
Em um primeiro momento respeitem a etapa essencial, preliminar, da superfície do lago da montanha.
Depois de algumas repetições deste procedimento, vocês serão capazes de abrir estas portas e estes cadeados na vida comum.
O último estágio corresponderá ao momento em que vocês irão perceber a vibração interior do chakra do coração, no centro do centro do peito.
Não percam tempo focando a sua consciência nas manifestações que ocorrem.
Contentem-se em vivê-las.
Isto é essencial para o bom desenrolar do procedimento.
Irmãos e irmãs, se vocês não tiverem perguntas, eu os abençoo, mais uma vez, e eu digo a vocês até breve. 

************
***
Tradução para o português: Nicole Contrain
Postado por Susan Blumm, em 31 de Maio de 2009.
*** 
Transcrição e edição: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário