Especial: O.M. AÏVANHOV (2010) - Autres Dimensions - Parte 1

Clique aqui para comentar esta publicação




Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

Questão: onde estão as tribulações da Terra, nesse momento?
De qual ponto de vista? Se é o nosso, o seu, ou aquele daqueles que resistem? Porque, obviamente, não são de forma alguma a mesma visão, não é?, você compreendeu.
Então, começando por nós, o que vemos é que tudo segue seu ritmo e tudo segue um plano que está perfeitamente estabelecido pela Luz e que segue uma rota que está perfeitamente em harmonia com nossas esperanças (eu emprego a palavra esperança) as mais loucas com relação à humanidade e com relação aos inúmeros seres humanos que iam poder viver esses processos mágicos de saída da matriz.
Então, agora, de seu ponto de vista, você, que segue todos esses trabalhos maravilhosos conosco, com vocês e que lhes permite aceder a esses estados específicos, podemos dizer que alguns de vocês bem gostariam de ver o final.
Nós também.
Mas, entretanto, é preciso que sigamos um certo processo. Creio que, assim como o Arcanjo Miguel e talvez o porta-voz Sri Aurobindo, falaram em outros momentos, é preciso que nos ajustemos, progressivamente.
É uma operação delicada, delicada não para o estabelecimento da Luz, mas para fazer de modo que muitos, um máximo de seres humanos, possa aceder, com esse corpo de 3ª Dimensão, na nova Dimensão.
Então, nós ali vamos por pequenos toques. E agora, com relação a todos aqueles que estão ainda nas forças de resistência, nas forças de dualidade, que não estão ainda verdadeiramente do lado da Luz, é evidente que isso não pareça bom para eles, porque muitas coisas que estavam ligadas ao poder estão desabando por toda parte sobre o planeta e compreenderam que não podem contar com seus amigos lá em cima (é uma expressão) mas não podem contar também com a humanidade como contavam antes.
Assim, o balanço da Terra é muito positivo. Nós nos dirigimos para o que é anunciado desde sempre e esperamos sempre ir cada vez mais rápido, mas também cada vez melhor, com relação a tudo isso.
***
Questão: por que não vimos os acontecimentos que você anunciou?
É toda a diferença entre o que nós vemos, quando estamos encarnados ou quando estamos lá em cima, como algo de certo, onde nós atribuimos um tempo, que corresponde ao tempo Vibratório da descida do mundo de emanações (em todo caso dos mundos os mais elevados de sua matriz, até nesta Dimensão).
Várias vezes, já, desde vários anos, eu disse que haveria ondas de frio gigantescas, que haveria também tempestades.
Mas é preciso bem compreender que a humanidade reajusta.
Vamos tomar um exemplo muito mais recente que não diz respeito a fenômenos geoclimáticos nem geofísicos, mas que diz respeito ao sistema econômico.
Nós todos havíamos dito, e o Arcanjo Miguel também, que, quando do período de desconstrução (que não está terminado, eu lhes afirmo), haveria uma destruição total do sistema econômico e financeiro.
Isso é real e já chegou nos planos os mais altos da matriz. Mas as resistências humanas e os medos humanos fazem com que esse sistema se perpetue, mesmo se não exista mais.
O problema é que, aí, vocês tocam o domínio das crenças, nesse nível.
No nível geoclimático é um pouco diferente. Nós teríamos de longe preferido que as modificações geofísicas, tectônicas, ligadas ao cinturão de fogo do Pacífico, vulcões, fossem mais estendidas no tempo.
Eu já falei, se minhas lembranças são boas, em dezembro de 2005, do cinturão de fogo do Pacífico. E o que observamos? Que esta ignição se faz e continua a se fazer, enquanto deveria se fazer muito mais rapidamente.
Entretanto, nós somos, e vocês são, obviamente, dependentes de diferentes resistências existentes na matriz, com relação a isso.
É a mesma coisa para o sistema econômico.
Mas quando nós lhes dizemos que algo chegou e chega, mesmo se lhes dizemos que vai chegar em tal momento, sabemos que vai talvez chegar em tal momento, mas isso pode ir até o final do período determinado.
Por exemplo, para a desconstrução total do Arcanjo Miguel, lhes foi dito, me parece, no final do ano, que vocês iriam assistir a uma recrudescência de fenômenos geofísicos.
Mas não esperem ver um sismo como aquele que ocorreu há pouco tempo, todas as semanas. Sem isso, haveria maior mundo sobre a Terra.
Mas, entretanto, tudo isso está a caminho.
Então, é preciso compreender que o que nós lhes anunciamos é o que nós vemos nos planos os mais altos da matriz, e que chegou.
Então, o sistema econômico chegou.
Agora, o tempo que isso toma para se manifestar sobre a Terra encontra um certo número de resistências e de crenças que são muito mais fortes do que pensávamos, simplesmente. Mas isso está a caminho para vocês. Não há qualquer meio de parar isso.
É como quando falamos das Ondas Galácticas que chegam para vocês.
Nós sabemos que elas vão chegar. Sabemos que se banham dentro. Sabemos também que esse fluxo de partículas vai crescer. Mas, em qual momento esse fluxo se tornará suficiente para permitir gerar o que deve ser gerado? Sabendo que esse fluxo de partículas, de início, seja canalizado, seja filtrado (isso depende dos períodos) pelos Arcanjos, e em seguida por nós mesmos, antes de chegar até vocês. E vocês mesmos (o conjunto da humanidade, eu falo), vão filtrar isso também.
Segundo essas diferentes camadas sucessivas de penetração, os efeitos podem ser mais ou menos, como dizer, deletérios, ou mais ou menos elásticos no tempo.Entretanto, há sempre uma noção de data limite.
É como a data limite de consumo, é parecido.
O que podemos dizer, simplesmente, é que, paradoxalmente, a preparação interior dos humanos vai muito mais rápido do que acontece ao nível da matriz, quer dizer que temos muito mais seres humanos despertados, hoje, que não esperávamos.
Temos muito mais seres humanos que vivem o Fogo do Coração que não esperávamos, há ainda alguns meses (ainda em setembro, para aqueles que se recordam, quando falei das vacinas).
Temos observado, verdadeiramente, um fenômeno interior que é bem real e imediato, mas que não se acompanha necessariamente sempre da desconstrução da matriz ao ritmo em que o desejávamos.
Mas é preciso bem compreender que quanto mais nos retardamos, mais há um fenômeno de elástico que se estende, entre uma parte da Consciência daqueles que se abrem e a Consciência daqueles que resistem, ou da matriz, quer dizer o conjunto de crenças que resistem. A um dado momento, o elástico volta ou se solta.
Aivanhov - 30 de janeiro de 2010

Questão: Por que somos ainda solicitados por desencarnados ou o astral quando fazemos um trabalho sobre a Luz e sobre a Unidade?
O trabalho sobre a Luz e a Unidade não os preserva totalmente da dualidade, sem isso, vocês teriam saído definitivamente da dualidade, ou seja, de sua encarnação.
Vocês são, entretanto, efetivamente, protegidos por uma certa Vibração.
É preciso bem compreender que há manifestações ligadas a entidades astrais ou desencarnados que não estão totalmente liberados. Quer dizer que não pudemos apanhar todo o mundo para colocá-los num estado de estase (adormecimento) esperando a Ascensão.
Portanto, há os que passeiam, efetivamente, mas são muito raros, mas passeiam, entretanto. O mesmo para entidades que estavam, antes, mascaradas nas franjas de interferência, ou seja, no mundo astral, não têm mais lugar onde viver, portanto, elas se precipitam, de algum modo, sobre a Terra.
Mas se você vive essas manifestações, isso não quer dizer que é preciso combatê-las, isso quer dizer que elas chamam sua atenção sobre uma falha que está em você com relação à Luz e com relação à Unidade.
As entidades gostam, como vocês sabem (mesmo as desencarnadas), das zonas de Sombra e elas vão se nutrir de sua Luz, penetrando pelas zonas de Sombra. As zonas de Sombra são talvez os medos, são talvez cristalizações de algumas coisas que estão ligadas ao que vocês viveram, ou a alguns comportamentos que não estão claros em vocês, simplesmente.
Mas vocês não arriscam nada, à parte o lado desagradável desse gênero de manifestação. Portanto, a explicação, é procurar em Si a zona de Sombra que permanece, que permitiu isso acontecer.
Aivanhov - 06 de março de 2010
Questão: quando você intervier, deveremos somente emanar nossa Luz ou deveremos fazer outra coisa?
As coisas específicas que deverão ser feitas lhes serão comunicadas, assim como sempre foi dito, não por nós, porque há riscos de confusão entre diferentes correntes, se querem, Vibratórias, e algumas sendo da Luz autêntica e outras não.
O único elemento de confirmação será a voz interior, não a sua, mas aquela de Maria, sobre o que deve ser feito naquele momento.
Enquanto vocês não tiverem ouvido Maria falar-lhes, continuem a viver sua Vida e a expandir a Luz.
Informações muito mais precisas como, por exemplo, sair de um lugar, ser-lhes-ão comunicadas por Maria.
***
Questão: trata-se então de uma forma de Anúncio individual?
É um Anúncio ao mesmo tempo coletivo e também individual, com especificidades que são próprias a cada um.
***
Questão: as mudanças de ciclo como aquelas que se vive já se produzem?
Completamente, todos os 50.000 anos.
A única diferença é que, nos ciclos anteriores, bem, a Luz não tinha podido se impor.
É assim simples.
Podíamos, a cada ciclo de 52.000 anos, manter a Luz, mas jamais impor a Luz.
Impor é um mau termo, mas estabelecer a Luz nesta dimensão.
E, a cada vez, isso disparava para um ciclo.
Quando digo nós, eu não estava ali, eu falo pelos Melquisedeques.
***
Questão: que vai acontecer quando se chegar à 5ª dimensão?
Então, lá, é muito simples: vocês verão.
Não se esqueçam que o trabalho o mais importante é aqui, e agora. E não amanhã, e não quando estiverem na 5ª.
Porque, como vocês querem Vibratoriamente aceder à 5ª se estão sem parar projetando sua Consciência sobre o que será esta 5ª ?
É já maravilhoso saber que isso chega, não é? Então, reforcem a Vibração em vocês, da Luz, para lhes permitir justamente aceder a isso.
É como se, vamos tomar um exemplo que é muito simples, imaginem que vocês estão no segundo e que, sem parar, passam seu tempo a perguntar àquele no primeiro o que ele aprende no primeiro, e vocês, durante esse tempo, não fazem o programa do segundo.
E não é assim que vocês vão para o primeiro. É o mesmo princípio.
***
Questão: os sentimentos de cólera interior podem refletir uma fase de evolução ou ao contrário uma regressão para a dualidade?
A fase de cólera pode ser assimilada ao Fogo por atrito.
Tudo o que lhes aquece o sangue e não aquece o Coração é um fator de superação.
Ele atrai sua atenção sobre o que deve ser superado.
Mas, progressivamente e à medida em que vocês descobrirem a Vibração do Estado de Ser e a Luz Vibral, em vocês, vocês constatarão que a Luz Vibral basta por si, não tem qualificativo, como dizer, emocional.
***
Questão: o que é do que se chama por vezes as cóleras santas?
É a cólera justificada do Estado de Ser, quando o Estado de Ser desce nas personalidades para agitar um pouco as plumas nos outros.
***
Questão: o que é um julgamento em relação a uma constatação?
Tudo depende da finalidade.
Se a finalidade de uma constatação é colocar Sombra sobre o que está já na Sombra, você participa do jogo da Sombra, portanto, você desce no nível Vibratório.
Tudo depende do refinamento Vibratório do ego.
Quem se expressa? É o ego, a personalidade, ou é o Estado de Ser?
Quando o Estado de Ser se expressa, ele vai por vezes empregar palavras, e vocês tiveram o exemplo, eu creio, com Sri Aurobindo, para inúmeras pessoas, que vai lhes dar a palavra que vai tocar, como vocês dizem, fazer vibrar a corda sensível de sua harpa.
E, no entanto, ele está no Estado de Ser, obviamente, dado que não está presente entre vocês em um corpo de carne, mas no canal. Mas ele participa do Estado de Ser, mesmo se isso os agita, mas o que está agitado?
Não é um julgamento que ele traz, ele os faz vibrar. E por vezes, esta Vibração faz mal ao ego.
Isso quer dizer que algo transcendeu.
Agora, se vocês fizerem para a Luz, na Vibração da Luz, e o outro se aquece tão somente em sua negação, você está no julgamento?
Não, você despertou o Fogo por atrito no outro.
Depois, é preciso que o outro faça seu próprio caminho e estabeleça sua própria Verdade.
O julgamento é querer categorizar e fechar alguém.
Agora, se você faz vibrar uma corda sensível que desencadeia mesmo a pior das rebeliões no outro, você tocou algo exato.
Todo princípio está aí.
Mas, progressivamente e à medida em que vocês penetram na Vibração da Luz e ela se torna sua ao nível do Estado de Ser, mais vocês se desinteressarão de todos esses pequenos jogos da personalidade, mesmo permanecendo no Estado de Ser, e querendo ajudar uma outra personalidade.
Constatarão, por vocês mesmos, que não têm mais vontade, tanto ao nível da personalidade como da alma, de entrar nos jogos de desmascaramento ou jogos por vezes infantis concernentes à Verdade do outro.
Porque vocês estão cada um na sua Verdade e no seu lugar.
Mesmo se seu lugar é diferente do outro, ele não é superior, ele não é inferior, ele é simplesmente um outro lugar.
E em nome de que você quereria que o outro se visse atribuir um lugar que você quisesse que ele visse, mesmo se você lhe capte na Verdade ?
Deixe o outro livre. Contente-se em vibrar.
Isso não quer dizer desinteressar-se ou estar no não Serviço, bem ao contrário.
É a forma absoluta do Serviço, fazer nascer e crescer a Luz do que você é.
É o melhor Serviço que você poderá prestar a seus irmãos.
***
Questão: desenvolver sua Luz permite constatar defasagens mas ao mesmo tempo tomar Consciência de que é apenas uma parte do espelho de si?
Se você está centrado em sua Luz, todo papel de salvador desaparece.
Você se imerge em sua Verdade, em sua Luz, e todo o resto se fará naturalmente.
É sempre o mental que quer se apropriar da Luz para querer a todo custo jogar os salvadores da Humanidade.
Mas isso é uma Ilusão do ego.
Um único Ser foi capaz disso sem estar no ego. Ele se chamava Cristo.
Em resumo, se vocês estão centrados em seu Estado de Ser, em seu Coração, vocês não verão mais, vocês não terão mais discriminação.
Vocês não poderão estar no julgamento, porque vocês verão a perfeição mesmo na Sombra.
E vocês a verão realmente.
Portanto, enquanto você quer discriminar, você está no mental. E você não está absolutamente no abandono à Luz.
Isso, são reflexos arcaicos de salvadores ou de pessoas que querem, com uma falsa humildade, acreditarem-se superiores aos outros.
***
Questão: quando um julgamento aparece, isso pode ser útil para iluminar seu próprio caminho?
Mas se se manifesta a você algo que é da Sombra, ou que não é da Luz, isso quer dizer unicamente que há esta falha em você, e nada mais.
A partir do momento em que você vive a felicidade, o Samadhi, apenas manifestar-se-á a você o que está em acordo Vibratório com isso.
Quer dizer que tudo o que é do domínio oposto à Luz não pode mesmo aflorar em sua Consciência.
É uma questão de estabilidade da Vibração, da Luz Vibral em vocês.
O mental procurará até o último momento afastá-los desta Verdade.
***
Questão: se se traz um julgamento e se dá conta que esse julgamento nos esclarece em nosso próprio caminho, é certo compartilhar o que aconteceu com esta pessoa?
Certamente não.
Faça-o no silêncio de seu Coração. Lá situa-se a Verdade.
Você não pode redirecionar uma falta ou um julgamento indo afirmar o inverso.
É sempre uma diligência do ego.
O verdadeiro perdão está no Coração. Você não tem a agradecer, senão a vocês mesmos.
É querer a todo custo manter o jogo do ego e da personalidade.
Aivanhov - 22 de março de 2010

Questão: poderia nos preconizar ferramentas de proteção?
Mas hoje, sobretudo agora, querer se proteger não quer dizer mais nada.
Proteger-se de que? Porque se você se protege, você tem a impressão de estar melhor, isso parece lógico, não é? Mas vocês se colocam a si mesmos sob a influência da lei de ação/reação e, em algum lugar, há uma relutância com relação à Unidade.
Em minha vida, eu frequentemente insisti na proteção, no fato de prestar atenção mas isso, hoje, não é mais válido.
Vocês estão em tempos extremamente diferentes, que demandam de vocês algo novo.
Os Arcanjos insistiram nisso, com relação à Luz, com relação ao abandono, com relação a deixar fazer a Luz em vocês porque, assim que vocês queiram entrar nos sistemas de proteção, se vocês são confrontados ao que chamam energias negativas, quer dizer que, necessariamente, há em vocês uma ressonância com relação a isso.
Era lógico, nos tempos antigos, para superar essas insuficiências.
Hoje, há a possibilidade, pela Vibração, pela Luz, pelo acolhimento das Energias, estar insensível a tudo isso.
Então, cabe a vocês escolherem o que querem fazer.
***
Questão: como estar certo que se faz uma boa escolha?
Há um único modo de saber se você faz a boa escolha, é a Vibração do Coração. E nenhum outro.
Porque, o tempo em que você permanece no estágio do mental, o que vai lhe parecer um impulso da alma pode, no dia seguinte, parecer-lhe como um impulso do ego.
Apenas o Coração conhece a resposta, ou seja, a Vibração do Coração.
Mas lembre-se mesmo assim que o primeiro impulso, exatamente o primeiro, é o mais frequente o impulso da Alma, enquanto que o segundo impulso, que é contrário ao primeiro, é, o mais frequente, o impulso do mental.
Não se esqueça que o mental tem horror à mudança.
E, obviamente, assim que ele tem um impulso da alma que convida à mudança, você tem a reação contrária do mental que vai fazer-lhe resistir à mudança e que vai dizer-lhe que é uma má escolha.
***
Questão: existem más escolhas?
Não. Existem experiências de escolhas.
Tudo depende do ponto de vista em que você se coloca.
Aivanhov - 27 de março de 2010

Questão: para superar nossas zonas de Sombra, é preconizado não mais se inclinar sobre o passado. Como fazer para trabalhar mais o abandono à Luz e sua aceitação?
Fazer nada, estar na Luz na simplicidade, na bondade, no Coração e nada mais, desde que vocês tenham conectado a Luz, de um modo ou de outro: pela descida do Espírito Santo, pela abertura do Coração de diferentes modos tornados possíveis já, desde mais de vinte anos, pela irrupção do Espírito Santo retransmitido de Sírius sobre a Terra e, desde mais recentemente, pela ação do Arcanjo Miguel.
Agora, em minha vida, ninguém falava, ou sabia, que havia a reencarnação, mas ninguém tinha acesso à memória dessas vidas passadas.
Depois, creio que várias pessoas desenvolveram técnicas para ter acesso, assim dizendo, à memória de suas vidas passadas e o ser humano precipitou-se nisso esperando encontrar uma solução a suas problemáticas presentes, explicando seu passado.
É uma heresia.
Mesmo os tibetanos o disseram.
Quanto mais vocês procuram no passado, mais vocês se afastam do presente e sempre foi dito, quaisquer que sejam os místicos (seja na igreja católica, seja no orientalismo, seja nos sufis, seja eu mesmo em minha vida ou outros no ocidente), todos dissemos que a solução está no presente.
Ela jamais estará no passado.
É seu mental que os provoca a querer explicar seu presente pelo passado.
Obviamente que vocês são o resultado de seu passado, obviamente o corpo que vocês têm e os sofrimentos que ele exprime, é o resultado ao mesmo tempo desta Vida mas também de suas vidas passadas, dentro da matriz.
Entretanto, sair da matriz e sair do sofrimento da ilusão não pode se fazer de nenhuma maneira desse modo.
Cristo disse, vocês tem duas leis: ação/reação e, se vão no passado, vocês despolarizam seu sistema para o passado.
Agora, a ação da Graça necessita estar no presente.
Não há qualquer Luz no passado, não há qualquer Luz no futuro, porque o passado e o futuro são uma Criação tridimensional ligada à matriz.
Há apenas o eterno presente e a Luz não se encontra senão no presente.
E vocês terão a impressão que, escavando o passado, o ego vai se garantir de vidas que vocês tiveram no bom sentido, mas também no mau sentido.
Ah, sim, hoje, se eu sofro, é qual carma?
E tudo isso os afasta da Verdade cada vez mais.
Há muitas técnicas energéticas que orientaram seus esforços nesta noção de compreender o passado e bem, jamais, jamais, vocês se liberarão da matriz indo para o passado. É o que querem (o que queriam, em todo caso, até agora) os maus rapazes, é que vocês fossem sem parar na Lei de ação/reação.
Vou tomar um outro exemplo que pode talvez chocá-los.
Vocês vêem o mal.
Obviamente, vocês tem vontade de responder fazendo o bem, é lógico, mas, fazendo o bem respondendo ao mal, vocês mantêm a dualidade bem/mal.
Isso quer dizer que é preciso o mal, que é preciso fazer o mal?
Não mais.
Isso quer dizer, simplesmente, que é preciso estar na Unidade de modo a que suas ações sejam liberadas da ação/ reação, que vocês entrem na ação de Graça, ou seja, agir por agir e não agir para reagir, seja em um sofrimento, o seu, ou em um sofrimento exterior.
É uma questão fundamental.
Vocês não podem encontrar a Luz mantendo esquemas obsoletos.
É uma evidência, todos os místicos o disseram.
Todos aqueles que acederam à Luz, em Verdade e em autenticidade, lhes disseram sistematicamente a mesma coisa. Então, obviamente, alguns de vocês vão ter reminiscências, como dizem, de vidas passadas.
Por vezes, nas meditações, vão ver rostos desfilarem que são os rostos de suas vidas passadas, mas esses rostos de suas vidas passadas não necessitam levar a Consciência acima, é preciso deixá-los passar.
A Luz está no presente.
Ela jamais, jamais, jamais, estará no passado.
Vocês fazem um falso caminho procurando, no passado, a explicação para seu presente e isso se vê energeticamente, isso se vê ao nível dos chacras e isso os afasta da Luz.
Mas o ego quer fazê-los crer que vocês estão na Luz.
É muito ocidental isso, de querer sempre explicar seu presente pelo passado.
Jamais, jamais, os fundamentos da mística tibetana ou oriental da reencarnação disseram que precisaria pagar até o final dos tempos as ações/reações cármicas positivas ou negativas para chegar a ser liberado.
É uma heresia, porque é uma história sem fim e, efetivamente, é sem fim.
Procurem a Luz e todo o resto lhes será acrescentado.
E não há Luz no passado, nem no futuro.
A Luz está unicamente na saída do tempo, ou seja, no instante presente, no eterno presente ou no tempo zero, chamado assim como vocês querem.
***
Questão: poderia desenvolver sobre o que se chama de ação de Graça?
A ação da Graça é a ação submetida à ação da Unidade, ou seja, que vocês ajam sem refletir no bem ou no mal. E se lhes dissesse que mesmo os maus rapazes servem-se ainda da noção de humanismo e de Humanidade do homem para enganá-lo?
Vão fazê-los crer que, sem parar, vocês oscilam entre o bem e o mal, mas é esta oscilação mesmo entre o bem e o mal que nutre a matriz e que a mantém.
A Unidade está além do bem e do mal.
A Unidade, a ação da Graça, é Ser, é Estado de Ser, é Ser em Unidade, o que não quer dizer que, quando vocês estão na Unidade, vocês não estão no bem nem no mal, mas vocês não estão mais submetidos à Lei de ação/reação.
A ação de Graça é levar a efeito o princípio de atração, de ressonância, de afinidade Vibratória ligada a seu estado de Consciência Unitária que encontraram.
O que acontece?
Vocês conhecem tudo isso.
Enquanto vocês estão submetidos à ação/reação, vocês passam todos, sistematicamente, por períodos de euforia e períodos em que estão mal, onde vocês tem mal, onde vocês estão bem, onde vocês não estão bem, e isso oscila toda sua Vida.
Que acontece quando vocês entram na Unidade e na ação da Graça?
Vocês estão sob a influência da Luz.
As flutuações de humor, do corpo, da energia, podem existir, mas não os perturbam mais.
A ação da Graça é isso.
A ação da Graça é estar « sob a influência » da Luz, é estar sob a ação da Graça.
E a Graça se tornou possível pelo sacrifício de Cristo e nenhum outro.
A ação da Graça é agir por agir.
Não é agir para reagir.
Não é fazer o bem porque há o mal ou não é fazer o mal porque há o mal.
Essas são as leis da matriz.
A Lei da Unidade e da Verdade é estar na Luz e todo o resto decorre daí.
É assim mesmo, não completamente a mesma coisa.
Por que isso não dura?
Porque é a cenoura e a vara, é o princípio de aprendizado.
Vocês estão no aprendizado da ação da Graça.
Quando estiverem permanentemente na ação da Graça, não terão mais qualquer razão de estarem sobre esta Terra e nesta dimensão.
Por conseguinte, há um aprendizado de estabilização da ação da Graça e é justamente passar de um a outro que lhes permite afirmar a ação da Graça, porque, progressivamente e à medida em que vocês passam da ação/reação para a ação da Graça, vocês compreendem a diferença entre as duas. E, compreendendo a diferença entre as duas, vocês podem ir com muito mais lucidez e Consciência para esta ação da Graça, inteiramente, mas é um aprendizado.
E, olhem-me, em minha vida, vivi minha iniciação da Unidade olhando o sol muito jovem, mas também conheci períodos e passagens na dualidade, obviamente, sobretudo naquela época.
Hoje, as coisas são muito mais fáceis para vocês.
Mas vocês estão no aprendizado e quanto mais estabilizarem esta noção de ação da Graça, mais ficarão indiferentes, o que não quer dizer ausentes, de todo seu ambiente.
Quer dizer que tudo o que manifestarem em seu ambiente, será feito sob a « influência » da Graça e sob a « influência », entre aspas, da Luz e não mais sob a influência do ego, da personalidade, da ação/reação e isso, vocês começam a localizar todos os momentos em que estão na ação da Graça e nos momentos em que vocês estão na ação/reação.
É muito fácil: a ação da Graça os coloca na Alegria, ela os coloca no Samadhi, ela os coloca numa plenitude.
A ação/reação os faz recair no sofrimento e na dualidade, é assim simples.
***
Questão: não poder estabilizar-se nesse estado não faz
«perder tempo»?
Não, de forma alguma, porque temos necessidade de vocês aqui, como o disse Miguel, o Arcanjo, como Ancoradores e Semeadores da Luz.
Alguns de vocês são chamados a tornarem-se verdadeiras Embarcações de Luz.
Então, deixa-se viver o Estado de Ser por momentos e depois, em outros momentos, vocês tem sua própria estrutura que manifesta como que efeitos de aperto nos tornozelos e nos pulsos.
Isso é para impedí-los de fugir do campo.
Precisamos de vocês aqui.
No momento em que não precisarmos mais de vocês, vocês partirão, não se inquietem, isso será instantâneo.
***
Questão: que pensar do fato de ter vivido estados semelhantes há vinte anos e depois não mais tê-los vivido?
É o princípio da cenoura e da vara empurrado ao extremo.
O principal é ter conectado o Estado de Ser, o Samadhi.
Alguns de vocês têm a capacidade de ir à vontade no corpo de Estado de Ser.
Alguns de vocês tem a capacidade de receber a Vitração do Estado de Ser no corpo de personalidade e de estar no Samadhi, não à vontade, mas com frequência. E, para outros, há um contato e, depois, é proibido, sem isso, vocês fixariam o campo.
Porque a Vibração seria tão forte para vocês que a estrutura da personalidade, as estruturas físicas e sutis, não poderiam encaixá-las.
Portanto, é uma grade de proteção (guard-rail).
Não é uma punição, nem uma característica de avanço.
O mais importante é tê-lo vivido porque, tendo-o vivido, não se pode mais ser enganado por qualquer outro que seja.
Aivanhov - 10 de abril de 2010

Questão: como sair da espiral da personalidade?
‘Abrindo a porta’, é assim simples.
Quanto maior o abandono à Luz, mais a «personalidade» é dissolvida na Luz.
Mas não se pode sair da personalidade por um ‘esforço’ de personalidade, não é?
***
Questão: não sinto nada de específico.
Quem lhe disse que precisava sentir necessariamente algo?
Mas sempre acontece ‘algo’.
Alguns vivem processos de Consciência e outros vivem outras coisas.
Aivanhov - 19 de abril de 2010

Questão: quando se abandona à Luz, pode-se estar seguro de ser protegido quando da vinda dos terríveis eventos a vir?
Eu diria mesmo que é o único modo de estar protegido, não há outros.
Se vocês estão firmemente alinhados com seu eixo de alinhamento, com sua alma, com seu Espírito, com o Estado de Ser, com a Luz, todo o resto desmoronar-se-á ao redor de vocês.
O desafio que é, hoje, para cada ser humano sobre o planeta em encarnação, Trabalhadores da Luz ou não, é saber se vocês têm o suficientemente de Fé, de confiança e de abandono na Luz e em suas funções inteligentes.
***
Questão: é difícil ocupar-se de nós?
Digamos que não é difícil, mas necessita uma atenção e uma vigilância específica.
Questão: por qual razão?
Porque há seres, sobre a Terra, que amam brincar de esconde-esconde com a Luz.
***
Questão: como fazer a diferença entre uma intuição fundada ou o mental?
Se é um impulso, ele reproduzir-se-á.
Se é o mental, produzir-se-á outra coisa.
É assim simples.
Um impulso é algo que volta sem parar, não é o mental.
Se você diz: «não, a razão me diz que é preciso que eu permaneça aí, que continue meu trabalho, preciso disso, preciso de tal pessoa» e depois, você se levanta pela manhã e ainda a ideia de fazer algo está lá, isso, é o impulso.
O mental não age do mesmo modo.
O mental vai girar em anel: «faço isso? faço aquilo ?».
O impulso da alma, você se levanta pela manhã ou de um golpe, a coisa chega, não há discussão.
Você não se coloca a questão, no mesmo momento do impulso.
Depois, você pode descer ao nível do mental: «está bem, não está bem?»
Mas, no momento do impulso, é extremamente preciso e claro.
Depois, o mental vai voltar, certamente, mas, no momento do impulso, o impulso é definido como algo claro e preciso, no momento em que ele se produz, certamente.
Aivanhov - 03 de maio de 2010

Questão: quando Maria intervier, ela dirigir-se-á a cada um ou coletivamente, a todo o mundo?
A intervenção (deixarei a própria Maria expressar-se sobre, hein, não quero ter problemas com as mulheres, tem-se muitos aborrecimentos assim entre nós, 24, e se, a mais, se mistura as 12, isso será folclórico, sem falar dos Arcanjos...).
Bom, voltando ao que dizia ... O Anúncio de Maria é um Anúncio solene.
Este Anúncio realizar-se-á para o conjunto da humanidade, de maneira sincrônica e não pela via de um Canal, mas diretamente a vocês, Interiormente.
Lembrem-se que tudo o que trabalhamos, os Arcanjos, nós, Melquisedeques, e vocês, certamente, permitiram fazer desaparecer o que Sri Aurobindo denominou ‘franjas de interferências’, ou seja, a matriz que os isolavam.
Progressivamente, com a Luz e as Radiações da Fonte, as Radiações do Ultravioleta e as Vibrações do Espírito Santo, nós tivemos sucesso em penetrar na matriz.
Nesta matriz, não estamos ainda ao mais próximos.
Estamos, digamos, num ambiente próximo, Vibratoriamente.
A um dado momento, que será o sinal do basculamento de sua Consciência, como do basculamento da humanidade, como do basculamento da Terra, será precedido, 72 horas antes, pelo Anúncio de Maria.
O Anúncio de Maria é um Anúncio que será percebido, quer se queira ou não, por toda a humanidade.
Não é uma voz eletrônica, porque haveria quem dissesse: há ainda possibilidades de manipulação.
A grande diferença é que, quando Maria lhes fala, mesmo se vocês dizem que não crêem em Maria, há uma conexão que se estabelece, porque seu DNA está conectado à Mãe, ele está conectado a Maria.
E quando Maria se dirige a vocês, o que vocês fazem?, vocês choram.
Não há outra solução, porque é verdadeiramente uma emoção a mais alta que possa se situar.
É a emoção que os coloca em conexão com sua Mãe, com nossa Mãe.
Portanto, se querem, aquele momento será único.
Ele realizar-se-á de maneira sincrônica, sobre o conjunto do planeta.
Naquele momento, cada um fará o que puder ou o que quiser.
Alguns ouvirão uma voz ao longe e não terão a emoção do Coração.
Eles dirão: «isso é projeto eletrônico, não quero».
Outros dirão: «é uma alucinação, rápido, um doutor».
E outros reconhecerão a Vibração de Maria, ou seja, não unicamente a voz, mas serão tocados ao nível de seu Coração.
E estes seguirão o que Maria dirá naquele momento.
Eles saberão que a hora do retorno, o final da ilusão, chegou.
Mas vocês ainda não estão aí: há ainda certo número de etapas fundamentais a passar.
***
Questão: ao nível prático, como se preparar para tornar-se, o melhor possível, borboleta?
Estando lúcido e consciente.
Viver cada respiração como se fosse a última.
Colocar-se na serenidade.
Lembrem-se que quanto mais estiverem na simplicidade, mais estiverem na humildade, a humildade verdadeira, mais realizarão as coisas da vida cotidiana, quaisquer que sejam, com serenidade, mais vocês se aproximarão do Estado de Ser.
Eu vou tomar um exemplo muito simples: vocês podem fazer, por exemplo, os exercícios que foram dados por Mestre RAM sobre a respiração, a Consciência do Coração.
Vocês podem realizar, por exemplo, os exercícios que foram dados por Um Amigo sobre o ‘Yoga Celeste’.
Mas se, independentemente deste período em que vivem estados de Consciência específicos, o resto de sua vida, vocês são, eu digo não importa o que, um chefe de pessoal que pressiona seus empregados, ou um mestre que não tem qualquer respeito por seus alunos, para que isso serve? Para nada. Absolutamente nada.
Porque vocês oscilam de um estado para outro.
E o fato de oscilar de um estado para outro os coloca ainda pior do que se vocês estivessem na Dualidade a mais total.
Há pessoas (e é infelizmente o caso para muitos seres humanos ainda) que não são, em sua vida cotidiana, absolutamente afetadas pelo que acontece ao nível Vibratório, ao nível do que acontece em diferentes níveis dos elementos econômicos, sociais, afetivos.
Tudo vai muito, muito bem eu sua vida.
Essas pessoas aí vão muito bem.
Elas não têm qualquer problema.
Porque estão em adequação com o que pensam.
Elas criaram uma realidade que é sua realidade, que vai desaparecer em breve, mas elas não se aperceberão mesmo que vai desaparecer.
É sua liberdade.
Então, vocês, obviamente, se seguirem tudo o que lhes deram, terão, como foi dito, e como eu o disse, as nádegas entre duas cadeiras.
Vocês estão ao mesmo tempo, em momentos, numa Alegria incrível, e em momentos, vocês recaem nas coisas que são tudo o que há de mais cotidiano. Mas o objetivo é transferir a Consciência, da Alegria e da Unidade, no que faz sua vida comum.
É o único modo de iluminar.
Assim, aproveitem os momentos de alinhamento, os momentos em que vocês estão na Vibração, os momentos em que vocês meditam para, no momento em que vocês estão nas confrontações, qualquer que seja, de suas vidas, coloquem-se no mesmo estado.
Não há absolutamente nada que os impeça.
Exceto o mental.
Que vai fazê-los crer que há o mundo em que vocês meditam e onde vocês se alinham, e o mundo onde vocês estão na Dualidade, confrontados ao mundo dos negócios, confrontados à maldade, confrontados às faltas, aos medos, aos vazios.
Mas tudo isso vai desaparecer.
Cada vez mais, muitos seres humanos começam a viver esses estados de fusão à sua própria Unidade, em sua vida comum.
Se vocês têm a mesma qualidade de Energia em sua vida, como dizem, comum, vocês chegarão a fazer tudo o que têm a fazer, sem sofrer, estando totalmente no instante.
O objetivo do que lhes dizemos não é fazê-los projetar num futuro mais ou menos remoto, mais ou menos próximo, mas sim fazê-los refletir ao que é a realidade e o que é a ilusão.
Quando eu emprego a palavra planeta grelha, eu sei o que faço.
Porque é um modo de fazê-los interrogar e de fazê-los ir, em definitivo, para mais simplicidade.
O objetivo sendo o de fazê-los, como dizem, há uma expressão... Ah sim, fazer babar alguém, ou seja, dar-lhe vontade de. Então, obviamente, a maior parte de seres humanos, a maior parte de irmãos e irmãs que estão aqui, têm todos caminhos espirituais.
Há quem passou seu tempo a viajar, a ir encontrar grandes Mestres.
E estes viveram ao lado desses grandes Mestres, ao lado desses lugares sagrados, uma certa qualidade de Energia. E, como por acaso, quando se afastaram do lugar, do Mestre, ou de circunstâncias felizes de sua vida, recaíram.
Não têm a força de procurar em si.
Hoje, é preciso procurar em vocês, porque está tudo próximo.
Quando eu digo tudo próximo, a Luz, ela está aí.
Ela não está nas profundezas de vocês, para procurar por uma meditação intensa, por um isolamento intenso... Ela está na simplicidade da vida.
A Luz está aí.
E, para captar esta Luz, pela Coroa Radiante da cabeça, do Coração, pelo Triângulo Sagrado, basta Ser.
E Ser, é o que?
É estar lúcido e Consciente do instante.
Se vocês chegam a viver esta lucidez e esta Consciência do instante, mais a luz vai fulminá-los. Instantaneamente.
***
Questão: poderia nos revelar os nomes dos Arcanjos reitores dos novos corpos?
Então, obviamente, cada corpo pode estar sob a influência de um Arcanjo que o presidiu.
Como o sabem, os Arcanjos, nesta Dimensão, presidiram e sustentaram, de algum modo, a Criação original.
Então, sem entrar nos detalhes (mas não vejo o que isso pode trazer), por exemplo, o que é chamado o 11º corpo, que é chamado o ‘corpo da reversão’, está diretamente ligado ao Arcanjo Uriel.
O que é chamado o 9º corpo, o ‘corpo de Samadhi’, está diretamente ligado ao Arcanjo Miguel, de maneira mais lógica a Cristo Miguel.
O 8º corpo, que é a ‘passagem do ego ao Coração’, é regido pelo Arcanjo Rafael, que é o Arcanjo da cura.
O Chacra da garganta é compartilhado ao nível do 9º e do 10º corpos, pelo Arcanjo Anael e pelo Arcanjo que intervém na reversão, mensageiro, que é o Arganjo Gabriel, que precede a reversão. E, no que diz respeito ao 12º corpo, a 12ª lâmpada, está diretamente ligada a Metatron.
Isso é muito importante a compreender.
Aivanhov - 15 de maio de 2010

Questão: os Ancoradores de Luz acompanharão aqueles que permanecerem na 3ª Dimensão Unificada ou seu papel estará terminado?
Então, haverá, obviamente, nos espaços onde serão recriadas as 3ª Dimensões Unificadas, haverá, obviamente, guardiões intraterrenos.
Isso é indispensável, ainda que não haja mais, se querem, este isolamento que foi conhecido na Terra.
É indispensável porque há comunicação na 3ª Dimensão não dissociada.
Uma comunicação é possível com as outras Dimensões e há, aí também, seres que servirão de guardiões, de intermediários.
Não se poderá mais chamá-los de os Anjos Guardiões, porque naquele momento as funções serão ligeiramente diferentes.
Alguns, aliás (e nem me perguntem porque), irão desempenhar os papéis daqueles que estão hoje na Intraterra mas em outro lugar, num outro universo, se preferem.
Sinto que as bicicletas começam a se ativar.
***
Questão: na 3ª Dimensão Unificada continua a Dualidade?
Há a Dualidade, ou seja, as forças de oposição.
A diferença essencial é que vocês permanecem conscientes e conectados às outras Dimensões. Mas não há a possibilidade de viajar conscientemente nas múltiplas dimensões.
Por conseguinte vocês estão ‘prisioneiros de uma forma’, mas livres no Espírito e na Verdade.
O que não era o caso em sua terceira Dimensão dissociada, que era a minha também, certamente.
***
Questão: aqueles que estarão na 3ª Dimensão Unificada poderão passar na 5ª Dimensão?
Todo ser e toda Consciência é destinada, nas linhagens humanóides, digamos, quaisquer que sejam suas linhagens espirituais, a aceder a esta liberdade total.
Mas alguns seres terão, como dizer, tão acentuada distância da Dualidade que será necessário certo tempo de re-climatização para poder aceder à transdimensionalidade, ou seja, para a capacidade de mudar de forma instantaneamente.
Aivanhov - 16 de maio de 2010

Questão: não mais ter vontade, projeção, criatividade, está relacionado com o que se vive?
Para a maior parte de vocês, sim.
Alguns devem continuar suas atividades, em meio a suas diferentes esferas de vida, como se nada fosse.
Outros, em contrapartida, têm um impulso tão forte para a Unidade, que tudo o que lhes dava prazer, na dualidade, está desaparecendo.
Como o disse, a um dado momento, muitos tinham a nádega entre duas cadeiras, ou seja, ao mesmo tempo um pé ou uma nádega na 3ª Dimensão e o outro lado que estava já na 5ª Dimensão.
Hoje, há seres que estão tomados de um frenesi de ação e outros que, ao contrário, vão viver, ao limite, uma inação total com a imersão da Luz no Estado de Ser e na Vibração Unitária.
Compreendam bem que, cada um, vocês têm funções e papéis diferentes no que vem.
Alguns deverão ancorar a Luz e ancorar a Luz necessita o que vocês chamariam, em sua Dimensão, a inação.
Ancorar a Luz se faz na ausência da ação no mundo exterior.
Para outros, isso será o inverso.
Tudo se pode ver.
Mas vocês constatam, todos, de uma maneira ou de outra, que as coisas estão mudando, em vocês como no mundo.
Então, cada um vive as mudanças a seu modo, em função de sua capacidade de integração da Vibração, mas também em função de sua própria função e de seu próprio papel no que está por vir.
Alguns vão sentir Vibrações, por exemplo, que lhes tomam a cabeça, em lugares que jamais sentiram.
Outros sentirão Vibrações muito fortes ao nível do nariz, que é a ativação da 12ª lâmpada[‘andrógino primordial’].
Portanto, cada um vive coisas incomuns, novas.
Há quem estava implicado, por exemplo, numa relação e, num golpe, se perguntam o que fazem nesta relação. Mas tudo isso faz parte das mudanças e dos ajustes também, necessários, para ajudá-los a irem para o que vocês são.
De todo modo, é muito simples, eu já o disse.
Se vocês sentem que algo muda, se lhes é preciso lutar, se lhes é preciso empregar uma energia considerável para remetê-los nos esquemas antigos, é que isso não está certo para vocês.
Lembrem que a Luz é simples, que a Luz é evidência, que a Luz é facilidade.
Ela não tem que fazer suas cogitações mentais, ela não tem que fazer seus giros de pedais nas bicicletas.
Ela tem simplesmente necessidade que vocês deixem estabelecer a facilidade, a Fluidez e a sincronia.
Aqueles de vocês que já se confiaram à Luz, se apercebem que, quanto mais vão para a Luz, mais as coisas se tornam simples, que tudo o que era complicado, que levava sua vida adiante, desaparece.
Quanto mais vocês vão para a Luz, mais isso se torna simples.
Se as coisas permanecem complicadas, é que vocês resistem à Luz e isso não pode ser de outro modo.
Pode-se ser alguém de uma grande Luz e ter muitas resistências, porque se tem um mental muito forte.
Pode-se, ao contrário, vir de uma Dimensão que eu diria inferior (mas não vejam aí noção pejorativa, porque isso nada quer dizer, nos mundos Unificados, digamos de uma Dimensão menos expandida) e ter menos resistências e viver a Luz com uma maior acuidade nesta Dimensão.
Portanto, cada caminho é diferente, cada vivência é diferente, cada percepção é diferente, mas, no conjunto dessas vivências, no conjunto dessas percepções, vocês devem reter assim mesmo que, quanto mais vocês vão para a evidência e para a simplicidade da Luz, mais sua vida tornar-se-á fácil.
Quanto mais vocês resistem, mais ela tornar-se-á difícil.
Isso é uma regra quase absoluta.
Aivanhov - 29 de maio de 2010

Questão: segredos vão se revelar (sobre as pirâmides, por exemplo)? É ainda útil?
Mas, qual interesse?
O interesse pode ser, para alguns, em função de sua própria história, em função de suas próprias fontes de interesse.
Mas os interesses de cada um são diferentes, não é?
Mas o único interesse essencial é a Luz e nenhum outro.
Lembrem-se também que, na Luz e na Coroa Radiante de seu Coração, todas as respostas ali já estão. Portanto, não percam tempo a buscar respostas pela cabeça, eis que a Luz lhes revelará tudo.
E o que lhes é revelado atualmente, tudo o que percebem através da economia, através de tudo o que lhes foi escondido e tudo o que se desvenda cada dia, está amplamente ligado à irrupção da Luz em sua Dimensão. Mas, de graça, aceitem as revelações que se fazem, mas não vão buscar outras, pelo questionamento, em sua cabeça.
Revela-se a vocês o que deve lhes ser revelado.
Se, para atingir a Luz, vocês não têm necessidade de outra revelação que a Luz, vocês não terão qualquer revelação outra nesta Dimensão.
Mas tudo será revelado, uma vez que tudo será realizado.
***
Questão: isso significa que não se teria necessidade de revelações sobre os crânios de Cristal?
Absolutamente não.
Por que imaginar que vocês são tributários de outra coisa que vocês mesmos?
Obviamente, muitas coisas são reveladas.
Mas não há revelação mais importante que outra.
A melhor das revelações está frente a vocês mesmos.
Todo o resto, ainda, são apenas estratégias de seu mental para afastá-los da simplicidade.
Lembrem-se que não há qualquer resposta, em definitivo, no exterior.
Vocês são a resposta.
É o mental que quer fazê-los crer que vocês não são a resposta.
Então, vão buscar nas pirâmides, nos crânios de Cristal ou em outros lugares, não sei onde.
Mas isso não tem importância, definitivamente.
Não é porque saberão a quem pertencem os crânios de Cristal, não é porque vocês saberão quem são os Elohim – que eram esses crânios de Cristal, à época – que isso vai fazê-los avançar de um iota (letra grega).
Cada vez mais (e creio que isso foi dito, por mim mesmo e por alguns de meus confrades, se podemos chamá-los assim), progressivamente e à medida em que os dias vão passar, ser-lhes-á necessário ir cada vez mais para o essencial e para a Verdade.
Não numa explicação da revelação, tal como a entendem, eu falo da Revelação da Luz e nada do que foi ocultado será ainda ocultado. Mas isso não quer dizer que seja necessário ir, com o mental, buscar explicações, não é?
Não é verdadeiramente a mesma coisa, sem isso, é ainda uma atividade mental.
A atividade mental, como o sabem, é sempre sem fim.
***
Se tivessem a possibilidade de ver Maria, posso lhes dizer que ela não chora.
Ela tem um sorriso feliz.
Vocês imaginam já um golfinho que sorri todo o tempo.
Então, vocês imaginam um golfinho em pé, que sorri e vocês têm a imagem de Maria em sua Dimensão original.
***
Questão: como alinhar a vontade pessoal e a vontade da Fonte?
Não é possível.
Ou é a vontade pessoal, ou é a vontade da Fonte.
Aivanhov - 30 de maio de 2010

Questão: quais são as qualidades e os critérios para ser um canal?
Então, caro amigo, não é uma questão de qualidade.
É uma questão, antes de tudo, de ‘estruturas Vibratórias’ que estão abertas ou fechadas.
É como uma torneira: se a torneira está fechada, pode ser em ouro maciço, mas nada escoará, não é?
Portanto, o importante é abrir as estruturas que permitem, justamente, o que vocês chamam de 'canalização', não é?, ou, em inglês americano, é «channeling», isso está muito mais na moda.
Então, se quer, é preciso bem compreender que não é uma questão de qualidade, não é tampouco uma questão de Coração, é uma questão de Vibração e de capacidade de ter 'aberto' os circuitos de comunicação com as outras Dimensões.
Isso necessita ter estabelecido, em si mesmo, os contatos com a Alma e manifestar oNada, ou seja, o canto da Alma.
E também, ter construído o Antakharana, ou seja, a ‘ponte de Luz’ que une a personalidade inferior aos mundos do Espírito.
Quando essas condições preliminares não são exigidas, não pode haver canalização ou, então, o que 'vaza', não é limpo.
Lembrem-se de que o processo nada tem a ver com o que vocês chamam de 'mediunidade'.
A canalização é um processo, quando real, que consiste em deixar (por intermédio de estruturas ativadas que falei, ou seja, em particular, o Antakharana) chegar, no interior do canal mediano, entidades de outras Dimensões ou de outros planos.
Se os canais não estão abertos nesse nível e, em particular, preliminarmente, aoAntakharana, se o Antakharana não está ativado (e isso se manifesta por certo número de sintomas, como vocês dizem, ao nível médico), naquele momento, a canalização não é uma canalização.
Em outros termos, não é necessário crer em tudo o que lhes dizem e vocês devem viver apenas o que vocês vivem.
Se há Vibração, pouco importa como se chama aquele que está do outro lado, o importante é a Vibração que vocês captam.
Há seres que são capazes, através de palavras, de sentir a Vibração.
E há outros que sentem as Energias no momento em que as canalizações acontecem.
Foi o caso, por exemplo, para o Arcanjo Miguel, mesmo sem estar presente, certamente.
O que explica que é nesse nível que se situa o que chamaria de 'autenticidade'. Mas, lembrem-se também do que lhes disse, eu creio, o Arcanjo Anael: o importante não é saber se é verdadeiro ou se é falso.
Definitivamente, é o que os faz progredir ou não?
É o que lhes permite ir para vocês mesmos, para seu Fogo do Coração, para a ativação de seus chakras ou não?
Ainda que seja uma canalização verdadeira, mas se não lhe permite ir para isso, é preciso fechar a torneira. Portanto, vocês vêem, o que é importante, não é a natureza da torneira, é o que escorre através da torneira.
E lembrem-se de que o que escorre, aqui, á algo que vocês sentirão, absorvendo o que escorre, sem permanecer no nível das palavras, mas indo ao nível da Vibração.
Eu posso também fazer-lhes muito belos discursos com muitas belas palavras, que são muito vistosas e que acariciam muito a personalidade, mas, isso, não tem qualquer interesse.
Lembrem-se de que é a Vibração que decide.
E vocês constatarão, aliás, que esse ‘princípio de Vibração’ que decide, aplica-se e aplicar-se-á cada vez mais a todos os setores de sua vida.
O ‘princípio da atração, da ressonância’, tal como foi desenvolvido, em várias reprises, dar-lhes-á, de algum modo, a nota exata do que vocês têm a viver. Mas, em definitivo, ainda uma vez, seja verdadeiro ou falso, não há qualquer importância, o importante é a transformação que se segue e unicamente isso.
E, aliás, vocês não são obrigados a ouvir ou ler o que vocês não têm vontade de ouvir ou ler, não é?
***
Questão: os Arcontes têm ainda a capacidade de impedir as mudanças em curso?
Não, absolutamente não.
A embarcação dos Arcontes [Nibiru] foi banida para fora desse sistema solar, no ano passado, no mês de agosto [2009].
As únicas resistências que existem, quando falamos de adequação ou adaptação entre as recepções de Energias e as reações, ao nível da Terra, são unicamente ligadas a dois fatores que são, de um lado, a inércia da humanidade ainda adormecida que não crê nem na Luz, nem na Sombra e que tem uma vida vegetativa e também, a alguns seres que foram denominados, pomposamente, as elites e que, elas, se apóiam, se querem, sobre os mecanismos de poder ligados ao dinheiro, ligados à economia, para mantê-los na escravidão com seus acólitos.
Os acólitos não estão mais aí mas, eles, querem ainda manter suas prerrogativas, eu diria.
Alguns deles.
Mas os Arcontes não são mais um obstáculo, dado que muitos deles, neste universo como em outros universos, foram, como se diz, redimidos.
O único obstáculo está agora presente no humano.
Mas a palavra obstáculo é um pouco forte, digamos, ‘resistência’, porque a Luz, se querem, ela traça um caminho.
E é como a água, se querem, que procura seu curso de água.
Ela vai se insinuar à esquerda, à direita, antes de estabelecer um curso d’água que permite à Energia (na ocorrência da água, aqui), circular sem resistência e com facilidade.
O sulco se escava.
Aivanhov - 12 de junho de 2010

Então, não vou voltar sobre as festividades e o programa que os espera.
Tudo isso, vocês o perceberão, no tempo e na hora.
Mas tenho que insistir sobre o modo como vocês terão que assistir e participar das festividades.
Porque, obviamente, o mais importante, não é assistir ao espetáculo, mas ver qual o efeito fará o espetáculo sobre vocês, não é?
Então, não haverá trinta soluções, não é?
Vocês não sairão do espetáculo dizendo: “está bem, foi bom”.
Não, vocês viverão o espetáculo!
Mas vocês viverão o espetáculo de dois modos e somente de dois modos possíveis.
A vocês cabe escolher e decidir, não é?
Vocês estão nos instantes finais desta preparação: ou vocês a viverão na Alegria, o que eu desejo para o maior número de vocês, presentes aqui e em outros lugares (bicicleta ou não bicicleta, não é?), ou no terror.
É tão simples assim, não haverá meias-medidas com relação ao que vem e, em minha vida, insisti, certamente muito menos que meu Mestre Bença Deunov, sobre o final desta Dimensão.
Ele falou, de maneira muito exata, relativamente ao final desta Dimensão no Fogo.
Mas vocês não estão, como o sabem, no final.
A cortina ainda não caiu, resta ainda a abrir a cortina e ela vai se abrir, creiam-me.
Então, pelo momento, são as premissas que vocês vivem em vocês e são as premissas que vocês observam, aqueles que se interessam ao que acontece no exterior.
Retenham uma única coisa, ela é fundamental: Alegria ou terror.
Não haverá outras medidas, não haverá outras meias-medidas com relação aos encadeamentos de acontecimentos que vocês suportarão e viverão nos dias que vêm, já.
Então, aí também, hein, obviamente, se vocês estão na Alegria, isso será uma comédia.
Se vocês estão no terror, isso será um melodrama.
Cabe a vocês escolher, mas isso será exatamente a mesma coisa para todo o mundo. Simplesmente, o modo que vocês o viverão, no plano vibratório, no plano visual, no plano de seus sentidos, no plano de suas entranhas, no plano de seu Coração, será função de sua capacidade para se estabelecerem no Coração, e nada mais, e nada mais, aliás, será importante.
Portanto, eu os engajo, não para girar a bicicleta (nota: o mental), mas para verdadeiramente, no fundo de seu ser, se colocarem a questão do modo que viverão isso.
Como vão reagir ou não reagir?
Como vão aquiescer, de algum modo, com o estabelecimento da primeira jornada da Luz Unitária (nota: em 17 de julho de 2010)?
Como vão encaixar os aspectos planetários essenciais que vão se produzir na Humanidade, em suas vidas?
Tudo isso é verdadeiramente essencial, para a maneira de assistir ao espetáculo. Compreendam bem que vocês serão, todos, sem exceção, onde quer que estejam (numa caverna, como alguns pensam poder escapar ao que vem, ou ainda nas cidades, ou ainda nos campos), vocês serão todos abalados, no bom sentido ou no mau sentido.
Tudo isso apenas dependerá de sua capacidade para entrar em ressonância com a Unidade que acompanhará isso ou não.
Aí está o que tinha a dizer.
Guardem bem essas palavras, elas são importantes.
***
Questão: a melhor solução é abrir o Coração à Luz, qualquer que seja o lugar onde se encontre e os eventos que se apresentam?
De todo modo, se você está no Coração, onde quer que esteja sobre o planeta, você será protegido.
Lembre-se o que Sri Aurobindo (perdão, São João) disse no Apocalipse: “no mesmo lugar, um será tomado e o outro não”.
Isso é válido para o terceiro ato, como para o quarto ato. É a Vibração que conduz seu destino e seu destino final.
***
Questão: quanto à noção de liberdade para cada um viver o que tem a viver, sinto como uma forma de culpa, frente àqueles que não têm os meios de conhecimento de tudo isso.
Mas não é um acesso ao conhecimento do que lhes digo.
É unicamente o acesso Vibratório que faz a diferença e há pessoas que, vocês podem lhes colocar todas as provas diante do nariz, sobre o que está acontecendo, elas preferirão se interessar em sua pequena Vida. Então, agora, cara amiga, se você se culpa, é seu problema e não o problema do outro.
Ele é seu e é importante.
A culpa é, por Essência, fazer parte da dualidade, porque, falando, por exemplo, de membros de sua família... mas o que representa sua família em relação à multidão de vidas que você teve?
Isso prova apegos ainda importantes a modos de funcionamento vindos da terceira Dimensão e apenas a Vibração permitirá superar tudo isso, nenhum outro.
Não é o fato de estar a par que preservará, é unicamente a Vibração.
***
Questão: poderia desenvolver sobre o que é o ato quatro?
É a preparação do planeta grelha.
Então, para fazer grelhar um planeta, vocês podem imaginar que é preciso certo número de circunstâncias adequadas.
É preciso que a água esteja pesada, é o que está acontecendo com os oceanos que vão se tornar negros e vermelhos.
É o que está acontecendo com a liberação de gases que estão situados além do manto terrestre, que vão dar as condições ótimas, no momento em que a Luz do sol impactará a Terra, para abrasar tudo isso, mas isso não se fará em um dia, com certeza.
***
Questão: pratiquei os protocolos de Um Amigo, o que me trouxe uma grande diferença. Apesar de tudo, sinto que amo mais meus filhos ou algumas pessoas. Trata-se de amar todos da mesma maneira? Amar mais meus filhos quer dizer que estou no afeto?
Mas, obviamente.
O Amor maternal é afeto.
Mesmo Maria, quando seu Filho estava na cruz, ela foi afetada, não é?
E o afeto é o que gera a Vibração.
Isso não quer dizer abandonar ou enterrar todos os parentes, não é?, eu não disse isso.
É uma questão de ponto de vista que é essencial.
O afeto bloqueia, inteiramente, a Vibração do Coração. O Coração Vibração não é o Coração afeto.
O conjunto da Humanidade enfiou o dedo no Coração, com relação a isso. Foi a Humanidade que assimilou o Coração ao Amor humano.
É preciso ter Coração na relação com o outro, mas, para isso, não é preciso perder de vista que o objetivo é o Coração Vibratório e o Coração Vibratório não é o Coração afeto.
A confusão está nesse nível.
***
Questão: isso significa então que estar na Unidade consiste em estar à mesma distância com todos?
Então, cara amiga, eu responderia que, definitivamente, sim.
Se você ama mais seu filho que seu inimigo, você está no afeto.
Aivanhov - 20 de junho de 2010

Questão: quando vivo algo que não me convém, devo me colocar no Coração para não mais reagir?
Eu diria que não é algo que chamo uma conduta constante e regular.
O importante, é ser capaz de se colocar no Coração, mas não na cabeça do Coração, não é?, mas no Coração do Coração, porque nesse nível, não pode haver coisas com as quais você não está de acordo, porque sua Vibração torna-se tão elevada, que tudo o que irá encontrar apenas poderá traduzir e manifestar o ‘princípio de atração e de ressonância’.
O que quer dizer que, para uns e para outros, se se manifestam a vocês coisas, em suas relações, que os colocam na cólera, é muito simples, quer dizer que existem ainda falhas que fizeram com que se manifestem em vocês coisas que os incomodam.
É tão simples assim.
Portanto, é um encorajamento para ir cada vez mais para a Vibração do Coração, para o Fogo do Coração e para a Consciência Ilimitada. Porque na Consciência Ilimitada, o que quer que sejam os eventos, eles não podem mais desencadear emoções.
Se a emoção se desencadeia, significa o que?
Que você está, no momento em que isso se produz, dentro da dualidade.
Mais você eleva seu nível Vibratório, mais sua visão se retira da implicação da ação/reação e mais você vê, sem qualquer noção pejorativa, as coisas do mais alto, ou seja, você não está nem sem Coração, nem sem emoção, mas você está simplesmente num nível Vibratório onde tudo isso não tem mais impacto, nem provoca mais qualquer reação.
Tudo o que é reação de sua parte, sobretudo para vocês aqui que estão na busca, é sobretudo para colocá-los frente a suas falhas. Portanto, se na menor oportunidade, você foge de suas falhas, você não corre o risco de preenchê-las com a Luz e alguns comportamentos, efetivamente, provocam isso, ou seja, que você procura a Luz, mas, assim que há algo que o contrarie, você foge.
Não é questão de fugir.
Estar na Unidade e não reagir, não quer dizer fugir, é ser capaz de se elevar acima do nível onde existe a falha ou o conflito.
É assim simples, mas é preciso realizá-lo porque, se você pretende a Luz e se você eleva suas Vibrações quando está em seus espaços interiores, mas se na menor oportunidade, para as menores coisinhas insignificantes da Vida, você se coloca em cólera, não ouso mesmo imaginar como você vai estar no momento em que o Fogo chegar.
E eu lhes assinalo que o Fogo chega muito em breve, não é?
Isso lhes foi anunciado por Maria.
Ela falou dos eclipses, não é? e, eu, eu lhes falo também da festa específica que corresponde à festa do Fogo que é dentro de alguns dias, não é?
Coloque-se as questões de por que você reage.
É preciso ter também a honestidade e isso não é, como vocês dizem, uma masturbação mental, de analisar como você reage com relação a algo que vem incomodar sua pequena certeza interior Vibratória.
Porque, se você não é capaz de fazer passar a Vibração Interior do Coração e do Fogo e diferentes passagens que você vive, na Vida a mais comum e nos atos os mais comuns de sua Vida, bem, creio que você não chegará a subir, no momento vindo, lá onde é preciso.
É necessário colocar isso em sua cabeça e gravá-lo.
Você não será testado com relação a sua capacidade, unicamente Vibratória, mas se sua Vibração desaba a partir do momento em que algo vem fazer cócegas em seu ego, você não está perto de sair desta Dimensão.
***
Questão: se não se tem vontade, por vezes, de fazer os protocolos, é embaraço para o caminho?
Caro amigo, quem te pediu para fazer o que quer que seja?
À parte SER.
E se você o sente assim, contente-se de estar na Vibração, que você é completamente capaz de estabelecer sem requerer, agora, o que quer que seja.
Há um momento em que, na Vibração e no Estado de Ser, as ferramentas que você utilizou, ainda ontem, lhe parecerão supérfluas e se tornarão supérfluas.
É o objetivo, aliás.
Lembre-se que são apenas muletas, úteis, mas quando você está curado, você não tem mais necessidade de muletas.
É como se você tivesse tido uma fratura há dez anos e continuasse a andar com muletas quando não há mais qualquer sequela, não é?
E isso é o que você deve sentir.
***
Questão: o problema principal seria o poder em todos os níveis?
Exato e, aliás, a matriz apenas pôde ser criada pelo poder.
Assim que vocês exercem um poder sobre o outro, vocês saem da Unidade.
***
Questão: qualquer que seja a natureza desse poder?
O poder permanece o poder, o que não é a mesma coisa que a potência.
Atrás no poder há a intenção de se apropriar, de dominar, de controlar algo externo a Si.
Na potência, há a noção de controle, mas não o controle com o ego.
Há a noção de poder ou de controle sobre Si.
O ser humano que busca exercer, ou qualquer entidade de Consciência que busque exercer um poder, tem falta de potência.
É paradoxal, mas é a Verdade.
Quando você atinge os domínios Vibratórios da Unidade e da realização, você se apercebe que o ser o mais frágil, é o ser que exerce o mais de poder.
Portanto, há uma oposição formal entre potência e poder.
O poder é uma Ilusão de potência, mas não é a potência.
Aivanhov - 22 de junho de 2010

***
Trechos extraídos das mensagens do site francês Autres Dimensions:
http://www.autresdimensions.com
Traduzidas do francês para o português por:
Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com.br
Zulma Peixinho - http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e edição: Elizabeth Rodrigues
Formatação e edição: Beto Junior - www.despertardaluzinterior.blogspot.com
André MA - www.mestresascensos.com

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário