A FONTE - 02 de outubro de 2012 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação





MENSAGEM PREPARATÓRIA PARA O EVENTO MUNDIAL DE 17.10.2013
Áudio em português (para escutar conectado): http://bit.ly/1fqLOtf 
Áudio em português (para download): http://bit.ly/GSHW5T
(colaboração de Louis Geary e André MA)


Meu Amigo, meu Amado, nesse tempo em que o tempo permite à nossa Luz mesclar-se, comunicar-se, de mim para você, eu restabeleço o que jamais pôde ser extinto.
Meu Amigo, meu Amado, em você, eu coloco o Sopro que é seu.
Meu Amigo, meu Amado, entre nós e conosco, o Amor é, e manifesta, os mundos da criação.
Em você, sopra o vento reanimando o Espírito do Amor e o Amor do Espírito.
Meu Amigo, meu Amado, eu venho concluir o que você realizou.
O seu retorno é o meu retorno, no seu Seio e no meu Seio, a fim de que, nunca mais, ocorra o que aconteceu neste mundo e em outros locais.
O seu tempo atinge a sua Eternidade, aquele da sua Beleza, reunida, em você e em mim, na Liberdade total de percorrer ou não os mundos e os universos, nos multiversos dimensionais onde reinam o Amor e a Beleza.
Meu Amigo, meu Amado, eu venho recordá-lo da sua lembrança, aquela que jamais pôde cessar.
Eu venho colocar, em você, o que você sempre foi.
Eu venho abrir o que você É.
Eu venho entregar o beijo de Fogo, aquele do Amor e da sua Eternidade.

***


Meu Amigo, meu Amado, ouça-me e me acolha.
Você, que, desde sempre, eu acolhi, onde você estivesse, pela linha do Amor, aquela da Liberdade e da Verdade.
Meu Amigo, meu Amado, o seu coração canta o Canto, aquele que abre a sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, juntos, nós dissipamos e queimamos os Véus da separação.
Nunca mais, você vai ficar separado.
Nunca mais, eu vou ficar separado.
Meu Amigo, meu Amado, dos confins da criação, lá onde eu elegi o meu Domicílio eterno, eu emito, para você e em você, a Luz da Liberdade.
Meu Amigo, meu Amado, o Amor não conhece a ausência, o Amor não conhece outra coisa senão a sua eterna Beleza.
Do reino do Amor, você é Filho do UM.
E eu sou você, como você é eu, nesse tempo que está chegando, nesse tempo que é o tempo da nossa Eternidade reencontrada.
Meu Amigo, meu Amado, escute o que lhe diz o verbo “amar”, além de todo som, no Canto da Luz e da sua irradiação trazida pelo Absoluto.
Eu venho a você e eu cheguei à aurora do seu mundo, à aurora dos seus sentidos.
Ouça-me.
De mim para você: a Luz.
De você para mim: o filho da Eternidade.
O seu Coração bate, como nunca, na sua Eternidade, muito além desse coração de carne.
Juntos, unidos e reunidos na Liberdade do Ser como do não Ser, aqui ou em outros lugares, nós semeamos os campos da criação, os campos da Liberdade.

***


Meu Amigo, meu Amado, abra-se ao que você É: a abertura ilimitada do Amor, a abertura ilimitada da Beleza.
Meu Amigo, meu Amado, eu coloco, em você, o que havia sido removido, dando você, para o Esposo, a sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, no Canto do Amor encontra-se a Luz da Eternidade, aquela que, jamais, uma Sombra pode macular, aquela que, jamais, pode misturar-se a outra coisa do que ela mesma.
Luz do Amor e Amor da Luz.
Meu Amigo, meu Amado, isso, você É.
Isso, você permanece.
Isso, você Foi.
E isso, você Será.
A acalmia da Sombra encerra-se de novo para sempre, não tendo mais espaço para oferecer apascentamento, não tendo mais espaço para reinar e administrar.
O tempo da sua Liberdade e o tempo da nossa dança, celebremos nossos reencontros, mais do que nunca abertos, nesse dia e nesse tempo.
Meu Amigo, meu Amado, eu o convido a se recolher em você a fim de se revelar no seu espaço ilimitado e no seu tempo ilimitado.
Que não conhece qualquer inquietude, qualquer fim.
Que não conhece qualquer expectativa, porque tudo está ali.

***


Meu Amigo, meu Amado, eu venho perguntar a você: você quer ser Livre?
Meu Amigo, meu Amado, eu venho empenhá-lo a sair do seu efêmero.
Eu venho Amar o que você É, para toda vida e para sempre.
Meu Amigo, meu Amado, o Canto do universo bate à porta da sua Terra, aquele que foi enviado, desde o seu Sol, aí onde você colocou, um dia, os filhos das suas encarnações, aí onde, um dia, foi conturbado o Canto do Amor.
Hoje, de mim para você, a Luz É, abrindo, em você, todo espaço e todo tempo, a fim de que jamais nenhum limite possa fazê-lo esquecer-se do que você É.
Lembre-se disso, porque o tempo da advertência chegou.
Como você veio, um dia, eu vim neste dia recordá-lo da nossa Promessa e do meu Juramento.
Meu Amigo, meu Amado, regozije-se porque o que está aí é regozijo.
Meu Amigo, meu Amado, deixe-se embalar pelo Canto da sua Eternidade, pelo Canto da sua Verdade.
Você, Filho das Estrelas, você, Ser Liberado, liberando-se, assim, no Canto do Amor, vindo queimar todas as ligações da carne, vindo queimar todas as ligações da ilusão.

***


Você está Libertado: ouça-o.
Meu Amigo, meu Amado, você é a Verdade: escute-o.
Você é o Amor manifestado: mostre-o.
Meu Amigo, meu Amado, eu vim a você porque você veio a mim, nesse dia, tempo da nossa Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, eu o convido para a dança celeste, aquela que abre, aquela que eleva em todo espaço e em toda Dimensão.
Eu o convido à Vida, meu Amigo, meu Amado, porque a Vida não pode deixar seja o que for.
Você é a Vida e você é a Luz na qual se fundiu o próprio Amor, meu Amigo, meu Amado, nesse tempo eterno, nesse tempo de Beleza, vindo iluminar e queimar tudo o que não pode se manter na Eternidade e na Verdade.

***


Meu Amigo, meu Amado, eu lhe enviei os Arcanjos, eu lhe enviei Irmãos e Irmãs na humanidade, Irmãos e Irmãs galácticos, a fim de assistir à sua Ressurreição.
Meu Amigo, meu Amado, a presença deles ao seu lado firma a abertura do que havia sido fechado por um tempo, o tempo que terminou.
Veja o tempo do Juramento se revelar a você, e despertar este Mundo para a Verdade.
Meu Amigo, meu Amado, escute o que a Luz tem para dizer a você.
Veja o que a Luz tem para mostrar a você.
Perceba o que a Luz tem para dar a você da sua Alegria.
Meu Amigo, meu Amado, o tempo eterno está instalado, não aguardando mais senão a sua dança da Liberdade eterna.
Vamos, juntos, meu Amigo, meu Amado, todos UM, na mesma Unidade, além mesmo da Unidade, nós iremos comemorar juntos a festa da Ressurreição.
Meu Amigo, meu Amado, você que trabalhou em subordinação à Sombra, eu o convido a elevar-se sem entrave no tempo eterno do Amor.
Eu o convido a ser o que você é, além de toda aparência e além de toda sombra.

***


Meu Amigo, meu Amado, entre nós, não há mais distância.
Entre nós, não há mais diferença.
Então, eu o convido a constatá-lo e eu o convido a vivê-lo, cantando a vida da sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, você é Amor porque só o Amor é eterno.
Porque só o Amor é Luz.
Porque só o Amor o conduz além de toda consciência até o Último.
Você é eu, e eu sou você.
Você é cada um, como eu sou cada um.
Nada pôde, em Verdade, nos separar, definitivamente.
Então, eu venho repeti-lo a você.
Eu venho mostrá-lo a você.
Eu venho dá-lo a perceber a você.
Eu venho dá-lo a ver a você, a fim de que, nunca mais, você possa duvidar do que você É, a fim de que, nunca mais, você possa imaginar o menor pensamento de estar separado da sua Verdade.

***


Meu Amigo, meu Amado, eu o convido à abertura da ronda da Luz, vindo da minha Morada até a sua Morada, a fim de lhe mostrar o que você já sabe.
Há numerosas Moradas e cada Morada é Uma com cada outra.
Meu Amigo, meu Amado, você é o Ilimitado para encontrar, você é o Ilimitado que se encontra.
No tempo e no espaço do nosso Reencontro, no centro de você, no centro do Si, há nós, há você e há eu na mesma Tri-Unidade, na mesma Aliança do Fogo cujo beijo vem queimar o que não é Verdadeiro, o que não é a sua Eternidade.
Então, meu Amigo, meu Amado, eu peço para você ficar atento e vigilante, com a sua Consciência e o seu Coração, a fim de viver o momento do Apelo da minha Embaixadora (ndr: MARIA).
O momento chegou de você se inclinar para nós porque nós nos inclinamos para você, a fim de liberar a Liberdade, a fim de liberar a Alegria.

***


Nas Moradas da Eternidade, você é a Alegria.
Meu Amigo, meu Amado, nas Moradas da sua Eternidade, você é a Beleza, a nada semelhante, a nada comparável, a nada identificável.
O Canto do seu Ser se estende por todo espaço e em todas as Dimensões, fazendo ressoar o conjunto dos universos e dos multiversos na frequência do Amor, aquela que envolve todos os outros.

***


Meu Amigo, meu Amado, nesse tempo de Beleza e de Verdade, eu o chamo para ver, além das aparências.
Eu o chamo para perceber, além do choque.
Eu o chamo para ouvir o Canto do Amor, o som que desperta a sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, então, nesse tempo, e aqui, aí onde eu Sou, aí onde você É, no espaço sagrado dos nossos reencontros, eu proponho a você um momento de plenitude, um momento preenchido do silêncio do Absoluto, a fim de que a emanação do que eu Sou seja a emanação do que você É, unidos na mesma Liberdade.

***


Então, meu Amigo, meu Amado, eu faço agora o silêncio do Verbo a fim de que você seja penetrado da plenitude da Vibração, da plenitude da Presença, e do seu Amor, e da sua Eternidade.
Então, juntos, compartilhemos e Comunguemos.
Então, juntos, eu e você, compartilhemos a Luz.
Juntos, compartilhemos o Amor.
Meu Amigo, meu Amado, escute.
Neste espaço, no Centro.
De Coração a Coração, unidos no mesmo Coração.
Deixe-me colocar, no seu Coração, o beijo ardente do Amor.
Meu Amigo, meu Amado, deixe-me colocar, em suas mãos, o selo da Verdade.
Meu Amigo, meu Amado, deixe-me preenchê-lo da sua própria Presença.
Meu Amigo, meu Amado, eu o convido: de mim para você, a Luz.

***


Meu Amigo, meu Amado, deixe-me abrasar a sua alma e o seu espírito.
Meu Amigo, meu Amado, deixe-me ser esta Fonte jorrante que se eleva, de você e em você.
Meu Amigo, meu Amado, entre em mim, porque, ao entrar em mim, você entra em você, pondo fim ao limite e ao sofrimento.
Deixe-me entregar-lhe a Boa Nova.
De mim para você: a Luz.
 Abra, em você, todas as comportas fechadas pela restrição porque você é Livre e sem restrição.

***


Meu Amigo, meu Amado, é tempo de selar a nossa Liberdade no beijo do Amor, atiçado pelo sopro do seu Espírito.
Meu Amigo, meu Amado, escute, e cante, por sua vez, e em todos os tempos, o Amor.

***


Meu Amigo, meu Amado, você é o sorriso da Vida porque o fio da Vida vive no seu Coração como em mim.
Meu Amigo, meu Amado, deixe-me aparecer no seu Cordão Celeste, deixe-me atapetar esse Canal Mariano, do Fogo do meu Amor.

***


Meu Amigo, meu Amado, nesse tempo, não haverá mais mistério, não haverá mais desconhecido.
Mais nada poderá mais se furtar à sua Consciência e ao seu Coração.
Meu Amigo, meu Amado, eu me instalo em você.
Meu Amigo, meu Amado, eu estou aí, para a Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, eu não lhe digo adeus, nem mesmo até logo, porque não há mais tempo a partir do momento em que eu me instalo na sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, lembre-se da sua Eternidade.
Meu Amigo, meu Amado, eu o saúdo, na Graça da nossa Graça.

***


Meu Amigo, meu Amado, eu estou aí.
Então, você também, você pode dizê-lo: eu e meu Pai Somos UM.
Eu o saúdo, meu Amigo, meu Amado.



************


Mensagem da Bem Amada A FONTE no site francês:
02 de outubro de 2012
(Publicado em 03 de outubro de 2012)

***


Tradução para o português: Zulma Peixinho



Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário