RAM - 02 de setembro de 2012 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




 - Ensinamentos de RAM -
Sri RAM Chandra


ÁUDIO mp3 ORIGINAL:

FOCALIZAÇÃO DA CONSCIÊNCIA NA RESPIRAÇÃO

Eu sou RAM.
Eu saúdo, em vocês, a Luz.
Eu venho, designado, de algum modo, pelo Conselho dos Anciãos, e eu irei me expressar enquanto Melquizedeque do Ar e, como eu tive a oportunidade de fazê-lo, ao mesmo tempo pelas palavras, ao mesmo tempo pelas Vibrações e ao mesmo tempo pelo Silêncio.
E diferentemente de algum tempo atrás, as palavras, o Silêncio e a Vibração estarão presentes ao mesmo tempo, em cada um de vocês.
Foi pedido para comunicar-lhes os diversos modos mais apropriados de sincronizar com o que, na falta de um termo melhor, eu denominaria o Céu do Centro.
O Céu do Centro poderia muito bem ser denominado o coração do Coração, os sinais do Céu de MIGUEL, ou então, a chegada das modificações do Céu exterior, assim como do Céu Interior.

*** 

Além dos diferentes Yoga e do que foi comunicado por UM AMIGO (ndr: ver na série “protocolos”) (1), existe, em cada Irmão e em cada Irmã, o que eu chamaria de Núcleo, um Núcleo de imortalidade cujas ressonâncias estão situadas nas Portas do peito denominadas AL e UNIDADE, fazendo parte, eu lembro a vocês, da Nova Tri-Unidade da Nova Aliança.
Se vocês respirarem da maneira mais natural possível para vocês, se a sua Consciência for focada na respiração, vocês poderão ritmar a sua Consciência na sua própria respiração, seja qual for esta respiração: quer seja pelo nariz, pela boca, ventral, superficial, com pausas ou sem pausas. O fato de simplesmente calcar a Consciência no ritmo respiratório, evidentemente, irá permitir o que já é possível, há algum tempo, que é o mecanismo de switch da Consciência, fazendo passar a respiração no coração e, em seguida, no nível celular.

***


De agora em diante, esta respiração (ainda uma vez, seja qual for a forma) é acompanhada de percepções no nível do peito, quer seja simplesmente a percepção da Nova Aliança, quer seja a percepção de KI-RIS-TI e mesmo de OD, ou até mesmo, em alguns casos, das Portas ATRAÇÃO e VISÃO, de tudo o que se refere ao peito, até o estremecimento do peito e as dores do peito.
 Se a sua Consciência, focada na respiração, se colocar ao mesmo tempo nessas percepções do seu peito, se vocês permanecerem focados no que acontece em vocês, vocês irão perceber um elemento novo que irá se situar, de maneira preferencial, nas proximidades do Ponto ER do peito, desencadeando, não somente uma Vibração, não somente um estremecimento, não somente uma irradiação para os outros Pontos que ali estão conectados (KI-RIS-TI, chakra do Coração, Porta AL e Porta UNIDADE).
Mas chegará um momento (acompanhado da modificação dos Sons percebidos nos ouvidos ou em um dos ouvidos, de percepções corporais tais como lhes foram dadas e descritas pelo Bem Amado JOÃO), se a sua respiração continuar a ser vivenciada como elemento central da sua meditação ou de qualquer instante em que vocês se consagrarem ao Apelo da Luz, então chegará um momento, não descritível pela presença de uma Vibração, de um arrepio, da percepção de uma Coroa Radiante ou do Fogo do Coração, mas, muito mais, como um elemento vindo focar-se no Ponto ER ou ao redor dele.
A um dado momento, todas as percepções nas quais vocês se centraram (que isso seja a própria respiração, ou os sintomas que a acompanham), a chegada desta percepção que representa a certeza da sua conexão com o Centro Galáctico e com o que chega do Céu, vocês irão constatar que, se houver realmente (e isso não é decidido no nível da cabeça, mas isso é vivido) a perda de todas as referências, temporal e espacial, a perda daí onde estava a sua Consciência, centrada na respiração ou na própria percepção do que acontece ao redor do Ponto ER: há como um desmaio que acontece, às vezes a sensação de ver uma Luz branca que se abre no que está diante de vocês, na parede ou no teto ou no céu, se vocês estiverem deitados ao ar livre.

*** 

De qualquer modo, no momento desta ruptura, será perdido todo o contato com o próprio sentido de uma experiência.
Se vocês viverem plenamente o que acontece naquele momento, então o que vocês irão viver (que nada pode ser dito, a partir do momento em que houver aquiescência à eliminação de toda a Consciência) irá lhes revelar, com antecedência, o que vocês São, além da sua presença sobre este mundo, além do seu Corpo de Estado de Ser, além das Comunhões, além das Fusões com os Duplos, sejam eles quais forem.
Vocês irão culminar no que pode ser denominado o Absoluto ou o Último, nos momentos em que não existe mais qualquer localização, em nenhum corpo, em nenhum tempo, em nenhum contato.
A chegada, no momento em que vocês respirarem, da percepção do Ponto ER ou em sua zona circundante, vai restituí-los à Essência Final do que todos nós Somos, diante de qualquer experiência, de qualquer Dimensão.
Este momento deve ser reconhecido, não para ali se concentrar, mas, sim, porque é naquele momento que é preciso renunciar e não demonstrar medo (seja ele qual for) ou fazer uma pergunta (seja ela qual for), mas simplesmente, pela própria respiração, continuar a respirar até o momento em que todos os sinais da Consciência se extinguirem por si só.
A respiração, em última análise e por fim, será percebida como inexistente.
Podendo ocorrer modificações importantes do ritmo cardíaco e da sua percepção.

*** 

A um dado momento, durante essas vivências que irão ocorrer, chegará um instante, localizável entre todos, em que vocês adquirem, além de toda a Consciência, uma forma de não-consciência, já que não é atribuída a qualquer projeção.
E, aí, vocês irão descobrir a Verdade Absoluta, sem quaisquer atributos.
A Consciência não poderá estar localizada.
A extinção da própria Consciência irá instalá-los, durante o que é vivenciado ou depois do que for vivenciado, em uma forma de Êxtase e de Paz.
Viver isso é sincronizar-se de novo com o Céu do Centro, com o coração do Coração e não mais ser alterado pela falsificação deste mundo e da consciência.
O conjunto dos véus isolantes, para vocês (individualmente e, no momento em que isso for coletivo), vocês irão percebê-lo também, nitidamente.
Tornar-se-á evidente que a reconexão com o Céu, com a FONTE, restabelecida no coração do Coração, foi efetuada.

*** 

Viver esta última reconexão traz o próprio sentido da Vida e o próprio sentido da Consciência.  
Haverá então um processo de dessolidarização da própria Consciência do seu atributo neste mundo (ou seja, deste corpo, desta pessoa) e deste mundo, sem qualquer dificuldade, sem qualquer questão, sem qualquer dúvida porque, como isso foi denominado, é uma reconexão, um reconhecimento do que foi dito por BIDI e por outros, como sempre estando aí, e sempre tendo estado aí, e que sempre estará aí.
A ruptura deste último véu a nada será comparável, dentre todas as experiências vivenciadas e todas as consciências possíveis de viver sobre este mundo.
A sincronização com o Céu do Centro vai ocorrer de maneira cada vez mais evidente, ajustando a Terra e ajustando vocês às novas áreas da Vida Ilimitada que se instalam, a partir da conclusão da Transição.
A respiração, assim como a última parte que lhes redefiniu UM AMIGO, referente ao seu Yoga da Unidade, são os elementos mais capazes de assisti-los nesse processo de nova sincronização, de reconexão e que visam, portanto, restabelecer a Verdade.
Isso não pede nada mais da sua parte senão o que eu acabo de falar.
Naturalmente, tudo o que pode contribuir para esvaziá-los do que é fútil, para viver isso (as preocupações, o mental, as emoções, as atmosferas sobrecarregadas), cabe a vocês, como isso foi dito pela Estrela SNOW, tirar as suas conclusões quanto ao que é desejável viver, no nível do seu ambiente, quando a Luz chamar vocês, ou quando vocês decidirem sincronizar-se de novo, reconectar-se.

*** 

Existem circunstâncias capazes de privilegiar, existem circunstâncias facilitadoras, para permitir-lhes instalar-se nesta respiração, assim como no movimento do Yoga da Unidade, dado por UM AMIGO (ver a série “protocolos”) (1).
A ativação do conjunto da Lemniscata Sagrada focaliza, em um primeiro momento, e trabalha no que é denominado, na cabeça como no peito, o Ponto ER, manifestando então uma sensibilidade particular na cabeça ou no coração, ou em ambos.
Isso tem o mesmo significado e a mesma ressonância. 
O desdobramento da Luz, concluído (no nível das Portas do Corpo de Estado de Ser e de tudo o que foi realizado), leva-os, depois deste desdobramento, a um novo dobramento no centro do Centro, no coração do Coração, no Céu do Centro, ilustrado e representado, na estrutura corporal, pelo Ponto ER da cabeça e pelo Ponto ER do peito, denominado também 9º Corpo.
Não há, nesse nível, simplesmente, a capacidade para irradiar a Luz, mas, sim, realmente, doravante, para receber ou receber de novo a irradiação da Luz Central, não falsificada e não alterada.
É esta reconexão, além da Onda da Vida, do Manto Azul da Graça, do Supramental, do Canal Mariano e do conjunto das manifestações possíveis, que vai finalizar o retorno ao que vocês São.

***

As modificações que ocorrem, durante a sincronia de novo com esse Ponto Central, permitem recuperar o Fogo original elementar, refletindo-se, a um dado momento, pelo retorno do Fogo Celeste ao conjunto da Terra.
As Portas AL e UNIDADE, acopladas, desta vez, não mais ao ponto central do chakra do Coração, mas ao Ponto KI-RIS-TI, nas costas, realiza a junção final entre a Lemniscata Sagrada, a Merkabah Interdimensional, a Porta KI-RIS-TI e o conjunto dos Duplos.
Naquele momento, o Corpo Etéreo, reconstituído pelas Partículas Adamantinas e não mais pelas Partículas Prânicas, estará concluído, permitindo-lhes então viver a Presença desse novo Corpo Etéreo, através de diversas sensações, de diversas percepções, tais como descritas pelo Bem-Amado JOÃO.
O ajustamento deste Corpo Etéreo de Fogo, como vocês irão constatá-lo, será facilitado pela respiração, pela natureza, pela água ingerida ou na qual vocês se imergem.
Vocês poderão notar, naquele momento, a intensificação das modificações das necessidades fisiológicas, sejam elas quais forem.

*** 

A restituição do Corpo Etéreo de Fogo é, precisamente, para a grande maioria dos Despertos e dos Liberados Viventes, o modo privilegiado de Translação Dimensional: passagem da lagarta à borboleta, mudança total de Vibração, de mundo e de ambiente.
Como nós sempre lhes dissemos, não são vocês que desaparecem, mas o mundo antigo.
As regras, se tanto é que podemos falar de regras (os mecanismos, de preferência, de funcionamento), deste Corpo Etéreo (que é um Corpo de Luz), irão necessitar, para alguns, de uma forma de reajustamento, requerendo ainda a presença de uma identidade física.
Outras vantagens também podem ser notadas, mas elas foram detalhadas de outro ponto de vista, em relação especialmente ao princípio de recuperação da memória.
A Passagem, assim, para aqueles que terão vivenciado esta sincronia de novo com o Céu do Centro, a Passagem de uma Dimensão a outra, irá ocorrer, portanto, sem ambiguidade, sem qualquer questionamento, sem qualquer erro, mas com a Alegria mais significativa que vocês podem experimentar.
Este é um processo totalmente natural, mesmo se, efetivamente, do seu ponto de vista, ainda for para vocês, para a maioria, desconhecido.
Os mecanismos de funcionamento do Corpo de Luz ou Corpo Etéreo de Fogo são incomparáveis às regras do mundo no qual nós estivemos encarnados.
Não perguntem sobre o seu funcionamento porque, do mesmo modo, aqui, sobre a Terra, existem funcionamentos automáticos, ou seja, que não requerem a sua Consciência, como o fato de fazer circular o sangue e de respirar.
Será exatamente o mesmo, e de maneira ainda mais evidente, quando a sua Consciência, quando chegar a hora, instalar-se definitivamente no Corpo de Luz ou no Éter de Luz.

*** 

Os elementos que eu lhes comunico são destinados a simplesmente fazê-los então reparar nos momentos em que as Portas AL e UNIDADE, ou o Ponto ER, são mais manifestados, a fim de escolher esses momentos privilegiados para realizar o que eu disse.
Um outro momento privilegiado é aquele em que, independentemente de um Apelo (eu especifico bem: independentemente de um Apelo de um de nós, de um Arcanjo, de um Ancião, de uma Estrela), no momento em que uma Presença então chamá-los, é para beneficiar-se também desta ressonância para realizar o mesmo exercício.
Isso é realizável, também, nos momentos em que a Onda da Vida se tornar mais intensa, segundo o seu referencial interno.
Aqueles momentos são os momentos mais apropriados para esta reconexão, para esta sincronia de novo com o Céu do Centro, no coração do Coração.
As minhas palavras vão parar por aí.
Resta-nos um momento de perguntas, se houver.

*** 

Pergunta: pode ser que durante o que você descreveu, houvesse uma mínima respiração permanecendo?

Esse é o objetivo.
Como eu disse, eu me comunico com vocês pelas palavras, pela Vibração, pelo Silêncio, no mesmo tempo e espaço que o de vocês.

*** 

Pergunta: os períodos de Alinhamento são favoráveis para efetuar isso?

Eu sugiro a você, se eu não falei disso, para considerar o Alinhamento como um momento de Abandono total à Luz, e do Si.
Nada mais.

*** 

Pergunta: existe um outro momento mais favorável?

Eu falei deles: o momento do Apelo da Luz, o momento de uma Presença que vocês não tiverem solicitado, os momentos em que vocês percebem os Pontos ER.

*** 

Pergunta: podemos também praticar isso quando estivermos na natureza, quando quisermos?

Sim, foi exatamente o que eu falei.
Há momentos privilegiados.
Há, efetivamente (e a questão foi colocada), momentos que não servem para isso, como o Alinhamento.
Há momentos que vocês próprios podem utilizar, independentemente de qualquer sinal.

*** 

Pergunta: será que a focalização da Consciência na respiração pode ser efetuada caminhando?

Dado o que se espera, é melhor evitar isso, caminhando ou fazendo outra coisa.

*** 

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

*** 

Permitam-me então, antes de deixá-los, estabelecer em nós todos, aqui, uma Comunhão no Pilar do Ar.
Eu sou RAM, eu saúdo, em cada um de vocês, a Luz e o Amor.
Até breve.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...


 ************
************ 

1 - 'PROTOCOLOS PRIORITÁRIOS'

*** 

Mensagem do Venerável RAM no site francês:
02 de setembro de 2012
(Publicado em 04 de setembro de 2012)

*** 

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário