Coletânea: ABSOLUTO (3a. Parte) - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação





Áudio da Coletânea em Português
Link para download: clique aqui

Ousar nada ser na superfície deste mundo, sem luta, sem combate, sem lugar para ter ou manter, sem papel ou função a desempenhar, e sem sofrimento.
Porque ousar nada ser libera-os, de maneira evidente, de maneira total, de todo peso, de todo apego e, sobretudo, de toda Ilusão.
Ousar nada ser é, de algum modo, a única maneira de ser Tudo e de ser Absoluto.
A Unidade é uma abordagem em meio à Luz branca, onde vocês veem a Luz branca.
Resta-lhes tornar-se esta Luz branca e não ser mais nada senão esta Luz branca, que abrange toda criação e tudo a criar.
***
Para isso, é preciso simplesmente ousar nada ser.
Ousar não é um ato de vontade, é um ato absoluto de fé, inteiramente, na Verdade e no inefável.
É cessar de dar seu crédito, seu olhar, ao que é efêmero, ao que não existe sobre este mundo.
Não é recusá-lo, é aceitar tudo.
É exatamente isso.
Ousar nada ser leva-os ao Absoluto, porque vocês se tornam lúcidos sobre a própria natureza do efêmero que é apenas resistência e sofrimento e oposição ao Eterno.
GEMMA GALGANI - Ousar Nada Ser (10/05/2012)

Pergunta: um amigo, no meu sentir, próximo do Absoluto, apresenta desde algum tempo comportamentos e atitudes associados a um ego que retoma seu lugar. Ele justifica firmemente os seus comportamentos com elementos da evolução atual. Eu poderia ajudá-lo? E você poderia nos esclarecer os mecanismos envolvidos?
Então, eu não conheço esta pessoa, eu não tenho nem o seu nome, nem a sua data de nascimento, nem o seu nome de família, e eu apenas posso imaginar alguma coisa.
É importante compreender que, durante este mês e desde o nascimento do Manto Azul da Graça, entre os seres (como você disse) que estavam próximos do Absoluto, ou que haviam aberto o Si, ou Realizado o Si, a Onda da Vida é, de alguma forma, um desafio.
Porque isso vai remeter a tudo o que são (como isso foi dito) as dúvidas e os medos que foram cristalizados durante a experiência de vida que vocês fazem.
Se vocês vivenciaram, durante a sua vida, traumas que vocês julgam importantes, vocês implementaram estratégias defensivas, não é?
E essas estratégias defensivas, elas vão explodir na cara.
Portanto, a Onda da Vida, é muito lindo, muito agradável, quando ela sobe.
Mas se ela não chegar a subir totalmente (porque há bloqueios nos dois primeiros chacras, se houver apegos à personalidade que são demasiadamente importantes), o que vai acontecer?
Haverá ali uma negação, e a pessoa vai restabelecer comportamentos antigos.
Quais são os comportamentos antigos que estão ligados, ao nível da personalidade, aos dois primeiros chacras?
É muito simples, isso é: um, o medo.
Em segundo lugar, o segundo chacra: aí, estamos também, não somente na dúvida, mas estamos, sobretudo, na sede do poder.
Portanto, todos esses seres que não chegaram a deixar passar a Onda da Vida vão entrar na negação, e nas raivas terríveis.
Eles vão manifestar o ego ao nível do segundo chacra, ou seja: tudo o que está ligado ao poder, tudo o que está ligado à vontade de manter uma identidade, um status quo.
E, por vezes (como você disse), uma espécie de regressão da pessoa.
Isso é muito raro, mas é algo que é perfeitamente possível quando o isolamento, ao nível dos dois primeiros chacras, não foi solucionado, apesar da ignição da Coroa da cabeça, da Coroa do Coração, e do sacro.
São, muitas vezes, seres que mantiveram medos extremamente profundos, medos que eu chamaria de arquetípicos.
Entre esses medos, vocês têm tanto o medo de perder o poder, o medo de espaços vagos, o medo do vazio, o medo de ficar doente, todos esses medos, se vocês quiserem (que apreendem o ser, independentemente da vontade), que estão inscritos nesses dois chacras.
O medo de ficar doente é terrível, o medo do vazio, o medo de perder o poder, tudo isso vai fazer com que a pessoa vá regredindo, na sua personalidade, enquanto os obstáculos do primeiro e do segundo chacras (que lhes foi explicado) não forem removidos.
Então, é claro, você pode ajudá-lo, trabalhando diretamente nos dois primeiros chacras, ou no que lhes foi dado, há pouco tempo, sobre o apego da personalidade à personalidade (ndr: ver o protocolo “Apego arquetípico da personalidade a ela mesma”).
Isso se junta ao que lhes foi dito por BIDI: vocês conhecem todas essas pessoas que realizam o Si, mas, na realidade, é o ego que toma conta do Si, o ego não desapareceu totalmente.
São, muitas vezes, seres que têm temperamento forte, que recusam se Abandonar.
Porque, tanto quanto Abandonar-se à Luz é vantajoso, tanto quanto Abandonar o Si representa um desafio enorme. E, frequentemente, os seres que assim estão, ficam com raiva e passam a ter comportamentos extremamente violentos e obstinados.
Talvez o seu amigo viva isso.
***
Pergunta: após os protocolos ou depois de acordar ou ao adormecer, eu tenho às vezes a impressão de nada mais ouvir, depois eu ouço barulho em volta. É uma aproximação do Absoluto?
Sim, perfeitamente.
Isso é, em todo caso, uma abordagem da estase, ou seja, dos momentos em que a consciência se desconecta totalmente.
O que é também um encontro com o Absoluto, é claro.
Lembrem-se de que sempre foi dito que, qualquer que seja a sua escolha, qualquer que seja a sua Vibração, qualquer que seja o seu destino, todos vocês devem passar pela reminiscência do Juramento e da Promessa (A FONTE lhes falou, a dois e três anos atrás).
Tudo isso é normal.
Mas quando será que isso vai acontecer?
Isso não vai acontecer, necessariamente, no momento final do planeta grelha.
Ou o processo da estase (ou seja, do que é nomeado os ‘3 Dias’) ocorre antes do evento final, terminal, do planeta grelha, nesse caso, vocês irão realizar a Promessa e o Juramento naquele momento.
Por quê?
Porque isso dará oportunidade a alguns seres, que ainda não haviam sido Despertados (nem pelo Fogo descendente do Espírito Santo, ou pelas Partículas Adamantinas, ou pela Radiação Ultravioleta), que não foram despertados pela Onda da Vida, tampouco, talvez de despertar (em todo caso, nós o esperamos).
Agora, se isso acontecer no momento final, tanto melhor também: isso irá significar que o período de tempo, entre esse mecanismo de estase e o mecanismo final, não vai dar muito tempo e muito espaço para qualquer sofrimento, desencadeado tanto pelo homem como pela estupidez dos homens.
Em um caso como no outro, isso é muito bom.
AÏVANHOV - Pureza Total para a Fusão com o Duplo Etéreo (12/05/2012)

O Absoluto consiste, simplesmente, em deslocar o ponto de vista (assim denominado por aquele que se chama BIDI), vos dando, de qualquer modo, uma Visão muito mais larga, não se limitando a este Coração, nem a um outro Coração, nem a uma outra consciência, mas vos permitindo abraçar a totalidade do que É, no seio deste mundo, como no seio de todo o Mundo, como no seio de A FONTE, e bem além.
***
O estabelecimento do Si, a Realização do Si, vos leva, hoje, a se posicionarem de maneira cada vez mais precisa, a fim de determinar, não por qualquer escolha, mas antes pelo estabelecimento (ou não estabelecimento) da vossa própria consciência no seio do Coração, ou então, no seio do Absoluto.
Eu vos lembro de que o Absoluto contém o Coração.
Ele é mesmo a sua essência, já que o Absoluto é o que sustém os Mundos, as Dimensões, as manifestações de A FONTE, em qualquer Espaço e qualquer Tempo que seja, para além deste tempo confinado que vocês vivem.
Ser Absoluto, é ser Si, para além do Si.
***
O Absoluto é um estado de Amor indizível, bem para além da Alegria, bem para além da manifestação da pessoa, já que nesse momento, a consciência não é mais uma pessoa, a consciência não é mais um Si, mas a própria consciência se extingue para se tornar o Todo. Assim é o Absoluto.
A passagem do Coração ao Absoluto não pode ser uma, já que, como isso vos foi dito, convém Abandonar o Si a fim de Ser Absoluto, a fim de viver esse Último, que já aí está.
Compreendam bem que tudo já aí está.
Não há translação temporal, não há translação espacial, mesmo no que se refere ao processo Ascensional.
Não vejam aí uma noção de deslocação, mesmo se, para alguns entre vocês, possa existir uma deslocação corporal, espacial ou temporal, no seio das estruturas chamadas Merkabah Interdimensionais, coletivas ou individuais.
Definitivamente, é a gama de frequências (ou, se vocês preferirem, a gama de Vibrações) que determina o vosso posicionamento, ou a vossa ausência de posicionamento.
A gama de frequências que vos é acessível não está mais limitada, desde o instante em que o mecanismo da Ascensão for concluído.
***
O Absoluto não é o vazio, mesmo se, do vosso ponto de vista, isso vos possa parecer ser um desaparecimento total da consciência.
***
Aqueles entre vocês que tiveram a ocasião de viver a experiência do Si, aqueles entre vocês que se estabeleceram no Si e, enfim, aqueles entre vocês que acederam ao Absoluto com forma, passarão esta mudança Dimensional sem nenhuma apreensão, sem nenhuma manifestação de qualquer dor.
***
Mais do que nunca, lembrem-se de que se vocês estiverem estabelecidos no Si (não enquanto simples experiência, mas antes como um estado estabilizado), ou que vocês estejam (por maioria de razão, ainda mais) estabelecidos no seio do Absoluto, este gera, à vossa volta e à volta da Terra, realmente, um campo áurico extremamente particular, tornando impossível a alteração do que vocês São, na Verdade.
ANAEL - Esse mundo não pode viver uma melhoria sem uma Transformação Radical (05/06/2012)\

O Absoluto, uma vez que terminaram os jogos efetuados na personalidade e no Si, dá-lhes a estarem imersos, tanto na forma que vocês habitam como fora dela, na Morada de Paz Suprema, na qual o Êxtase e o Contentamento tornam-se permanentes, à vontade.
UM AMIGO - Vocês querem permanecer no medo ou vocês querem viver a Paz? (06/06/2012)

O Absoluto contém o Amor, ele contém a Unidade, ele contém a Dualidade, ele contém a sua Presença em meio a este mundo, ele contém o Ser, ele contém o conjunto do que, do ponto de vista onde vocês estão, não pode ser conhecido, na totalidade.
***
A Realização não é o Amor, a Realização não é o Absoluto.
Eles podem ser, para alguns de vocês, as primícias, a prefiguração e a antecipação, mas não correspondem, em caso algum, ao Amor Absoluto ou ao Absoluto Amor, nomeado também o Último.
***
O Absoluto e o Amor, em meio ao Absoluto, não podem, em caso algum, nem ser uma percepção, nem mesmo ser uma Vibração da consciência, mas é, sobretudo, a Transparência a mais total, fazendo com que, desde que vocês se juntem a essas esferas, além deste corpo, mesmo em meio ao corpo de Estado de Ser, ou ainda no Absoluto, vocês se tornem, vocês mesmos, esta Transparência.
***
A Transparência de que falo não é um conceito moral, nem social, e ainda menos uma visão da mente.
A Transparência é uma realidade metafísica consistindo em se tornar Transparente, ou seja, em deixar-se atravessar por todas as ondas, por todos os espectros de frequência, por todos os elementos presentes neste mundo, como no conjunto dos multiversos, assim como das Dimensões, desde aquela onde vocês estão até a FONTE e até o que engloba, além da FONTE, o Absoluto.
***
O que guia a consciência e a Vibração, o que guia (se eu puder me expressar assim) o Absoluto, é a sua capacidade para abandonar o Si, para abandonar a Alegria e para abandonar tudo o que pode estar associado a alguma manifestação da consciência, mesmo a mais Unificada, a mais próxima do Último que seja.
***
Pergunta: é preciso tudo abandonar, mas é preciso abandonar o Amor que está dentro do nosso coração?
É preciso abandonar toda experiência, porque o Amor que está no seu coração, como você o diz, é uma experiência.
É o retorno à Unidade, é a ativação do Si, da Coroa Radiante do Coração, reencontrar o seu estado KI-RIS-TI. Mas além de toda experiência, mesmo a mais magnífica, há outra coisa.
Mais uma vez, o conjunto da Terra está, na totalidade, Liberado.
Jamais considerem o Absoluto como uma finalidade, porque (se eu pudesse exprimi-lo de outra forma) eu diria que o Absoluto é o que está antes do início de qualquer experiência, de qualquer começo e de qualquer fim.
A Morada da Paz Suprema (como algumas Estrelas o expressaram e o vivenciaram durante a sua passagem sobre a Terra) demonstra e ilustra perfeitamente o que é esta Morada da Paz Suprema ou este Absoluto, em meio a uma forma. Eu os convido a olhar a vida da maior dentre elas, que foi MA ANANDA MOYI.
Vocês não podem manter alguma experiência e ser a Morada da Paz Suprema.
***
Pergunta: será que basta dizer “eu estou pronto a tudo abandonar” para conectar o Absoluto?
Certamente que não, já que toda noção de “eu sou” deve desaparecer.
Portanto, o “eu sou” não pode ele mesmo dizer que ele se Abandona.
Há apenas através do que eu exprimi, ou seja, a noção de Transparência total. Mas não no sentido da Ética e da Integridade, tais como nós o havíamos definido desde alguns anos, que, eu os lembro, foram etapas preliminares à instalação do Si.
A Transparência é o que pôde ser expresso, por algumas Estrelas, por alguns Anciãos, durante a sua passagem sobre a Terra, onde não existia estritamente nada que pudesse parar o que quer que seja da sua Morada da Paz Suprema, porque a Morada da Paz Suprema deles, enquanto estando presente em meio a uma forma, deu lugar à Transparência total (ndr: ver, em particular, sobre esse tema na intervenção de IRMÃO K de 07 de junho de 2012).
A Transparência total é nada parar, nada reter, nada ser.
Todas as etapas de realização do Si (que vocês acompanharam, talvez, para alguns de vocês, desde as Núpcias Celestes) foram, eu diria, ativadas através do que vocês poderiam nomear rituais e protocolos, que lhes foram dados por meio de diferentes Yogas, de diferentes práticas com cristais, de diferentes alinhamentos: isso foi denominado a Realização do Si.
O acolhimento da Luz de CRISTO, em Unidade e em Verdade, foram elementos que lhes permitiram, efetivamente, realizar a mutação da consciência (da consciência fragmentada para a consciência unificada), ou seja, viver o Despertar e a Realização.
Mas, ainda uma vez, o Despertar e a Realização não são a Liberação total.
Vocês podem ser Livres, estando no Si.
Mas vocês não serão Liberados de toda experiência, vocês serão Liberados do confinamento.
***
Porque a passagem do Eu ao Si se traduz por um aperfeiçoamento da Consciência, ao passo que a passagem do Si ao seu próprio final (e, portanto, ao estabelecimento do Absoluto) é o desaparecimento total da Consciência.
***
Pergunta: deixar o corpo durante o sono é a melhor maneira de encontrar o Absoluto?
Absolutamente não, porque deixar este corpo os faz penetrar em um outro corpo. Que isso seja um corpo astral ou um corpo de Estado de Ser, absolutamente nada muda.
O fato de penetrar outro corpo, através do Casamento Místico, no Sol ou em outros lugares, são primícias, mas não é o Absoluto.
***
Pergunta: se o Absoluto não estiver revelado, haverá ainda uma chance no momento final?
Isso não é uma chance, é um estado além de todo estado.
Isso não é um objetivo.
A partir do momento em que você considera o Absoluto como um objetivo, ele se afasta.
Aquilo é o que você É, além da aparência deste corpo.
É a Transparência total.
Se eu puder empregar uma imagem, é a Transparência do ar: o ar contém todas as ondas, ele deixa passar todas as cores.
Por analogia, em meio ao seu mundo, o ar é o Absoluto.
É o lugar onde há ausência de resistência para a propagação das ondas.
Como vocês sabem disso, a velocidade da luz, no vazio, é conhecida, mesmo esta luz sendo apenas fragmentada, não correspondendo à Luz
Vibral. Entretanto, a analogia que podemos ali encontrar corresponde totalmente.
A propagação da luz não segue um trajeto, nem um trajeto de menor resistência. A luz, mesmo sobre o seu mundo, mesmo fragmentada, dirige-se em todas as direções do espaço.
***
Pergunta: você pode elucidar o conceito de Absoluto sem a forma e o fato de que se podia ser Liberado Vivente no Absoluto com forma?
Nós falamos, evidentemente, desta forma, ou seja, deste corpo de carbono, já que a Ascensão se realiza neste corpo.
É uma alquimia, uma transubstanciação, uma metamorfose.
Independentemente das palavras que podemos empregar, na sua linguagem, elas refletem, de algum modo, o que, para a sua consciência, seja talvez o mais apreensível.
O Absoluto com forma corresponde a este mundo.
Evidentemente, existe uma variedade de formas possíveis, de consciências possíveis, em meio aos mundos unificados, em meio aos multiversos.
O Absoluto sem forma corresponde simplesmente ao desaparecimento deste corpo de carbono.
Vocês realizam, pela presença sobre este mundo (para aqueles que o vivem), o Absoluto com forma.
A Unidade e o Estado de Ser tornaram possível para vocês, no final das Núpcias Celestes, a possibilidade de viajar nos seus veículos multidimensionais.
O Absoluto sem forma propicia-lhes ser a totalidade do Criado e do Incriado.
ANAEL - A Aventura da Consciência (01/07/2012)

Questão: qual é seu ponto de vista sobre o ponto de basculamento para o Absoluto ou a Infinita Presença?
É um instante específico?
E como isso acontecerá?
Não há ponto de basculamento, é uma expressão.
Não é um espaço do corpo.
É como à época, quando SRI AUROBINDO havia explicado o Switch da Consciência, ligado à respiração, que passava dos pulmões ao Coração (ndr: esse processo é descrito na rubrica «Protocolos a praticar» de nosso site, sob o título «RAM – A Respiração do Coração»).
Do mesmo modo, há um basculamento da Consciência, que é identificável quando vocês passam do eu ao Si.
Se vocês são Absoluto, vocês observam, com extrema facilidade, os basculamentos e as Passagens.
Há algo como se isso sobressaltasse.
É a Consciência que muda de Vibração, que muda de estado (ou a não Consciência).
Portanto, não é para explicar: é algo que se produz no momento em que você o vive. Não é porque eu vou explicar-lhe ao que isso parece que você vai identificá-lo, não: é porque você vai vivê-lo que você vai saber o que é isso.
Você vê a diferença?
Os basculamentos são as Passagens, é permanente, quando vocês são Absoluto: vocês passam de um ao outro, do outro ao um, e, a cada vez, há uma Passagem (que foi chamada assim, aliás), e essa espécie de ponto de basculamento: é a Consciência que bascula.
Agora, você não pode localizar o Absoluto.
Uma vez que é vivido, você sabe que é vivido.
E você o sabe, intimamente: não há qualquer interrogação que possa surgir porque, quando a Consciência torna-se não Consciência ou a-Consciência, você saiu, como dizem: você está Liberado.
Mas você não pode enganar-se, você não pode colocar-se a questão, porque você o sabe. Portanto, não há localização antes, não é possível, não há qualquer marcador possível.
Em contrapartida, no instante em que você o vive, você sabe que o vive, porque é muito evidente. E, é claro, para aquele que não o vive, é tudo, exceto evidente, hein?
Vá dizer a um peixe que está em um aquário, que ele está em um aquário.
Mas aquele que sai do aquário e que se encontra no oceano compreende que ele estava em um aquário. Por mais que se queira explicar tudo ao peixe, que ele está no aquário, enquanto ele não saiu do aquário, o peixe não compreende.
É isso que vocês devem aceitar.
Portanto, se vocês procuram marcadores (como em relação ao Switch da Consciência, a respiração e outros), vocês não os encontrarão, jamais.
É claro, é a personalidade, o Si que procura localizar-se.
Mas não há necessidade de localizar-se porque, quando o Absoluto está aí, você não pode colocar-se questão alguma, é muito evidente.
Mas, enquanto não é vivido, você não sabe o que é.
O exemplo, eu vou dar como BIDI, com seu teatro; para mim, é o aquário, com o aquário (ndr: essa imagem já foi utilizada por O.M. AÏVANHOV, em sua intervenção de 10 de março de 2012).
Você é um peixe que gira há tanto tempo em um aquário, que não sabe que está em um aquário.
Mesmo que lhe falem isso, o que é que vai acontecer?
Isso vai excitar a curiosidade; você vai tentar representar que está em um aquário.
Mas você não pode ver que você está em um aquário.
Em contrapartida, seu cérebro vai agitar-se, você vai girar no interior do aquário, cada vez mais rapidamente: é o que BIDI chamou a refutação.
Mas como você sabe que conseguiu?
Bem, é simples, você não se coloca mais a questão, você Está no oceano e não o sabe, porque você vê o aquário.
E você não está mais no aquário.
Mas, enquanto você está no aquário, você não vê o aquário.
***
Se vocês são Absoluto, se saíram do aquário, vocês não têm interesse em dizer a alguém que está no aquário que ele está no aquário, porque vocês vão apontá-lo e vão pô-lo na reação.
***
Questão: alguém que saiu do aquário, que vive o Absoluto, quando volta à personalidade (uma vez que as passagens são possíveis), manifesta a personalidade do mesmo modo?
Ele pode manifestá-la como ele quiser, mas ele não tem mais relação com isso.
Vou tomar um exemplo de alguém que foi um muito, muito grande místico (que eu não encontrei, e eu não darei seu nome), que foi Absoluto, muito mais do que eu (eu, simplesmente, muito jovem, vivi a Fusão com meu Duplo; era já, extraordinário, e isso bastou para toda a minha vida).
Ele, ele era Absoluto.
Mas essa pessoa, que é Absoluto, e pode voltar à personalidade e fazer não importa o quê.
Porque as regras espirituais que vocês adotam (a moral, a ética, a integridade), isso foi destinado a forjar algo em vocês, que é o Si. Mas aquele que não está mais na personalidade, porque foi Absoluto, ele É Absoluto, mas ele brinca com a personalidade: que quer que ele faça, ele está Liberado.
É isso que vocês não compreendem.
Não há carma.
Aí, há uma visão que é dual, totalmente dual, vocês se afastam, totalmente, da Unidade. Então, eu não falo, mesmo, de Infinita Presença, de Absoluto etc., ainda menos, de Estado de Ser.
Vocês tentam aplicar funcionamentos, regras – morais, sociais – da personalidade, a alguém que não está mais na personalidade.
E vocês julgam.
E vocês se enganam, e pesadamente.
Mas isso era previsível.
A partir do instante em que a Onda da Vida nasceu, nós sabíamos, pertinentemente, que muitos de vocês, que têm vivido a Ancoragem da Luz, que têm vivido a Descida do Supramental, iam confinar-se, ainda mais, no ego, e é o caso.
Mas o que nós podemos fazer?
Vocês continuam presos e prisioneiros.
Vocês se vangloriaram, de algum modo, do que eu chamo, efetivamente, o ego espiritual.
É preciso vê-lo, isso.
É preciso aceitá-lo.
Eu posso dizer-lhes isso, eu não estou mais no aquário, então, vocês sabem...
Ou, então, vocês vão dizer-me que eu estou, também, no aquário.
***
Questão: quando do planeta grelha, onde vão reencontrar-se aqueles que terão realizado o Si?
Em sua Dimensão de Origem, Estelar.
É muito simples (nós já o dissemos, aliás, há muito tempo), com a possibilidade de Liberdade Dimensional. E eles se aproximarão do Absoluto, ou seja, eles serão capazes (contrariamente a vocês, que estão no aquário visível) de vislumbrar o Absoluto, e de Sê-lo, no momento em que o desejarem.
Em contrapartida, aquele que é Absoluto, quando perde a forma física, ele Está onde quer, e ele É o que ele quer.
AÏVANHOV - Você saiu do Aquário? (03/07/2012)

Eu repito, e como isso foi dito, não existe qualquer ponto de Passagem entre a Última Presença e o Absoluto.
O Absoluto é apenas a Revelação do que sempre esteve aí, e apenas a projeção de sua consciência – em uma identidade, em interações – impediu-os de viver, de ver e de manifestar.
***
Retenham que o melhor modo de viver o Absoluto é, portanto, não desejá-lo, não conceituá-lo, mas, efetivamente, estabelecer-se, no Canal Mariano, na possibilidade de viver Comunhões, Fusões, que os conduzirão, necessariamente, à Deslocalização e à Dissolução.
***
Questão: convém nada fazer, a não ser, unicamente, pedir a Presença de uma Estrela ou de outro Ser, no Canal Mariano?
Bem amado, é exatamente o que eu disse.
Quanto mais vocês querem encontrar, quanto mais querem Ser Absoluto, menos vocês o serão.
Se posso exprimir-me assim: o Absoluto (ou Parabrahman) é a única coisa que vocês não podem conscientizar-se, que vocês não podem apreender, de maneira alguma. É nesse sentido que o próprio princípio da Refutação permite-lhes, justamente, eliminar tudo o que ele não é, ou seja, que o Absoluto revela-se apenas quando vocês tiverem eliminado o que ele não É.
Vocês se aperceberão, Vivendo-o, que, naquele momento, tudo o que vocês refutaram está contido no interior do Absoluto, mas vocês não podiam vê-lo, porque ele Era vocês mesmos.
ANAEL - A Passagem da Fusão à Dissolução (15/07/2012)

Ser Absoluto é, portanto, não estar em uma negação da vida (do que era anteriormente, antes de ser Absoluto), nem em uma negação da Terra, mas em uma negação da ilusão, não por negação, mas por ter vivenciado isso.
UM AMIGO - O que chega sempre esteve presente (18/07/2012) 

Você não pode mais duvidar do que quer que seja, a partir do instante em que o Manto Azul está sobre você, a partir do instante em que as nossas Presenças estão ao seu lado, a partir do instante em que a Onda da Vida o percorre, porque, naquele momento, você é Absoluto, você é a sua Essência.
MARIA (IS-IS) - O Amor é muito mais do que o que vocês vivenciaram até agora (19/07/2012)

Entre vocês, vocês são cada vez mais numerosos em constatar que no momento em que vocês desejam ler ou escutar o que nós lhes transmitimos, a sua consciência, ela própria, não está mais aí.
Esta espécie de sono não é um, mas vocês, de alguma forma, são levados a se apresentar diante da Porta Estreita, no limiar do Absoluto, fazendo-os passar, e seguir, do Ser ao não-Ser, do Eu Sou a esta Ausência onde até mesmo a Presença não significa mais nada, porque nas últimas experiências, todos vocês podem ser Presenças, não estando mais limitados, pela Graça do Amor do que nós somos.
***
A ressonância é criada entre vocês, sobre este Plano, e nós, chegando para vocês.
Desta ressonância que, quando ela está em concordância, leva a viver o desdobramento da Lemniscata Sagrada, a sua interação de um com o outro, criando uma forma de aniquilação onde vocês não são mais vocês, vocês não são mais o outro, vocês se abrem ao Absoluto, que está aí, que sempre esteve, a partir do momento em que o que faz resistência for esquecido, na vivência da indizível Graça, na vivência da Morada da Paz Suprema.
***
O jogo da perda, o jogo da guerra, o jogo do sofrimento, irão dar-lhes a ver para o que vocês são, estados ilusórios secretados pelas circunstâncias do seu próprio mental que, pelos reflexos de sobrevivência, afastam-nos da Ausência, do Absoluto.
RAM - Ninguém terá local para se esconder de Si Mesmo (21/07/2012)

Pergunta: quando alguém está no Absoluto com forma, pode ter reações quando ele estiver em sua personalidade ou em seu ego?
Como é isto possível?
Nunca é uma reação da personalidade.
Tudo o que vai se exprimir, no nível desse Ser, que é então Absoluto, como você diz, com uma forma, quer dizer ainda encarnado, pode, evidentemente, agir pela personalidade.
Além disso, ele vai conduzir melhor um veículo com a personalidade do que com o Absoluto, não é?
Isso quer dizer o quê?
Que ele não está submetido à personalidade: ele se serve dela.
Ele não é mais essa personalidade, mesmo se ela existe.
Aquele que rege isso, é o Absoluto.
Então você não pode, em nenhum momento, provar, em meio à personalidade, tudo o que é secretado pela personalidade, quer dizer o medo, quer dizer as raivas, quer dizer algo que vai ser muito violento.
Ou então, você é consciente e você sabe porque você o faz.
Não é a mesma coisa que manifestar uma emoção que o submerge, que ter uma emoção que você sabe para que ela serve e porque você a manifesta.
São duas coisas totalmente diferentes.
Quando o Absoluto esta estabelecido, em nenhum momento, a personalidade pode tomar a frente, é impossível.
Isso não quer dizer que você não vai se servir da personalidade para gritar, por exemplo, sobre algo que não é justo.
Mas você sabe pertinentemente, nesse momento, que o referencial que é o seu, não é mais a sua personalidade, isso quer dizer algo que te ofende, você, ou que te contraria, você, mas o que contraria a Onda da Vida e a Graça.
Eu lhes expliquei perfeitamente que, diante de alguns Irmãos e Irmãs, vocês iam sentir (sem passar pela percepção, pelo sentimento, mas simplesmente pelo Som dos ouvidos) com quem vocês estão em relação.
Esse Irmão e essa Irmã vivem a Onda da Vida?
De qualquer maneira, isso não pode enganar porque a Onda da Vida, quando ela é comum a duas pessoas que se encontram, há um fortalecimento do Som e, sobretudo, um estado de Fusão, de Comunhão e de Dissolução que passa além das palavras e de qualquer personalidade.
Mas se, efetivamente, em seu caminho, vocês foram levados a encontrar alguém que não vive esse Absoluto último, o que é que vai se passar?
Se é alguém que está próximo de vocês (se é alguém que passa na rua, isso não lhes fará nada), mas se é alguém que vocês conhecem, o que quer dizer que vocês vão estabelecer uma comunicação (qualquer que seja, familiar, profissional ou outra) afetiva, se essa pessoa com quem vocês estão em relação, em comunicação, não vive esse Absoluto, o que vai se passar quando vocês entrarem em comunicação: O Som do ouvido esquerdo vai parar e o Som do ouvido direito vai assumir.
Não é um julgamento, é uma exata constatação. E vocês vão constatar que isso é constante.
Agora, em qualquer momento, você não pode, ao retornar à personalidade, ser assaltado pela personalidade, é impossível.
É precisamente o que permite diferenciar a Última Presença do Absoluto. Isso não faz de vocês, como vocês dizem, ursinhos carinhosos.
Atenção hein, eu não disse isso. Isso faz de você alguém que é consciente e lúcido.
Que se há uma raiva, ela sai não porque sua personalidade a expressa: ela sai porque a Onda da Vida ficou descontente com isso.
Não é a mesma coisa.
E é constante.
Eu os remeto a algumas passagens, arranjadas, vão dizer, mas do CRISTO que expulsou os mercadores do templo.
AÏVANHOV - Se vocês têm tendência à tagarelice, a falar dos outros, então, façam Silêncio (22/07/2012)
Vocês são o Absoluto.
TODOS OS INTERVENIENTES

Veja também:
Coletânea: ABSOLUTO (1a. Parte)
Coletânea: ABSOLUTO (2a. Parte)
*****************
Trechos extraídos das mensagens do site: http://www.autresdimensions.com
Seleção e edição: Beth Rodrigues
Tabulação e edição: Beto Junior - www.despertardaluzinterior.blogspot.com
André MA - www.mestresascensos.com

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário