Coletânea sobre Maria ( IS-IS ) e os Elohim Parte 2

Clique aqui para comentar esta publicação





Questão: poderia nos falar dos 12 crânios de cristal?
Existem doze crânios de cristal autênticos.
Esses crânios de cristal são crânios que se cristalizaram quando da morte de doze Elohim, que se sacrificaram nesse último ciclo.
Seus corpos de Elohim tornaram-se um corpo de carne.
No momento de sua primeira morte nesta matriz, seu crânio transformou-se em crânio de cristal.
Esses doze crânios de cristal, ligados aos doze Elohim criadores desta persistência da Luz na falsificação, aqueles que criaram a Atlântida, são portadores de uma memória.
Como foi dito em inúmeras tradições ameríndias, em particular, esses crânios deveriam ser reunidos, ao nível Vibratório.
12 Elohim, 12 estrelas, 12 mulheres, 12 Croûtons (Melquisedeques) e 12 Arcanjos.
O retorno à Unidade passa pelo 12.
Esses crânios de cristal são os crânios portadores de memórias e de Vibrações.
Sua função é essencialmente esta.
Há outros, certamente, porque aqueles que estiveram em contato com os crânios de cristal podem ver manifestar a eles um certo número de potenciais espirituais, digamos.
Mas isso é um anexo.
O mais importante é que eles representam a memória dos doze Elohim.
Do mesmo modo que os Círculos de Fogo dos Anciões representam a memória dos Nephilims, dos Gigantes.
Eles reativam-se nesse momento mesmo.
Já desde um tempo.
Tudo isso é destinado a facilitar a emergência da nova Dimensão, o parto da Terra, se preferem.
Tudo está destinado a apoiar a Luz.
Vocês estão aí para isso, os círculos de Fogo estiveram aí para isso e estão ainda aí para isso, os crânios de cristal também.
O. M. Aïvanhov - 3 de maio de 2010

Questão: é possível estar em contato com um Elohim ou isso é ilusão?
Não, é completamente possível ter um contato com um Elohim, do mesmo modo que é completamente possível ter um contato com a Fonte.
Diria mesmo que é muito mais fácil ter um contato com a Fonte ou um Elohim que com uma Entidade da parte inferior astral dado que, hoje, as Entidade do baixo astral são muito mais dificilmente contatáveis, digamos.
ANAEL - 4 de novembro de 2009

Questão: em qual data ocorreu a Criação pelos Elohim?
A palavra Criação deve ser ponderada, não se trata de uma Criação textual.
Trata-se de uma contribuição criativa numa Criação existente, o que não é a mesma coisa.
Os Elohim não têm a capacidade de criar um mundo, na totalidade.
Do mesmo modo que os geneticistas de Sirius não têm a capacidade de criar um mundo, totalmente.
O mundo deve ser sustentado por um certo número de forças, chamadas elementos.
Esses elementos são sustentados, eles mesmos, pelos Hayoth Ha Kodesh ou Kerubim.
Assim, para criar um mundo ou para criar uma Dimensão, convém que um certo número de conhecimentos, um certo número de Vibrações, um certo número de competências sejam associados.
Os Elohim não criaram uma Dimensão, eles insuflaram, em uma Dimensão, uma dinâmica específica.
Eles são entretanto chamados Deuses Criadores.
Os Nephilim não criaram algo mas desenvolveram uma experiência que foi criada pelos Seres com os quais eles estavam associados, diríamos, e que eram os Seres Delfinóides de Sirius, da 18ª Dimensão.
Os verdadeiros criadores agora, nesta Terra, são aqueles que trouxeram as matrizes cristalinas, bem antes da existência do que vocês chamam as raças humanas.
Esses seres que trouxeram as memórias cristalinas e as ressonâncias cristalinas permitem sustentar a Vida, nas múltiplas Dimensões e nas múltiplas direções nesse sistema Solar, pertencem a seres que estão no limite do antropomorfismo.
Eles eram os grandes Golfinhos revestidos de Sirius, mas de um outro Sirius. E isso aconteceu há 20 milhões de anos.
ANAEL - 31 de outubro de 2009

Progressivamente e à medida dos ciclos que se desenrolaram durante esses 324 últimos mil anos, a separação foi cada vez mais profunda.
Alguns seres, alguns criadores, entretanto, mantiveram sua Presença. Eles foram chamados de Elohim. A maior parte vinha de Sírius, mas houve outras, também, ondas de Elohim que permitiram não apagar a lembrança desta Luz para que, no momento vindo, esta se restabelecesse. Portanto, eles sacrificaram, de algum modo, sua Essência e sua Divindade, para acompanhar suas próprias criações até o retorno da Luz. De fato, um criador é responsável pelo que criou, e isso é lógico.
Do mesmo modo que, mesmo nesta falsificação, os filhos que vocês geram, mesmo se não são seus filhos, em Verdade e segundo o Espírito, eles lhes são dependentes o tempo de seu crescimento.
ANAEL – 2 de outubro de 2010

Questão: não é extraordinário ter conservado o Fogo do Coração, na matriz?
Mas, bem amada, isso foi realizado por grandes Seres, há mais de 52.000 anos.
As forças Arcônticas tinham por ideal suprimir totalmente o fio tênue que os unia a seu Espírito no sol.
Obviamente, um muito grande Ser, chamado Orionis ou Melquisedeque, teve êxito, com a ajuda dos 12 Elohim, há 52.000 anos, em manter esta conexão.
E, efetivamente, esse foi um ato maravilhoso.
É graças a ele que, hoje, vocês podem, e nós podemos, juntos, colocar fim na matriz.
...
Esse trabalho não é um trabalho que remonta há 30 anos.
Ele foi preparado há 52.000 anos, quando do Concilio de Alta, em 50. 731 antes de Cristo.
Ele foi preparado pela vinda de Yerouchalaïm, a Jerusalém Celeste, trazida sobre esta Terra pelos 12 Elohim de 11ª e 18ª Dimensão, que sacrificaram, sacrificaram inteiramente, sua Unidade, para permitir levar a efeito o plano concebido por Orionis.
ANAEL – 2/2 – 3 de agosto de 2010

Questão: e qual é o lugar dos Elohim?
Os Elohim, assim como vocês os nomeiam, são os deuses criadores. Ver com isso a personificação de um Deus seria um erro.
Os Elohim são entidades, chamadas seres de cristal, que vieram acompanhar a criação desta dimensão dissociada na ordem de Melquisedeque, há mais de 50.000 anos.
Os Elohim precipitaram o aparecimento desta dimensão dissociada.
O princípio dos Elohim é o princípio de um sacrifício que vocês não podem conceber. De fato, um Elohim que acompanha a criação, assim como um Arcanjo, faz, ele, o sacrifício da encarnação em sua dimensão. Ele perde, portanto, sua irradiação de cristal, a fim de acompanhar o melhor possível a criação do mundo até sua dissolução.
Entretanto, a regra do jogo quer que os Elohim se esqueçam, eles também, de sua Divindade na encarnação. Alguns deles, aliás, esqueceram o sentido de sua missão. Isso faz parte do jogo.
Os Elohim são os Príncipes, emanados diretamente da Divindade, tendo, em inúmeras vezes, percorrido o conjunto das dimensões. Tendo tido a experiência do conjunto das dimensões, torna-se então, para eles, mais fácil precipitar a encarnação. Esse é o papel deles.
Eles intervieram em sua densidade quando da criação desta dimensão dissociada, em uma data extremamente precisa, quando da criação de Atlântida. Eles foram obrigados. Eles eram em número de doze.
Há, aliás, a analogia com relação ao que vocês chamam os doze crânios de cristal.
Os Elohim precipitados na forma abandonaram a forma cristalina deles a partir do momento em que tomaram um corpo de carne e a consciência total deles está impressa nos crânios de cristal. Existe, aliás, uma tonalidade, um som e uma frequência específica dos Elohim.
ANAEL – 17 de maio de 2009

Questão: poderia falar dos 13 Crânios de Cristal?
Bem amada, seguramente os Crânios de Cristal originais são reais, ainda hoje, para a Fonte Luminosa.
Eu volto em algumas noções históricas concernente a esses Crânios de Cristal.
Existe, de fato, uma ressonância direta com a Merkabah interdimensional e a própria origem desses Crânios de Cristal.
Como vocês sabem, desde 320.000 anos, cada ciclo no interior desse grande ciclo quis a precipitação Dimensional dos Grandes Seres sobre seu sistema, a fim de evitar que a ligação ao Espírito jamais fosse perdida.
Quando do último ciclo, 12 Elohim decidiram, de comum acordo, após dialogar com Orionis, descer os planos Dimensionais para trazer, sobre esta Terra, as sementes de seu retorno à unidade.
Para isso, esses 12 Elohim fizeram o sacrifício de sua Unidade. Eles trouxeram então sobre esta Terra, quando do concílio chamado Concílio de Alta, que ocorreu numa cidade chamada ainda hoje a cidade do Deus Teotihuacan, no México, sua Presença, sua Vibração.
Eles chegaram numa embarcação e traziam, ao mesmo tempo que sua própria Presença, um cristal específico.
Esses Seres evoluiam de diferentes lugares dos multiuniversos. Eles fizeram o sacrifício de sua Unidade, a fim de permitir depositar, como eu disse, as sementes de seu retorno à Unidade.
Esses 12 Seres, chamados Seres de Cristal, vinham da 11ª Dimensão. Eles chegaram numa Embarcação Inteligente chamada Yerushalaïm, la Jerusalém Celeste.
Quatro deles vinham de Orion, quatro deles vinham de Altair, e quatro deles vinham ao mesmo tempo de Bételgeuse e de Vega.
Esses 12 Seres iniciaram um processo chamando, como eu disse, ao sacrifício de sua Unidade, quer dizer que eles aceitaram morrer e renascer reencarnando-se desde 50.000 anos.
O mais importante não foi que eles renascessem progressivamente e à medida dos ciclos até hoje, porque eles sabiam pertinentemente que vários deles arriscavam esquecer o que eles eram.
Mas, o que foi inicialmente importante foi seu primeiro sacrifício como Elohim que, quando de sua morte, permite então gerar, de modo específico, o que vocês chamam hoje os 12 Crânios de Cristal.
Esses 12 Crânios de Cristal são, portanto, de algum modo, a materialização, a cristalização da memória desses Elohim.
Além disso, quando desse primeiro concílio chamado Concílio de Alta, eles depositaram, em algum lugar sobre esta Terra, um cristal especial chamado o Cristal Azul, trazido especialmente de Sírius e de Altair. Esse Cristal Azul, como vocês sabem, foi reativado quando da Criação ou reativação da Merkabah interdimensional. Esse Cristal Azul é, de algum modo, um emissor-receptor que permite religar as Consciências Unificadas, a fim de criar um campo de forma nova nesse sistema Solar, capaz de romper o isolamento do interior pelos seres que viveriam, bem mais tarde, nos momentos em que vocês chegaram, o contato com sua reunificação.
ANAEL – 1/2 – 30 de novembro de 2010

Houve, há vinte milhões de anos, sobre esta Terra, alguns Elohim de Sírius que criaram uma sementeira biológica, livre, com criação de uma forma carbonada, chamada humana, totalmente livre.
O. M. AÏVANHOV – 3 de maio de 2011

O núcleo cristalino da Terra liberada gera o Canto e o Som de Sírius. Esse Som, cujo indicador é o Cristal azul depositado pelos Elohim, está ativado. Ele se manifesta em diferentes lugares deste planeta, anunciando o retorno do Espírito Santo e sua Revelação.
SRI AUROBINDO – 13 de abril de 2011

Questão: poderia nos falar dos Crânios de Cristal?
O que você quer saber, cara amiga?Isso poderia ser muito longo.
Os Crânios de Cristal são matrizes memoriais.
Recordem-se do que eu dizia. Matrizes cristalinas, ou seja, as bases de cristais, que serviram há 20 milhões de anos para elaborar os cristais da Terra de superfície, vinham de matrizes cristalinas, primeiro do Intraterra que é religado a Sírius.
Os Geneticistas de Sírius trouxeram essas matrizes cristalinas nas quais são desenvolvidas todas as estruturas Vibratórias de matrizes carbonadas.
Os Crânios de Cristal são ligados ao último sacrifício dos doze últimos Elohim que vieram criar a Atlântida.
Quando do sacrifício de sua multidimensionalidade, eles se densificaram, como Elohim, num corpo de carne, sem passarem pela encarnação, passando por um processo de síntese de um corpo carbonado e silício.
Eles, portanto, desceram as Vibrações deles até conduzirem a Energia Metatrônica da Jerusalém Celeste para criar a Atlântida, e eles se sacrificaram.
Quando eles viveram a primeira morte, como não eram procedentes desse Mundo, permaneceram, simplesmente, os doze Crânios de Cristal dos doze Elohim.
Eles são, portanto, portadores da Memória dos Universos. Eles são, portanto, portadores da Unidade, em um estágio Vibratório que é bem além do que vocês chamam, por exemplo, os Cristais Fonte. Eles são codificações memoriais, memoriais não da história desta Terra, mas da história da Unidade. Portanto, é bem além desta matriz.
Do mesmo modo que, no momento de sua vinda, esses Elohim que densificaram esse corpo e manifestaram um corpo carbonado trouxeram de Altair o Cristal Azul, aquele mesmo que foi despertado desde o final de setembro e nas primeiras semanas de seu mês de outubro de 2010, pelo trabalho na Merkabah Interdimensional Coletiva da Terra.
Portanto, os Crânios de Cristal são, de algum modo, a fossilização memorial dos doze Elohim do último ciclo.
O. M. AÏVANHOV – 12 de março de 2011

Questão: Maria é como a chefe da orquestra desta sinfonia intergaláctica?
Sim, certamente. Não é por acaso que ela é a Rainha do Céu e da Terra.
O. M. AÏVANHOV - 9 de novembro de 2009

Os 12 Elohim, criadores de Atlântida, em meio mesmo a esta falsificação, permitiram o estabelecimento de sua Realeza, o estabelecimento de sua Unidade, tornado possível pelo sacrifício dos Elohim, reproduzido em seguida pelas Estrelas de Maria, nesse último ciclo.
A hora é para a Alegria, porque a Revelação será sempre Alegria.
O final da separação deve fazê-los aceitar também que, em suas vidas, em suas relações, algumas coisas se unificam e outras se separam.
ANAEL – 25 de setembro de 2010

Questão: cada cristal, na matriz, hoje, tem uma origem estelar específica?
Certamente.
O conjunto de matrizes cristalinas (seja o núcleo Intraterrestre, como todos os cristais) foi trazido sobre este planeta, há mais de 20 milhões de anos, pelos Mestres Geneticistas de Sírius, pelos Golfinhos de Pele Acobreada.
Elas foram elaboradas pelos Elohim (ou Seres de Cristal) e transportadas até aqui.
Elas nasceram no lugar, mas as matrizes de partida foram trazidas por esses seres.
Não pode haver Vibração num planeta como a Terra (de qualquer planeta) se não houver núcleo cristalino.
Há uma camada de magma, mas não é certamente o núcleo.
O núcleo é o Cristal.
E todo planeta que nasce, se organiza a partir de um sistema Cristalino.
O. M. AÏVANHOV - 19 de julho de 2010

Questão: poderia nos falar de Elohim e Nephilim?
Sim.
Isso é extremamente preciso.
Os Elohim são Seres de cristal pertencentes à 11ª Dimensão e se aproximando de seu status de 18ª Dimensão.
Os Elohim são agentes criadores, o que foi chamado vulgarmente os Deuses Criadores ou os Mestres geneticistas também, por alguns.
Entretanto, eles participam da inicialização de um ciclo e de uma Criação específica.
Os Nephilim são Seres pertencentes a Dimensões totalmente diferentes.
Eles não pertencem às Dimensões de Seres de cristal, eles vêm de Dimensões situadas em relação com Sirius e antes com a 18ª Dimensão.
Os Nephilim são seres que podem tomar corpo de carne.
Eles não são esses seres nefastos que foram descritos pelas Escrituras.
Obviamente, a Bíblia falsificou a totalidade do que eram os Nephilim.
Os Nephilim eram os grandes Seres de Luz que foram chamados os Titãs ou os Gigantes.
Foram eles que construíram os Círculos de Fogo dos Anciões.
Foram eles que estiveram em Vida sobre a Terra, naquele momento.
Eles fizeram um certo número de experiências de criações ligadas à Fonte, quando a irrupção dos Dragões os obrigou a se retirarem, a fim de não entrar na dualidade.
Antes de se retirarem, e relativamente à aproximação desses Seres vindos da Ursa Maior, eles foram capazes de criar um certo número de estruturas permitindo, na sua visão extremamente vasta, preparar o retorno da Luz que vocês vivem agora.
ANAEL - 31 de outubro de 2009

Os Elohim são aqueles a quem chamamos, em outros termos: as entidades Criadoras. São eles que vão permitir a Criação de dimensões, sustentados, obviamente, pelos Arcanjos, alguns Arcanjos Criadores e sustentados, também, pelos Quatro pilares fundamentais que são os Quatro Hayoth Ha Kodeh que intervêm em todas as constituições ligadas a esta dimensão mas também em outras dimensões.
Portanto, os Elohim têm um papel Criador e eles são obrigados a sacrificar sua Divindade para participar e se inserir na Criação, até o final dos tempos.
Os Anciões, os 24 Anciões, os Lipika cármicos são, eles, um Conselho que dirige e que faz executar.
Evidentemente, inúmeros seres, de todos os tempos, estiveram ligados a esses 24 Anciões, em Atlântida também, de maneira a poder aplicar, nesta dimensão, as realidades espirituais e as decisões que foram tomadas, porque os 24 Anciões estão, se querem, sobre os planos intermediários, entre as dimensões as mais densas e as dimensões que estão muito mais altas.
Eles são, portanto, de algum modo, o canal e a Consciência unificada dos 24 que permite fazer a ligação entre o mundo em que vocês estão e os mundos os mais elevados.
O. M. AÏVANHOV - 2/2 - 27 de setembro de 2009

O Cristal principal (o famoso Cristal azul tendo sido trazido pelos Elohim no ano 50. 731 antes de Jesus Cristo) está doravante ativo.
Cabe a vocês, através das Estrelas de Maria, através de meu raio azul (que foi visível em seu céu há quase um ano), se estabelecer em sua multidimensionalidade ali elevando sua Vibração, a Consciência e a matéria dessa Terra.
Portanto, doravante, vocês têm agora seu destino e sua destinação em suas mãos e em seu Coração.
Nós cumprimos, nós, Arcanjos, assim como o conjunto das Estrelas de Maria e o conjunto dos Melquizedeques, nosso trabalho, nossa comunhão.
MIGUEL - 29 de setembro de 2010

As matrizes cristalinas são onipresentes na Criação. Certo número de épocas se desenrolou, certo número de vidas se estabeleceu, desenvolveu nos mundos Unificados e mesmo nos mundos em carbono.
Nós aí estamos, portanto, colocados alguns 320.000 anos atrás e viviam, naquele momento, sobre a Terra e no Intraterra, povos livres ligados às suas origens estelares, em particular os mamíferos marinhos, tal como vocês os nomeiam, vindos de Dimensões de longe superiores à que existe ainda atualmente sobre a Terra.
Esses mundos aquáticos eram, de fato, mundos multidimensionais e ligados, geralmente, a Sírius.
Do mesmo modo, existiam sobre a Terra, ao nível das montanhas, seres chamados os Gigantes.
As forças que presidiam na liberdade desse mundo de então faziam com que, mesmo nas estruturas em carbono, os seres que povoavam este universo e esse mundo em particular, tivessem estruturas profundamente diferentes das suas.
Mesmo se os Gigantes pudessem ser chamados de humanos, eles mediriam perto de 4 metros.
O aspecto exterior deles os faria chamá-los, hoje, em sua Consciência, de seres primários, o que eles não eram, evidentemente.
Esses seres experimentavam a produção da vida nesse mundo, devido à semeadura prévia pelos Mestres geneticistas de Sírius, chamados os Golfinhos, vindo trazer as matrizes cristalinas sobre a Terra, muito tempo anteriormente.
Uma vida, portanto, se desenvolvia de maneira harmoniosa, no interior como na superfície.
Certo número de elementos históricos (que não me cabe, hoje, desenvolver) modificou esta liberdade Dimensional existente.
Os povos multidimensionais, povoando então a Terra, decidiram partir, porque eles sabiam, devido ao seu estado multidimensional, que, se eles se entregassem ao que vocês chamam, que nós chamamos nesta Dimensão dissociada, a um combate, eles seriam condenados a permanecer nesta Dimensão.
Esses seres múltiplos vindos de Sírius como de Orion decidiram então deixar os indicadores sobre esta Terra e decidiram também realizar um juramento que era aquele do retorno deles no momento final. Eles foram retransmitidos nisso pelos Elohim, a cada ciclo.
Progressivamente e à medida dos ciclos, as forças de compressão gravitacionais atraíram cada vez mais formas de vida. Almas livres e Sementes de Estrelas, como vocês todos aqui, foram atraídas e cortadas da Fonte, pelas condições existentes nesse sistema solar, como em tantos outros.
Esta queda, de fato, não foi uma. Ela foi livremente consentida, a fim de evitar que aqueles que permaneceram então presos em número importante na superfície deste planeta não fossem cortados de sua Fonte definitivamente.
Do mesmo modo, alguns Golfinhos de Sírius decidiram penetrar no Intraterra, sair da água, evoluir no ar. Eles são os guardiões da Terra ainda hoje. Eles unificaram suas Consciências e permitiram, por sua Unificação de Consciência, manter, de algum modo, a persistência dos portais interdimensionais Intraterrestres.
A mutação planetária em curso corresponde ao restabelecimento das condições iniciais livres desse sistema solar e, portanto, ao desaparecimento das forças de compressão que prevaleceram desde 300.000 anos.
Esta liberação, devido a certo número de fatores, como eu disse, astrofísicos, vai permitir ao planeta reencontrar um tamanho, uma órbita, uma orientação de seus pólos conformes à Unificação.
SRI AUROBINDO - 21 de novembro de 2010

Questão: quem são os Seres de Cristal e qual é seu papel?
Bem amada, os Seres de Cristal pertencem à 11ª Dimensão.
O corpo de Estado de Ser deles é um corpo em silício de forma humana, mas podendo se expandir sobre milhares de quilômetros.
A forma deles está ligada aos Mestres geneticistas de Sírius. Eles são, eles mesmos, os Criadores de mundos, chamados, em sua tradição, os Elohim.
Alguns deles foram os Gigantes, alguns deles foram os Grandes Golfinhos de pele acobreada vindos de Sírius B.
Eles têm uma filiação que os coloca em ressonância direta como Ki-Ris-Ti realizados percorrendo os mundos, para assegurar, se for possível, a redenção dos mundos falsificados.
Eles vão, assim, de universo falsificado em universo falsificado, permitindo então inaugurar os ciclos de manutenção do Espírito ou os ciclos de liberação do Espírito, em função das conformações e dos constrangimentos existentes ao nível dos mundos dissociados.
A maior parte dos Elohim vem de Altair, de Orion, de Bételgeuse ou de Vega. Eles estão presentes na iniciação de um novo ciclo falsificado, como foi o caso quando da criação de Atlântida, no Concílio de Alta, em 50 731 AC, no mês de Maio.
Esses doze Elohim percorrem os mundos para sua redenção. Eles aceitam, pelo sacrifício de sua multidimensionalidade e de seu posto de Elohim Criador, participando, num corpo de carne em carbono, cortado da Fonte, em número de doze, permitindo a eles levar a efeito a missão por seu sacrifício.
Eles trazem também, numa Embarcação-mãe chamada Yérushalaïm, o Cristal azul que é a defesa encontrada pelas forças da Luz Unificada para despertar a dimensão do Espírito e evitar, ao final de um ciclo falsificado, que este se reproduza indefinidamente.
Como vocês sabem, esse setor do multiuniverso, chamada Terra e este universo chamado sistema solar e o que ele compreende como sistemas falsificados, vê hoje sua liberação definitiva da dissociação.
Esta vitória, este estabelecimento da Luz, mais exatamente, tomou certo tempo.
Hoje, quando eu digo hoje, isso é recente, a Fonte, o conjunto dos 24 Anciões, o conjunto dos Conclaves Arcangélicos dos mundos livres, o conjunto das Estrelas de Maria dos mundos livres, assim como o conjunto dos Lipikas Cármicos de fase superior, de que faz parte Sereti, votaram, de maneira Unitária, o desaparecimento total da dissociação, quaisquer que sejam os universos e os multiuniversos.
Isso significa simplesmente que em cada Universo falsificado, a hora do último ciclo chegou, permitindo, e tornando possível, que jamais, sobre qualquer mundo criado ou sobre qualquer mundo original, possa existir a menor ruptura para com a Fonte, qualquer que seja o grau de densidade experimentado, qualquer que seja a Dimensão experimentada, qualquer que seja o teor da Criação, mundo em carbono ou outro.
ANAEL – 21 de novembro de 2010

O conjunto do trabalho efetuado desde os Antigos, há 320.000 de anos, chamados Gigantes, passando pelo sacrifício dos Elohim a cada ciclo de 52.000 anos, pacientemente reconstruiu a possibilidade de viver o retorno à Unidade. É muito exatamente isso que, hoje, joga-se sobre esse mundo, mesmo nessa Dualidade. Isso se joga sobre esse mundo e se joga, estritamente do mesmo modo, ao nível Vibratório, ao nível da consciência, no interior de sua consciência fragmentária.
SRI AUROBINDO – 17 de junho de 2011
Sugestão de Leitura:
Para ver a Parte 1, clique aqui
Trechos extraídos das mensagens do site http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e edição: www.mestresascensos.com


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário