Coletânea: ESTÁ TUDO CONSUMADO (2a. Parte) - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação





Assim é o Yoga da Eternidade.
Permaneçam tranquilos.
Vocês absolutamente nada são de tudo o que chegou até agora.
Vocês simplesmente construíram verdades relativas que lhes permitiram aproximar-se, a fim de serem descontruídos.
Não escutem ninguém, nem dentro, nem fora.
Mas não se fechem.
Permaneçam Transparente.
Os sons que aparecem não lhes dizem mais respeito, mesmo se alguns identificaram esses sons, com coisas evidentes.
Mas vocês não são sequer mais referidos pela evidência.
Vocês são isso, este Absoluto.
Sejam totalmente isso, sem restrição.
Eis o Yoga da Eternidade.
Então, TUDO ESTÁ CONSUMADO porque, no final, estritamente nada havia para ser consumado.
Mas isso não é uma ambiguidade.
Não pode existir ambiguidade.
Houve o seu jogo (“jeu”) (ou o seu eu – “je”).
Houve o jogo.
Tudo isso passou.
Não julguem.
UM AMIGO - [12/04/2012]

É a capacidade para não mais estar, de modo algum, nos momentos de Alinhamento (ou de maneira inesperada), de modo algum identificado à pequena pessoa, a esse corpo, a essa vida, porque vocês já penetraram os espaços da Supraconsciência e tomam consciência de que esse corpo (que é o Templo), que essa vida que vocês levam, que aquilo ao que davam importância, bem, não é a verdade.
E, no entanto, é necessário continuar, como vocês sabem, a desempenhar esse papel e jogar esse jogo. Mas, naquele momento, vocês sabem que vocês desempenham um papel e jogam um jogo, mas vocês não são mais esse papel e esse jogo.
E, naquele momento, e unicamente naquele momento, vocês não podem mais ser afetados por suas emoções, pelo mental, porque vocês disseram «sim» a CRISTO, vocês disseram «sim» à Luz e vocês disseram «sim», é claro, a tudo o que concerne ao Coração.
Vocês voltaram a tornar-se Simples, vocês estão na Humildade e na Transparência.
Aí, vocês consumaram o que havia a consumar.
E eu repito que, naquele momento, absolutamente TUDO ESTÁ CONSUMADO, ao nível individual.
Mas esse nível individual (que é o seu, talvez, agora) é dependente, muito precisamente, de datas da Terra.
Portanto, nós sempre dissemos: «não procurem data».
Vocês têm uma data Interior, e é, de longe, a mais importante.
É o momento em que vocês aceitam, inteiramente, tornar-se a Luz.
Vocês não podem mais – e vocês se aperceberão disso, agora, a cada dia – manter os desejos, é claro, mas mesmo o sentido de sua identidade, e viver a Unidade.
Eu repito: isso não os impede de fazer o que há a fazer em suas
responsabilidades. É claro, aquele que quer romper um contrato, é a personalidade que rompe o contrato com quem quer que seja ou com o que quer que seja.
Nós dissemos que não é necessário, jamais, abandonar o que quer que seja. Mas a Inteligência da Luz agirá em suas vidas, para torná-los Livres.
Mas não são vocês que procuram a Liberdade.
É a Inteligência da Luz, é a Ação da Luz, nos diferentes setores de suas vidas, que vai torná-los Livres.
Mas não são vocês que vão Liberar-se.
Caso contrário é, ainda, um ato ligado à personalidade e ao ego.
Então, é claro, há algum tempo, muitos de vocês viveram o que chamamos impulsos da alma, para mudar de lugar, para mudar de profissão, para parar de trabalhar, para consagrar-se à Luz.
Isso, eram impulsos reais.
Mas, hoje, TUDO ESTÁ CONSUMADO: a Ascensão ocorreu, nos planos
multidimensionais. Ela se desenrola aqui, sobre a Terra, em seu próprio ritmo, mas está totalmente terminada nos outros planos.
Agora, se vocês não sabem para onde vão, vão, simplesmente, onde estão.
Isso quer dizer que, se vocês estão na Vibração da Unidade, vocês viverão a Dissolução da Luz.
Se vocês acedem ao Corpo de Estado de Ser, se o Canal Mariano está muito desenvolvido e vocês percebem, ao seu lado, uma Estrela, isso quer dizer que vocês se juntam aos domínios Vibratórios das Estrelas nessas Dimensões.
AÏVANHOV - 05 de novembro de 2011

A experiência, em si, e a vivência, em si, da Consciência, é sempre a mesma: esse mundo é ilusão, tudo é uma projeção de Consciência ao exterior, nada existe, exceto o Si, a Unidade, a Beleza, o Amor e a Verdade, compreendidos na mesma Vibração e no mesmo estado: aquele do Ser.
Todo o resto são apenas suposições, cálculos, projeções da Consciência ao exterior da Verdade.
O que há a realizar é um processo Vibratório, que eu nomeei a Fusão de Éteres da Alma, que os aproxima, ainda mais, da porta estreita e de sua terceira Passagem.
Nada mais há a fazer, como alguns Anciões disseram, e como algumas Estrelas disseram.
Nada mais há a fazer.
Há a Ser.
A Inteligência da Luz, a Inteligência da Terra realizarão todo o resto.
Contentem-se em estarem centrados em seus quatro Pilares.
Todo o resto já está consumado, nas outras Dimensões.
Vocês não têm que se preocupar com outra coisa.
Apenas o mental quererá arrastá-los a compreender o que vocês vivem.
Apenas o mental tentará resistir ao seu próprio fim, porque o mental tem necessidade de conhecimentos, ele tem necessidade de justificações e ele tem necessidade de dualidade.
Lembrem-se de que não há qualquer existência própria quando a Unidade estabeleceu-se, de maneira definitiva e coletiva.
Serve-lhes, ainda, a título individual, mesmo se vocês tenham realizado sua Unidade, ainda que apenas pelos gestos da vida quotidiana, mas, em breve, tudo isso estará caduco.
Questão: quando o céu rasgar-se e nossos Irmãos galácticos aparecerem, aqueles que tocaram a Graça sairão, imediatamente, da ilusão?
Não, permanecerá a manter sua presença amorosa, na fase final, não mais da Ascensão, mas do estabelecimento da nova Dimensão.
As condições de vida, é claro, e da Consciência, naqueles momentos, não serão mais, jamais, as mesmas, mesmo nessa dimensão que existirá o tempo que o conjunto de chaves Metatrônicas e de ensinamentos e Códigos de Luz Vibral sejam depositados e semeados.
É claro, há numerosas Moradas na casa do Pai.
Esse processo não concerne à totalidade da humanidade e não concerne, tampouco, ao conjunto daqueles que vivem a Graça e a Unidade.
Não agitem seu mental para saber se vocês permanecem, se vocês partem, porque vocês irão, muito exatamente, para onde os leva sua Vibração, mas não para onde os levam seus desejos, e ainda menos para onde os levam suas interrogações e suas respostas obtidas pela razão.
Isso faz parte do Abandono à Luz, nessa fase final.
É assim que se realiza a Passagem da Porta Estreita, que permite passar da Alma ao Espírito e passar da frase do Cristo que diz: «Pai, por que me abandonastes?», à frase do Espírito: «TUDO ESTÁ CONSUMADO».
SRI AUROBINDO - 28 de outubro de 2011

O Espírito não tem o que fazer de sua personalidade.
O Espírito não tem o que fazer de suas reencarnações, que pertencem, elas também, à limitação e ao confinamento.
O Espírito não tem o que fazer dos seus laços e dos seus apegos.
O Espírito não tem o que fazer do outro, em uma dimensão pessoal, já que o Espírito vê apenas o Espírito.
Ele ama além das limitações, além das contingências, já que é sua Natureza e sua Essência.
É isso que vocês são chamados a viver.
É também liberar-se do conhecido, como eu disse, para ascender a este desconhecido que os liberará, por completo. Mas lhes é preciso, como isso foi explicado, inúmeras vezes, e de diferentes modos, abandonar-se ao Espírito, a fim de viver o Espírito.
Isso irá permitir-lhes passar da agonia, da noite escura da alma, passar a este pedido para afastar o cálice de vocês, para, enfim, poder dizer, como o disse o CRISTO: “Pai, eu entrego meu Espírito em suas mãos” e, então, “TUDO ESTÁ CONSUMADO”.
Isso vocês são, agora, chamados a viver, cada vez mais individualmente, mas, sobretudo, vocês irão vivê-lo, proximamente, de maneira coletiva. E é naquele instante que irá ocorrer o que foi mal compreendido, denominado, no ocidente: o julgamento final.
Não há outro julgamento senão aquele que vocês fazem, vocês mesmos, sobre vocês mesmos.
Não há qualquer Deus exterior que virá julgar qualquer de suas ações.
Não existe qualquer punição.
Não existe qualquer recompensa.
Existe apenas o Si, que é para viver no instante presente, a partir do instante em que vocês não deem mais peso a qualquer das crenças referentes ao amor e a partir do instante em que vocês se tornam o Amor.
Naquele momento, a visão do Coração aparece-lhes.
Naquele momento, vocês vivem a reunificação com o Espírito.
E isso não pode existir enquanto existe um amor condicionante, um amor limitante, um amor confinante, ainda presente em meio à sua Consciência.
Eu bem disse em meio à sua Consciência e não em meio à sua vida, porque não é livrando-se dos laços que vocês irão encontrar o Amor Vibral, mas sim transcendendo esses laços, na vivência mesmo do que lhes é dado a viver.
Lembrem-se de que nós lhes dissemos que, tudo (a idade, as condições, o estado físico, a situação afetiva, profissional, em que vocês estão, hoje) corresponde muito exatamente ao que vocês têm a viver para aproximar-se, mais de perto, deste Amor Vibral, a fim de vivê-lo.
IRMÃO K - (26/10/2011)

Hoje vamos, juntos, exprimir e Vibrar, bem além de simples palavras que empregarei, o Tempo da Graça, o Tempo da Presença a Si, tornando-os Presentes no mundo, na Verdade da Luz e da Unidade, a fim de que resplandeça a Glória do Um, a fim de que a Terra testemunhe e viva a Ascensão de sua Vibração nas Esferas da Unidade, acompanhando o Universo e o conjunto desse Sistema Solar nos Tempos da Graça, porque os tempos estão consumados, consumando, em vocês, a Graça e seu Presente.
Filhos do Um, manifestem a Graça, que é o presente feito para sua Presença.
Basta estar no Instante de sua Presença, no tempo de sua Presença, Presentes a si mesmos, Presentes ao mundo, Presentes ao Instante e Presentes ao Éter, a fim de que o Éter revele-se em sua Graça.
Luz do Um, Luz da Unidade, Luz de Verdade, que põe fim ao isolamento, aquele que era seu, que é restituído.
Enfim, o Tempo do fim.
Enfim, o Tempo da Passagem.
Tempo de contentamento e de Alegria.
Tempo de Verdade, no qual a revelação da Luz deixa lugar à Ascensão da Luz, respondendo ao Apelo da FONTE Una, que vem do Centro, a fim de que seu centro, aquele do Coração, eleve-se e desperte à Verdade da Unidade, a fim de que vocês possam, Presentes a si mesmos e Presentes ao mundo, viver a Presença.
Presença da Graça, que é a Graça presente em vocês.
Bem amados filhos do Um, Amados da Graça, cabe a vocês viver e abrir o que deve sê-lo.
Então, Filhos, vão para o que vocês São, de toda a Eternidade.
Sair do efêmero e entrar no Templo de seu Presente, porque Ele está aí, presente, a aguardá-los e a esperá-los.
Não há mais tempo, não há mais data, porque não haverá mais espaço para subtrair-se da Ação do Um, da Ação da Promessa e do Juramento.
Os tempos estão consumados, porque o Tempo veio do Novo Nascimento.
Nascer, nascer no Um, a fim de que cada um possa viver a Graça do Um, a Graça da Verdade, o Tempo da Presença a Si.
Cada um aberto a esse Tempo, no Tempo fora do tempo, que os chama num Tempo, chamado o Tempo Presente, para desvendar sua Presença e para Vibrar ao Som do Um, ao som da FONTE, ao Som do Céu e da Terra, enfim reunificados na mesma pulsação, na mesma Vibração, na qual vocês são esperados e aguardados, na Comunhão dos Uns, na Comunhão das Dimensões, na Comunhão dos Mundos Livres, a fim de viver a Liberdade do Um, a Liberdade da Graça, o Tempo da Graça que se revela em seu Templo Interior, chamando a Vibração do Coração a tornar-se a Vibração Essência e Essencial, dando-lhes o Sentido e o Tempo da Unidade, bem além do tempo desse mundo.
Presentes em todos os Tempos e em todos os Universos, nos mesmos Espaços e nos mesmos Tempos, que nada mais têm a ver com o inferno, aquele do confinamento.
URIEL - (25/10/2011)

Muitos de vocês percebem as Vibrações ligadas ao Som do Céu, as Vibrações da alma, as Vibrações do Espírito, as Vibrações do núcleo central da Terra, assim como a Vibração da ionosfera, manifestando-se nesse corpo, e traduzindo uma revolução e uma mudança completa de paradigma de suas vidas.
É a isso que vocês têm que enfrentar, não para lutar ou se opor, mas, bem mais, para ancorar, ainda mais, a Luz, irradiar a Graça, manifestar a Graça e a Consciência da Comunhão.
Só assim para extrair-se e se remover dos últimos medos, inscritos, de maneira indelével, em meio à personalidade, quaisquer que eles sejam.
Qualquer que seja sua etapa de adiantamento no desdobramento da Luz Una e Unitária, cada um de vocês deve desvencilhar-se, completamente, de seus últimos apegos, quaisquer que sejam.
E isso deve ser vivenciado em consciência, a fim de liberá-los, aqui mesmo, de tudo o que pode representar uma síndrome de luto, qualquer que seja, no momento vindo, quando a coletividade humana deverá enfrentar a chegada total da Luz na superfície deste mundo, revelando-lhes a nova banda de frequências de Vida e chamando-os a estabelecer-se na nova Vida.
Isso está em andamento, de maneira individual, mas chegará um instante e um momento, notáveis entre todos, permitindo à coletividade (em seu conjunto, humano e não humano) tomar consciência da Verdade da Luz.
Esse mecanismo, que vocês não têm que conhecer a data porque, como Ele lhes disse: “Ele virá como um assaltador na noite”.
A Luz Cristo chegará a um dado momento específico desta época da humanidade, em tempos extremamente curtos em termos terrestres, que lhes cabe não preparar por qualquer antecipação do que quer que seja, mas bem mais por uma atitude interior justa e totalmente Unificada de sua Consciência, fazendo-os aceitar ver e olhar seus próprios limites, seus próprios medos, a fim de se apreender de que vocês não são nem esses limites, nem esses medos e de que a única maneira possível e concebível de transcender isso é aceitar a passagem da Porta Estreita, sua própria Crucificação e dizer, como o Cristo: “Pai, eu entrego meu Espírito em tuas mãos, porque TUDO ESTÁ CONSUMADO”.
Naquele momento, sua alma irá se voltar, na totalidade, para a Vibração do Espírito Unitário, a Vibração do Pai ou da Fonte, em vocês.
Naquele momento, vocês irão ascender ao estado da Unidade, em sua maior Graça e em sua maior magnificência.
Tudo ainda não estará terminado, mesmo se TUDO ESTÁ CONSUMADO.
ANAEL - 24 de outubro de 2011

A hora de glória, a hora da ressurreição, tal como ela foi mal compreendida em suas escrituras e tal como ela foi mal compreendida por sua teologia está a ponto de chegar.
Essa ressurreição não é uma ressurreição de corpo, mas a ressurreição do corpo final, ou seja, de sua luz final da Fonte que vocês são.
Aí está o sentido da ressurreição de corpo, tal como ele foi tão mal aplicado pela igreja católica.
E o sentido da redenção, tal como foi tão mal compreendido no budismo tibetano.
E o sentido, em todas as religiões, que foi deformado, do aparecimento da luz viva, do retorno do Cristo, como alguns o chamam.
Não se trata, obviamente, do que vocês creem, mas, simplesmente, da presença da luz Unitária. E, em face da luz Unitária, vocês terão apenas a escolha de reintegrar a Unidade da luz ou de entrar mais na divisão e na oposição.
Não haverá qualquer julgamento de nossa parte nem qualquer julgamento de outros seres humanos.
Esse momento será um momento que durará muito pouco tempo.
Ele durará aproximadamente 72 horas, unicamente.
E, durante essas 72 horas, tudo será consumado.
Vocês deverão, em sua alma e consciência, escolher a luz ou escolher a resistência à luz. E, se vocês entram na aceitação, no deixar fazer e no abandono à luz inteligente que vem, naquele momento, nós revelaremos, totalmente, quem nós somos, nosso papel, nosso objetivo.
Nada do que foi escondido até o presente ser-lhes-á escondido.
Tudo lhes será revelado porque, a partir do momento em que, como eu o dizia um pouco antes nesse capítulo, no momento em que vocês entrarem na Unicidade da luz, vocês terão acesso a todas as fontes de informação, e isso, em tempo real, como vocês dizem, uma vez que vocês começarão, através disso, a sair do espaço tempo/luz.
Vocês entrarão na luz viva.
Vocês se tornarão a luz viva.
RAMATAN - CAPÍTULO 4: AS NOVAS LEIS

Os últimos panos da ilusão caem, nesse momento mesmo, nesse mundo, precipitando a vinda, ao solo desta Terra, do conjunto da Luz Adamantina, da Luz Branca, que vem em vocês, estabelecer-se.
Progressivamente e à medida desse estabelecimento, o Apelo do Coração, o Anúncio de MARIA, a Presença do CRISTO em minha Presença são capazes de fusionar em seu Coração.
A Espada de Verdade vem abrir a Terra para sua elevação Vibratória.
O tempo é para a Alegria.
O Tempo é para a Verdade.
O tempo é para a revelação, total e ilimitada, da Verdade da Luz Una.
TUDO ESTÁ CONSUMADO, como o anunciaram Anciões e Estrelas.
Nós, Conclave, temo-nos, doravante, inteiramente, presentes em sua Terra, em suas partes as mais altas e, também, em seus Céus.
Os sinais do Céu e os sinais da Terra estão, doravante, em plena atualização.
Cada um de vocês será chamado, no momento o mais oportuno para si, para viver e estabelecer-se, de maneira definitiva, no Coração, na Verdade, no Fogo do Amor, Fogo do Espírito.
O tempo do Batismo da Luz Una chegou para o conjunto da Terra.
Não há mais qualquer data a procurar num futuro, porque isso se vive nesse momento mesmo.
MIGUEL - (02/10/2011)

A Porta Estreita, como vocês sabem, é a Porta da Infância.
Dizer que n’Ele ou n’Ela TUDO ESTÁ CONSUMADO significa, para sua Consciência que, quando vocês percebem isso, bem, efetivamente, TUDO ESTÁ CONSUMADO para vocês.
Esses tempos específicos, como o anunciaram os Arcanjos, os Anciões e MARIA, são os tempos em que a Luz instala-se sobre a Terra, favorecendo sua Elevação.
Hoje, mais do que nunca, há – no que vocês têm a viver no Interior de vocês – uma oportunidade que jamais se apresentou, de Reencontrar a Luz.
Esse Reencontro faz-se na fulgurância de um instante e permite-lhes dizer, por sua vez: TUDO ESTÁ CONSUMADO, porque, se vocês consumam isso, se vocês vivem essa oportunidade, vocês não poderão ser afetados, de maneira alguma, pelos eventos desta Terra, no exterior.
Vocês estarão, naquele momento, tão estabelecidos na Alegria desse Interior – que se revela em vocês -, nessa Presença (que está ao seu lado e em vocês) que, efetivamente, vocês poderão dizer que, naquele momento, TUDO ESTÁ CONSUMADO e que nenhum elemento que afeta a personalidade pode vir alterar o que vive a alma e, sobretudo, o que vive o Espírito.
Como lhes foi anunciado há pouco tempo – pouco menos de dois meses – algumas Portas foram abertas, que lhes cabia cruzar, que permitem, então, reencontrar – em seu Templo, em seu Coração, ao seu lado – sua própria Dimensão de Eternidade, de Verdade e de Alegria.
E a Infância, a não reivindicação, a Paz, a Humildade, a Simplicidade são os melhores modos, possíveis e compreensíveis, de realizar a Presença d’Eles.
Tornando-se Transparentes, não existindo mais em qualquer reivindicação do que existe desse lado do véu em que vocês estão, então, vocês podem (sendo tão pequenos e tão insignificantes) viver a Grandeza absoluta de seu Reencontro, e realizar, naquele momento, o que vocês São, em Verdade.
Para ser Grande na Luz, na Alegria e na Presença d’Eles e em nossa Presença é necessário, efetivamente, ser minúsculo desse lado.
Muitos disseram, à maneira deles, exprimiram-no através de seu caminho de vida, mas, hoje, não há alternativa, cada vez menos.
Quanto mais vocês crerem que isso é um evento que está inscrito num futuro exterior, mais vocês não viverão esse Advento, porque não é um evento, é um Advento, que está inscrito de toda a Eternidade e que, simplesmente, revela-se ao que vocês São, à Consciência, inteiramente, porque os tempos estão consumados.
Então, uma vez que os tempos estão consumados, é a vocês que cabe dizer e pronunciar esta frase: TUDO ESTÁ CONSUMADO.
E vocês apenas podem pronunciar esta frase e vivê-la quando, realmente, concretamente, em sua carne e no Espírito, vocês Estão n’Ele e n’Ela.
Ele bate à Porta.
TERESA DE LISIEUX - 01 de outubro de 2011

O Retorno da Luz que, como vocês sabem, tornou-se possível por um conjunto de elementos, um conjunto de Consciências (e, cada um e cada elemento manteve seu lugar, seu papel e sua função) desde o que é chamado de Onda Galáctica (correspondendo ao Alinhamento deste sistema solar com o Centro Galáctico), desde a chegada de Irradiações específicas (vindo das profundezas dos Universos), passando por nossa Presença e pela Presença dos Arcanjos, assim como das Estrelas, assim como sua própria Presença e seu próprio Despertar, que ocorre, eu diria, de maneira progressiva.
E levando-os, hoje, a atravessar a última Porta (aquela da Realização da Unidade, da Realização do Amor) e, enfim, permitir dizer-lhes, em vocês como nesta Terra: “TUDO ESTÁ CONSUMADO”.
TUDO ESTÁ CONSUMADO”, ainda uma vez, não é o fim do mundo, ainda menos, o fim da vida, mas, digamos, o fim de certa forma de vida.
Tudo o que lhes foi escondido está prestes a ser-lhes revelado, na totalidade.
Isso começou durante o período de desconstrução (iniciado pelo Arcanjo Miguel) e pelo derramamento das primeiras Partículas Adamantinas e das primeiras Radiações do Ultravioleta.
Hoje, a totalidade das circunstâncias anteriores, que lhes são Interiores como exteriores, está estabelecida.
Elas estão estabelecidas mesmo se, como vocês o sabem, ao nível do conjunto da humanidade, muitos seres humanos não podem conjeturar (nem mesmo imaginar ou perceber) os mecanismos que estão prestes a se viver.
Hoje, nós podemos afirmar (e vocês podem afirmar) que, quanto mais o CRISTO se aproximar de vocês, menos vocês terão que sofrer de qualquer elemento deste mundo, menos vocês terão que se colocar questões em relação ao que se desenrola sobre este mundo (qualquer que seja sua importância, qualquer que seja seu rigor), justamente porque o tempo que transcorre, entre o choque da humanidade e as Núpcias coletivas de Luz, é um tempo extremamente reduzido.
Eis o que eu tinha a anunciar-lhes em relação a esta frase: “TUDO ESTÁ CONSUMADO”.
O fim dos tempos é uma realidade.
É o tempo da Ilusão que atinge seu fim.
É o tempo da Eternidade que nasce.
Este fim não é um fim.
É o fim, simplesmente, da Ilusão.
É o fim das quimeras.
É o fim do confinamento.
É o fim do sofrimento.
É o fim da opressão.
É o fim da morte e o início da verdadeira vida.
SRI AUROBINDO - (30/09/2011)

Filhos do Um, Filhos da Eternidade, escutem o canto da Presença d’Ele e o canto de Seu Apelo, ecoando no mais profundo de seu Coração, em seus ouvidos, e vendo-se em seus céus.
A Estrela chega e vem bater à Porta de seu Templo, pedindo-lhes para abrir, perguntando-lhes: você quer viver, você quer retornar à Eternidade?
Consumação da Ilusão, TUDO ESTÁ CONSUMADO, a fim de que o diamante de sua Presença Eterna brilhe no conjunto de seus Fogos – Fogo de Alegria e Fogo de Verdade – que os conduz ao limiar do Templo d’Ele, que é seu Templo.
Filhos do Eterno, Filhos de Alegria e de Vibração, a hora é para Ser, a hora é para a Essência do Ser.
Nesse tempo, nesse dia e nesse instante, eu, Anjo URIEL, Presença e Reversão, chamo-os a Reverterem-se, num impulso de Leveza e num impulso de Alegria, para aqu’Ele que vem colhê-los e acolhê-los, do mesmo modo como vocês o acolheram: na Luz e na Verdade.
Cruzem o portal da Ressurreição.
URIEL - 29 de setembro de 2011

Vocês vão viver, alguns e muitos de vocês, momentos de Graça cada vez mais importantes e cada vez mais excepcionais em relação ao seu estado habitual.
Isso vai permitir-lhes aclimatarem-se ao seu novo estado de Ser, diretamente religados à Existência, diretamente religados ao que vocês São, na Eternidade, permitindo-lhes extrair-se, sem dificuldade alguma, se vocês o aceitam, do efêmero de sua vida, a fim de entrar na vida Eterna; permitindo-lhes preparar a Ascensão final desta Terra, e permitindo-lhes, também, por sua simples Presença, amorosa e de Serviço, junto aos seus Irmãos e Irmãs, viver esse Reencontro.
Ninguém nesta Terra, assim como foi dito, poderá ignorar o que vem.É claro, o olhar de cada um será profundamente diferente, conforme se trate do olhar da personalidade ou do olhar do Espírito,.Como havia sido dito pelo Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV): haverá o olhar da lagarta e haverá, também, em vocês, o olhar da borboleta.Os dois olhares sobrepor-se-ão, induzindo, por vezes, o que foi chamada a noite escura da alma.
De fato, vocês devem, hoje, superar os últimos apegos, transcendendo-os ou, antes, deixando-os transcender-se pela ação da Luz em vocês.Assim, vocês concorrerão para sua própria Transparência e para sua própria Cristização, o que lhes permite, então, Irradiar.
É nesse estado de Irradiação que sua vida deve, doravante, desenrolar-se.É uma vida de Graça, que tem suas exigências, mas a Liberdade é a esse preço: aquele de levar a efeito a escolha da Luz ou a escolha de sua vida.
Eu não repetirei as palavras do CRISTO, que foram pronunciadas abundantemente nesses últimos tempos, porque elas são as imagens que devem permitir-lhes, no sentido o mais profundo, ir para o que vocês São, para consumar o sentido de sua Presença sobre esta Terra, o sentido de sua missão e o sentido do que eu seria tentado a chamar sua consumação, porque os tempos estão consumados e, como lhes disse Maria: no Espírito, TUDO ESTÁ CONSUMADO.
Mesmo se a noite escura da alma os faça dizer: «meu Pai, por que me abandonastes?», isso é apenas o olhar fragmentado da personalidade.A Luz intima-os a elevarem-se para além dessas zonas de turbulências, a fim de penetrarem, diretamente e em plena consciência, a Morada de Paz Suprema: lá onde se vive o Samadhi, onde se vive a Alegria, onde se vive a Unidade, fazendo com que toda sua vida que resta a correr nesse mundo preencha-se da Graça inefável da Luz Una, da Presença do CRISTO e de Maria, ao seu lado e em vocês.
ANAEL - 28 de setembro de 2011

As únicas primícias, vocês as conhecem, foram-lhes reafirmadas pelo Arcanjo Anael, repetidas em numerosas vezes por Maria: trata-se, é claro, do Canto do
Amor. Qualquer que seja esse Canto – seja da Terra, do Céu, aquele dos Anjos, aquele de seu Espírito – trata-se, em definitivo, do mesmo Canto, que é o Canto da Unidade.
Vocês serão prevenidos por ele.
Quando o Canto da Unidade generalizar-se, então, vocês saberão que os tempos estão consumados, inteiramente.
Não para vocês, mas para a coletividade.
Restará a vocês, então, muito poucos dias para realizar o Si, mas é nesses momentos, nessa urgência, que muitos de vocês viverão isso.
Então, nós lhes pedimos, a cada um, que se lembrem dessas palavras, porque é neste período que existem mais oportunidades.
As Portas do Céu fecharam-se, para abrirem-se sobre a Terra.
UM AMIGO - (28/09/2011)

Questão: poderia desenvolver a noção de «dar a outra face»?
Dar a outra face fazia alusão ao que dizia o CRISTO.
O que quer que lhes aconteça hoje, é exato.
Quer toque a Alegria e seu Coração, quer toque seu corpo (através de uma doença), quer toque a um parente (através de um conflito), quer toque a uma perda ou quer isso lhes toque através de algo que lhes é oferecido ou retomado, isso não tem mais qualquer espécie de importância, porque vocês já não são mais tudo isso e tudo isso que se produz é, justamente, destinado a fazê-los ir para suas Núpcias de Luz.
Durante esse período específico que se abriu (eu os lembro) desde muito poucos dias, os Tempos estão consumados, e é a vocês que cabe mostrar o que vocês consumaram.
Tudo o que não tiver sido dado para nada terá servido.
Lembrem-se também do que dizia o CRISTO: «aquele que quiser salvar a vida, perdê-la-á».
O que vem é a Vida Eterna, é a Água de Vida, aquela que suprime toda a sede, porque é a Eternidade.
É o Fogo do Amor, é para isso que vocês são convidados.
Vocês não são convidados a viver uma pequena experiência.
Vocês não são convidados a fazer uma experiência de Luz.
Vocês são convidados às Núpcias de Luz, o que quer dizer que vocês são convidados a viver sua Eternidade. Para isso, todo o supérfluo deve evacuar-se, qualquer que seja o modo pelo qual se evacua.
Questão: se TUDO ESTÁ CONSUMADO, por que é ainda necessário dizer «sim» à Luz?
TUDO ESTÁ CONSUMADO ao nível coletivo, sim, mas, será que o que está consumado ao nível coletivo, nas outras Dimensões, está consumado, para vocês, sobre a Terra?
Será que a Sombra desapareceu?
Será que vocês saíram da Dualidade?
É necessário dela sair, e vocês apenas podem dela sair dizendo «sim» à Luz.
MA ANANDA MOYI - 27 de setembro de 2011

A matriz dilui-se, a Terra vive sua Ascensão, o chacra do baço e a zona do baço são chamados a desaparecer. Do mesmo modo, o fígado, sede da antecipação da visão, vai, ele também, desaparecer, substituindo a visão (aquela de seus olhos) pela Visão do Coração e a vivência Interior de sua Visão (não Luciferiana, mas, efetivamente, a própria Visão do Coração) da Verdade da Unidade na nova Tri-Unidade.
O desenvolvimento desses circuitos far-se-á, portanto, de diferentes modos, que lhes serão revelados progressivamente e à medida dos dias.
Eu tenho, simplesmente, a dirigir-lhes um panorama desses seis pontos e desses quatro trajetos porque, efetivamente, uma vez que o baço e o fígado tenham abdicado em favor de Cristo, naquele momento, eles se apagam, permitindo a reunificação do Antakarana, do Espírito e da alma, entre o lado esquerdo e o lado direito.
Naquele momento, o que está acima do seio esquerdo reúne-se ao que está na prega esquerda da virilha; o que está acima do seio direito reúne-se ao que está ao nível direito da virilha.
Naquele momento, pode-se dizer que TUDO ESTÁ CONSUMADO, que TUDO ESTÁ CONSUMADO e que a Ressurreição chegou. Resta superar essa etapa, aquela que é o medo final da perda desse corpo, aquele que é o medo final da perda de todos os marcadores que os fazem ir do conhecido ao Desconhecido.
SRI AUROBINDO - 06 de julho de 2011


Para ver a Primeira Parte, clique aqui
Trechos extraídos das mensagens do site:
http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com
Zulma Peixinho - http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição (Beto): despertardaluzinterior.blogspot.com

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário