O.M. AÏVANHOV - 9 de abril de 2012 - AUTRES DIMENSIONS

Clique aqui para comentar esta publicação




Bem, caros Amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Eu lhes transmito todas as minhas bênçãos.
Eu lhes dou a palavra e vamos poder interagir.

***

Questão: onde estão as almas de pessoa falecidas?
Cara Amiga, todas as partidas de alma, desde as Núpcias Celestes (ou seja, isso remonta, unicamente, a três anos), todas as almas, ou elas decidem reencarnar-se (porque querem aproveitar o espetáculo num corpo), ou elas são colocadas num espaço intermediário, protegidas, de algum modo, da matriz, de maneira a não serem condicionadas, novamente, pelos restos da matriz.
Para os seres que desencarnaram há mais de três anos, frequentemente, há os que se reencarnaram, porque eles tinham, aí também, necessidade de viver este período específico em um corpo (qualquer que seja esse corpo).
Alguns permaneceram nos planos intermediários, porque – como dizer, apesar desse período de três anos – eles permaneceram confinados neles mesmos, em suas próprias projeções, astral e mental.
Mas eles estão, eles também (mesmo se não estejam colocados em lugares específicos), em situações de espera, se se pode dizer, que equivalem, geralmente, a situações como de estase, nas quais a consciência está como entre duas águas: não há possibilidade de sair, porque a Liberação deve fazer-se na matriz, ou seja, desse lado do Véu no qual vocês estão, como do plano, que vocês chamam astral, dos desencarnados.
O ser humano tem um problema: é que, geralmente, quando vocês perdem um parente, vocês são persuadidos de que vão reencontrar esse parente.
Vocês são persuadidos de que ele continua a viver a vida dele, tal como era aqui, sobre a Terra, mas é impossível.
A personalidade não existe mais.

***

Questão: a Onda da Graça pode ser uma vibração na palma da mão?
Sim.
Ela nasce nos pés.
Depois, ela se difunde por toda a parte, e a particularidade é que ela se manifesta, também, ao nível das mãos.
Como foi dito, como eu também disse, de momento, nós não lhes damos circulação precisa das energias.
Ela existe, em relação à Onda de Vida.
Nós lhes demos os pontos de nascimento, nós lhes demos os pontos de passagem importantes, mas, obviamente, independentemente desse movimento vertical e de rotação, antes, atrás, vai produzir-se outro movimento que é uma difusão a partir do espaço cardíaco até as palmas das mãos e, em especial, numa zona que é similar à zona que vocês têm sob o pé, e que pode, mesmo, dar dores nesse lugar, ou vibrações muito fortes (que nada têm a ver com as energias magnéticas como se pode sentir, por exemplo, um magnetizador, quando ele põe a mão sobre o corpo ou sobre um chacra, não é a mesma qualidade de energia).
Mas, sim, obviamente, é totalmente religado e, aliás, quando a Onda de Vida é marcada, ao mesmo tempo, ao nível dos pés e ao nível das mãos, é naquele momento que se instala essa espécie de ondulação e de ondulação do corpo que se assemelha, se querem, a esse estado de Êxtase.
Porque o movimento não é, unicamente, de cima para baixo, mas ele é, também, lateral, ou seja, vocês reproduzem o que, muito exatamente?
Vocês reproduzem a Cruz, ao nível de seu corpo, simplesmente.
Mas, como vocês sabem, nós não vamos nos embaraçar, hoje, com todas essas descrições.
Nós tínhamos necessidade disso para a cabeça, para as portas, porque era necessário que sua consciência colocasse-se sobre isso para, como dizer, amplificá-las, de algum modo.
Mas, hoje, tudo isso é para abandonar.
É claro que há manifestações ao nível das mãos.
É claro que há dores sobre as portas ATRAÇÃO/VISÃO, sobre os pontos OD, que pode haver o soluço, que pode haver contrações do diafragma, contrações do segundo chacra, mas tudo isso é acessório.


O mais importante são os efeitos da Onda de Vida.
Contrariamente às Estrelas, não é sentir onde eles estão, mas atrair sua atenção sobre um significado.
Esse significado existe, ele é formal, ele corresponde a coisas extremamente precisas, mas, hoje, nós não temos mais o tempo para desenvolver esse gênero de coisas, isso para nada serve.
A Onda de Vida, contrariamente às Estrelas, revela-se e põe-se em serviço sozinha.
Mas o problema é que, se se atrai sua atenção sobre os circuitos, sobre os trajetos, sobre os pontos em que ela vai passar, o que vai acontecer para vocês?
Vocês vão levar sua consciência nisso.
O objetivo não está aí.
Como lhes foi dito, o objetivo é tornar-se essa Onda de Vida e, aliás, não observá-la.
É claro que não é evidente não observar, quando vocês sentem coisas nas mãos, ou cócegas que lhes vêm, assim, em lugares um pouco bizarros, não é?
Mas o objetivo não é tentar saber por que vocês o sentem aí e ao que isso corresponde: é penetrar, completamente, no que é vivido.
E o melhor modo de penetrar no que é vivido é não conhecer os trajetos.
O que eu quero dizer com isso é que nós não iremos sistematizar isso, como as doze Estrelas ou como as Portas.
Não é, de modo algum, o mesmo tipo de trabalho.
Jamais se pediu a vocês identificarem-se às doze Estrelas, nem às Portas, não é?
Aí, em contrapartida, é solicitado para desidentificarem-se do que vocês creem ser.
Mas vocês não podem conhecer o Absoluto enquanto não penetram a Onda de Vida.
Num primeiro tempo, é a Onda de Vida que os penetra.
É seu Duplo que os penetra.
Mas, depois, é preciso, por sua vez, penetrar o Duplo.
Isso não acontece num sentido, isso acontece nos dois sentidos.

***

Questão: as pessoas que veem desencarnados estão na Ilusão?
Elas os veem, realmente, mas são elas que sobem aos planos astrais.
Em todo caso, quando um médium diz: «eu vejo um desencarnado», ele pode, realmente, ver um desencarnado, ao mesmo tempo sabendo que esse desencarnado está no plano intermediário, vivendo um estado de estase.
Porque vocês são persuadidos de que, se há alguém aqui, ele não pode estar em outro lugar.
Mas, isso, é uma visão 3D.
Disseram-lhes que vocês estavam deslocalizados.
Um ser que se exprime pode estar aqui e em milhares de lugares ao mesmo tempo.
Isso lhes parece improvável, é, no entanto, a estrita verdade.
Vocês podem estar aqui, vivendo algo e – quando abriram tudo o que deve ser aberto em vocês – vocês podem estar em múltiplos lugares ao mesmo tempo, em múltiplas Dimensões.
Vocês não estão localizados, é o espaço-tempo que vocês vivem que os localiza nesse corpo.
Mas, alhures, vocês não estão localizados: vocês não estão em um lugar sem estar nos outros lugares.
Mas, para seu cérebro, é impossível compreender.
Mas vocês são extremamente limitados.
Quando você coloca essa questão, isso quer dizer que você pensa que, se ele está em estase, um médium não pode vê-lo.
Por qual razão?
Porque você raciocina com seu cérebro.
E seu cérebro não conhece a deslocalização.
Você pode estar em seu corpo e, ao mesmo tempo (para aqueles que vivem a Onda da Graça), fusionando, misticamente, com outra consciência, alhures, e com dezenas de consciências ao mesmo tempo.
Quando se diz que vocês são ilimitados, vocês são, realmente, ilimitados.
Então, enquanto você não o tenha vivido, para você, isso não existe, não é?
Mas, para aqueles que o vivem, é a estrita Verdade.
Não há mais barreira, não há mais limites.
ANAEL voltou a falar-lhes, nesta tarde, não é?
Não é uma visão do espírito.
Os processos que lhes foram descritos, no fim do ano passado (a Comunhão, a Fusão, a Dissolução e, em seguida, a Deslocalização) são realidades.
Você não é tributário de uma forma.
Quando você se dirige para esse Absoluto, quando vive os processos finais do Si, não há mais distância entre Si e os outros Sis.
Portanto, você pode estar, ao mesmo tempo, nesse corpo, como no corpo de um Arcanjo, como no corpo de um Irmão ou de uma Irmã.
Não há mais pertencimento a uma identidade fixa.
É próprio do ser humano confinado crer que seja tributário de uma forma, de um corpo: isso faz uma sagrada diferença com as outras Dimensões.

***

Questão: como desembaraçar-se do mental, que nos faz delirar?
Atualmente, ninguém mais delira, chama-se a isso remar.
Porque, aí, agora, é preciso remar, é mais difícil: não se serve mais dos braços como das pernas.
No período que vocês vivem o mental não é como antes, quando as questões eram importantes porque elas os ajudavam a progredir.
Nós lhes demos, uns e outros, múltiplas respostas a questões puramente mentais.
Hoje, o mental está completamente subjugado pelas energias que vocês vivem ou pelo Supramental que desce, ou pela Onda de Vida.
Portanto, não se está mais nos domínios de embirutar [yoyoter de la touffe] ou de pedalar.
Vocês estão, verdadeiramente, remando, enquanto há um motor e há a essência, além disso.
O motor e a essência são a Onda de Vida.
Basta girar a cabeça, o motor está atrás dos remos, geralmente.

***

Questão: Hic e Nunc é um meio direto de aceder ao Absoluto?
Se você é capaz de vivê-lo assim, sim, perfeitamente.
Se você é capaz de parar, instantaneamente, o tempo e o espaço, é claro que você é Absoluto, instantaneamente.
E alguns seres que viveram o Absoluto viveram-no de maneira extremamente rápida.
Há o exemplo de UM AMIGO, de IRMÃO K (ndr: canalização de 17 de março de 2012), que lhes contaram isso.
Há outros seres que viveram isso, simplesmente, vivendo que eles não eram esse corpo, dizendo-o, repetindo-o, quando de suas meditações e, de repente, o fato de repetir isso, como um mantra, liberou o cérebro da influência, se querem, sobre o corpo.
Mas isso se saberia se bastasse repetir HIC e NUNC para viver o Absoluto: vocês o teriam vivido há muito tempo.
O Absoluto aproxima-os do estado da meditação.
A meditação não é uma finalidade em si.
É, simplesmente, o meio de ser o observador do que vai desenrolar-se.
E isso os põe em retração, ou à distância, se preferem, do que acontece, para compreender que vocês não são nem esse corpo, nem esses pensamentos, nem essas emoções.
Isso afina, de algum modo, o observador, o que faz com que o observador compreenda que ele não é nem esse corpo, nem essas emoções, nem esses pensamentos.
Mas isso não basta, mas é, entretanto, uma etapa importante.
Agora, há os que vão viver o Absoluto sem nada conhecer de chacras, sem nada conhecer da Onda de Vida, sem nada conhecer da meditação.
É normal.

***

Questão: quando de deslocalização, comunhão com outros, há consciência dos participantes?
Tudo é possível.
Tudo depende, justamente, de seu grau, deles também, de deslocalização.
Isso pode dar uma situação perturbadora.
Há um reconhecimento, no corpo de estado de ser, que é independente da forma que vocês têm aqui, mas vocês reconhecem a pessoa.
Não é um reconhecimento visual, é um reconhecimento Vibratório.
Mas isso pode levá-los a viver situações um pouco paradoxais, por exemplo: vocês têm a impressão de ser vocês e, ao mesmo tempo, são alguém outro, e vocês vivem esse alguém outro, inteiramente.
O outro pode ter consciência disso, ou não.
Se ambos têm a consciência disso, isso se chama uma União Mística.
É uma União Mística, isso nada tem a ver com um casal, isso nada tem a ver com a sexualidade, mas é a verdadeira Comunhão.

***

Questão: de onde vêm as afinidades específicas?
Há múltiplas razões: há as origens estelares, há as linhagens, há, talvez, também, vidas passadas.
Mas isso nada tem a ver com o que algumas literaturas chamam de almas irmãs ou de chamas gêmeas: isso não existe.
Mas, em contrapartida, é uma reconexão real, ou em relação a uma origem estelar, ou em relação a uma linhagem espiritual, ou em relação, efetivamente, a vidas passadas.
Mas isso não implica, como dizer..., qualquer necessidade, qualquer desejo de construir o que quer que seja.
Caso contrário, é uma projeção da personalidade, é claro, mas isso pode provocar necessidades de reproduzir a experiência porque, quando vocês reencontram uma consciência (quer vocês conheçam ou não, nesse plano), que é da mesma origem estelar que vocês, é claro, isso cria um estado de Vibrações extremamente intenso.
Há uma reconexão real.
Isso se chama, aliás, a União mística.
É completamente real.
E vocês vão vivê-la cada vez mais frequentemente.
É uma realidade.
Porque vocês estão a cavalo sobre dois mundos, cada vez mais.
E, quando vocês penetrarem as esferas do Estado de Ser (com ou sem esse corpo), é algo que é completamente natural.
Quando vocês reencontram alguém, vocês não apertarão sua mão, vocês o atravessarão.
Aqui, tentem atravessar: isso será engraçado.
Mas vocês vivem isso, efetivamente, do outro lado.
Então, vocês têm tendência a atravessar, mais facilmente, quando há relações (que não são relações cármicas), mas quando vocês tenham conhecido ou reconhecido essas almas, esses espíritos, mesmo, ou esses corpos de Estado de Ser, devido a uma origem comum.
Então, é muito ambíguo, porque, efetivamente, vocês vão poder, em algumas circunstâncias, olhando-se, reconhecer-se.
E, obviamente, quando há um reconhecimento, pode haver o que vocês chamam de amor à primeira vista, mas esse amor à primeira vista nada tem a ver com o amor à primeira vista sensual, nada tem a ver com um amor à primeira vista: «eu quero desposar esse senhor ou essa senhora», porque isso pode produzir-se não importa em qual idade, com não importa quem.
É, simplesmente, um convite para viver essa Comunhão.
E isso acontece nos outros planos.
E é uma realidade.
Vocês deverão ali passar, porque estão cada vez mais a vivê-lo.
O que faz com que, a certo momento, vocês duvidem ser vocês mesmos.
Até o presente, vocês tinham o hábito de ser o único locatário desse corpo.
Será necessário colocar na ideia que vocês não são mais o único locatário.
Mas eu concebo que é bastante desconcertante, mas isso vai cada vez mais rapidamente.
Lembrem-se: no Si, já, nada é separado.
Então, no Absoluto: vocês são um Arcanjo, vocês são nós, nós somos vocês.
São como jogos de espelhos.
O espelho não existe.
Portanto, o que é visto no espelho não existe, tampouco.
É isso, a Unidade.
Então, todos aqueles que estão apegados à sua pequena pessoa e que querem proteger seus campos, eles não estão prontos para viver isso.
Porque eles têm a impressão de serem violados, e esses seres terão muita, muita dificuldade para viver a Onda de Vida.
Porque eles estão tão apegados, não ao próprio corpo, não a essa vida, mas, como dizer..., à própria intimidade, para eles, é uma violência.
Mas vocês vão passar aí, de todo modo, não há escolha.

***

Questão: essas deslocalizações podem produzir-se de maneira breve, repetidas, no quotidiano?

Sim, é, também, uma forma de aproximação.
Você pode ser um verme, como você pode ser uma águia.
É melhor ser uma águia do que um verme.
E mais agradável, segundo eu.
Isso é, aliás, descrito nas viagens de xamãs, desde muito tempo, exceto que eles utilizavam drogas, champignons, ervas específicas para realizar isso.
Eles eram obrigados a criar um processo de dissociação em relação à consciência comum.
Agora, isso se produz, como você o diz, fora dos Alinhamentos.
É, por vezes, como um flash.
Você sabe que não é esse corpo e está não importa onde, em outros lugares.
Mas será necessário passar isso.

***

Questão: é pela comunhão entre Vibrações que se constroem estruturas geodésicas?
Sim, perfeitamente,
Aquelas que nós criamos, nós mesmos, através dos vinte e quatro Anciões, aquelas que criam os governos do Intraterra.
É claro.

***

Questão: e para a constituição da Merkabah coletiva?
Sim, exceto que, aí, isso não é feito a vinte e quatro, isso é feito em um número de pessoas amplamente mais importante.
Naquela época, vocês não tinham, necessariamente, consciência.
Aí, vocês vão tornar-se cada vez mais conscientes dessa deslocalização, dessa União mística.
É como se vocês tivessem uma dupla vida.
Exceto que não é mais apenas uma dupla vida.

***

Questão: se o mental não para, a Onda de Vida pode subir?
Sim, é claro.
Há, mesmo, quem viu a Onda de Vida subir, sem nada compreender, e a perguntar-se o que acontece, com um mental sempre ativo.
O processo da descida do Espírito Santo e os três componentes da energia (Luz Adamantina, Radiação Ultravioleta e Espírito Santo) necessitam de uma colocação em repouso do mental.
Aí, o que quer que vocês façam, a Onda de Vida está aí, ou ela ainda não está aí.
Mas é porque seu momento ainda não chegou.
Mas se ela está aí, qualquer que seja a atividade de seu mental, vocês não poderão pará-la.
Simplesmente, se o mental é muito forte, isso arrisca causar alguns pequenos problemas quando chegar ao nível dos dois primeiros chacras: os medos de posse (enfim, tudo isso, isso lhes foi dito).
Se não há mental e se vocês tomaram o hábito de meditar, vocês continuarão tranquilos, e estarão na paz.
Lembrem-se: vocês nada têm a dirigir, com a Onda de Vida.

***

Questão: por que é o momento para alguns e não para outros?
Há os que estão maduros, e outros, que não estão maduros.
É preciso esperar a maioridade.
Do mesmo modo que havia os que começaram a aceder ao Sol e outros que eram mantidos pelos tornozelos.
Enquanto havia-se dito que o que encerrava os tornozelos estava Liberado, agora, há os que o sentem no braço.
É uma outra razão porque, se os deixassem partir no Êxtase, eles ficariam em Êxtase vinte e quatro horas por dia.
Não se tem necessidade de milhares de MA ANANDA MOYI, não é?

***

Questão: podem-se continuar as atividades quotidianas com a Onda de Vida?
Isso depende para que.
Para a vida sexual, é muito perigoso, vocês verão por si mesmos, para aqueles que têm atividades desse lado.
Porque, naquele momento, é muito simples: há uma atividade espontânea da Kundalini (o canal do Éter, se preferem) e se vocês atuam, fisicamente, vão desencadear processos energéticos extremamente violentos: a combustão espontânea ou quase.
Isso vai pôr o fogo.
A vida quotidiana é muito variável, de acordo com os seres.
Mas não há razão alguma que os impeça de varrer, não é?
Simplesmente, vocês vão varrer dançando.
Bom, por vezes, é embaraçoso.
Eu já disse que vocês vão passar ali, também.
É verdade que passar da personalidade queixosa ao Êxtase permanente faz uma sagrada diferença.

***

Questão: a intensificação da vibração é uma primícia da instalação da Onda de Vida?
Isso pode ser uma primícia da instalação da Onda de Vida, mas é, mais frequentemente, a energia Supramental que começa a investir as células, é a energia descendente.
Mas há uma amplificação: as energias são decuplicadas, tanto lá em cima como embaixo.
Portanto, o corpo saboreia.
Isso pode dar, mesmo, vibrações muito, muito físicas, ao nível do corpo,
Vocês têm a impressão de que têm, por exemplo, a caixa torácica que se move, ou a esfera da pelve, com todos os órgãos genitais, que se põem a mover no interior.
Mas não é piada, é completamente real.
Há seres que vão começar a viver Vibrações cada vez mais importantes: é a transmutação da matéria.
É a ascensão.
É o planeta grelha antes da hora.
É preciso, efetivamente, que suas células transformem-se, para aqueles que vão partir com esse corpo.
É uma regeneração total de seu corpo etéreo pelo Manto Azul da Graça: isso vem pelas energias azuis que penetram pelos chacras do baço e do fígado (que regenera, um pouco como o mito de Prometeu, e o papel do baço que é o de nutrir).
Vocês recriam, ao nível da estrutura etérea, um novo corpo de Estado de Ser, mas, também, uma nova estrutura etérea que será, de algum modo, o apoio de vida que vocês têm em 5D, na 3D, num corpo situado muito mais alto.
Portanto, é normal que, quanto mais os dias passarem, mais as semanas passarem, mais vocês vão sentir essa nova vida que escoa em vocês.

***

Questão: os sintomas físicos ligados às problemáticas podem desaparecer?
Oh sim, é claro!
Não é uma constante geral, mas vocês vão observar que muitas coisas mudam.
As necessidades fisiológicas são profundamente modificadas.
Há os que vão rejuvenescer, outros que vão envelhecer.
Há uma aceleração, mas a aceleração pode ir a muitos sentidos diferentes.

***

Questão: o Duplo é uma onda que sobe potentemente dos pés e em todo o corpo?

Não, o Duplo não chega por baixo.
O que chega por baixo e que sobe na posição deitada é a Onda de Vida.
O Duplo está atrás, ou de frente.
Ele não chega por baixo.
Em geral, ele se fixa nas costas,
E ele se prende pelos pontos KI-RIS-TI e nas asas etéreas que estão de cada lado do ponto KI-RIS-TI.
Isso parece ficção científica, e é a estrita verdade.
É o corpo Crístico.
É o Cristo.
***

Questão: eu vivo, simultaneamente, a Onda de Vida e um ronronar no ouvido direito. Por que?
É normal.
Vocês estão nas fases em que os sons do Céu e da Terra são ouvidos.
Quando vocês vivem o Samadhi, há sete sons diferentes.
Com a Onda de Vida, o som subiu, ainda, de uma oitava.
Assim que vocês entram num processo de subida da Onda de Vida, vocês vão, também, constatar que o som amplifica-se.
Vocês têm observado: é mais forte quando a costas apoiam-se em algo.
Do mesmo modo, quando vocês vivem a União Mística ou quando alguém vem visitá-los (sem seu conhecimento, ou em toda consciência), o som modifica-se, também, tanto à esquerda como à direita.
São processos energéticos, portanto: quando uma consciência aproxima-se de vocês ou vocês penetram (quer estejam conscientes disso ou não, de maneira totalmente lúcida), o som aumenta.
E isso vai majorar, também, a Vibração, é claro.
Não unicamente da Onda de Vida, mas, também, suas Vibrações habituais.

***

Questão: o apetite é modificado pela Onda de Vida?
Inteiramente.
A Onda de Vida é nutritiva.
Como a Luz.

***

Questão: como evitar um ganho de peso que é corolário com esses processos?
Você, você ainda está apegada ao seu corpo.
O que isso pode fazer-lhe, ser gorda ou magra?
Coloque-se a questão.

***

Questão: convém comer coisas pesadas?
Se você se sente pesado após comer, evite-as.
Mas o que é pesado para um, não é pesado para o outro.
Não é preciso fazer uma regra geral.
Efetivamente, o melhor modo, para a Onda de Vida, de vivê-la, sem ser alterado, já, é não mais comer à noite, porque, em geral, à noite, vocês estão deitados.
E é quando vocês estão deitados que a Onda de Vida, pela posição, é a mais forte, na fase de instalação.
Portanto, evitem comer, por exemplo, após quatro ou cinco horas da tarde.
Contentem-se com bebidas ou alimentos líquidos.
E vocês verão que a Onda de Vida ser-lhes-á muito mais proveitosa
Dito em outros termos, o êxtase é mais fácil com a barriga vazia do que com a barriga cheia.

***

Questão: para que serviu a Visão Etérea?
Eram preparações para a Visão do Coração e para a Visão do Estado de Ser.
Era uma etapa.
Dar a alguém ou favorecer em alguém esse tipo de visão permite, efetivamente, instalar-se mais facilmente porque, quando você vê algo de não habitual, o que acontece?
Você olha.
Portanto, você não está mais refletindo na cabeça.

***

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

***

Então, eu lhes agradeço por todos os seus questionamentos.
Eu os lembro de que tudo o que foi realizado, de modo magistral, ao nível da Ancoragem da Luz, foi algo de magnífico.
De momento, vocês não percebem, talvez, necessariamente, o que aconteceu (independentemente de vocês, é claro), mas, se vocês soubessem o que conseguiram e o que nós conseguimos, com vocês, para evitar como sofrimentos sobre esta Terra, é, já, extremamente importante.
E lembrem-se de que quanto mais o tempo em vocês vivem normalmente e tranquilo está diante de vocês, vocês devem, verdadeiramente, render graças por isso, porque isso lhes evita passar um período que teria sido, de outro modo, mais delicado e mais difícil, para a instalação da Onda de Vida.
Portanto, quanto mais o tempo passe nesse estado em que vocês estão calmos, tanto neste país como em outros países, rendam graças, porque é extraordinário ter tempo de preparar-se, qualquer que seja sua idade, quaisquer que sejam suas atividades.
E não estar em circunstâncias que eu chamaria de sobrevivência, através de coisas desagradáveis, ao nível Terrestre.
Não sejam impacientes.
Bem ao contrário, bem ao contrário.
Quanto mais isso estiver defasado no tempo, mais será algo de natural porque, quanto mais vocês têm o tempo de penetrar a Onda de Vida, de tornar-se essa Onda de Vida, mais vocês constatam, vocês mesmos: vocês são, não indiferentes ao mundo, mas vocês estão nesse estado bastante específico que vocês sabem que todo o resto (cada vez mais, vocês vão saber, por vivê-lo) é uma ilusão.
E, portanto, vocês não poderão ser afetados, de maneira alguma, por mecanismos ilusórios.
Portanto, é maravilhoso ter chegado – para muitos países, é claro – a viver essa Onda de Vida sem passar por provas terríveis.
Portanto, é algo de maravilhoso.
Como lhes tem dito MARIA, desde o início do ano: o tempo dos profetas e das profecias foi amplamente amputado.
E isso, graças a vocês todos, sobre este planeta, que Ancoraram a Luz e Semearam a Luz.
A Onda de Vida é, de algum modo, sua gratificação, sua recompensa, que lhes dá a Terra pelo trabalho que vocês realizaram.
A Terra está Liberada já desde um ano, eu lhes disse isso.
E eu lhes digo, há um ano, que tudo está consumado.
Então, é claro, quando se diz que tudo está consumado, vocês buscam a Ascensão.
Que é que vocês vivem, nesse momento, se não é a Ascensão?
É exatamente isso.
O momento final da Ascensão, vocês sabem, é o que eu chamei o planeta grelha.
Mas viver nesse estado o planeta grelha assegura-lhes um mecanismo da Ascensão, de terminação da Ascensão, na mesma alegria que vocês são capazes de estabelecer, hoje, através de seu Êxtase e através dos processos de Fusão, de Dissolução ou de União mística que vocês estabelecem com os Irmãos e as Irmãs.
Aí está o que eu tinha a dizer-lhes, e, então, ainda uma vez, o conjunto de Anciões rende graças por tudo o que vocês realizaram nesse sentido do serviço à Terra e à humanidade.
Nós rendemos graças a vocês todos e, agora, como se diz, vocês mereceram sua Liberação, se a desejarem.
Eu lhes digo até muito em breve,
Todo o meu Amor os acompanhe.
Fiquem muito, muito bem, no Êxtase e na Onda de Vida.
__________________



Mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
09 de abril de 2012
(Publicado em 11 de abril de 2012)

***

Tradução para o português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br
Postado por Célia G..

***
Transcrição e edição: Andrea Cortiano e Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário