Coletânea sobre o JULGAMENTO - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




Nota André: Acredito que não existam pessoas nesta dimensão, cuja leitura dessa coletânea não venha servir, tendo em vista que foi algo instalado em nosso DNA.
"Este instinto de predação, esta dualidade bem/mal e esse julgamento bem/mal foram inscritos, há muito, muito tempo, há 320.000 anos, por uma modificação, primeiramente genética e também das próprias estruturas do cérebro." O.M. AÏVANHOV – 20 de fevereiro de 2011.

Uma coletânea bem complicadinha de se fazer, pois o radical "julg" foi repetido aproximadamente mil vezes, o que mostra que foi e é um tema muito importante que os intervenientes não se cansam/cansaram de falar. 

E não venham com uma FALSA HUMILDADE, pois como Ego/Personalidade gosta de estar sempre por cima "da carne seca", já irá se apropriar da fala de Aivanhov, "podemos constatar a imbecilidade em algumas pessoas", pra mim isso é óbvio, porém o julgamento vai muito além, CONFIRA:

COLETÂNEA SOBRE O JULGAMENTO
Não julguem os seres humanos, quaisquer que sejam os comportamentos, porque mais o abjeto dos comportamentos reflete apenas um defeito de conhecimento, um defeito de Luz, mas, entretanto, a Luz está presente, mesmo naqueles seres, ela simplesmente não é revelada nesta dimensão, o que não é de modo algum a mesma coisa.
Ninguém é condenável, quaisquer que sejam os atos que ele produzirá no momento de minha manifestação.
Miguel - 18 de fevereiro de 2009


Mas, vocês não estão sem saber que vários Irmãos e várias Irmãs estão, eles mesmos, confinados neste orgulho espiritual.
E, naturalmente, eles não têm a possibilidade de fazer a diferença entre o Fogo do Coração e a Visão do Coração porque, justamente, o que os conduz a este confinamento no 3º Olho está ligado à ausência de Humildade, à ausência de Simplicidade e à vontade do poder e da ascendência (de um modo ou de outro) sobre uma situação ou sobre um ser humano.
NO EYES - 20 de novembro de 2011

Eu repito: não lhes cabe, como não nos cabe julgar o caminho de um ou de outro, mas simplesmente iluminar, quando isso for possível, a diferença essencial e importante entre a Maternidade Interior (que é a única verídica), conduzindo-os ao Coração pelo nascimento do embrião Crístico (situado ao nível do ponto OD), e permitindo-lhes exprimir ER, ou seja, seu éter, sua eternidade, sua divindade, bem além de toda dualidade.
Ou então escolher a manutenção do confinamento.
MA ANANDA MOYI – 28 de abril de 2011

Mas, a partir do momento em que vocês saem da dualidade, do julgamento, da apreciação, do discernimento, a partir do momento em que vocês estabelecem sua Presença em meio ao Ser e ao Coração, isso passa a não ter qualquer espécie de importância, porque, naquele momento, vocês são e em meio ao Ser, vocês irradiam a Luz Vibral, para todos, sem exceção.
UM AMIGO - 3 de agosto de 2010

Não julguem nem as situações nem as pessoas.
O julgamento faz parte da Dualidade.
Vejam apenas o que é essencial.
MARIA - 20 de março de 2011

Quanto vocês vivem os momentos de Estado de Ser, não existe qualquer julgamento nos momentos fora da Existência na dualidade, enquanto que no inverso, quando vocês estão na dualidade, o ego se expressa.
ANAEL - 1º de maio de 2010

Portanto, ainda uma vez, atenção ao ponto de vista que vocês colocam sobre as coisas.
Então, há quem dizem ‘olhar’, outros, que dizem ‘ponto de vista’.
Eu empreguei também o olhar, como isso foi chamado por Um Amigo? Borboleta, lagarta.
Isso depende do olhar que vocês colocam.
Portanto, atenção, aí também, para não estarem limitados no olhar que vocês colocam, porque quando vocês colocam um olhar nesse mundo da Dualidade, vocês emitem necessariamente um julgamento.
O.M. Aïvanhov - 29 de maio de 2010

A partir do momento em que há uma solicitação de posição, com relação a um conceito chamado autenticidade, isso significa, de maneira inexorável e infalível, que há ainda Dualidade.
A Dualidade que julga, que corta e que define, o que é puro e o que é impuro.
Aí também trata-se de Crenças.
GABRIEL - 2 de maio de 2010 - PARTE 1

Transcender o bem e o mal não é nem fazer o bem, nem fazer o mal, é agir além do bem e do mal, pelo princípio da Luz e da Unidade.
Mas você me responderá, como acessar a este desconhecido, para aqueles de vocês que não o vivem? Bem, a primeira coisa, eu já lhes disse: não mais julgar e não mais criticar.
Uma vida inteira de meditação pode ser quebrada pelo mal que você diz de alguém. Isso é visível, de nossos planos sutis, com relação à Luz que vocês emitem. E isso é uma verdade.
É preciso lilteralmente instalar-se no não julgamento, na não dualidade, na não maledicência, com relação igualmente a seus Irmãos e suas Irmãs, presentes ou ausentes, mas também às próprias circunstâncias de sua Vida.
Apenas desse modo você poderá aproximar a ressonância da Unidade e esperar viver o Fogo do Coração.
PHILIPPE DE LYON – 9 de janeiro de 2010

Abandonar-se significa deixar fazer e agir no deixar fazer, sair da dualidade, colocar-se a caminho para a Unidade pela ausência de julgamento, pela ausência de discriminação, num ato de confiança autêntica na Vibração da Verdade, na Vibração da Luz, assim como Cristo lhes disse.
ANAEL – 19 de setembro de 2009

E o Espírito não se expõe jamais à divisão, à dualidade, ao julgamento, pois tudo o que ele vê corresponde ao que se passa nele.
INTRA-TERRA - 22 de setembro de 2005 - Modos de Funcionamento da 5D - Parte 1

Compreendam, efetivamente, que a dualidade não é um erro, não é desprezível, mas, entretanto, vocês não podem viver a Unidade preservando sua dualidade.
É nesse sentido que lhes é solicitado por muito numerosos seres para não julgarem, porque o julgamento é um ato de dualidade.
O estado de Unidade não pode julgar.
RAM – 13 de maio de 2009

A partir do momento em que estão no coração (e seu mental sempre presente, é claro, devido mesmo à sua encarnação), a partir do momento em que vocês estão religados às dimensões superiores pelas vibrações de seus centros (de suas lâmpadas, como nós os chamamos), se, naquele momento, estando nesse estado vibratório de comunhão, vocês estão reunidos em 2 e, portanto, em palavras, em efusão, em realidade, pela dimensão Crística e, naquele momento vocês emitem pensamentos ou julgamentos em relação a pessoas não presentes, vocês recaem instantaneamente na dualidade e se afastam, você próprio, como o outro, de sua própria Divindade.
ANAEL - 20 de maio de 2009

Mas inúmeras almas já decidiram não juntar-se a esse movimento de ascensão, porque elas têm necessidade de amadurecer um pouco mais.
Elas têm necessidade de viver um pouco mais a experiência da separação.
Não cabe a ninguém julgar.
A decisão é totalmente livre.
Ela pertence a cada ser.
A cada Unidade de consciência retorna a escolha de sua escolha.
A liberdade é total.
Ram - 24 de setembro de 2005

A partir do momento em que o seu cérebro funciona ainda neste modo de distanciamento e de separação, a partir do momento em que seu o cérebro continua a estar no julgamento de tudo o que acontece, de tudo o que chega, vocês não estão prontos para transpor a última porta.
Velgan - 27 de junho de 2005

...lhes foi solicitado, quaisquer que sejam suas crenças, e qualquer que seja o que vocês têm acesso, na experiência, para não julgar, não questionar, de forma alguma, as escolhas feitas por cada ser humano em encarnação, cada um dos Irmãos e Irmãs, aqui presentes sobre a Terra.
Sri Aurobindo - 7 de agosto de 2011

Trechos extraídos das mensagens do site http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição: www.mestresascensos.com

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário