1

Coletânea: O Canto da Terra e o Canto do Céu - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação






Vindo então, no Canto da Terra, no Canto do Céu, no Anúncio de MARIA, na precipitação das Partículas Adamantinas, elevá-los na brasa do Amor, no Fogo do Amor.
Entendem agora o que diz seu Coração?
Que se eleva como uma Vibração, que toma e que envolve o conjunto dos envelopes deste mundo a fim de Liberá-los, a fim de consumi-los.
O momento chegou de viver a Liberdade.
O momento chegou de viver o Fogo.
Aquele que Libera.
URIEL - 13 de setembro de 2011

A hora chegou de viver na Liberdade.
A hora chegou de cantar.
Então, quando se eleva o Canto da Terra – não mais em alguns lugares – quando se eleva o Canto do Céu – não mais em alguns lugares – mas sobre o conjunto da Terra, então, o momento terá chegado de estender as asas.
Então, os momentos terão chegado de fechar os olhos na Ilusão e abri-los na Verdade,o olhar do Éter, o olhar do Coração amoroso, que os abre à Verdade, que rasga o último Véu que impede seu vôo nos espaços da Unidade.
URIEL - 24 de agosto de 2011

Escutem o Canto da Terra, aquele que vocês ouvem em vocês, mas que, em breve, retumbará na escala da Terra, na escala do cosmos, pondo fim ao Véu isolante, fazendo-lhes aparecer no santo dos santos.
URIEL - 24 de agosto de 2011

Filhos do Um, do Coração de cada um ao Coração de todos, é tempo de elevar a Vibração da Luz, porque ela penetrou no Canto da Terra e eleva-se ao Canto do Céu, e vocês estão prontos, tenham-se prontos para viver o que há a viver, cada um em função de sua Vibração, cada um em função de sua Alegria e de sua Eternidade.
MIGUEL - 12 de novembro de 2011

Pergunta: por que alguns sons ouvidos no exterior podem criar uma distorção no Canto da Terra que é igualmente ouvido Interiormente?
Bem amado, o que você coloca como pergunta corresponde, muito exatamente, à imbricação de duas bandas de frequência, e que, no entanto, se mesclam, atualmente.
É esta dissonância, de algum modo, que às vezes pode incomodar, entre os sons ditos comuns e os sons que estão ligados à Consciência Unificada.
Muitos de vocês procuram, doravante, o silêncio ou, em todo caso, o que é leve, o que não invade a consciência, justamente através dos sons.
Da mesma maneira que os outros sentidos, o que é belo, o que é natural e o que não está alterado.
Anael - 11 de agosto de 2011

Questão: Uriel evocou a noção de canto, de cantar. Ele fala mesmo de notas. Se isso faz referência a sons, há um desenvolvimento de diferentes níveis?
Bem amada, do mesmo modo que o Som da Alma é percebido e ouvido, do mesmo modo que o Som do Espírito revela-se ao mesmo tempo que a revelação da Luz existem, de fato, sete sonoridades diferentes para a Alma.
Existem, do mesmo modo, sete sons diferentes para o Espírito.
Do mesmo modo, o Canto da Terra (ou Som da Terra) vai corresponder a sete graduações de notas (de frequências) que se revelam, progressivamente e à medida que a Luz chega, terminando pelo Canto do Espírito ou Canto do Cosmos, porque o Cosmos (para além de seu confinamento), o Universo, é um Canto permanente, que canta os louvores da Criação de um extremo ao outro das Dimensões, de um extremo ao outro dos Multiversos e dos Universos.
Assim, portanto, a revelação da Luz, mesmo na Consciência humana, faz-se através de certo número de sons.
Esses sons foram chamados o Canto da Alma e o Canto do Espírito.
Não são únicos.
Eles são em número de sete.
Isso é exatamente o que havíamos anunciado (há agora alguns meses), concernente ao aparecimento do Som da Terra e do Canto da Terra, do mesmo modo que o aparecimento, em alguns lugares da Terra, do Canto do Céu (que começa a fazer-se ouvir), que corresponde ao desaparecimento (ou, em todo caso, à deslocação) dos envelopes isolantes da Terra, ou seja, a ionosfera, a magnetosfera e heliosfera, pondo fim ao seu confinamento.
Esse é um Canto e poder-se-ia, efetivamente, chamá-lo o Canto da Liberação, chamado em outras tradições, o Canto da Fênix ou o canto da Shekina.
ANAEL - 5 de agosto de 2011

Questão: O que é o Canto da Terra?
Meu Filho, há pouco tempo o bem amado João (aquele que vocês nomeiam hoje Sri Aurobindo) veio anunciar-lhes a Liberação do Sol e da Terra. O núcleo cristalino da Terra, como todo cristal, pôde enfim voltar a emitir seu Canto, sua Vibração, se preferem.
Esse Canto expandiu-se progressivamente, desde o coração da Terra, em seu centro, até as partes as mais superficiais da crosta terrestre, traduzindo-se, como vocês viram, numa intensificação importante (que apenas começa) das perturbações que os humanos chamam geofísicas, traduzindo a expansão da Terra.
Esta expansão da Terra acompanha-se do Canto.
De fato, na Criação Unificada tudo é Canto e tudo é Vibração.
O Canto da Terra é o Canto da Liberação da Terra, aquele que foi chamado, por algumas de minhas Irmãs, o tam-tam da Terra, o Canto da Terra, esta Terra que foi fechada e privada de seu Canto. Ela reencontra agora esse Canto, esse Canto que inúmeros de vocês percebem nos ouvidos agora, como se o Som de sua alma e de seu Espírito tivesse modificado e enriquecido.
É o Som da Terra que vocês ouvem.
Em breve o Som do Céu ali fará eco e ressonância.
Então, naquele momento, sua Consciência perceberá claramente que algo de único acontece em vocês, obviamente, mas também sobre a Terra e no Céu. Assim, esse Som, alguns de vocês o percebem, mesmo em lugares afastados de onde eles são emitidos.
Aqueles que, sobre esta Terra, vivem em lugares onde as circunstâncias da crosta Terrestre façam com que ele seja audível, agora, na superfície, desencadeiam para esses seres grandes interrogações. Mas se eles estão, eles mesmos, abertos à Infinidade deles, naquele momento, eles identificarão claramente esse Som da Terra ao próprio Som, porque o Som da Criação, qualquer que seja a gama, remete sempre à mesma filiação.
O Som da Terra é um som real.
O Som do Céu é um som bem real.
A frágil gama que percebem seus cientistas, chamada o ruído do universo, é, de fado, apenas a rarefação e a atrofia do verdadeiro Som.
Tudo isso está mudando.
A qualidade das irradiações de Luz são, desde o início desse mês de março, sobre a Terra, profundamente diferentes. As irradiações gama, as irradiações cósmicas, as partículas exóticas existentes no Universo são medidas por seus cientistas e são profundamente novas para esta Terra.
Existem, aí, sinais no Céu como na Terra, do parto da Terra e de vocês mesmos.
Recordem-se também de que a língua na qual eu me exprimo, nesse Canal, corresponde a particularidades bem precisas que lhes foram desvendadas há pouco tempo. Mas recordem-se também de que esse Som, que se torna audível em alguns lugares da Terra (e não nesse continente [Europeu]), traduz, para aqueles povos, a iminência da Ressurreição deles.
O Som da Terra traduz o estado de parto (liberação) da Terra e de seu parto (liberação).

Questão: Todos os lugares da Terra vão obrigatoriamente ouvir esse Canto?
Meu Filho, sim.
Alguns de vocês, onde quer que estejam, aliás, sobre esta Terra, o ouvem já.
Mas o momento em que ele se tornará comum a toda a Terra está muito próximo.
MARIA - 27 de março de 2011

A Luz Interdimensional, a Luz Azul, aparece em diferentes lugares da Terra e é concomitante e simultânea com o aparecimento do Canto da Terra e do Canto do Céu.
O Canto do Céu não tem a mesma frequência que o Canto da Terra, uma vez que é diretamente religado à Luz Branca, à dissolução final da Matriz.
SRI AUROBINDO – 13 de abril de 2011

O Canto da Terra eleva-se em múltiplos lugares da Terra.
A Luz Azul começa a ser vista em múltiplos lugares, traduzindo a ignição das Doze Estrelas da Terra.
A Luz Azul, para vocês Espírito Santo, traduz por uma iluminação potente do que vocês são, como do que vocês creem ser.
A Luz Azul traz, pelo Espírito Santo, o acesso ao Supramental que é o conhecimento do Coração, traduzindo-se, em vocês, pela ativação dos últimos circuitos do Canal do Éter, canal do Éter que está, ao nível da Terra, como em vocês, totalmente concluído, permitindo, portanto, a ignição total da Luz Azul e o retorno da Luz Branca.
Compreendam efetivamente que essas Luzes são, antes de tudo, Vibrações.
Mas a particularidade da Luz Azul e da Luz Branca é que elas são, e elas serão visíveis aos olhos de carne e aos olhos da Humanidade, em sua totalidade.
É o que eu chamei, quando fui São João, a Ressurreição, o Julgamento Final.
É o que vocês vivem, nesse momento mesmo, de maneira muito precisa: Julgamento Final no Interior de si mesmos, aceitar se ver.
Julgar-se, não para se condenar, nem por qualquer culpa, mas, de algum modo, avaliar-se, pesar-se, sobpesar-se pela Vibração, a fim de determinar sua evolução nos Mundos Unificados.
A Luz Azul é um apelo, também, para mais Interioridade.
SRI AUROBINDO – 13 de abril de 2011

Filhos da Luz, criados em Espírito e no Espírito, a hora chegou de cumprir o Juramento e a Promessa que se revelam, em vocês como ao redor de vocês.
A hora chegou de deixar seus olhos cantarem os Cantos de louvores.
A hora chegou de ouvir.
A hora chegou de escutar.
A hora chegou.
Ela foi anunciada, ela se cumpre, sob seus olhos e em seu Templo.
Em breve o Canto do Céu ecoará em uníssono ao Canto da Terra, permitindo-lhes viver o êxtase do retorno do Espírito.
Naquele momento, ele terá acabado de entrar na estase, a fim de deixar a ilusão, de maneira definitiva.
Filhos da Lei do Um, escutem, escutem o Canto do Amor que se eleva em seu Coração.
Escutem o Canto da Vibração.
Escutem o Canto da Luz revelando-se.
Na hora em que a Jerusalém Celeste se revela em seu Templo e em seus Céus, a hora chegou de festejar dignamente o retorno à Eternidade, o retorno à Verdade.
URIEL – 5 de junho de 2011

A algazarra desse mundo cessa no Canto do Um da Fonte Una, no Canto da Terra, no Canto de seu Espírito liberado, chegando até seus ouvidos, revelando as trombetas da Liberdade, chamando-os, em Verdade e em Unidade, ao despertar em Cristo.
URIEL – 3 de julho de 2011

O Canto da Terra, que se elevou, vai agora percorrer o conjunto do Éter da Terra, a fim de que ninguém ignore o Canto da Liberdade, a fim de que ninguém ignore o estado de confinamento no qual vocês estavam.
URIEL - 11 de julho de 2011

Paralelamente ao Canto da Terra e do Céu, o canto do medo eleva-se também.
De seu Amor decorrerá a vitória total, já assegurada, do Amor, mas, sobretudo, vindo apagar e transcender o canto do medo.
Como Sementes de Estrelas, vocês semearam e multiplicaram esta Terra e também as Dimensões Unificadas que esperam seu retorno.
Cada passo que vocês derem na Consciência Una, pela Vibração da Luz, será um passo para sua Presença.
MIGUEL – 14 de abril de 2011

Eu repito, a Luz dá medo.
A Luz, no entanto, tão desejada pelo homem, é chamada, pelos humanos, as irradiações Gama.
Essas irradiações Gama, vindas do Cosmos, assim como diversas partículas chamadas exóticas, estão se manifestando de modo cada vez mais denso, ao mesmo tempo sobre o último envelope isolante chamado ionosfera, mas também sobre o solo desta Terra.
A ação dessas irradiações Gama e dessas partículas chamadas exóticas sobre a Terra permite à Terra cantar.
A Terra canta, ela vai cantar em lugares cada vez mais importantes sobre esta Terra, até o momento em que o Canto da Terra tornar-se-á global no conjunto da Terra, o que corresponderá ao Canto do Céu que não é outro senão o Canto do Sol transformando-se em super-gigante vermelho antes de reencontrar sua dimensão de Sol Azul.
ANNA – Mãe biológica de Maria - 28 de abril de 2011

Questão: é durante os Três Dias que a Ascensão vai ocorrer?
Bem-amada, tudo dependerá da urgência.
Essa urgência não pode ser definida a título individual, mas a título coletivo.
Essa noção de urgência corresponde simplesmente à sobreposição do que foi chamado o Canto da Terra e o Canto do Céu.
Quanto mais vocês se aproximam do que foi chamado datas limites, mais há chance de que haja sobreposição entre esse mecanismo, chamado os Três Dias, e a Ascensão propriamente dita.
ANAEL – 14 de abril de 2011

Não há mais data, exceto o tempo que se desenrola a cada dia e que vai conduzi-los a aproximarem-se, a cada instante e a cada minuto, de sua vida, de sua Unidade.
Isso é agora.
O canto da Terra, que ressoou em diversos lugares, vai doravante generalizar-se, respondendo, assim, ao canto do Céu e do Sol, chamando-os a viver sua reunião.
ANAEL – 31 de maio de 2011

Questão: o que pode provocar em nós o Canto da Terra?
Há uma ressonância profunda entre o Canto da Terra e Seu Canto de Sua Terra.
O corpo humano é constituído do corpo da Terra, está, portanto, em ressonância total com o Canto da Terra.
A Terra vive sua liberação, ela foi liberada, ela deu à luz na nova dimensão e agora ela se libera de sua própria lagarta.
É exatamente o que vocês ouvem, é o que está acontecendo em vocês, ao nível da Fusão de suas próprias três Lareiras e de seus Éteres.
É o mesmo processo.
Portanto, é claro, ouvir esse som, para aqueles que estão prontos, isso os remete a si mesmos e, portanto, ao seu Fogo da Terra e ao que abrasa a Kundalini e os faz ir ao Coração.
Para aqueles que não estão completamente prontos para entrar em ressonância com isso, isso desencadeia primeiro a indiferença, depois, quando isso tornar-se muito forte, o medo e, enfim, o fogo do ego, em toda sua loucura.
O.M. AÏVANHOV – 13 de abril de 2011

Há quem comece a perceber a modificação dos sons que correspondem ao Canto da Terra, ao Canto do Céu, que não é ainda percebido pela totalidade da Terra e dos humanos.
É um processo que se põe a caminho.
O.M. AÏVANHOV – 15 de abril de 2011

Esse aparecimento do Canto da Terra assinala a liberação final da Terra, que alguns povos ouvem, que, em alguns lugares, mesmo na França, vocês podem ouvir.
Portanto, a liberação da Terra está muito próxima, em sua dimensão física.
O.M. AÏVANHOV – 14 de maio de 2011

Questão: não ouvir o som da alma significa a inaptidão para viver a Consciência Unitária?
Isso quer dizer que, simplesmente, o momento ainda não chegou.
Virá um momento em que esse som da alma individual será perceptível.
Foi chamado, por No Eyes, o canto da Fênix ou o despertar da Fênix.
Naquele momento, vocês ouvirão o canto da Terra por toda a parte sobre a Terra.
Os últimos, naquele momento, que não tiveram a possibilidade ou o impulso para viver o som da alma e a Consciência Unitária, se é o momento para eles, vivê-lo-ão.
SRI AUROBINDO – 20 de fevereiro de 2011

Questão: os cantos ameríndios que ouvi durante sua intervenção são cantos de homenagem à Terra, em ressonância com sua Vibração?
Inteiramente.
Hoje, não cantarei, mas, em breve, eu lhes cantarei o canto da Terra.
Porque a Terra canta.
Ela canta verdadeiramente.
Assim como o cosmos canta, assim como as diferentes radiações cantam, cada uma, seu canto.
Assim como existe um canto em todas as partículas, a Terra, também, tem um canto.
Trata-se, portanto, certamente, do canto da Terra.
O cristal canta.
Mas, para ouvir esse canto, é preciso, certamente, estar na escuta.
E estar na escuta no Coração, e, portanto, no silêncio.
SNOW - 29 de junho de 2010

A única escuta do Coração, no Coração, traduzir-se-ia, antes, pelo ouvir o canto da Alma e o canto do Espírito, ou ainda o canto do Céu e o canto da Terra, não há outra frequência.
NO EYES – 29 de abril de 2011

O canto da Terra (também nomeado o grito da Fênix por No Eyes) vai logo retumbar.
Ele retumba já em vocês, pela modificação intensa dos sons existentes ao nível do Antakarana ou canal de Luz que os une à alma e ao Espírito.
A ativação dessas Cruzes Mutáveis e dos eixos vai se traduzir, se já não é o caso, numa majoração extremamente importante do que é chamado o Nada ou Canto da Alma, ou Canto do Espírito, ou Canto do Antakarana, traduzindo-se pela percepção de um Som amplificado e magnificado, Som que cada vez mais seres humanos percebem, mesmo independentemente de qualquer Abertura, como lhes foi dito, chamado Canto da Terra ou Canto do Céu.
UM AMIGO – 8 DE ABRIL de 2011

A penetração de certo número de partículas novas, além das partículas Adamantinas ao nível da ionosfera, provoca perturbações, ditas elétricas, audíveis.
ANAEL – 2/2 – 30 de novembro de 2010

O Som de seu sagrado, o som de sua Eternidade, Coro dos Anjos, Canto da Terra e Canto do Céu, unidos em uma mesma melodia, vindo despertar o Cristal de sua Essência, novo Nascimento, Ressurreição, real.
URIEL – 1º de abril de 2011

Quando nós lhes falamos da rachadura do Céu, da rachadura do pericárdio, da rachadura da lagarta, isso não é uma invenção da imaginação: vocês irão explodir (de Luz e de Alegria, é claro, não de terror).
Mas quando algo explode, ou quando algo se quebra ou se rasga, como uma folha de papel, isso faz barulho, não é?
Portanto, vocês têm o Som da alma, o Som do Espírito, o Canto do Céu e da Terra (que cada vez mais seres percebem, real e concretamente, sobre esta Terra), e vocês irão ouvir o Som, a explosão, da Rachadura da Ilusão.
Se vocês quiserem, é como um cartoon (isto é, os desenhos animados): o Céu se rasga e outra coisa se segue.
O.M. AÏVANHOV – 26 de novembro de 2011

Quanto mais a Luz revelar-se, mais o Canto do Céu vai aparecer, mais aqueles de seus Irmãos e de suas Irmãs, ainda instalados na personalidade, estarão na reação em relação ao que vem, e isso é normal.
O olhar da lagarta não será, jamais, o olhar da borboleta.
Lembre-se de que, nesses momentos, o melhor Serviço que você pode oferecer, o melhor Amor que você pode oferecer é aquele que você emana quando você mesmo não está mais na emoção nem no mental, mas, efetivamente, instalado em sua própria Irradiação.
Durante esse período, nenhuma palavra poderá resolver o que quer que seja.
Só o silêncio permitirá à Luz trabalhar, pela Transparência, no interior do que vocês são.
Anael - 28 de setembro de 2011

Como vocês sabem, uma multidão de eventos estão tomando curso em seus céus, na Terra, no cosmos.
Muitos de vocês percebem a modificação do Som da alma e do Espírito, assim como começam a perceber o Som do Céu e da Terra.
O sinal final será dado pela persistência e a generalização do Canto do Céu e da Terra, indicando-lhes, então, unicamente naquele momento, que tudo está encadeado para a última fase da Revelação final, para a última fase da Ascensão final da Terra e de sua Consciência.
Durante esses momentos que os separam desses instantes, resta-lhes fortificar a ancoragem da Luz, fortificar sua capacidade de Irradiação da Luz e vocês apenas podem Irradiar a Luz se aceitam Dar-se, Abandonar-se e deixar a Luz trabalhar, pela Transparência, no Interior de sua Consciência, no Interior de seu corpo, no Interior de sua alma.
Tornem-se, realmente, o que vocês São, ou seja, Seres de pura Luz.
Anael - 28 de setembro de 2011


****************
Trechos extraídos das mensagens do site http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com   www.portaldosanjos.net
Seleção e Edição: www.mestresascensos.com
Publicado em: www.portaldosanjos.net


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

Um comentário: