ANAEL - 13 de novembro de 2011 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Intervenção do Arcanjo da Relação e do Amor -



ÁUDIO mp3 ORIGINAL:

Eu sou ANAEL, Arcanjo.
Bem-amados Filhos da Luz, bem-amadas Sementes de Estrelas, que a Paz, a Alegria e o Amor sejam a sua Presença.
Permitam-me estabelecer a minha Presença, na sua Presença.
Eu venho a vocês, não tanto para fazer grandes discursos, mas mais para tentar viver, além das minhas palavras e das suas perguntas, o processo da Comunhão, Elevando a Vibração, de Coração a Coração, permitindo viver mais perto, e se estabelecer mais perto, da Unidade e da Verdade.

***

Foi dado a vocês, recentemente, uma série de elementos pelo Arcanjo MIGUEL e pelo Arcanjo URIEL, assim como pelos Anciãos e pelas Estrelas, em ressonância direta com o processo chamado de Ascensão (ver as canalizações de 12 de novembro de O.M. AÏVANHOV, MIGUEL, URIEL, MA ANANDA MOYI e GEMMA GALGANI, assim como as canalizações de 13 de novembro de IRMÃO K e UM AMIGO).
A etapa que vocês são levados a viver e a Conscientizar requer uma série de desenvolvimentos da Consciência, de tomadas de Consciência, de modificações do próprio funcionamento da sua vida.
Esses mecanismos, é claro, são tanto Interiores como exteriores.
Eles estão, como vocês sabem, realizados nos Planos Multidimensionais.
Resta-lhes, agora, ressoar no Plano da sua Dimensão.
Isso está em andamento.
O desdobramento da Luz, a instalação da Luz, na sua Vibração e na sua qualidade, permite, hoje, à Consciência de cada um, aproximar-se mais corretamente da sua Consciência Final, a testemunha do seu Futuro em meio à nova Frequência, em meio à nova Vida.
A Ascensão não é um fim, mas, bem mais, um novo Nascimento, momento em que a Consciência passará, como disse o Comandante dos Anciãos (ndr: O.M. AÏVANHOV), da lagarta à borboleta.
Novo Nascimento nos Mundos novos, onde não existe qualquer oposição, qualquer sofrimento, qualquer Dualidade.
Onde tudo é apenas Alegria, onde tudo é apenas instantaneidade, onde tudo é Um.
Em relação a esses mecanismos que se desenrolam, atualmente, em vocês como no exterior de vocês (individual e, muito em breve, coletivamente), eu venho, então, pela minha Presença e pela minha Radiância, tentar responder o melhor que eu puder, através das minhas palavras e através da nossa Presença conjunta, às interrogações suscitadas sobre o mecanismo da Ascensão.
Bem-amados Filhos das Estrelas, eu escuto, então, o que vocês têm para perguntar.
Cada uma das suas perguntas vai chamar um desenvolvimento específico, em ressonância direta, e em tomada direta, com o conjunto dos elementos Comungados e comunicados pelo Arcanjo MIGUEL.

***

Pergunta: o que chamamos de Semeadura das Chaves Metatrônicas?

Bem-amada, a Semeadura das Chaves Metatrônicas faz parte da revelação das últimas Chaves.
Vocês tiveram, durante e no final das Núpcias Celestes, a revelação das Chaves Metatrônicas principais, correspondentes à Linguagem Vibral original, bem além da língua, conectando o princípio do Verbo.
A ativação das cinco Frequências (denominadas, também, gama pentatônica) sinalizando o reconhecimento em meio aos Universos Unificados, corresponde, muito precisamente, à ativação dos cinco Novos Corpos, existentes de toda a Eternidade na estrutura da Consciência, como desse corpo, mesmo em meio à falsificação.
Essas cinco etapas Vibratórias, correspondendo à ativação das novas Portas, das novas Estrelas (revelação dessas Portas e dessas Estrelas), devem ver a realização da Semeadura Metatrônica correspondente ao Logos Solar CRISTO-MIGUEL, ao qual irá se unir METATRON a fim de entregar os Novos Códigos de Vida.
Eles são, evidentemente, as frequências Vibratórias que permitem um outro desdobramento da Luz.
Possibilitando, também, estabelecer a Nova Fundação de Vida, não mais no nível do que vocês denominavam 1º chakra (ou chakra raiz), mas, sim, no nível da Nova Fundação, chamada de Vibração OD, chamada, também, de Porta Estreita.
*
O estabelecimento da Nova Vida necessita, então, da adição, uma vez o Coração reencontrado, na totalidade, das Novas Chaves e das Novas Funções de Vida em meio aos Novos Corpos, chamados de Corpos de Estado de Ser.
Isso se refere a alguns seres humanos, a algumas Consciências aptas a Veicular esses Códigos, a Semeá-los, a fazê-los proliferar, a fim de povoar as suas Dimensões de destino, assim como os Universos e os Multiversos.
Isso será realizado de maneira concomitante com o Anúncio de MARIA, do qual irão decorrer 132 dias de formação Vibratória.
Ainda não chegou o momento de revelar-lhes isto, porque não se trata, obviamente, de uma revelação intelectual, mas Vibratória.
Do mesmo modo que OD-ER-IM-IS-AL nada tem a ver com as notas musicais, mas que corresponde ao próprio Fundamento da origem da Vibração, bem além do som, bem além da cor, bem além da forma.
Resta, então, energizar (se o termo puder assim ser empregado) as sete Frequências primordiais, integralmente, que acopladas às cinco já Elevadas, irão constituir a sua nova Unidade, o seu novo Estado de Ser e as suas novas possibilidades de Vida, nos espaços da Criação Infinita, sem qualquer limitação Dimensional.
*
Durante o tempo em que as suas perguntas afloram na sua Consciência, eu vou, por uma linguagem metafórica, tentar explicar-lhes, de maneira visual e Vibratória, o que lhes deu a Estrela GEMMA GALGANI, da UNIDADE, com relação ao momento específico denominado Passagem (e independentemente mesmo do seu próprio Futuro Vibratório, ligado à sua Sentença Vibratória de Consciência).
Deixou-se ouvir a vocês, por nossas bocas, e ver, pelos seus olhos como pelos seus olhos Etéreos (e, para alguns de vocês, pela Visão do Coração), a modificação dos seus céus com relação ao Sol tornando-se azul.
Em seguida, deixou-se observar a vocês, no seu céu noturno, a chuva de Partículas Adamantinas sendo montadas sob forma imaginada de nuvens de Luz Vibral, compactando-se nos seus céus e recobrindo, pouco a pouco, o conjunto do manto da Terra (assim como esse corpo, que é o seu, como o Corpo de todas as Consciências presentes sobre a Terra).
Disso resulta, pelos seus olhos, pela Visão Etérea e pelo seu Coração, a sua capacidade para ver a malha de Luz aparecer nos seus Éteres, e, então, no ar.
Esta malha de Luz e este agenciamento da Luz vai tomar uma importância cada vez mais extensa, expressando-se (se pudermos assim dizer) pelo aparecimento, aos seus olhos, de uma névoa cada vez mais branca, cada vez mais brilhante, cada vez mais Vibrante.
A um dado momento, esta Vibrância particular da Luz Adamantina irá dissolver, realmente, as formas sobre as quais ela se incrustou, deixando-se Ver a Visão total da Unidade, além da aparência da Ilusão da densidade, além da aparência dos seus olhos.
Deixando-se Ver (sem os olhos) e a Perceber (sem os sentidos), diretamente pela Consciência, o que nós chamamos de Universos Unificados.
Vocês estarão, naquele momento, de maneira geral, estabelecidos em meio à Nova Unidade, mesmo se a antiga Dimensão persistir ainda durante 132 dias.
Esse mecanismo será vivenciado com a maior Lucidez, fazendo parte do elemento denominado Face a Face: o Reencontro com a Luz, e o Futuro Vibratório resultante deste Reencontro.
O estado da Consciência poderá ser, é claro, múltiplo, segundo a sua adesão ao processo ou a sua recusa do processo (eu os remeto, para isso, ao que descreveu, de maneira geral, a Estrela UNIDADE (ndr: ver a intervenção de GEMMA GALGANI de 12 de novembro)) (1).
Da sua identificação com esta Vibrância nova irá resultar o mecanismo da Ascensão final.
Da sua recusa de identificação com a Luz (seja ligada à vontade da alma em persistir nos Mundos de Carbono, sejam os medos encapsulados e não totalmente esvaziados, que tomarão, então, a frente do palco) irá fazer com que esta Luz da Unidade, do Amor (chamada de Fogo do Espírito), seja considerada como um Fogo devorador, vindo contra a sua Liberdade de permanecer em meio a uma Dimensão que desaparece.
Ser-lhes-á feito, então, muito exatamente, segundo a sua Vibração, segundo, unicamente, o estado da sua Consciência: não segundo o estado desse corpo, não segundo o estado da sua idade, da sua condição, do seu karma, mas, simplesmente, segundo o estado da sua Consciência, e, unicamente, segundo isso.
Este elemento visual (não somente metafórico) corresponde ao que nós podemos encontrar de melhor como imagem da Ascensão, referente à própria Passagem.
*
Isso não é uma Passagem correspondendo à ocultação da consciência, no momento da morte, mas, sim, um Nascimento em meio ao Ilimitado.
Da capacidade da Consciência individual para identificar-se com a Luz, pela Ressonância e Comunhão em meio à Graça, irá resultar a facilidade da Passagem.
Esta Passagem jamais será (mesmo para aqueles que recusam a Luz) como uma morte, mas, sim, como um Novo Nascimento, um Renascimento total e uma Regeneração total na Luz.
Cada Consciência, seja qual for a sua própria Sentença Vibratória, deverá viver o Face a Face.
Não haverá, na superfície desta Terra, como no conjunto deste Sistema Solar, qualquer exceção à investidura da Luz.

***

Pergunta: “voltar para casa” é uma alusão à Origem Estelar ou à A FONTE?

Bem-amada, existem (como isso foi dito) diferentes mecanismos Ascensionais.
Existem muitas Moradas na Casa do Pai.
A volta para Casa não pode se exprimir no sentido de uma casa, já que a Liberdade é Total.
Haverá mais uma noção de predileção Vibratória, remetendo cada Consciência, ou à sua predileção de Dissolução em meio à A FONTE, ou em uma Origem Estelar particular, ou em uma Origem Dimensional mais específica.
Esta Origem Dimensional não significa o confinamento em uma determinada Dimensão, mas, sim, a capacidade, para a Consciência, para viver em um Corpo Multidimensional, não localizado, nem no tempo, nem no espaço, nem nos Tempos, nem nos Espaços.
Permitindo-lhes viver a Liberdade mais total, mesmo existindo, inegavelmente, uma afinidade Vibratória maior para tal Mundo ou tal outro Mundo, para tal forma ou tal outra forma, para tal Dimensão ou tal outra Dimensão.
O importante não é se colocar a questão: aonde ir?
Porque, aí também, o seu estado de Consciência irá conduzi-los, muito naturalmente, a isso ao que vocês pensam, a isso ao que vocês São.

***

Pergunta: como se articula o conceito de Origem Estelar àquele de Dimensão?

Bem-amada, em cada Universo, como em todos os Multiversos Unificados, em ressonância direta com os estados Multidimensionais do Ser e da Consciência, existem (como, talvez, vocês saibam sobre esta Terra) diferentes Sistemas Solares e planetários que a visão que vocês têm é, naturalmente, apenas extremamente fragmentada (porque ligada aos envelopes isolantes da Terra impedindo-os, Vibratoriamente, como pelos seus instrumentos tecnológicos, de ver a Verdade).
O seu olho não é sensível a uma parte do espectro eletromagnético.
A própria Consciência confinada está também submissa a uma limitação de percepção de frequências.
Nos Mundos Unificados não existe qualquer confinamento, qualquer limitação de frequência.
Existem, no entanto, Origens Estelares diferentes.
Essas origens Estelares refletem-se por características de conjunto dos elementos constitutivos das diferentes Dimensões (das diferentes matérias, se vocês preferirem), que são em proporções diferentes.
*
Se nós tomarmos dois exemplos, e somente dois exemplos, porque seria extremamente fastidioso enumerar a infinidade das possibilidades.
Se nós tomarmos o Sistema Solar denominado Sirius A, ele é dominado por Seres Azuis de Sirius (“dominado” não significa qualquer poder, mas, simplesmente, uma manifestação do tipo azul, em ressonância com a água como elemento prioritário).
Os povos povoando esse Sistema Solar são Seres chamados, por vocês, de Golfinhos (tendo pouca coisa a ver com os seus golfinhos vivendo na água, mas mais com golfinhos vivendo no ar e ficando em pé; mas a forma geral dessas Consciências, no nível de um Mundo chamado de 5ª Dimensão, é um antropomorfismo do tipo Delfinoide).
Sobre esse mundo aí, existem as mesmas Consciências habitando outros Corpos Dimensionais (como, por exemplo, no limite do antropomorfismo) e que são chamados de Guias Azuis de Sirius.
Esses Guias Azuis de Sirius (do qual faz parte SERETI), Planejadores e Coordenadores de Mundos, não estão em uma forma antropomorfizada: eles estão no limite do antropomorfismo e não podem, então, serem apreciados de outra maneira senão pelo que vocês denominariam, com sua Visão Etérea, uma bruma azul, vagamente de forma humanoide, mas sem que tivesse possibilidade de confundir esta forma com uma forma humana.
A Consciência que habita em Sirius A (um Golfinho, de pele acobreada, de 5ª Dimensão, ficando em pé no ar, e aquela de um Guia Azul evoluindo na 18ª ou 24ª Dimensão) é vista através desta bruma de Luz.
*
Dessa maneira, existem, entre vocês (entre aqueles que estão ainda presentes sobre esta Terra), seres cuja Origem Dimensional está bem além do antropomorfismo, como, por exemplo, a Civilização dos Triângulos, ou ainda a Civilização chamada e denominada Arcangélica (nada tendo a ver, é claro, com os Arcanjos reunidos no Conclave, hoje, que jamais conheceram a encarnação).
Existe, contudo, uma forma particular do que vocês nomeiam Arcanjos, evoluindo na 18ª Dimensão, presente em diferentes Universos e Multiversos, tendo tomado, desde muito tempo, um corpo.
Eis o sentido da sua Origem Estelar e da sua Origem Dimensional.

***

Pergunta: como saber se um ensinamento está correto?

Bem-amada, a única Verdade é a sua Verdade Interior.
O que é importante é saber se o que eu lhes digo (ou o que diz tal pessoa, ou o que veicula tal outra pessoa, em um ensinamento) Abre o Coração ou não.
A saber, se este conhecimento permanece puramente exterior, jamais os levando ao Fogo do Coração, ou se ele os aproxima do seu próprio Fogo do Coração.
Se não houver (em meio a um ensinamento, em meio a uma palavra) capacidade para fazer Vibrar o Seu Coração, e não somente as suas emoções e a sua energia vital, então, este ensinamento não é a Verdade, no sentido absoluto.
Entretanto, existem etapas, preliminares, até agora, permitindo à Consciência (talvez) aproximar-se deste estado Vibratório do Coração.
Mas lembrem-se (e isso é uma constante) de que há apenas vocês, e vocês sozinhos, neste Face a Face de Consciência, que podem penetrar o santuário de CRISTO, a Porta Estreita, e viver o Coração.
Nenhum ensinamento, mesmo o mais Verídico (como, por exemplo, o OD-ER-IM-IS-AL), pode levá-los ao Coração se vocês não Vibrarem o Coração.

*
Deste modo, a própria noção de Verdade absoluta e de Verdade relativa torna-se relativa em função do que você é levada a portar e a Vibrar.
Aquele que está no Coração pode viver o Coração tanto em um lugar falsificado como em um encontro com um ser das Trevas, as mais totais.
O que é importante não é o exterior: isso permanecerá, sempre, o que é o seu Ser Interior.
Enquanto o seu olhar quiser saber se um ensinamento é Verdadeiro ou correto, você não vai viver a Verdade.
Coloquem-se, agora, as questões corretas: não saber, se algo é Verdadeiro ou não, mas se o seu Coração está em Fogo ou não.
Porque é a única questão que irá condicionar, pela resposta Vibratória, quem vocês São, e onde vocês Estão.
Todo o resto são apenas piadas do intelecto, privado d'A FONTE e privado da Luz.

***

Pergunta: por que, se “tudo está consumado”, o processo ascensional parece continuar?

Bem-amado, tudo está consumado nos outros Planos.
Nós jamais dissemos que tudo estava consumado no Plano onde vocês estão, se não vocês não estariam mais aí.
O processo que resta a realizar é, justamente, essa Passagem do individual ao coletivo (dependendo, aí também, muito amplamente da Terra), mas, efetivamente, tudo está realizado.
Somente o olhar da personalidade ainda presente e a interrogação intelectual privam-nos, talvez, ainda, da Vivência direta daquele que está no Coração e que não se coloca mais a questão de qualquer expectativa, porque ele já realizou a sua Unidade.
Ele apenas está aí (como nós dissemos) para Enxamear a Luz, para Irradiar a Luz e para permitir aos seus Irmãos e Irmãs viverem a Graça e a Comunhão.
Para eles, tudo já está realizado, quer esse mundo desapareça (no sentido da Luz, como eu disse) em um dia, em um ano, ou não importa o tempo, porque estes seres já vivenciaram a sua Liberação: eles estão na Unidade e no Estado de Ser (e eles são cada vez mais numerosos sobre esta Terra).
*
Vocês são levados a diferenciar, cada vez mais, até este instante final da Passagem, o processo denominado individual e o processo coletivo.
Daí vem (talvez) a diferença de apreciação que se tem nesse momento, porque (ainda uma vez), aí também, isso irá remetê-lo a: com o que você escuta as palavras que eu dou?
Se houver vontade e se houver compreensão, passando pelo filtro do intelecto, não pode ali haver Vibração do Coração.
Existem muitas Consciências, seja onde for que elas estiverem sobre esta Terra, nada compreendendo da sua língua (denominada francesa), para quem basta se colocar frente a um texto para Vibrar a quintessência, para portá-la e manifestá-la, além de todo intelecto, de toda análise e de toda compreensão.
Estes seres passaram na Vibração e na vivência direta da Vibração: eles não necessitam mais de palavras, eles não necessitam mais de explicações, mas eles vivem a Unidade deles.
*
Lembrem-se (e isso se junta à questão anterior): pode ali haver ensinamentos situando-se mais próximos da Verdade absoluta, do mesmo modo que pode ali haver ensinamentos não correspondendo a qualquer Verdade absoluta.
O que os diferencia é, simplesmente, a sua finalidade.
O importante não é o que é dito.
O importante não é o que é compreendido.
O importante é o que é Vibrado.
E se o Coração Vibrar, não há qualquer questão, nem qualquer questionamento, porque, a resposta, está no Coração.
Naturalmente (e nós estamos perfeitamente Conscientes disso), é evidente que algumas palavras, algumas das nossas palavras não podem ser compreendidas de outra forma senão pela Vibração do Coração.
Aquele que gostaria de apreender simplesmente pelo intelecto, sem passar pelo Coração, será cada vez mais confundido pelas palavras.
Quem é que se confunde, senão a personalidade?
Aquele que Vibra o Coração, a Unidade, a Presença, a Comunhão e a Graça, não tem qualquer interesse pelas nossas palavras.
Há simplesmente interesse pela nossa Presença e pela nossa Vibração.
E esse suporte da nossa Presença e da nossa Vibração existe tanto em uma página na qual estão escritas as nossas palavras, como no que vocês chamam de internet, como em uma folha dita impressa.
Aquele que Vibra com isso, vive em meio à Unidade.
E é a abordagem lógica e a finalidade mais justa da Luz Vibral, que é fazê-los Vibrar com a Luz, porque essa é a sua Essência.
Não pode existir outra maneira de Transcender a Ilusão, outra maneira de tornar-se, si mesmo, a Luz, porque essa é a natureza de todas as Consciências.
Enquanto o filtro e a resistência do mental estiverem presentes, apenas pode gerar medo, incompreensão e dúvida.
O Coração jamais pode duvidar, porque ele é a certeza absoluta da Luz, da Vibração, do Amor e da Unidade.

***

Pergunta: por que eu me sinto flutuando no Universo com a Via Láctea na minha mão?

Bem-amada, em meio à Consciência Unificada, o que é o maior pode tornar-se o menor.
O grão de areia contém o conjunto dos Universos.
Não há localização, nem espacial, nem temporal.
A noção de distância, tal como é conhecida na Ilusão do confinamento, não tem qualquer substância (e ainda menos realidade) nos Mundos Unificados.
Não há, então, que querer saber qualquer explicação, porque o que é fundamental é ter vivenciado esta experiência, mas sem buscar compreender uma explicação ou dar uma interpretação específica, além daquela que eu acabo de dar.
Se não, é perfeitamente possível que a personalidade possa se apropriar de uma experiência da Luz, através do filtro das interpretações, da busca do sentido.
A própria experiência é o sentido.
No momento, não mais da experiência, mas do estabelecimento total em meio à Consciência Unificada, não pode existir a menor questão, porque tudo, então, é evidência, tudo é resposta.
A resposta não se faz sob um modo lógico, como vocês podem percebê-lo, neste mundo, mas por uma compreensão mediata, imediata, instantânea, Transcendendo todos os tempos e todos os espaços, no Espaço Sagrado da sua própria Vibração.
É nesse sentido (conectando, assim, com uma das primeiras questões) que há necessidade de uma forma de aclimatização, de novo, em meio à Semeadura das Chaves Metatrônicas, permitindo-lhes deslocar-se segundo o pensamento, segundo a Vibração, e não mais segundo o intelecto.
Porque o intelecto não irá ajudá-los nos Mundos Unificados, porque não existe nem alto, nem baixo, nem esquerda, nem direita, nem dentro, nem fora, nem interior, nem exterior.
Isso, o cérebro e a consciência da personalidade não podem nem concebê-lo, nem se aproximar disso, nem mesmo apreendê-lo.
Nos Mundos Unificados, a simultaneidade é a regra: nada está confinado, nada está limitado.
Vocês não são dependentes de qualquer forma, mesmo tendo diferentes Corpos em meio a diferentes Dimensões.

***

Pergunta: no momento da Ascensão final, reencontraremos a nossa Origem Estelar (ou a nossa Dimensão de origem) que foi aquela pouco antes da nossa encarnação?

Eu bem disse (e todos nós dissemos) que o que acontece sobre esta Terra é, para cada Consciência, uma Liberação total do confinamento.
Algumas almas, devido ao confinamento, têm necessidade de experimentar a matéria de carbono em alguns dos seus componentes.
É evidente que estas consciências terão o Conhecimento, absoluto e total, da sua Dimensão Estelar, da sua Origem Estelar, e passarão, no entanto, pela experiência que elas desejaram fazer.
Dessa maneira, então, cada um estará Consciente desta Dimensão Original, deste Sistema Solar de origem, mas tudo irá depender (ainda uma vez) do seu estado Vibratório.
Isso não é o mental que decide, é a Vibração.
Eu lembro que nós estabelecemos uma distinção formal entre a Vibração e a circulação de energia.
A circulação de energia, vocês a sentem, para a maior parte dos seres humanos, hoje, porque isso faz parte da transformação do Éter, denominada Fusão dos Éteres.
Esta energia que circula, qualquer que seja a manifestação, não é a Vibração.
A Vibração se acompanha de uma modificação instantânea da consciência, seja nos Alinhamentos, seja nas Comunhões, seja em seus momentos de meditação (ou qualquer que seja a maneira que vocês nomeiem isso), que permite, justamente, à sua consciência, não mais manifestar, durante esses momentos, nem desejo, nem emoção, nem mental.
É pelo aprendizado (mais ou menos completo, mais ou menos conduzido) das experiências que vocês fazem, em meio à nova Consciência, que lhes será permitido viver a diferença entre a consciência ordinária e a Consciência Turiya.
Lembrem-se de que cada Consciência deve viver a Passagem, de que cada Consciência deve viver o Encontro com a Luz.

***

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

***

Bem-amados Filhos da Luz, bem-amadas Sementes de Estrelas, eu rendo Graças, desde já, pelo seu acolhimento e pelas suas perguntas.
Bem-amados Filhos da Luz, bem-amadas Sementes de Estrelas, que a Paz, a Verdade e a Unidade sejam suas.
Até dentro de alguns instantes.


************

1 - GEMMA GALGANI (12.11.2011)

***

Mensagem do Bem-Amado ARCANJO ANAEL no site francês:
13 de novembro de 2011
(Publicado em 14 de novembro de 2011)

***

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário