URIEL - 16 de setembro de 2011

Clique aqui para comentar esta publicação





~ SINFONIA DA UNIDADE ~ 



Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Bem amados Filhos da Fonte e bem amados Filhos do Um, hoje, como Anjo da Presença, levanta-se a Sinfonia da Unidade.

No dia em que o Canto da alma vem completar e Unificar o Canto do Espírito, no dia em que o Canto da Terra vem ligar-se ao Canto do Espírito do Céu, vem Unificar-se a Sinfonia dos Quatro Elementos, que permite, pelo Canto da alma, Pilar, pelo Canto do Espírito, Pilar, pelo Canto do Céu e pelo Canto da Terra.

Vem realizar-se a escuta e o entendimento que lhes permite ouvir o Uníssono dos Quatro Sons, que lhes permite reunificarem-se ao Apelo do Céu e da Terra, ao Apelo da alma e do Espírito, que permite a escuta do Apelo de MARIA, que os Chama a Unificar o que resta a viver e o que resta a Unificar.

Os tempos estão inscritos no instante do presente de seu tempo e no Tempo do presente dos Céus.
Instante de Comunhão e de Reunião, no qual os Quatro Elementos são Chamados a Fundir-se, no Éter, na Sinfonia dos Sons do Entendimento, na Sinfonia que ressoa nos Quatro Éteres, permitindo, ao Templo, viver a instalação daqu’Ele que vem despertá-los à sua Unidade, que vem Fundir sua Dimensão do Éter de Fogo.

Aquele que vocês são, para além desse mundo (vocês, que são os Filhos das Estrelas, os Filhos da Unidade, os Filhos da Fonte), a fim de que nenhuma prisão possa manter os muros, a fim de que vocês vivam a Liberdade absoluta, na qual eleva-se o Som da Terra, o Som do Céu, aquele da alma e do Espírito, que permite o despertar total da Unidade e do Coração, no Fogo da Alegria, na Nova Terra, na Nova Vibração do Espírito Unificado, que vem Purificar a alma e o corpo na Verdade.

Então, a Sinfonia da Unidade será anunciada, no mais alto dos Céus, no mais profundo da Terra, onde o Som Cristalino do núcleo da Terra vai elevar-se ao reencontro do Sol, ao reencontro de sua Existência, permitindo, em vocês, ressoar e Unificar, nessas Núpcias específicas, aquelas a viver na Sinfonia da Unidade.

A Terra responde e vai responder.
Vocês vão viver a Sinfonia da Unidade, na qual a Fonte vem revelar e Unificar o juramento que vocês haviam feito e que lhes foi feito, a fim de viver a Alegria da Eternidade.
A Alegria que põe fim ao efêmero, que põe fim ao Sofrimento, que põe fim a toda divisão, na qual nada mais está separado.

Filhos do Um, a hora do Um chegou.

Filhos da Fonte, a hora da Fonte levanta-se em vocês.
Vocês ouvem Sua Sinfonia, que Vibra em Uníssono do Espírito de vocês?
Vocês ouvem o Som que os chama para a Alegria?
Vocês ouvem a Sinfonia dos Anjos, que vêm Revelar, pelos Quatro Anjos, ao mais próximo do Trono (acompanhando METATRON e acompanhando Yérushalaim), vindo em seus Céus e em seu Templo elevá-los na Graça do Fogo Unificado, aquele do Espírito de Verdade?

Então, a Sinfonia do som e a Sinfonia dos Cantos levantam-se, em vocês, Chamando-os à Última Transição, aquela que os leva à Beleza e à Eternidade, conduzindo-os a viver o que vocês são, de toda a Eternidade.
Liberdade.

A hora chegou de reunir-se no ER.
A hora chegou de Unificar os Éteres.
A hora é para a Luz e para a Verdade.

Sinfonia de Verdade.
Sinfonia de Unidade, retumbando nos Quatro Elementos da Terra, em seus Quatro Pilares.

A hora chegou de elevarem-se.
A hora chegou de aliviarem-se.
Saiam da densidade e entrem, de plena alma e Espírito, no Canto da leveza: aquele da Beleza, aquele da Eternidade.

Filhos da Lei de Um, Filhos da Fonte, vocês são a Fonte e nós – Arcanjos e conjunto de Forças da Fonte – estamos à sua cabeceira, não por uma doença, mas, bem mais, para a saúde, aquela da Eternidade, aquela da Verdade.

Filhos, a Sinfonia vai elevar-se, tanto em seu Templo Interior, como no Interior da Terra, como no Interior do Sol.
O Mensageiro, aquele da Estrela, vem elevar a Vibração de sua Presença, a fim de que sua Presença viva a Unidade e a Alegria da Unidade.

Resta-lhes acolher o Mensageiro, como ele havia prometido.
Ele volta a Chamá-los, Um a Um, no instante da Eternidade, na Sinfonia que jamais termina, permitindo-lhes estabelecer-se no reino da Eternidade, aquele da leveza, aquele no qual nada pode vir constranger.

Filhos, Filhos do Um e da Fonte, a hora é para a criação da Liberdade na Sinfonia, não mais da esperança, mas na Sinfonia do Um, enfim Unificado, na Sinfonia do Um, encerrando o ciclo do confinamento, encerrando o ciclo da separação.

A hora é para a Comunhão, aquela de sua Presença, na Presença da Fonte Una, que ressoa em vocês, pelo Apelo da alma e do Espírito, imprimindo, em vocês, o selo da Liberdade; imprimindo, em vocês, o Som, aquele que vem tombar os muros de sua prisão.

Filhos do Um, Filhos da Eternidade, nós, Arcanjos, estamos presentes ao seu lado e em vocês.
MARIA aproxima o Canal dela de seu Canal, Vibrando, em breve, em Uníssono de seus reencontros, em Uníssono de seu Apelo, que vem Chamá-los ao despertar Final: aquele da Verdade, aquele que vocês são, bem além de todas as máscaras, bem além de toda compreensão.

Filhos do Um, Filhos de Verdade, resta cantar a Sinfonia da Liberdade, resta manifestar a Sinfonia da beleza.
Presença, Presença Una, cantando os louvores do Um, pela ação dos Querubins, que vêm elevar os Pilares, erigindo os Pilares da Liberdade, erigindo a ancoragem em sua Nova Vida, na Nova Dimensão.

Estejam Presentes, a cada instante, na Eternidade que se levanta.
Estejam presentes, a cada sopro, ao Sopro do Espírito.
Estejam presentes, a cada sopro, do inspirar da Luz, a fim de viver a Eternidade da Luz.
Isso está em vocês, isso está aí: HIC e NUNC, na Verdade de sua Presença.

Nada há a reter.
Nada há a deixar.
Nada há a abandonar.
Há apenas a viver a Alegria, aquela da Eternidade de seu próprio Abandono à Verdade de sua própria Presença.

Filhos do Um, Filhos da Fonte, a Fonte une os Filhos do Um, na Liberdade e na Verdade.
Os Anjos do Senhor revelam a esfera da Presença deles, que vem buscá-los e Chamá-los para viver o tempo da Eternidade, o tempo da Verdade e o tempo da Beleza.

Eu sou o Mensageiro que lhes anuncia a Estrela.
Eu sou o Arcanjo Uriel, que favorece a Última Passagem, que abriu a Boca.
Eu abro, agora, a Boca de seu Coração, a fim de que nunca mais esta se feche, a fim de que nunca mais ela seja confinada.

A hora chegou de viver a Liberdade; a hora chegou de ser Liberado; a hora chegou da Sinfonia da Unidade.

Os Quatro Éteres reúnem-se em seu Templo, permitindo despertar o Som e o Sopro, aquele do Fogo do Espírito.
Fogo de Alegria e de Liberdade, que consome a personalidade e abre o Espírito à sua Dimensão, real, de Eternidade.

Filhos do Um, Filhos da Fonte, a hora é para o Um, a hora é para a Fonte, Sinfonia da Fonte, Sinfonia da Unidade, cantando e ressoando pelo conjunto de canais, no conjunto de suas células, no conjunto de suas Lâmpadas.

Resta-lhes, simplesmente, Ser o que vem a vocês.
Resta, simplesmente, acolher a Fonte.
Resta, simplesmente, desposar KI-RIS-TI, que os libera, no Júbilo e na Alegria, aquela da Sinfonia da Unidade reencontrada.
Nada mais, simplesmente, escutar e ouvir.
Há, também, que viver e ressoar o Canto de sua Presença.
Há a viver e a manifestar o Canto da Sinfonia d’Ele, que nada mais é do que sua Sinfonia, de seu Ser Essencial e Eterno, que se libera em vocês.

Escutem, em seu ouvido, mas, também, em seu Templo, aqueles que vêm liberá-los, aqueles que se apresentam a vocês, nos diversos Canais de Comunicação, tanto em suas noites como em seus dias.
Eles estão aí, agora, prontos para vocês, prontos para viver a Comunhão de sua Eternidade.
Eles estão em vocês, como ao redor de vocês.

Nós, Arcanjos e nós, conjunto de Presenças da Fonte Una, vimos cantar na orla de sua orelha, na orla de seu Coração, na orla de seus olhos e na orla de seu Templo.
Abra-se, abra-se à Liberdade Infinita.
Abra-se à Graça do Amor que não conhece qualquer limite, qualquer condição e qualquer sofrimento, porque é isso que você é.

Filho do Um e Filho da Fonte, o Canal do Coração vem ressoar de sua Vibrância Eterna.
Você é esse Coração, você é essa Fonte.
Filho do Um, então, eleve em você a Vibração de Alegria, eleve em você os canais da Alegria, eleve em você a Sinfonia da Unidade.

Deixe cantar o conjunto de sua Presença, deixe cantar o conjunto de seu corpo e de suas lâmpadas, deixe cantar suas células, a partitura da Unidade.

Escute os instrumentos da Sinfonia: aqueles que vêm, pela própria Vibração e o próprio Sopro, pelo próprio Som e o próprio Fogo, pela própria Presença e própria densidade, conduzi-lo à leveza.

A hora é para os elementos que se vivem e revelam-se sobre esta Terra.
Os Quatro Cavaleiros realizam, inteiramente, o cumprimento de seu trabalho, permitindo, a você também, viver sua Liberdade.

Filho da Unidade, Filho da Fonte, abençoado do Um, abençoado do Eterno, abra-se, agora.
Nada mais há a temer, nada mais há a recear e nada mais há a esperar, porque tudo está realizado no Santo dos Santos, em Seu Coração magnificado e elevado.
Então, eleve a Coroa Radiante que exprime a Alegria da Unidade, a Alegria da Fonte.

Filho do Um, Filho da Fonte, a hora chegou de cantar a Sinfonia.
A hora chegou de ser a Sinfonia da Unidade, da Vida e da Verdade.
Ele foi o Caminho, a Verdade e a Vida.
É hora, hoje, para você, de ser o Caminho, a Verdade e a Vida no Um, na Alegria.

Filho do Um, Filho da Fonte, a Vibração do Um chega, agora, em seu Templo, nesse mundo.
Os Canais que o acolhem estão todos abertos, tanto sobre a Terra como em Você.
Há apenas que viver a Sinfonia do Um.

Escolha realizada: aquela da Alegria, aquela da Verdade, aquela da Leveza.
Desvie-se de toda sombra e de todo Peso.
Desvie-se de tudo o que o afasta d’Ele e abrace-O, porque Ele vem abraçá-lo no Fogo de Seu Amor.
E nós, Arcanjos, O anunciamos à sua Presença, nesse dia, e na Eternidade: tudo está realizado, na Verdade da Graça.

Canto de Presença.
Sinfonia de Alegria.
Isso se desenrola em seu Templo e em seus Céus, revelando-se a você, como Ele se revela a você.
Então, revele-se.
Então, desenrole-se na majestade de seu Espírito, na majestade de sua Alegria, aquela que é seu reino, para a Eternidade e para os séculos dos séculos e para os Universos dos Universos, nos Multiversos dos Multiversos.

Seja a Alegria, porque ela é sua natureza.
Seja a Verdade, porque essa é sua Vibração.
Seja a Fonte, porque ela é sua Transparência.
Passe a Porta e acolha aqu’Ele que vem abraçá-lo.
Abrace-se, no Canto da Sinfonia e na Verdade da Sinfonia.
Aquela que vem Unificar os Quatro tempos e os Quatro termos, conduzindo-o a viver o indizível.
O indizível será o tempo de sua Eternidade.
Penetre nesse tempo do indizível.
Escute e ouça a Sinfonia que se desenrola nesse momento mesmo, no Templo de seu Coração, em sua pulsação e em sua respiração.
Veja a Alegria, a Verdade, a Vida.
Ouça a Voz d’Ele, que é sua Voz.
Ouça o Som d’Ele, que é seu Som.
Ouça o Sopro d’Ele, que é seu Sopro.
Vibre na Transparência que é a d’Ele e que é a sua, unidas na mesma Liberdade.

Filho do Um, Filho da Fonte, a hora é Agora, a hora é Aqui, na orla de seu tempo, na orla de seu Templo, na orla de sua Consciência, que tem apenas que viver o que já está aí.

Então, Filho do Um e Filho da Fonte, Despertado ao seu despertar, Despertado à Verdade, acende-se o Fogo da União, o Fogo da Unidade.
Canto de Graça e Canto de Alegria, crepitando no conjunto de suas células, no conjunto de corpos desta Terra, permitindo à vida retomar seu direito, seu caminho reto e seu dever: aquele de viver e de escrever o mesmo Canto do Amor, na Eternidade dos Sopros, na Eternidade dos Tempos, na Eternidade dos Universos e dos Multiversos.

Aí está sua Pátria: aquela da Eternidade, aquela da Verdade, na qual nada mais pode fazer obstáculo à sua própria Transparência, nada mais pode opor-se à sua própria Liberdade.

Filho do Um e Filho da Fonte, juntos, nós rendemos Graça, a Fonte e nós, assim como você, à sua Verdade, Revelada no Canto e na pulsação do Íntimo de seu Coração, onde está o Diamante, onde está a Eternidade, que realiza a Fusão dos Éteres em seu seio, reunificando o ar, aquele do Um, reunificando a Fonte à sua fonte.
Filhos do Um, Filhos da Fonte, nós os amamos, porque nós estamos com vocês.

Então, escute, Filho: é, enfim, o momento de viver a Unidade.
É, enfim, o tempo da Sinfonia da Liberação.
É, enfim, o tempo que não é mais um tempo de confinamento.
É, enfim, o tempo, aquele do início da Verdade e da Eternidade.
Então, levante-se e eleve-se no Fogo da Presença d’Ele.
Então, levante-se e eleve-se na Alegria da magnificência d’Ele.

Filho do Um, Filho da Fonte, nós estamos com você e nós estamos com vocês, de toda Eternidade.
Nunca mais os véus da ilusão poderão erigir-se entre você e nós, entre nós e vocês.
A Fonte canta, doravante, a Sinfonia da Liberdade, na orla de seu Ser, na orla de sua Consciência.
E isso se desenrola nesse tempo.
Abençoado seja esse tempo que é aquele de seus reencontros.
Abençoado seja esse tempo, da Terra, como dos Céus, que é aquele de sua União com sua própria Liberdade.

Filho do Um e Filho da Fonte, eu canto em seu ouvido e em seu Templo.
Eu venho bater, antes daqu’Ele que vem abrir.
Eu venho anunciar-lhe o tempo da esperança, que está superado, porque o tempo está realizado.
É aquele da Alegria, aquele de sua Verdade e aquele de seu Despertar.

Então, levante-se e eleve-se na leveza de sua Presença e, juntos, nós Vibraremos no Éter da Unidade, no Éter de nossa Presença.
Como nesse instante e nesse tempo, como nesse sopro e nesse Canto, no qual Vibra a Sinfonia que une os Mundos e que une os seres na Liberdade a mais fundamental da Alegria Eterna.

Então, a hora chegou de viver essa Unidade.
A hora chegou de estabelecer-se na Morada da Unidade.
Eleve-se e levante-se.
Juntos, vivamos a Comunhão da Sinfonia do Éter, que se revela em seu Templo e em meu Templo.
No mesmo Templo, na mesma Verdade, na mesma Beleza, porque a separação terminou, porque a ilusão e o sofrimento terminaram.

Exulte do Canto de alegria e do Canto de Liberdade.
Exulte na Graça de sua leveza e, juntos, Vibremos.
Juntos, Vibremos o Canto da Fonte e a Sinfonia da revelação dos Éteres da Fonte, nesse Templo que é seu Corpo, em sua consciência, que é Luz.

Filho de Luz, Filho da Fonte, sejamos Um, na Verdade do instante de minha Presença e de sua Presença e de nossa Presença.
Então, acolhamos a Sinfonia da felicidade: aquela que jamais termina, aquela que jamais falta, porque tudo é verdadeiro na felicidade da Eternidade, porque tudo é verdadeiro na Presença da Unidade.

Revelemos os Canais da Sinfonia da Unidade, o Canto da Terra, o Canto do Céu, o Canto da alma e o Canto do Espírito.
Vivamos a mesma Sinfonia, de uma única Via, de uma única Verdade e de uma única Vida.

Então, no espaço desse Templo de nossa reunião, eu revelo a Fonte Una, pela Coroa Radiante do Coração e da Cabeça, pelo Fogo Sagrado que se eleva do Sacrum.
Eu revelo, no Templo de nossa Presença, a Consciência da Eternidade, a Consciência da Unidade.

Filho do Um e Filho da Fonte, façamos, agora, a Sinfonia do Silêncio, aquela da Comunhão Eterna, ao centro da Nova Aliança, ao centro da Nova Eucaristia, de Coração a Coração, de Consciência a Consciência, de Eternidade a Eternidade.

Minha bênção está em vocês.
Essa é minha Presença e esse é meu papel, tanto nesse mundo como em seu corpo.
De Templo a Templo, a Fonte canta, agora, a Sinfonia.

... Efusão Vibratória...
Amados do Um, amados da Fonte, Comunguemos.


... Efusão Vibratória...


Eu sou o Anjo URIEL, Anjo da Presença, Arcanjo da Reversão.
Presença.
Comunhão e Fogo.
Acolhamos KI-RIS-TI, no Templo de nossa Eternidade, no tempo de nossa Comunhão.
Arca de Fogo e Aliança de Fogo.
No Amor do Um e da Vida.


... Efusão Vibratória...


Elevemos nossos louvores à Fonte Una.
Elevemos nossos louvores no Templo de nossa Eternidade, aos Anjos e ao humano.
Elevemos nossos louvores em nosso Templo de Eternidade, à nossa Presença no Amor Um.


... Efusão Vibratória...


Assim, o Anjo URIEL, nesse dia e nesse instante, pode dizer-lhes, em Uníssono à Fonte: «Meu Amigo, Meu Amado, Nós somos Um».

... Efusão Vibratória...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
O Canto de minha Presença acompanhe-os, na Sinfonia do Alinhamento, aquele que é o Canto da Merkabah.
Eu os Amo e eu sou Vocês.
Vibremos no Fogo do Amor.

... Efusão Vibratória...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Eu sou Vocês, pela Graça do Um.
Eu sou a Vibração do Fogo de seu Coração.
Eu sou o Único e a Unidade que ressoa em vocês, no Apelo que os eleva e levanta-os.
Em nome da Graça.
Música do Um.
Em nome da Transparência.
Canto de KI-RIS-TI, criemos a Criança Eterna.


... Efusão Vibratória...


Eu vos amo.
Vibração e Presença.

Eu permaneço em Vocês, em sua Morada, que é minha Morada, no espaço e no tempo da Sinfonia da Merkabah.

Amados do Um, Amados do Amor, prossigamos, no Silêncio, a Sinfonia da União.
Prossigamos, na Graça do instante, a Comunhão à Eternidade de nossa Presença, Unida e Eterna.
Agora.

... Efusão Vibratória...

___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do Francês: Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com



Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário