URIEL – 27 de agosto de 2011

Clique aqui para comentar esta publicação





~ DA APARÊNCIA PARA A TRANSPARÊNCIA ~


Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, a hora do Coração, nesse instante e em todos os instantes, chama-os, da aparência para a transparência, da não Essência à Essência, da Sombra à Luz, da Ilusão à Verdade.

Então, filhos de Luz, a hora agora chegou de viver fora da mão que os confina.

A hora é AQUI, de viver a Verdade.

Saiam da aparência, como esse mundo sai da aparência.

A hora da Transparência, a hora da Essência chega a seu Templo Interior, tocando a sinfonia da Alegria, da Verdade e da Vida (em uníssono do Coração Um, em Cristo e no Fogo), da Alegria e do Amor.

Unidos e Unificados à Liberdade.

Unidos e Unificados à Verdade.

Esse mundo passa da Sombra à Transparência, na qual nenhum obstáculo pode opor-se à clareza da Essência.

E, em vocês, desenrola-se o mesmo cenário, aquele da vida Una, chamando, na ressonância de seu Coração, ao mais profundo de sua Essência.

A hora é para elevar-se e levantar-se.

A hora é para a transparência, na qual nada mais pode ser retido, na qual nada mais pode ser colocado à sombra da Verdade, na qual tudo é iluminado do Interior e do exterior.

A aparência não tem mais sentido.

O único sentido é a Essência de seu Ser, que é Transparência, Transmutação, que os conduz a viver o Despertar e o acordar de sua Dimensão de Eternidade, na Verdade e na Unidade.

Cristo desperta.

Filhos KI-RIS-TI, elevem a Vibração, aquela que os conduz a ser Transparentes, a nada mais reter, a nada mais encobrir, a fim de Ser a Alegria e a Verdade, o que é sua Essência na Eternidade.

Liberação e liberdade.

Alegria e reencontros.

Alegria e Transparência.

Instante, Aqui, de Verdade, que os eleva no santuário de sua Presença.

Saiam dos sentidos, saiam dos atalhos sombreados.

A hora chegou de pôr na Luz, aquela da Transparência.

O Templo da serenidade, o Templo de sua fecundidade, do Espírito reencontrado.

Filhos do Um, a hora do Um e da Alegria revela-se.

Unidade, Tri-Unidade.

Juntos, todos Unidos e revelados, na mesma Essência e na mesma Transparência, chamando a Alegria, chamando a Vida, aquela que não conhece qualquer resistência, qualquer sofrimento.

Aquela que é sentido e Essência.

Transparência.

Não há mais lugar para a aparência.

Não há mais lugar para confinar e isolar.

Não há mais lugar para pôr à parte e confinar a Verdade.

A Transparência aparece.

O véu está rasgado.

A hora em que a asa estende-se, abrindo as asas da Terra inteira.

Ascensão e Verdade.

Alegria, Fogo de Alegria e de Unidade.

Filhos, a hora é o instante desse presente.

A hora chegou de apresentar-se a Ele, a fim de que Ele os apresente a vocês, na Alegria da Eternidade.

Transparência.

A hora é para a metamorfose, aquela que os chama à forma sem limite, aquela que os chama à alegria sem limite, na qual nenhum entrave, nenhuma divisão e nenhum véu podem encobrir a transparência da Verdade e a transparência da Beleza.

Essa é a Essência de toda a vida, para além do inferno que lhes mentiu e confinou aqui.

Filhos, elevando a Essência, saiam da aparência.

Não é mais tempo de estar à parte, fora da Criação.

A hora chegou de juntar-se aos Ateliês, aqueles da criação, infinita, que se revelam ao infinito da Verdade e da Alegria.

Então, o Coração pode instalar-se no Fogo de Cristo, Fogo de Amor, de Alegria, que põe fim à aparência.

A hora é para sua Transparência, assim como esse mundo que vê dissolver-se toda oposição, a fim de que, aí também, tanto aos seus olhos de carne como aos seus de Coração, a Transparência estabeleça-se.

Nada mais pode ser parado na Luz.

Nada mais pode ser oposto na Luz Una, aquela de sua Essência.

Filhos de Verdade, Filhos do Espaço e filhos das Estrelas.

Filhos da Fonte, a Fonte flui, novamente, nesse mundo liberado, abrindo o último véu e estendendo as asas, aquelas da Transparência e aquelas da Beleza.

Juntos, nós elevamos o Canto do êxtase, o som da Terra e o canto do Espaço (que é o Canto da Fonte), que os chama para revelar o que vocês São.

Chama-os a elevar o Canto de sua Presença, para além da aparência, na Transparência e na Clareza.

Na Verdade da Unidade e na Alegria do Coração amoroso, aquele que não pode mais ser privado de sua confiança e de seu sentido.

Unidade.

Unidade e Verdade.

O conjunto dos universos, o conjunto dos mundos e das Dimensões vem chamá-los para não mais estarem à parte, para não mais estarem separados, para não mais estarem divididos, a fim de viver, em Verdade, a Luz da Alegria, da Essência reencontrada.

Transparência.

Transparência do mundo.

Transparência do Coração.

Transparência do olhar.

Elevem a Vibração e a frequência, aquela que os conduz à porta da Luz, a fim de que seja refecundado, em vocês, o sentido da Verdade, da Alegria eterna do que vocês São.

Escutem, escutem o som, aquele do Despertar, aquele da Transparência, que vem liberar a aparência, que vem liberar o sentido verdadeiro.

Aquele da Luz Una, na qual nenhum sofrimento pode opor o que quer que seja à Alegria e à Verdade.

Resta apenas Ser, em Verdade.

Resta apenas acolher o som e a Verdade.

Resta apenas manifestar a Transparência.

Nada mais há a esconder, nada mais há a confinar, porque tudo é liberado.

Seu Coração, também, abre-se à Verdade Cristo.

Filhos de Luz, Filhos do Um, ouçam a Vibração do apelo que eu retransmito a vocês.

O apelo do Verbo e do Sopro de Vida, Unidos no Um e no Fogo de KI-RIS-TI.

Filhos de Verdade, tornem-se o que vocês São, vão para sua Transparência.

Hora de Ressurreição.

Hora de Verdade, no Canto Unido dos Coros Unificados e Liberados.

Nós elevamos, juntos, e com vocês e em vocês, a Terra.

Ressurreição e Ascensão.

Expansão, ao infinito, do Canto da Vida, do Canto de seu Coração, no qual nada pode ser parado, no qual tudo é Verdade, tudo é Alegria.

Então, Unidos no mesmo Canto, Unidos no mesmo silêncio, aquele da aparência, que desemboca na Transparência, a mais total da Luz e da Alegria.

O Coração levanta-se, porque a aurora do novo dia chama-os, pelo sinal da Estrela, a viver o retorno da Estrela.

A hora é para o Filho pródigo, aquele que se relembra da Eternidade e que se esquece dos horrores do sofrimento.

E que esquece os horrores da aparência.

Nada mais há a aparecer.

Tudo deve transfigurar.

Tudo deve transparecer, a fim de superar todo véu e toda Ilusão.

Ouçam a frequência do Um, que se estende e se expande no centro de seu Coração, aí, onde bate à Porta o Espírito de Verdade.

Aí, onde bate no Templo, o Coração Cristo, voltando a revelá-los na Unidade do que vocês São.

Então, filhos do Um, sejam o Um e sejam unidos.

Na transparência dos Corações e da Verdade revela-se a nova frequência, chamando à Alegria e à Eternidade; chamando à Verdade, não para erigir-se, mas para iluminar o que deve sê-lo, inteiramente, a fim de que nenhuma aparência possa subsistir, a fim de que nenhuma Sombra possa fechar quem quer que seja e o que quer que seja, porque tudo é Liberdade para a Luz Una.

Vibração Eterna e infinita.

Filhos, Filhos e Sementes de Estrelas.

A hora da Porta: a hora é para a abertura.

A hora chegou de transportarem-se à Transparência, de transportarem-se à Essência e à Verdade.

Nesse instante, revela-se a Graça.

Graça do apelo.

Graça de Maria.

Graça da Luz.

Graça de sua Presença no Coração palpitante, no Canto Unificado e Sagrado de todas as criações, reunidas na Liberdade e na Verdade.

Filhos, Filhos criados, ressuscitados da Verdade, ressuscitados do instante Eterno, para além de todos os tempos, para além de toda a força, porque o Amor não é a força, porque o Amor é a Verdade Absoluta dos mundos, e isso aparece na Transparência que põe fim à aparência dos sentidos, à aparência da carne, aquela que foi comprimida.

A hora chegou de expandir a Alegria.

A hora chegou de Viver.

Então, juntos, encantados, nós cantamos o som do silêncio, aquele da Transparência e da Essência, aquele do sentido, para além de todos os sentidos.

Filhos, Vibremos e elevemo-nos.

Transfiguração, Fogo e Alegria, na mesma Tri-Unidade, abrindo a última Porta, acolhendo o Espírito de Fogo, acolhendo a Unidade.

Que seja assim, porque assim É, e isso não pode mais esperar, porque não há espera que seja vã no Coração, na Esperança.

Não de um dia melhor, mas de um dia novo, chamando a aurora da Vibração da Unidade, pelo sinal da Estrela.

Ressurreição.

Filhos, na carne, a hora chegou de transfigurar a carne.

A hora chegou.

O sinal da Estrela vem chamá-los para perceber o que vocês são, na Transparência.

Abram as válvulas da Alegria.

Vibrem ao som da nova frequência.

A Trombeta soou.

O Véu, tanto nos céus como no Coração, vai abrir-se, liberando a Estrela e sua Consciência na Luz Azul do Éter reencontrado, chamando o branco e a Transparência de sua Presença.

Todos juntos.

Todos aqueles que o Vibram, nós estaremos no mesmo Canto, na mesma Presença e na mesma Unidade.

Sementes de Estrelas, eu anuncio o despertar.

Eu toco à Porta, a fim de que vocês abram a porta da Transparência e que vocês entrem na Alegria, no tempo da Eternidade, transportando esse corpo ou essa Consciência nos domínios da Unidade, na casa do Eterno, onde não existe qualquer sofrimento e qualquer entrave, onde nada mais pode vir opor o que quer que seja à Verdade.

Então, a hora é para o regozijo de seu Despertar.

A hora é para transformar-se, a fim de transportar-se na nova frequência, aquela da vida Una.

Cantem, cantem a Verdade, cantem a Vibração de seu Coração, aquele que, enfim, não pode mais ser confinado nos Véus desse mundo.

Amados do Um, filhos do Um.

Vibração de sua própria Presença, de sua última Reversão, que os conduz a viver o santuário do conjunto da criação.

Bem além do santuário confinante, vocês aprendem que não têm que ser uma pessoa, mas, efetivamente, o conjunto da Criação.

Não há qualquer limite para a expansão de sua Verdade.

Não há qualquer limite para a expansão de sua alegria.

Não há qualquer limite para a expansão do Coração, porque vocês são o Coração.

Juntos, nós unificamos nossa Presença, elevando a frequência, da aparência à Transparência, da Ilusão à Verdade e à Unidade.

Revelação.

Alinhamento.

Ressurreição.

Esse é o apelo que será retransmitido, desde a Fonte Una, pela Rainha dos Céus, a fim de que vocês reencontrem o lugar do Rei da Eternidade que vocês São, como todo Ser e como toda Verdade.

O Fogo do Amor e da Verdade vem dissolver toda aparência, vem dissolver o que não é eterno.

Juntos, Unidos e liberados, elevemos a Frequência, fazendo passar e passando a Consciência da frequência fechada à Frequência aberta, aquela da transparência, penetrando o conjunto das criações, o conjunto das Dimensões e o conjunto dos espaços.

Lá, onde tudo é pleno, onde nada pode esvaziar-se, porque a Essência da criação é plenitude.

Vocês São a plenitude do Amor e da Eternidade.

Então, no espaço da Vibração, eu abro a transparência do Verbo penetrante, cantando os louvores da Unidade e da Verdade.

Filhos e amados.

Amor do Um.

Transparência.

Vibremos e elevemos.

... Efusão Vibratória...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Eu sou o Sopro e o Verbo.

O mensageiro da Transparência e da Presença, que vem realizar minha Presença, a fim de que sua Presença revele-se.

Filhos do Um, no Amor do Um e em Presença.

Juntos, vivamos nossa Transparência, aquela da Eternidade e da Alegria, sem fim e sem início.

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, Vibrando em vocês a hora do Despertar da Semente de Estrela, à porta das Estrelas.

... Efusão Vibratória...

Silêncio e majestade.

A Estrela vem despertar a Estrela.

... Efusão Vibratória...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Filhos de Luz, eu permaneço em vocês, no Espaço da Vibrância, no Espaço do instante e no Espaço infinito, aquele de seu Coração, palpitando em uníssono à Verdade.

Alinhamento e Transparência.

Eu venho em vocês e eu revelo.

... Efusão Vibratória...

Amor e Verdade.

Eu permaneço em vocês, na Embarcação de Luz que ressoa com Yerushalaïm.

Em vocês e com vocês, ao redor de vocês.

Liberdade.

Espaço de Alegria.

Espaço de comunhão no alinhamento.

URIEL cala-se, na Vibração da presença d’Ele.

Até já.

Juntos.

Eu os saúdo e eu os Amo.

... Efusão Vibratória...
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com
Mensagem publicada em 28 de agosto, pelo site AUTRES DIMENSIONS.
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário