GEMMA GALGANI - 10 de agosto de 2011 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Intervenção da Estrela UNIDADE -


“Então, sim, naquele momento, desprendam-se de tudo e ocupem-se da Luz e de seu Encontro. É CRISTO que, naquele momento, chama vocês.”

 ÁUDIO mp3 ORIGINAL:


~ ENCONTRO COM CRISTO ~
Passagem no Espírito e na Unidade

Eu sou GEMMA GALGANI.
Irmãos e Irmãs na humanidade, eu os saúdo e lhes dou todo o meu Amor.
Eu vou dar sequência ao que disse minha Irmã, MA ANANDA.
Hoje, se vocês quiserem, eu vou falar de uma série de mecanismos que são diretamente associados ao acesso à Unidade.
Isso dará continuidade, de algum modo, às informações que vocês receberam referentes às Vibrações, à revelação da Luz, à abertura da Porta KI-RIS-TI e, também, ao que lhes disse MA ANANDA, em relação à diferença existente entre a alma e o Espírito.
O que eu vou lhes dizer é, evidentemente, procedente da minha própria experiência, da minha própria vivência.
Não vejam aí qualquer conotação particular, exceto, é claro, em ressonância com minha própria cultura, no momento em que eu vivenciei isso em minha vida.
Mas, obviamente, o que vou dizer é totalmente universal e não tem qualquer limite de crença, de cultura, de karma ou seja do que for.
Isso é para situar de novo, para muitos de vocês que tocaram a alma e que viveram o despertar daquilo que são chamadas suas lâmpadas, seus chakras, no que foi denominado essa revelação da Luz e o conjunto de manifestações que ocorreram em vocês, até agora.
Eu vou me concentrar, portanto, nesses momentos tão precisos, tão particulares e tão preciosos que, talvez, alguns de vocês já tenham vivido, mas que vocês estão se preparando para viver, no que têm que viver doravante.

***

Eu quero falar de mecanismos bem específicos que ocorrem tanto na consciência como no corpo, no momento em que a alma se aproxima do derramamento do Fogo do Espírito, da Unidade, e no momento em que a alma descobre, ao mesmo tempo que a personalidade, as virtudes e as qualidades inerentes ao Fogo do Espírito.
Antes de descrever todos esses sinais e todas essas manifestações, eu tenho, de qualquer forma, que esclarecer que, o objetivo, é a chegada a um estado chamado de Unificado, chamado de Crístico, que sobrevém depois do primeiro Encontro total e que vai se refletir, para a personalidade e para a alma, por perturbações interiores muito potentes.
O mais importante dessas perturbações refere-se, seguramente, ao desaparecimento total de todos os medos, pois, depois do Encontro, a alma e a personalidade se estabelecem em um estado específico de Alegria, que já lhes foi descrito e, principalmente, em um estado no qual a fé (se ainda pudermos falar assim) ou, em todo caso, o estado do Ser não é mais marcado por qualquer falta, não é mais marcado por qualquer desejo, por qualquer dor, por qualquer sofrimento, por qualquer coisa que conduz a vida comum do humano, aqui, nesse mundo.
É, então, uma mudança total, eu diria, de 180 graus, do que engendra a vida comum, mesmo iluminada pela alma.

***


Após o Encontro, a Luz é onipresente.
Ela se inscreve na Graça de cada minuto, de cada olhar, de cada contato, de cada momento.
Desse estado específico, que sobrevém depois do Encontro, houve muitos testemunhos sobre toda a Terra.
Isso não pode ser confundido com outra coisa, pois, nos estados ilusórios da alma, a Alegria pode existir, mas ela fica alternando com o medo.
As preocupações da vida comum estão ainda salientes, ao passo que, depois do Encontro, quaisquer que sejam as circunstâncias, vocês se sentem permanentemente felizes, mesmo acamados, como eu estive, mesmo doentes, vocês estão na Luz e nada mais tem importância.
Vocês se sentem, como dizer, totalmente vivos.
Vocês tomam consciência de que, antes, vocês não estavam vivos, mas era como se vocês fossem um fantasma, como algo de totalmente incompleto, mesmo se a vida lhes parecesse preenchida.
Vocês passam de uma vida limitada para uma vida ilimitada, de uma consciência limitada para a Ilimitada.
Naquele momento, vocês sentem um amor infinito, porque vocês se tornam o Amor.
O amor não é mais exterior, vocês encontraram e se fundiram com o Amor.
Então, na minha época, durante a minha vida, eu falei em desposar CRISTO, pois era a melhor imagem ou, em todo caso, a melhor representação que podia existir na minha jovem vivência, nessa magia fantástica da Luz que realmente os faz sentir vivos.
Então, é claro, o que eu descrevo aí, e eu poderia falar durante horas, ocorre depois do Encontro.
Mas, antes do Encontro, é claro, há outros sinais.
E esses sinais, para a personalidade e para a alma, podem parecer dolorosos, eles podem parecer difíceis, eles podem até mesmo ser chamados de sofrimento, um sofrimento da alma, um sofrimento da personalidade, porque é um momento em que há consciência dessa Reversão e é um momento em que, efetivamente, convém fazer todos os lutos necessários.
Nenhuma zona de sombra pode mais existir e as últimas zonas de sombras são vividas com uma acuidade terrível.
Se vocês vierem a viver um sofrimento, esse sofrimento é multiplicado.
Vocês pensam no que os prendia, em seus filhos, se vocês tiverem, em seus pais, na vida comum, porque esse salto no desconhecido obviamente vai, obrigatoriamente, despertar em vocês os últimos sofrimentos, as últimas ofensas, as últimas atividades da personalidade, que vai resistir e se opor a essa invasão, a esse Encontro.

***

Hoje, como sabem, vocês foram preparados pelas Vibrações.
Vocês foram preparados para essa etapa, para o que foi chamado de última Porta, esta última Passagem que realmente os leva para a Ressurreição, aquela do Espírito.
Se eu lhes digo isso é para que, quando chegar a hora, se vocês ainda não o tiverem se aproximado ou vivenciado, vocês estejam, aí também, conscientes.
Um dos Anciãos, o IRMÃO K, lhes falou da Liberdade, da Autonomia a vir.
Aí também, não são palavras vazias que nós lhes damos, não são um conhecimento exterior, mas, simplesmente, marcadores que, cada um ao nosso modo, nós esperamos e sabemos isso, vão permitir-lhes estar lúcidos sobre o que é vivido em sua Consciência.

***

Então, é claro, nos momentos que antecedem o Encontro, tudo o que pode aparecer como defeitos da personalidade ou da alma estão, de algum modo, na frente do palco.
Efetivamente, pode existir um sentimento de sofrimento extremo.
Pode existir, também, o sentimento de estar perdido, de pôr em dúvida absolutamente tudo.
A fé é abalada porque o mental vai despertar e lhes dizer: “será que CRISTO existe?”, “será que tudo isso não é um sonho?”, “será que tudo isso não é uma ilusão?”, “será que tudo isso, enfim, não é a loucura que me leva para a morte?”.

***

Tudo isso, é claro, faz parte do que antecede esse Encontro, pois, durante essa antecedência e esses elementos que ocorrem, é que vocês realmente poderão estar lúcidos, totalmente, sobre o que atua em meio à alma e a personalidade.
É o único modo de sair dali, não existe outro.
Independentemente do que afetar seu corpo, independentemente do que afetar seus pensamentos, suas emoções, independentemente de seus apegos, tudo isso será visto cruamente, claramente, e o mental vai ali atuar para aumentar, de algum modo, as incertezas, os sofrimentos, quaisquer que sejam.
E, no entanto, há, ao mesmo tempo, paralelamente a isso, primícias importantes, sinais ao nível do corpo que não enganam: eles foram descritos em pormenor.
Esses sinais envolvem os diferentes chacras, as diferentes Portas, as modificações do ritmo respiratório, do ritmo cardíaco, do ritmo do sono e do próprio pensamento.
A personalidade e a alma parecem completamente de cabeça para baixo.
Tudo o que parecia estabelecido e bem enquadrado, está caindo aos pedaços.
Há realmente, naquele momento, uma sensação bem real de perder alguma coisa.
É também nesses momentos que a personalidade e a alma podem resistir e manifestar uma necessidade de justificação que se agarra, literalmente, ao que amamos, agarrando-se a tudo o que possuímos.

***

É o momento, também, em que a alma vai viver, de algum modo, o que é chamado de noite escura da alma, ou seja, esse momento em que a alma, que havia sido, no entanto, tão inspirada, tão vibrante, vai se perguntar o que lhe acontece, porque todos os marcadores entram em colapso, toda a esperança entra em colapso.
Há apenas esse abismo sem fundo e sem fim, no qual mergulham a alma e a personalidade e que precede essa Ressurreição.
E, como foi dito em várias ocasiões, naquele momento, naquele instante, vocês estão sozinhos e não há mais ninguém a não ser a Consciência, a sua, nua, totalmente desprovida de qualquer ajuda, mesmo se, é claro, vocês já tiverem vivido contatos anteriores, sejam quais forem, independentemente da sua ancoragem em vocês, mesmo isso parece abandoná-los.
É, realmente, um sentimento de Abandono total que é vivido.
Então, é claro, conforme as almas, no passado, isso podia durar anos.
E houve, aliás, alguns santos, que descreveram perfeitamente essa noite escura da alma que antecede a Ressurreição.
A vantagem, como disse minha Irmã, ontem, é que, de agora em diante, vocês estão em uma etapa que é mais coletiva e, portanto, há um suporte.
Esse apoio vai aparecer assim que vocês passarem na dimensão do Espírito e, completamente, na Unidade.
Então, é claro, alguns de vocês já vivenciaram impressões dessa Unidade, percepções.
Janelas se abriram, Vibrações apareceram e correspondiam ao estabelecimento da Consciência em uma forma de Alegria ou, no mínimo, de Paz.
Eram, de algum modo, as primícias.
Mas esse mecanismo da noite escura da alma corresponde à última Passagem, aquela da morte e da Ressurreição.
E vocês devem passar por essa porta da morte, pois efetivamente é uma morte que é vivida pela Consciência.
E todos vocês sabem que o ser, mesmo aceitando sua morte física, mesmo isso sendo totalmente conscientizado, vai sentir, no momento real dessa Passagem, algo (uma apreensão, esse famoso abismo) que é rapidamente substituído, quando vocês passam ao outro lado, por essa Alegria.
Lembrem-se de que, vocês que vão ler essas palavras e que me ouvem hoje, vocês são diferentes, porque vocês têm sido Semeadores da Luz, Ancoradores da Luz e puderam ter testemunhos, em vocês.
Esses testemunhos são os pontos de Vibração, são o que vocês têm vivido, real e concretamente, em seus alinhamentos, em suas meditações, em suas orações.
Vocês tiveram, portanto, provas de alguma coisa.
E, no entanto, essas provas, naquele momento, específico, irão desaparecer, elas também.

***

O Arcanjo MIGUEL falou disso, agora, no final das Núpcias Celestes.
É o fim de todas as Vibrações, é o momento em que nada mais existe, mais nada.
Não há mais marido.
Não há mais mulher.
Não há mais filho.
Não há mais você.
Não há mais a Luz, não há mais a esperança, não há mais a fé.
E mesmo o mental, que ainda era um apoio, vai desaparecer, inteiramente.
E é naquele momento que vocês vão pronunciar, como CRISTO pronunciou, essa frase tão importante: “Élie, Élie, lama sabactani?” (“Meu Pai, meu Pai, por que me abandonastes?”).
Essa frase é a renúncia e o Abandono final para o Espírito.
O Espírito não pode surgir enquanto essa frase não for pronunciada.
Então, o ego pode também reaparecer nessa noite a mais profunda, para afastá-los desse estado que é a própria morte dele.
Mas sua morte é simplesmente a morte daquele que detinha o comando até agora, porque, depois do Encontro, não há mais qualquer peso, ele não pode mais demonstrar medo, ele não pode mais manifestar o mínimo sofrimento, a mínima afeição, a mínima emoção.
Ele não pode mais assumir o controle de nada.
Vocês passaram, naquele momento, as portas da morte, vocês ressuscitaram e vocês estão com CRISTO.
Vocês o desposaram.
Naquele momento, esse corpo não tem mais qualquer importância, mas a vida é mais importante do que nunca.
Isso pode parecer um paradoxo, vocês não têm mais nada e, no entanto, a vida os tem, integralmente.
É um outro estado, uma outra Consciência, tudo isso vocês sabem.
Então, nos momentos que antecedem esse Encontro, o corpo também vai manifestar sintomas.
Ele vai estar muito, muito pesado, dando-lhes, por vezes, a impressão de cair no sono, uma necessidade de se deitar.
O coração pode disparar, a respiração parece ficar difícil ou, pelo contrário, tornar-se muito rápida.
Formigamentos muito intensos passam a percorrer o corpo, com a iminência desse sentimento de morte, a iminência de que lhes falta algo, definitivamente.
Esses formigamentos no corpo chegam ao limite do suportável, vocês perdem as referências, vocês não sabem mais quem vocês são, onde vocês estão, como está posicionado seu corpo, onde está sua Consciência.
Vocês não sabem mais nem o que vocês são, nem o lugar onde estão, nem em qual tempo vocês estão.
É como uma confusão total onde mais nenhum dos marcadores da vida comum pode existir.
Como eu disse, alguns de vocês viveram aproximações disso.
Aqueles de vocês cujos laços nos tornozelos, nos punhos, desapareceram no mês que acaba de transcorrer, puderam se aproximar desse estado.
Naquele momento, a consciência ainda existia.
Ela se posicionava como um observador que era capaz de ver as duas consciências: a fragmentada e a Unificada.
Mas, sendo o observador, isso lhes permitiu tomar distância.
Vocês não eram mais unicamente essa personalidade, vocês também não eram essa Consciência Unificada, vocês estavam entre as duas.
Mas é preciso, agora, reunificar tudo isso.
E o impulso de CRISTO, a chegada total da Luz Branca, vai realizar isso.

***

Para muitas almas, naquele momento, haverá um mecanismo específico chamado de estase.
Mas vocês são levados a vivê-lo, a qualquer momento, independentemente mesmo do que foi chamado de apelo de MARIA e Anúncio de MARIA.
Alguns de vocês podem, doravante, vivê-lo, antes mesmo desse Anúncio.
Outros não irão vivê-lo, apesar do Anúncio, e serão atormentados pela dor, por tudo o que vocês observam sobre seu mundo e que vai se amplificar.
Vocês amarão o mundo em seu sofrimento, pois vocês terão se tornado o mundo.
Vocês apenas poderão estar nesse Amor indizível e total, assim que for realizado o Encontro, assim que for realizada a Passagem.
Vocês estarão vivos, inteiramente
Tudo isso é levado a ser vivido com o retorno da Luz Branca.
Tudo isso é levado a ser manifestado e conscientizado, completamente.
Não há outro meio de viver essa Crucificação, essa Ressurreição e esse Renascimento.
Então, é claro, eu lhes dei o quadro mais ideal, apresentando-lhes isso como uma sequência lógica.
Mas dependendo do que vocês são, agora, vocês poderão passar isso em um só fôlego, mas fora do tempo.
Ou, então, vocês poderão se aproximar disso, a cada vez, um pouco mais perto, e recair de novo.
Não se preocupem, tenham confiança em CRISTO.
Seja o que for que acontecer e o que vocês atravessarem ou não, de qualquer modo, vocês vão passar por isso.
O Encontro com o Espírito é inevitável.
Vocês não poderão escapar.
Então, nada há a desejar, nada há a esperar, porque isso está inscrito, está inscrito de maneira indelével.
A FONTE nominou isso de Encontro do Juramento e da Promessa.
Esse Encontro, essa Ressurreição, essa última Passagem é para ser vivida, realmente.

***

Uma vez do outro lado da Consciência, sempre presente na vida, então, vocês vão olhar para o passado com uma emoção específica, que não é mais uma emoção, mas, realmente, um olhar que eu chamaria de ternura pelo que vocês foram ou, antes, pelo que vocês não foram.
Naquele momento, vocês irão constatar que vocês nunca estão sozinhos, que, constantemente, vocês têm ao seu lado o seu Anjo Guardião, aquele que vocês tanto esperaram e que lhes falava, por vezes, em suas noites.
Vocês vão dar-se conta de que os Arcanjos estão à sua cabeceira, de forma permanente.
Vocês estão, naquele momento, totalmente imersos na Luz e, seja o que for que aconteça com a lagarta, seja o que for que aconteça com as outras lagartas, seja o que for que aconteça com a vida limitada, vocês irão constatar que isso não tem mais qualquer importância, pois, naquele momento, vocês irão sair integralmente da Ilusão.
Vocês não estarão somente em uma sobreposição de dois mundos, mas estabelecidos, agora, inteiramente, nesse mundo, e vocês começarão a trabalhar aí, até o momento apropriado que irá corresponder ao que a Terra decidiu.
Quer seja ao mesmo tempo ou depois do Anúncio de MARIA.
Tudo isso é um desenrolar específico do cenário de sua vida.
Isso está acontecendo, isso começou.
Alguns Irmãos e Irmãs começam, agora, a vivê-lo, a viver esses momentos em que há como um obscurecimento da consciência, mesmo da alma iluminada, e vocês sentem bem, aliás, aqueles que o vivem, que vocês não podem resistir ou se opor demais.

***

Esse processo do Espírito (que é esse Encontro que os leva a viver a Unidade, integralmente) é emitido, realmente, para cada ser humano.
Agora, cada alma fará o que ela quiser.
Porque, nesse Encontro, ou vocês passam no Espírito, ou vocês se estabelecem na alma ou, então, vocês permanecem na personalidade.
Mas nenhuma personalidade poderá dizer que ignorava que isso é a Luz.
Ninguém poderá dizer, sobre esta Terra, no momento do Encontro, que não sabia, que não podia saber, que não podia imaginar ou acreditar, porque, aí, isso não será mais uma questão de imaginação, isso não será mais uma questão de crença, isso não será, tampouco, uma questão de Vibração.
Isso será a vivência real da Luz, na totalidade, para cada alma e para cada personalidade.
Desse Encontro e do modo, é claro, pelo qual vocês irão abordar esse Encontro, vai resultar o que eu chamaria de seu futuro na Luz.
É nesse sentido que a preparação da humanidade é realizada em um tempo relativamente longo.
O retorno da Luz foi preparado, agora, durante um longo tempo, isso vocês sabem.
CRISTO, por seu sacrifício, permitiu também o que acontece agora.
As Núpcias Celestes, realizadas pelo Arcanjo MIGUEL, foram também uma das preparações para viver isso.
Vocês estão então, de algum modo, equipados para saber o que irão viver.
Mas saber não é ver.
No momento, vocês sabem, vocês viram.
Alguns de vocês começaram a viver ou, por vezes, inteiramente.
Mas é necessário vivê-lo na totalidade.
Esse prazo está muito próximo de vocês.
Muitos de vocês, aliás, sem poder colocar palavras, percebem isso.
E, por sinal, como lhes disse Lorde METATRON, a partir do dia seguinte de sua intervenção, muitas coisas iriam acontecer.
Efetivamente, essas coisas estão acontecendo, sob seu nariz, agora, sob seus olhos, em sua vida.
Lembrem-se também de que da sua atitude, em sua própria vida, vai resultar a facilidade de viver esse Encontro, no momento em que ele se apresentar, se vocês não o tiverem vivido.
É preciso, efetivamente, superar o que foram chamados de apegos coletivos, o que foram chamados de diferentes elementos, em meio à personalidade, em meio ao cérebro, à vida humana, mesmo a mais magnífica, que são, de algum modo, vínculos e oposições para que vocês vivam esta Liberdade.

***

Vocês não podem pretender a Liberdade e viver a Liberdade, estando ainda apegados a alguma coisa.
Mas nós os avisamos.
Não é porque vocês vão deixar isso, aquilo, essa pessoa, essa família, esse trabalho, que vocês vão viver mais facilmente.
Muito pelo contrário.
Simplesmente, como vocês sabem, como dizia o Comandante dos Anciãos, é uma questão de ponto de vista, de olhar: o olhar da lagarta ou o olhar da borboleta.
Porque esse olhar é condicionante, pois ele determina também, em meio à alma, o modo pelo qual vocês vão se comportar, naquele momento.
As Vibrações, os alinhamentos, a Luz que vocês receberam, efetivamente os preparou, da melhor maneira possível, para viver isso.
Mas lembrem-se, também, de que alguns de seus Irmãos e de suas Irmãs que, até agora, podiam parecer totalmente fechados, herméticos a tudo isso, vão, talvez, viver a Luz muito mais facilmente do que vocês.
Nada há para julgar, nem ninguém para julgar.
Pois cada coisa, naquele momento, que acontecer, estará exatamente em seu lugar.
A idade que vocês têm, a profissão que vocês exercem, que vocês não exercem mais, o estado de sua família, de seu cônjuge e o seu, será exatamente o que é preciso, para vocês, naquele momento.
Quando nós dizemos, e nós já havíamos dito, que nada é deixado ao acaso, neste período, é a estrita verdade.
Não há karma que contenha, apenas as últimas resistências que estão em vocês é que podem, no momento em que vocês as vivem, obstruir.
Lembrem-se também de que, qualquer que seja o sentimento de um sofrimento (quer seja ligado a um cônjuge, a um filho, a um pai, a uma situação), lembrem-se de que, do outro lado do Encontro, há a Alegria eterna.

***

Esta é a única maneira de viver esse Encontro.
Já, há muito tempo, o Arcanjo ANAEL explicou com detalhes essas noções de Abandono à Luz, bem além do soltar.
Então, é claro, a personalidade pode chamar isso: idiotices, ilusões.
É claro, para a personalidade, é uma ilusão total.
E para a alma que se recusa a voltar-se para o Espírito, também é uma ilusão.
E vocês não podem julgar ninguém.
E lembrem-se de que esse Encontro vai ocorrer para todos, sem exceção.  
Então, se vocês tiverem a oportunidade de viver as primícias antes dos outros, há apenas que se instalar nesse estado, deixar realmente a Luz trabalhar em vocês, penetrando-os a qualquer hora do dia ou da noite: a Luz os leva, naquele momento, a viver o que tem que ser vivido.
Então, sim, naquele momento, desprendam-se de tudo e ocupem-se da Luz e de seu Encontro.
É CRISTO que, naquele momento, chama vocês.
Então, se a imagem ou a ideia de CRISTO não lhes agrada, chamem isso como quiserem: o que, para vocês, é o mais alto na Vibração e na Luz.
Não se importem com um nome, preocupem-se, simplesmente, naquele momento, com sua Consciência e com o que ela lhes pedir.
Não há nada que possa conter.
Se vocês estiverem guiando um veículo, parem na estrada.
Se vocês estiverem fazendo uma tarefa, parem essa tarefa, pois vocês não sabem, naquele momento, se o apelo da Luz é o seu Encontro.
E esses apelos vão se tornar cada vez mais intensos, a cada dia.

***

Os Elementos da Terra estão agora presentes para a libertação da Terra e para sua libertação.
Há apenas que ficar atento.
Vigiar e orar, como dizia CRISTO, porque Ele virá, como Ele disse, como um ladrão na noite, para toda a humanidade e, para alguns, em momentos diferentes do coletivo, eu diria, em momentos privilegiados.
Os marcadores são extremamente simples.
Haverá, ao mesmo tempo, a sensação de desatrelar, de algum lado.
E, ao mesmo tempo, essa grande angústia e essa grande Alegria que irão se mesclar.
O que levou a dizer, aliás, alguns seres que viveram esse Encontro com CRISTO, que o sofrimento é a mesma Consciência do Amor.
Então, é claro, nisso, muitos seres se apreenderam desse sofrimento e buscaram o sofrimento.
Mas eles não entenderam nada.
Aí, é completamente de outra coisa que se trata.
É o momento em que há um ápice de algo, este ápice, essa intensidade é muito importante, e se vocês empregarem a palavra sofrimento, Amor, Alegria, é exatamente a mesma coisa.
É isso que antecede o Encontro.
Aí estão alguns elementos que minhas Irmãs me pediram para dar a vocês em relação a esses mecanismos que estão ligados à Passagem no Espírito e na Unidade.
Se houver necessidade, em vocês, de esclarecimentos em relação a isso, eu permaneço com vocês para responder e eu os escuto.

***

Pergunta: a frase de CRISTO: “Pai, por que me abandonastes?”, corresponde à vivência da noite escura da alma?

Sim, é o momento final do que eu chamei de ápice.
E, no entanto, CRISTO era CRISTO.
Três anos antes, em seu retiro no deserto, Ele viveu integralmente a Consciência Unificada.
Mas esta crucificação efetivamente revelou, em um último suspiro, de algum modo, essa íntima e essa infinita convicção de estar sozinho no mundo.
Ao passo que, naturalmente, assim que vocês realizarem o Encontro, vocês nunca mais estarão sozinhos.

***

Pergunta: essa última Passagem está situada no corpo?

Sim, é claro, isso já foi dado, isso foi explicado.
É o Ponto OD.
É um ponto que corresponde à passagem do ego ao Coração.
É o momento em que o Coração se abrasa, inteiramente.
É o momento em que vocês são perfurados por CRISTO e por MIGUEL, se isso já não ocorreu.
É o momento em que o Coração é rasgado, de trás para frente e de frente para trás.
O envelope do Coração não existindo mais, o Coração é Liberado.
Naturalmente, isso pode ser acompanhado de sinais extremamente fortes, no nível do corpo, mesmo no nível da fisiologia.
Aí, o que vocês chamam de pressão sanguínea pode aumentar rapidamente, ir para valores desconhecidos do ser humano.
Pode haver sinais de gotejamento de sangue.
Pode haver o que vocês denominam estigmas.
Pode haver muitas coisas, naquele momento.
O coração pode parar, a respiração pode parar.
Tudo, de algum modo, é espantoso.
Então, há um ponto do corpo, mas isso envolve todo o corpo.

***

Pergunta: momentos de medo, como o medo do escuro e sensações de colapso, mesmo físicos, no nível de OD e do plexo, correspondem à noite escura da alma?

Sim, totalmente.
Vocês devem, como Ele disse, tudo perder, para renascer n’Ele.
Vocês devem morrer para tudo o que é vocês, nesse mundo, a fim de reviver.
A vida eterna não pode tolerar absolutamente nada da vida efêmera.

***

Pergunta: do que depende a duração dos momentos Unitários vividos e sua alternância com a consciência dual?

Meu Irmão, unicamente da presença ou não dos medos, da presença ou não de sofrimentos, de apegos, se você preferir, que ainda estão presentes.
Há como um elástico que puxa dos dois lados.
CRISTO os chama de um lado e seus apegos os puxam do outro lado.
Ele lhes disse: “Deixe os mortos enterrar os mortos, e siga-me”.
Vocês não podem viver a experiência humana, seja qual for sua beleza, e seguir CRISTO ou seguir a Luz Branca.
Porque, quando a Luz Branca estiver aí, ela os arrebata, inteiramente.
Então, se houver oscilações, movimentos entre um e outro, convém simplesmente não julgar, não se achar nem culpado nem responsável.
Isso simplesmente quer dizer que ainda existem, no interior da alma e da personalidade, zonas de sombra, zonas que não foram olhadas, coisas que não estão purificadas.
Mas lembrem-se de que, sobre estas coisas, vocês não têm qualquer meio de agir por si mesmo.
Pois, se vocês quiserem agir por conta própria, vocês vão ficar presos, ainda mais, em meio à personalidade.
Todo o paradoxo, digamos, está aí.
Isto é, se vocês quiserem, vocês mesmos, fazer desaparecer, pela sua consciência habitual, um mecanismo como esse, vocês não podem.
O trabalho que deve ser feito, nesse nível, absolutamente não é um trabalho da personalidade e da alma.
É um trabalho no Abandono e, portanto, nos medos.
E esse trabalho não pode ser um trabalho, no sentido em que vocês entenderiam, no nível psicológico, mental ou emocional.
Isso passa por uma sublimação do que eu chamaria de fé, uma sublimação da confiança e da Consciência.
Não há outras possibilidades.
É preciso aceitar tudo perder para tudo encontrar.
As circunstâncias da vida, de sua vida humana, onde vocês estiverem sobre esta Terra, vão contribuir para isso.

***

Pergunta: a frase: “Pai, que seja feito segundo tua Vontade e não a minha”, pode nos servir?

Sim, ela faz parte do mesmo princípio que: “por que me abandonastes?”.
Na condição de que isso não seja simplesmente uma ladainha, mas realmente algo de vivido.
Ou seja, pronunciar uma frase como essa, se vocês a pronunciarem na personalidade, não os fará avançar um milímetro.
É um momento em que todas as frases devem desaparecer.
Apenas após ter pronunciado a frase: “Pai, por que me abandonastes” é que CRISTO pôde viver o Espírito.
E ressuscitar.

***

Pergunta: durante esses tempos difíceis, antes dessa fase final de transcendência, podemos pedir ajuda às Estrelas?

Irmã, isso foi dito, sim, é claro.
Mas, no momento final do Encontro, você estará sozinha.
Não haverá outro além de vocês, e vocês sozinhos.
O que vocês vivem, doravante, cada um, ainda uma vez, ao seu modo, são esses preparativos.
Lembrem-se também de que enquanto vocês não estiverem no Encontro em si, vocês têm a possibilidade de se preencherem de Alegria, pelos seus alinhamentos, pelo que vocês fazem.
Busquem o que é bom, afastem-se de tudo o que os levaria para o peso, para a tristeza, sem, no entanto, fugir do que vocês têm que fazer.

***

Pergunta: o que quis dizer MARIA ao nos falar que ela não abandonaria nenhum de seus filhos?

Isso significa que cada um irá encontrará a Luz.
Mas Encontrar a Luz não quer dizer Desposar a Luz.
Nesse sentido, é claro, nenhum ser humano será abandonado.
Mas o que podemos fazer (quer seja MARIA ou minhas Irmãs) se uma pessoa não quiser a Luz?
São vocês que se abandonam sozinhos, neste caso.
Porque muitos seres humanos (principalmente, eu diria, nos mundos de busca espiritual) estão bem persuadidos de conservar tudo o que compõe sua consciência de hoje.
O que nós podemos fazer?
Eles irão conservá-la.
Mas eles não poderão se tornar essa Luz.
Nesse sentido, sim, MARIA não irá abandonar nenhum de seus filhos.
Mas ela não pode levar, à força, seus filhos.
E lembrem-se de que, no momento desse Encontro, se vocês viverem esse Abandono total, vocês irão encontrar, enfim, a Luz.
Nesse sentido, não pode haver qualquer filho, qualquer alma abandonada.
E, por sinal, como poderia ser de outra forma?
Novamente, isso é totalmente diferente de reivindicar a Luz, é também diferente de saber que existe a Luz, é mesmo também diferente de ver a Luz, e é ainda também diferente de viver a Luz.
Enquanto a personalidade ou a alma estiverem convencidas de que vão, uma ou outra, ou as duas juntas, se apropriar da Luz, tudo bem.
Mas, no momento em que é preciso realmente viver a Luz, ou seja, deixar tudo o que pertence a este mundo, bem, há muitas deserções.
O que pode a Luz ali fazer?
Ela é Graça e sempre vai respeitar a liberdade.

***

Pergunta: ao que correspondem os momentos em que não sabemos se estamos vivendo, se estamos sonhando, se vivemos um sonho ou se sonhamos a vida?

São os momentos em que vocês estão situados na posição de observador.
São os momentos que antecedem o Encontro.

***

Pergunta: a parada do coração é um marcador da passagem definitiva na Consciência Unitária?

Ô, é bem mais simples, meu Irmão: você está na Alegria, a cada minuto de sua vida?
Não é possível trapacear com a Consciência da Unidade e com a vivência da Unidade.
Instalar-se na Unidade, de maneira definitiva, é ser regado permanentemente pela Luz.
E, aí, não pode existir qualquer vazio, qualquer medo, qualquer sofrimento.
O Encontro já ocorreu.
Os mecanismos do corpo são marcadores, como eu disse.
Mas você não pode se fiar em você para dizer-se: “eu vivi isso, portanto, sou Unitário”.
Porque, quando você é Unitário, você sabe, você não fica mais se perguntando.
Você é saciado na Fonte da Água Viva, permanentemente.
Não pode existir qualquer falta, qualquer medo, qualquer sofrimento, qualquer interrogação.
O Encontro marca a alma e o Espírito e o corpo, com ferro quente, com o ferro do Amor.
Então, é claro, nos momentos de aproximação da Unidade, o Coração (e isso, aliás, foi dado por nossos especialistas, os Anciãos, que estão muito mais focados na energia e no corpo ou no Yoga: eles falaram da Passagem, eu creio, da respiração, no Coração) não bate mais: ele respira ou ele para.
Mas não é preciso ir buscar o marcador, para o objetivo.
Não é preciso executar a experiência, para o resultado.
O resultado é a própria Consciência.
Apenas sua Consciência é que sabe se você está na Unidade.
Porque, naquele momento, não existe mais qualquer necessidade.
Nada mais da vida comum pode afetá-lo, ao mesmo tempo continuando essa vida comum.
Você está conectado com a Fonte da Água Viva e você é alimentado pela Fonte da Água Viva.
Não pode existir qualquer dúvida.

***

Pergunta: podemos ter o coração que para durante muito tempo e retornar a esse outro estado de Consciência?

Sim, ele pode parar por três dias, como foi o caso para CRISTO.
As funções fisiológicas podem parar por três dias, inteiramente.
Vocês sabem muito bem que há seres Unificados que viveram esse Encontro com CRISTO, em tenra idade e que morreram, e cujo corpo continua intacto.
Mas o coração não está batendo.

***

Pergunta: quanto a nós?

Não há problema, pois, quando você vive realmente a Unidade, o que importa?
Você percebe então que tudo o que foi vivido nesse mundo não existe.
Pois ele jamais existiu.

***

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

***

Irmãos e Irmãs, como cada uma de minhas Irmãs Estrelas (ou como cada um dos Anciãos ou Arcanjos), vamos viver alguns minutos de Comunhão no Amor Uno.
Eu lhes dou todo o meu Amor e digo até breve.
Comunguemos, juntos, se vocês bem quiserem.

... Efusão Vibratória ...

Até logo.


************

Mensagem da Amada GEMMA GALGANI no site francês:
10 de agosto de 2011

***

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário