SRI AUROBINDO - 8 de julho de 2011

Clique aqui para comentar esta publicação





~ Eixo POSTERIOR LATERAL ESQUERDO ~

Eu sou Sri Aurobindo.

Irmãos e Irmãs, recebam Paz e Bênção.

Eu retorno a vocês, enviado, de qualquer modo, pelo conjunto do Conselho dos Anciãos, para dar uma série de elementos, em sua Consciência, referente ao desdobramento da Luz Vibral, partindo do ponto UNIDADE e se dirigindo, desta vez, posteriormente, para o ponto AGORA [NUNC, IS].


Este ponto AGORA está situado no lado esquerdo do Sacro, sobre a articulação denominada ‘sacroilíaca’, no meio.



Este conjunto e este trajeto correspondem, de algum modo, ao desdobramento da Luz Vibral na Luz Prânica (ou Etérea), permitindo à Unidade revelar-se na estrutura desse corpo e restabelecer, sobretudo, o conjunto das forças etéreas que havia sido alterado, em um certo sentido, no momento da falsificação.

***


Então, primeiramente, certo número de elementos sobre esse ponto AGORA que, como vocês sabem, foi denominado, pelo Arcanjo Anael, NUNC [em latim] e não AGORA.
Para isso, é preciso lembrar-se de que o Arcanjo Anael é o Arcanjo da Relação, o Arcanjo do Amor.
Existe, de fato, uma dificuldade, para um Arcanjo, utilizar esta palavra “agora” por uma razão muito simples: o “agora”, como eu vou mostrar-lhes dentro de pouco tempo, está diretamente ligado, etimologicamente, a “a mão segurando”, a mão que segura e a mão que se fecha em meio à Ilusão.
Dessa maneira, então (juntando-se, assim, à linguagem dos pássaros), dizer “agora” não é dizer NUNC porque “agora” possui um sentido oculto, Vibratório, que é mantê-los sob a influência da mão que os fecha na Ilusão.
Portanto, “agora” é, efetivamente, (ao nível Vibratório) NUNC, permitindo substituir Aqui e Agora pela expressão em latim “HIC e NUNC”, evitando, justamente, para um Arcanjo, propor esta palavra “agora” significando, verdadeiramente, a mão do demiurgo que fecha o homem na Ilusão.

***


 “Agora” não significa o instante presente, mas, Vibratoriamente, significa “a mão que segura”, em meio à Ilusão.
Ela lembra, diretamente (através da mão), a manifestação, a matriz (e este ponto é ligado à matriz uterina), o confinamento na Ilusão afetiva, o confinamento na carne, tendo privado a carne das ligações do Espírito, da Liberdade do Espírito.
Deste modo, o desdobramento, sobre este eixo ‘lateral posterior’ da Luz, de UNIDADE a AGORA (ou NUNC), vai permitir realizar, de qualquer forma, a transfiguração da Energia Etérea em Energia Supramental, pondo fim (pela posição deste ponto NUNC) ao conjunto das falsificações ligadas às memórias kármicas (inscritas no DNA) e se expressando no que é chamado de ‘filiação’, o transgeracional e tudo o que está ligado ao confinamento em meio matricial da ação / reação (através do jogo de ressonância), ligados a uma falsificação da Unidade.
Portanto, este ponto situado (como vocês o veem), simétrico àquele que está à sua direita, que é a palavra REPULSÃO, permite pôr fim (durante sua associação ao desdobramento final da Luz por METATRON) a esta Ilusão do confinamento, em meio à carne, em meio à hereditariedade e em meio ao karma.

***


Mas, retornemos, se vocês o desejam, a este eixo UNIDADE e AGORA.
O chakra de Enraizamento do Espírito vai então se revelar, e começou a se revelar, para alguns de vocês.
O desdobramento anterior [eixo ATRAÇÃO e AGORA] foi-lhes explicado e eu não vou alongar-me sobre ele porque isso será objeto da comunicação do Arcanjo Gabriel (*).
O ponto ATRAÇÃO está então ligado às forças Arimânicas, às forças da matriz, da manifestação da maternidade.
Não vejam ali qualquer noção pejorativa, mas a noção de maternidade, é claro, é específica desta dimensão onde um ser humano encarnado é obrigado, para se encarnar, a penetrar a matriz de um outro ser.
Em meio a esta matriz que acontece uma ‘alquimia’ particular de confinamento, fazendo com que o ser receba memórias comuns aos seus dois pais, no DNA, e dando a ilusão de uma reparação kármica que é apenas, na realidade, um confinamento em engramas denominados transgeracionais.
Portanto, a Unidade vem trazer uma luz particular (que é a Luz da Unidade) em meio a toda esta esfera, em ressonância direta com o afetivo, em ressonância direta com o karma ligado ao chakra da garganta, em ressonância com o que é chamado de 10º Corpo (o Arcanjo Gabriel).
E, evidentemente, as síndromes de perda e de abandono cujos jogos são jogados (ao nível não consciente, para vocês) no confinamento matricial, no confinamento de Agora, ou seja, do demiurgo que, em sua mão, os mantêm na Ilusão.
A Unidade vem então revelar a Graça de sua Vibração.
Esta Vibração se propaga, então, do ponto mais alto do corpo, ao ponto mais baixo do tronco, denominado NUNC, e correspondendo então, de qualquer modo, a uma ‘transfiguração’ que permite passar das leis da carne às Leis do Espírito.

***


Os nutrientes afetivos (como isso será desenvolvido pelo Arcanjo Gabriel (*)), existindo nesse ponto, não são mais afetados por uma atração e um desejo para a materialidade, para a sensualidade, para a sexualidade e para areprodução.
Existe sim, através da Energia da Luz Vibral, uma ‘transmutação’ desse corpo de desejo (lógico nesse mundo que nós percorremos), a fim de transmutar esta maternidade, em uma Maternidade Celeste, fazendo-os reconhecer a Criadora Suprema como sua verdadeira Mãe, sem ser passados, até agora, em outra matriz presente na carne.
Dessa maneira, os condicionamentos, no que é muito louvável chamar (nesse mundo onde nós colocamos os nossos pés) de nossos pais, e essa necessidade de adoração de nossos pais, encontram-se transmutados, não como uma forma de rejeição, mas, bem mais, como uma ‘liberação’ desses apegos transgeracionais, ligando-nos (de forma eterna, até agora) a esses engramas e a esses jogos de ressonância, permitindo-nos, discutivelmente, depurar um karma, qualquer que seja.
Assim, então, a “mão segurando” vai se transformar, sob a influência da Vibração da Unidade, revelada pelo chakra de Enraizamento do Espírito (na matriz, no útero), possibilitando solucionar todas as síndromes de perdas e de abandono, todas as síndromes de posse, em ressonância com uma passagem da Dualidade à Unidade.
Portanto, a ressonância estabelecida ao longo dessa Trilha é um dos elementos importantes que permite ver, aí também, com certa distância (um certo distanciamento), tudo o que pode existir de confinamentos nos laços da carne, no confinamento, nos laços da família, da matriz e das regras sociais e morais que Irmão K (**), eu estou certo, falou-lhes longamente.

***


O desdobramento desta Luz não é uma recusa, é claro, dos laços de família, não é uma recusa dos laços de sangue, mas sim sua ‘transfiguração’ a fim de que o que os mantêm neste cativeiro desapareça.
A Vibração, na realidade, da Luz Una, os faz compreender e aceitar que, quando vocês percorrem os Mundos Unificados (os Mundos da Liberdade), não pode existir qualquer laço de carne, qualquer laço de sangue e, aliás, aqueles que se colocam nas leis da reencarnação existentes nesta matriz, eles também perceberam que há laços particulares em suas vidas passadas, existentes entre pais e filhos.
Esses laços são laços, muitas vezes, de reparação kármica, onde foi dito que um filho vai sempre encarnar-se em uma matriz materna onde existiu um problema específico: ou de violência, ou de morte, ou de assassinato.
De fato, as energias de ódio, manipuladas e exploradas, nesse mundo, em suas vidas passadas, vão ser “obrigadas” a solucionar-se pela encarnação, em uma matriz onde vocês têm uma “conta” a prestar e a resolver.
Então, evidentemente, no olhar exterior da personalidade, isso vai se chamar uma liberação do ‘engrama kármico’, permitindo compreender os prós e os contras do porquê da escolha deste pai e desta mãe, permitindo-lhes libertarem-se de um laço que foi criado em um passado.
Mas, libertar-se desse laço, no passado, não os liberta da matriz, mas vocês ali se instalam de forma ainda mais duradoura porque é impossível solucionar as consequências de todas as ações empreendidas nos tempos passados, na matriz.
Deste modo, o demiurgo, por sua mão segurando-os na Ilusão (esta mão irônica), no que foi chamado de ‘mão de Deus’ (a mão de Yahvé ou Yod) aprisionou-os na Ilusão da carne através de uma série de leis desta matriz não tendo qualquer realidade quando vocês se instalam no HIC e NUNC, em sua Unidade, fazendo-os sair, no Estado de Ser dos Mundos Unificados, onde nenhum laço de tipo carnal pode existir porque tudo é livre.
Portanto, reconhecer a Mãe do Céu, no lugar da mãe da Terra, não é uma transferência, mas sim uma Liberação.

***


E aliás, em algumas coisas denominadas ‘mandamentos’ (e falsificados, aí também), falam-lhes para honrar seu pai e sua mãe.
Obviamente, não é questão de matá-los porque foram eles que os mataram em uma vida passada (um ou outro) e vocês estão, então, em uma reparação do “agora”, a reparação do demiurgo tendo-os confinado nesta Ilusão.
Portanto, quando a Unidade se revela nesse circuito ‘lateral posterior’, e quando ela se revela no AGORA, ela vem pôr fim à Ilusão matricial da maternidade e desengajá-los (desencravá-los, de certa maneira) de todos os laços matriciais ligados ao medo da perda, do abandono, que podem existir em uma família.
Isso não é uma vontade pessoal (exprimindo-se na compreensão do que eu acabo de dizer), mas resulta, diretamente, do desdobramento da Luz Vibral nesta primeira parte do Triângulo inferior chamado de Sacro.
Este osso triangular, com ponta para baixo, que ilustra, à perfeição, a descida do Espírito Santo na matéria, mas também o confinamento do Espírito na matéria.
Porque, como vocês verão com ATRAÇÃO (conectando-os a este ponto NUNC ou AGORA), vocês irão se apreender do papel preciso da mão do demiurgo fechando-os na Ilusão matricial.
Assim, portanto, o desdobramento desta Luz a partir do Espírito vai permitir, por sua vez, transmutar o Fogo do Éter falsificado e restituir o Fogo da Terra ao Fogo do Espírito, fusionando mesmo em uma Liberação conjunta no interior do seu corpo.
No Sacro (e como isso será desenvolvido pelo Senhor METATRON em pessoa, durante seu desdobramento final da Luz, em 11 de julho (***)), vocês compreenderão, então, e vocês viverão esta Liberação, pela ignição final do seu Sacro denominado Despertar da Kundalini, que nós preferimos chamar, quanto a nós, de constituição e Despertar, na totalidade, do Canal do Éter, restituindo-os à sua Unidade.
E para isso é preciso que o Espírito desça, inteiramente.

***


Assim, o Espírito desceu, já, no Canal mediano da coluna vertebral quando o Espírito Santo ali desceu.
Mas, desde as Núpcias Celestes, o chakra de Enraizamento do Espírito foi preenchido de Partículas Adamantinas, de Radiações do Ultravioleta e, também, de Radiações do Espírito Santo.
Esta tríplice Irradiação que, nesta Trilha, virá revelar-se no NUNC (ou AGORA), sobre a articulação sacroilíaca esquerda, iluminando, de algum modo, a parte inferior esquerda desse Triângulo Sagrado.
Portanto, o Sacro tem perfeitamente seu papel de permitir-lhes, aí também, voltarem-se para o Espírito e sair do confinamento matricial ligado aos laços de sangue e aos laços de karma.
Eis as algumas palavras que eu tinha para dizer com relação a este Circuito.
Eu não duvido que isso deva despertar, em vocês, alguns choques, alguns questionamentos porque, é claro, os laços da carne são, na humanidade (seja no Oriente, como no Ocidente, como em outros lugares), uma das problemáticas fundamentais do confinamento.
Dessa maneira, se existem, em vocês, perguntas em relação a esta Trilha, que eu lhes repito que vocês irão compreender, especialmente, os prós e os contras quando o Anjo Gabriel tiver explicado o papel da ATRAÇÃO, em meio ao AGORA, em meio ao NUNC.
Mas, se existem, unicamente em relação ao que eu acabo de dizer, perguntas permitindo-lhes, e nos permitindo, avançar na compreensão da Consciência diretamente sobre o que eu acabo de dizer, então eu quero sim fazê-lo.

***


Pergunta: quando se escolhe liberar-se de laços (laços familiares, em particular), esta liberação alcança todas as pessoas envolvidas ou cada um deve fazer esse caminho?


Querido Irmão, através do que você expressa, parece que você faria um trabalho para se liberar.
É a Luz que libera, não é você.
Porque, se há uma vontade pessoal de se liberar, é a personalidade que age e não a Luz.
A Luz age por ela mesma nesta Trilha, UNIDADE / NUNC (ou UNIDADE / AGORA), a fim de trabalhar para a Liberação do Sacro, a fim de liberá-los da influência do “Agora”, ou seja, daquele que os tem fechados em sua mão.
Assim, portanto, conforme a palavra de Cristo (para ilustrar, por completo, isso), ele lhes disse, sobre a Cruz mesmo, quando ele se dirigiu a mim.
Ele me mostrou Maria e ele disse a Maria: “mãe, eis seu filho”.
E a mim, ele disse: “filho, eis sua mãe”.
Ilustrando, assim, a totalidade do que eu vim expressar.
Dessa maneira, então, não pode existir qualquer vontade pessoal de se liberar de alguns laços porque aqueles estão inscritos, em meio à carne, ao sangue e à hereditariedade e ao transgeracional.
Isso pode apenas se transmutar pela ação da Luz, durante o desdobramento de sua Luz, atualmente.

Qualquer trabalho (denominado psicológico ou esotérico) de liberação, em relação a um engrama existente ao nível do pai ou da mãe (refletindo-se por uma série de feridas precisas, particulares), qualquer trabalho psicológico empreendido com a vontade pessoal, nesse trabalho, vai solucionar um plano, mas vai fazê-lo precipitar em outro plano.
Aí está o lado, como dizer, demoníaco ou absolutamente atroz do demiurgo, em relação à carne, ao sangue e à hereditariedade.
Vocês compreenderão melhor quando o Anjo Gabriel lhes falar da ATRAÇÃO para AGORA e vocês verão como, de maneira muito precisa, esse laço particular da carne desempenhou um papel importante na falsificação.
Nós nunca revelamos isso antes porque revelar, intelectualmente, poderia ter levado a erros de percepções ou de conduta (por exemplo, do tipo de se separar de seus pais ou de seus filhos, o que seria um drama), mas, muito mais, agora, pela ação da própria Luz em suas estruturas.
Isso acontecerá diretamente pela própria Luz (o que é profundamente diferente), ao nível da ação, vocês o compreenderam.
Eis porque nós não tínhamos nunca revelado isso anteriormente.

***


Pergunta: como as pessoas já puderam se liberar desses engramas familiares?

Eu bem disse que era impossível se liberar, parece-me.
Elas se liberaram sobre um plano, mas elas cristalizaram em outro plano.
O plano sendo entendido, aqui, ao nível dos planos físico, etéreo, astral, mental ou causal.
Não pode existir Liberação.
É uma ilusão.
Vocês se liberam, talvez, afetivamente então, sobre um plano dito astral.
Mas isso vai se precipitar em um plano físico.
Vocês podem liberar um plano mental, mas isso vai se precipitar sobre um plano etéreo.
Vocês não podem sair do confinamento desta maneira.

***


Pergunta: é preciso ter passado a Porta Estreita para que a Luz percorra essas Trilhas?

Querida Irmã, a Porta Estreita foi atravessada duas vezes.
O desdobramento do Cubo Metatrônico (ou da Luz Metatrônica) nessas Trilhas faz vocês atravessarem a terceira vez.
Essas Trilhas se revelam de maneira natural, como lhes foi dito por mim mesmo ou pelo Irmão K.

***

Nós não temos mais perguntas. Nós lhe agradecemos.

***


Irmãos e Irmãs, eu rendo Graças por sua escuta atenta e permitam-me dizer-lhes até breve na Bênção de minha Luz azul.
Agora.



************


(*) – ARCANJO GABRIEL (08.07.2011):
*
(**) – IRMÃO K:
*
(***) – ARCANJO METATRON (11.07.2011):

***


Mensagem do Bem Amado SRI AUROBINDO no site francês:
8 de julho de 2011
(Publicado em 9 de julho de 2011)

***


Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário