URIEL – 20 de junho de 2011

Clique aqui para comentar esta publicação






Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Bem amados Filhos da Lei de Um, juntos, presentes e unidos, nós iremos percorrer o Templo da Presença, em meio ao Silêncio, em meio à Vibração, na Presença do Único.

***


Instante.
Instante onde, enfim, é possível viver a Comunhão, aquela do Espírito unificado, Vibrando em Uníssono com o Coração dos Universos, em meio à Fonte.
Juntos, percorramos o tempo e o espaço do Silêncio.
Momento onde nenhuma outra presença pode vir perturbar o tempo da serenidade, o tempo da Unidade.
Juntos e em silêncio, abramos grande a boca do Coração.

***


Pulsação.
Vibração.
Presença e Silêncio.

***


No instante do Sopro eterno, o tempo da Luz desdobra-se.
O tempo da Luz brilha em suas Estrelas e em seu Templo.
Transparência, humildade e simplicidade.
Silêncio da Verdade.
Fim de toda projeção.
Iluminação nova em meio ao Espírito.
Façamos silêncio a fim de viver a Verdade e a Unidade.

***


Presentes, Aqui e Agora, comunguemos à Essência da Unidade.
Luz Vibral branca, onde a Profundez e a Clareza permitem à Unidade estabelecer sua transcendência e sua Alegria.
Juntos, no Silêncio.
Unidade.

***


Ouçam o som do Silêncio que se abre a Ele.
Instante onde o Sopro se instala no Fogo regenerado da Verdade.
Além das palavras, na Vibração da Alegria e da Paz.
Abertos.
Abertos e em acolhimento, no espaço onde não há qualquer pergunta.
No espaço onde vive a Vida, aquela da Eternidade, aquela da confiança e da orientação, onde nunca mais o Espírito pode se perder e ser confinado.
Comunhão.

... Efusão Vibratória ...

***


A casa está pronta.
As portas estão abertas.
A boca deixa passar o Sopro do sagrado, vivificando a chama, aquela que, jamais, pôde se apagar.
Acolhimento, na doação de Si para a Luz.
Na Luz que se doa e se desdobra em meio à Eternidade.
No silêncio dos Corações ardentes e na plenitude do Coração elevado.
Ressurreição e Louvor.

***


A Luz estabelecida, desvendada e revelada.
A Luz da Consciência pura ilumina.
Cabe a vocês criar o batimento do Silêncio, o batimento da Unidade.
Vibremos em Uníssono com a mesma Vibração, em Uníssono como o mesmo som.

***


Silêncio e Majestade, onde nenhum ruído pode alterar a majestade de sua majestade.
Alinhados na Vibração da Alegria, no Silêncio da Verdade.
A Fonte de Cristal, então, ressuscita o Espírito, inunda a alma e lava a carne de todo sofrimento e de toda privação.
O Silêncio, na plenitude do instante, de nossa Comunhão.
Elevação.

***


Eu anuncio a notícia do seu retorno e do retorno d’Ele.
Alegramento da Luz Una.
Movimento na imobilidade de sua Paz e de sua plenitude, em comunhão de Amor e de Silêncio.
Escutem o Silêncio, para ouvir seu Canto.
O Canto do Seu retorno e do retorno de vocês em meio à Graça, em meio à Unidade.
Juntos, em comunhão e unidos, no mesmo Silêncio e na mesma Presença, desvenda-se o Éter de Verdade.
A espera é preenchida pelo tempo porque o tempo da ausência não existe mais.
É o tempo da Presença, um tempo que não é contado, um tempo que não é limitado.
Comunhão.

***


Sopro, contínuo e sagrado, para captar, para escutar e para ouvir, na Graça de nossa Comunhão.
Alinhados à sua orientação, abandonados em Unidade, onde nada pode alterar.
Filhos, a hora da Graça, o tempo da Presença, o tempo fora do tempo, tão esperado e temido, instala-se, no silêncio da alma.
Comunhão.

***


Promessa e juramento cumpridos.
Promessa e juramento revelados e magnificados, elevando o Sopro do Um.

... Efusão Vibratória ...

***


O ritmo do Silêncio estabelece sua ressonância e sua Presença, que envolvem e aquecem.
Sopro ardente do Fogo do Espírito, extinguindo o Sopro desviado da Ilusão, o fogo sem dia seguinte, o fogo do desejo para sempre repetido e, no entanto, que se finda na majestade de Sua Presença e da Presença de vocês.
Na plenitude do Silêncio, aquele do Coração aberto e vibrando em uníssono com a Fonte, comungando com Ela.
União de liberdade, União de Graça e de Verdade.
Juntos, reunidos na Liberdade de sua Eternidade.
Comunhão.

***


Sopro de Paz, onde não há qualquer lugar para a privação, onde não há qualquer lugar para o desejo porque nada há a desejar, porque tudo está aí.
Silêncio.

***


Amados do Um, juntos, prossigamos a marcha da Graça, neste espaço fora de todo tempo e fora de toda ausência.
Acolhamos a Unidade da Verdade.
Acolhamos a Verdade da Unidade.

... Efusão Vibratória ...

***


Desvendemos, antecipadamente, a Graça e a Luz Una.
Juntos, agora, alinhados no Silêncio, religados e livres, em meio à carruagem de Fogo, veículo de Eternidade.
Espírito.
Fogo.
URIEL penetra, no Sopro, e anima o Espírito.
Silêncio.
Entremos no santuário da Paz e da verdadeira Vida, em Comunhão, em Silêncio, agora.

***


URIEL os ama porque essa é minha natureza, como essa é sua natureza, a mesma natureza, a mesma Essência, o mesmo Fogo, o mesmo Amor.
Agora, o Silêncio revela-se em nossa comunhão, no Um.
URIEL o proclama, em vocês.
Agora, permaneçamos juntos.
Desvendemos a Graça.
Juntos.
Alinhamento.
Comunhão.

***


Eu sou URIEL, eu permaneço aí e saúdo sua Presença e sua Graça.
Comunhão.

... Efusão Vibratória ...



************

ÁUDIO - 1a. Parte:
*
ÁUDIO - 2a. Parte:

************


Mensagem do Bem Amado ARCANJO URIEL no site francês:
20 de junho de 2011
(Publicado em 22 de junho de 2011)

***


Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário