SNOW - 06 de março de 2011 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Intervenção da Estrela CLAREZA - 

“A Clareza é, de certa forma, um motor, o motor dos quatro Pilares que foram denominados, eu lembro a vocês: Atenção, Intenção, Ética e Integridade. A Clareza ajuda a estabilizar o Amor e a Luz. A Clareza compreende também, apesar do silêncio e da paz, um aspecto dinâmico pois, quanto mais vocês entrarem na Clareza, mais o que está ao redor de vocês se torna iluminado.”



~ Elementos sobre a Clareza ~


Meu nome é SNOW.
 Já várias vezes que eu intervenho nesse canal.
Em cada ocasião, eu atraí a atenção das pessoas para o Amor que elas tinham que colocar em tudo o que viviam, sem qualquer julgamento sobre as circunstâncias mesmo desta vida, porque a vida é Una, mesmo se a pessoa experimentou e passou por confinamentos.

***

Hoje, Irmãos e Irmãs, eu lhes transmito todo o meu Amor e eu vou prosseguir a missão que me é designada, através de minha ressonância enquanto Estrela de Maria, sobre o ponto e a Vibração CLAREZA.
É-me permitido e solicitado hoje para ir mais longe, pela Vibração, pelas palavras, sobre o que é a Clareza e o papel que atua a Clareza e que ela vai atuar no processo que a humanidade Una vive atualmente.

Minhas palavras serão breves.
Minhas frases serão curtas porque doravante, através de sua própria capacidade de alinhamento, é permitido, justamente, verem claramente além das palavras.
Nós vamos, se vocês quiserem, juntos, caminhar durante alguns instantes, na Clareza.

***

A Vibração da Clareza não está unicamente ligada à Visão.
Ela está principalmente conectada, e este é o caso Vibratoriamente, com a Profundez.
Profundez que é sustentada por Santa Teresa do Menino Jesus, em sua última vida.
A Clareza evoca, é claro, a Luz, mas, além da Luz, os atributos da Clareza são antes de tudo ir para mais autenticidade, para mais superação da Dualidade.
A Clareza contém, nela, a paz e a Verdade.
A Clareza é uma Vibração e uma função que permite superar a Dualidade, transcender, um pouco como meu nome.
A neve, que recobre uma paisagem, não é a uniformização da paisagem como isso poderia aparecer em uma primeira visão mas, bem mais, uma elevação.
Uma elevação de Vibração, uma elevação para a Unidade, um mecanismo Vibratório onde se instalam a plenitude e o silêncio.
A Clareza é o que permite, graças à Profundez, ir para o essencial e então atingir a Essência e a quintessência da vida.
É, aliás, nesse sentido que, há alguns meses, eu tenho insistido no ato de amar todas as facetas da vida e, em particular, amar a natureza.
Pois, em última análise, a natureza é o ambiente do homem.
Do mesmo modo que o ambiente, nas outras Dimensões Unificadas, é também uma natureza, uma outra natureza, da qual a Consciência não está jamais separada.

***

Nesse mundo que vocês percorrem, focar a consciência na natureza, entrar em contato com a natureza, é entrar em contato com o ambiente, é percorrer o caminho da Unificação, a senda para a Unidade, é ir para a autenticidade e para mais Clareza.
O fato de descobrir e experimentar a não-separação da consciência humana com os vegetais, os animais, como foi expresso e desenvolvido pelas tradições dos povos nativos ou xamânicos, permitiu a essas consciências Unificar-se, em si, mas também com o ambiente.
Hoje, a Clareza é superar a separação, é superar o isolamento da consciência.
É, colocando o olhar e a atenção neste ambiente, nesta natureza, é reforçar, ao mesmo tempo, a capacidade da consciência para fusionar com si mesmo como com todo o resto.
É realmente uma senda para a Unidade.
Ir para o ambiente, ir para a natureza, é também ir para si, porque é superar a separação da consciência do ser humano encarnado da consciência da natureza.
É desenvolver a Clareza, o silêncio.
É ir para a profundez de si, pois o olhar amoroso e a atitude amorosa para com o ambiente os remetem a vocês mesmos, para mais Clareza, para mais transparência, para mais silêncio.

***

Nos tempos que vocês vivem, do despertar e do voo da Fênix, onde o tumulto do mundo vai se tornar constante, vocês não devem se excluir do mundo.
Entrar no Interior de si não significa se isolar.
Não é preciso ver a interiorização como uma retirada, mas, sim, como um espalhamento, um pouco como uma respiração.
Entrar em si é entrar no ambiente.
É descobrir uma nova profundez.
É tornar-se transparente e cada vez mais brilhante.
A Clareza é uma Vibração.
Ela é um estado que contribui para estabelecer a Unidade e para superar e transcender a Dualidade, que amplifica a Profundez.
Nos tempos que vocês vivem e nos tempos que vêm, esta Clareza tornar-se-á vital, além mesmo de indispensável, pois a Clareza cai contribuir para aquiescer à Luz.
Sua própria Clareza vai contribuir para aquiescer à Unidade.
Esta Clareza que vai iluminar, não mais apenas as zonas de sombra (isso já ocorre), mas bem mais seu caminho, dará um vigor renovado para a Visão.
Uma Visão mais profunda, mais justa, uma Visão capaz de guiá-los para a Clareza.
Esta Clareza é também, como eu disse, esta autenticidade, de vocês com vocês mesmos e de vocês mesmos para com o resto do mundo e do ambiente.
Pois sem Clareza, com a Luz que vem, vocês não poderão ir muito longe.
A Luz pede ainda mais Clareza, mais transparência, mais certeza e mais silêncio.
A Clareza confere também a paz.
O nome que eu tenho, evidentemente, se ficarmos com as características físicas da neve, percebemos apenas o frio.
Se ficarmos com a cor, percebemos apenas a uniformidade do branco, mas se penetrarmos ainda mais, percebemos ali a arquitetura de mundos que se estabelecem graças ao que é invisível e estruturado no invisível.

***

Redescobrir a Clareza em si é também ficar em paz consigo, com todos os constituintes.
É, de certa forma, juntar os pedaços da fragmentação, da divisão, é ficar em paz consigo e estar em graça consigo mesmo.
A Clareza também evita as armadilhas da personalidade.
A Clareza não pode acomodar zonas conturbadas, Vibrações pesadas.

***

A Clareza é, de certa forma, um motor, o motor dos quatro Pilares que foram denominados, eu lembro a vocês: Atenção, Intenção, Ética e Integridade.
A Clareza ajuda a estabilizar o Amor e a Luz.
A Clareza compreende também, apesar do silêncio e da paz, um aspecto dinâmico pois, quanto mais vocês entrarem na Clareza, mais o que está ao redor de vocês se torna iluminado.
A Clareza é, de algum modo, a iluminação fornecida pela Supra Consciência vindo substituir a agitação da consciência comum e do mental que questionam permanentemente.
A Clareza é, de certa forma, uma resposta, uma resposta aos problemas, uma resposta situando-se bem além dos mecanismos duais do mental.

***

A Clareza traz a paz pois, quanto mais vocês forem para a Clareza, frente a vocês mesmos e frente ao ambiente, como ao resto da Terra, mais vocês irão experimentar a paz como estado de Alegria, perfeitamente estável e perfeitamente estabelecido.
Se eu tanto insisti sobre a natureza, é que ela ajuda a estabelecê-los na paz, pois a planta, por exemplo, está aí onde ela está.
Não há qualquer meio de fugir da agitação que irá ocorrer ao redor dela.
Ela está então, de algum modo, estável e estabelecida na Verdade de sua própria Presença.
Estar estabelecido em sua própria Presença (função adquirida no plano Vibratório pela Presença de URIEL, em vocês) corresponde à característica da Radiação de URIEL, esta Luz branca, cintilante, como a neve.
A neve que pode parecer fria, mas que, em contato, torna-se abrasante.
A Clareza é isso.

***

A nova Visão, o grito da Fênix, a revelação da Luz e sua amplificação contribuem para fazê-los ir ao longo dessa senda da Unidade rumo à Unidade e à Clareza.
Da mesma forma que o Amor e a Luz ressoam com humildade e simplicidade, a Clareza, igualmente, requer simplicidade do mental, a não-confusão.
O que eu denominaria também estabilidade e não negação das emoções, a capacidade de se estabelecer na não-reação.
Desenvolver a Clareza é também desenvolver a paciência pois, em meio à paciência, não há projeção ou inquietação sobre um futuro.
A paz da Clareza é suficiente em si mesma, no instante, e não pode estar preocupada com o instante seguinte.
A Clareza ajuda a transcender o espaço e o tempo.
Esta Clareza é, enfim, aquela do Espírito que se revela a ele mesmo, nesse Templo que é o corpo.

***

Vocês são convidados, nós os convidamos, a se tornar cada vez mais claros.
Claros com vocês mesmos, claros com o mundo, claros com seu próprio caminho e seu próprio destino.
Porque é em meio à Clareza que a revelação Vibratória de sua dimensão de Semente de Estrelas se revela e de desvenda, integralmente.
Sem Clareza consigo mesmo, sem Clareza com o resto do mundo, isso é uma tarefa bem árdua e difícil.
A Clareza, de algum modo, pacifica e torna as coisas mais evidentes, em sua vida como no exterior.
Trilhar na senda da Clareza é percorrer assiduamente o caminho da humildade e da simplicidade.
É realocar a Consciência que vocês são, que todos nós somos, em sua dimensão mais ínfima e mais expandida, ao mesmo tempo.

***

A Clareza permite também, e finalmente, tornar-se novamente criança, a criança Interior liberada de todo o prejulgamento, de todo o constrangimento, de toda a crença.
A Clareza, de certa forma, quando ela é buscada, vai liberar condicionamentos.
Ela estabelece a paz e participa da transcendência e da eliminação dos medos, quaisquer que sejam.
A Clareza fornece também a leveza, enquanto a ponta anterior do Triângulo do Ar, o ar que torna leve, que movimenta a onda e que sustenta a onda e o som, mas que ela mesma é silêncio.
A Clareza também, e enfim, confere a paz necessária ao alarido do mundo associado ao seu estabelecimento na nova Dimensão.
Tornar-se claro, de qualquer modo, é tornar-se Um.

***

Aí estão, através dessas poucas frases e dessas poucas palavras, os elementos sobre a Clareza.
Existem, certamente, elementos que podem ser ativados para favorecer a Clareza, mas, aí também, como lhes disse NO EYES, isso será revelado mais amplamente por um dos Anciãos.
Não se esqueçam de que a Clareza traz a paz, a paz do Espírito e a paz do mental.
O mental, contrariamente ao que os ocidentais acreditaram muito durante esse vigésimo século que transcorreu, confere apenas uma segurança ilusória, feita de crenças, de projeções.
Essa segurança ilusória jamais permanece por muito tempo, contrariamente à Clareza que, quando ela aparece, necessita apenas de uma coisa, que é se estabelecer e se estabilizar.
O mental é oposto à Clareza.
As emoções agitam a Clareza e a desestabilizam.
Não pode haver Unidade sem Clareza, em si, como no exterior de si.

***

SNOW, PLUMA BRANCA, era meu nome.
Esse nome, bem além da encarnação, é também, hoje, minha Vibração.
Irmãos e Irmãs humanos da Eternidade, eu os deixo agora com essas palavras com Amor e Fraternidade.
Nós, todas as Estrelas, esperamos e desejamos que seu despertar total ocorra na maior paz e na maior Clareza.
Nosso Amor, nossa atenção, são dados a vocês.
Eu lhes transmito, quanto a mim, minha paz.
Eu lhes digo até outra vez.


************


Mensagem da Amada SNOW no site francês:
06 de março de 2011
(Publicado em 08 de março de 2011)

***

Tradução para o português: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário