O.M. AÏVANHOV - 02 de outubro de 2010 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- E BEM, CAROS AMIGOS... -

E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los e encontrar pessoas também que jamais vi.
Então, para aqueles que não me conhecem, eu me chamo Chefe ‘Croûton’, quer dizer que eu sou aquele que preside a Venerável Assembleia dos 24 Anciões.
Chamam-me de Chefe ‘Croûton’ porque nós somos todos, parece, os velhos ‘Croûtons’, não é?
Então, eu venho sempre entre vocês para discutir com grande prazer, trocar com vocês, ouvir suas questões, se possível com relação à evolução atual, às evoluções que vocês vivem e que nós vivemos aos seus lados, é claro.
Então, eu os escuto.
***
Questão: A Fonte pode se encarnar sobre a Terra para acompanhar as evoluções em curso?

Então, caro amigo, a Fonte, e o Sol Central das galáxias, Alcyone, têm a particularidade de poder estar por toda parte e ao mesmo tempo.
Vocês são uma extensão da Fonte, vocês são os Filhos da Fonte, como eu sou um Filho da Fonte.
Filho da Lei do Um, a Fonte é Um.
Não confundir com Pai/Mãe, não é?, mesmo se a Fonte é Pai e Mãe.
Mas há especificidades que podem ser tomadas por Consciências que vão levar, literalmente, a Vibração da Mãe ou a Vibração do Pai.
A Fonte está presente e onipresente, desde a partícula de Luz até mesmo (e mesmo se eles a recusem) nos maus rapazes, vocês sabem, aqueles que eu chamo agora de fantoches, não é?
Eu quero dizer com isso que a Fonte, ela pode, efetivamente, manifestar-se nesta matriz, mas ela não se manifestará jamais pelo que é chamado de encarnação.
A Fonte, tendo toda latitude e toda Liberdade para estar presente no conjunto das criações, mesmo falsificadas, se ela quer se manifestar na Terra, ela vai criar do zero um corpo, e esse corpo é um corpo temporário, que vai se desagregar, porque o Coração da Fonte não pode penetrar esse mundo durante mais de certo número de anos.
Portanto, a Fonte é totalmente capaz de criar um corpo que vai subsistir, nesta Dimensão, durante certo tempo.
Geralmente, esse não pode ultrapassar 14 anos.
Aí está o que se pode dizer da Fonte.
Portanto, ela já formatou e criou um corpo para se dar conta, através da carne, do que acontecia nesse mundo e ela, naquele momento, criando esse corpo, apareceu na idade adulta por certo tempo.
Ela já o fez por duas vezes, neste século.
Aí está o que se pode dizer.
A Fonte não pode estar ausente de qualquer criação, qualquer que seja, qualquer que seja o Universo, quaisquer que sejam os Multiversos, os super-Universos e as Dimensões.
É a grande característica da Fonte de estar em cada parcela e no Todo, ao mesmo tempo.
E, como Seres humanos, temos todos uma visão linear e fragmentada.
Quer dizer que, quando se está num corpo, que se é esse corpo, mesmo se falamos do Espírito e da alma, não se vive a experiência da Multidimensionalidade, pode-se estar em um único lugar e, por vezes, em dois lugares (é tão raro que isso é chamado de ‘bilocação’).
Alguns sábios a realizaram.
Mas, quando vocês são Multidimensionais e não estão sujeitos às ‘leis da atração e da gravidade’, vocês podem se manifestar de múltiplas maneiras, em múltiplas Dimensões, em múltiplos estados e em múltiplas formas ao mesmo tempo.
É muito difícil, como dizer..., para conceber, assim, com o cérebro, mas é a estrita Verdade.
Então, sim, a Fonte manifestou-se nesse mundo, inteiramente.
***
Questão: ela vai novamente se manifestar?

Ela não tem necessidade, eis que vocês reencontram vocês mesmos, o que vocês são.
Recordem-se de que vocês não têm necessidade de um salvador.
Vocês têm necessidade de encontrarem vocês mesmos.
Vocês não têm necessidade de alguém de exterior e, ainda menos, de um velho ‘Croûton’ como eu.
Vocês têm necessidade de se encontrarem, vocês mesmos.
E vocês mesmos não é no exterior, é no Coração.
É preciso ir, cada vez mais, para o que vocês são.
Todas as respostas estão no Coração, sem exceção.
Portanto, não contem com algo que virá salvá-los.
Vocês devem, vocês, se salvar a si mesmos.
Então, é claro, vocês terão manifestações específicas e isso vocês sabem.
Muitos, já, começam a perceber as Embarcações de Luz, mas também embarcações de ferragem, no céu, Luzes também no céu, a Onda Galáctica.
Tudo isso é Verdade.
Mas é você e você sozinho que faz o trabalho e de acordo com sua Vibração, de acordo com o que você aceita encarnar nesta Dimensão.
Vocês irão onde puderem, segundo sua Vibração, unicamente isso.
Portanto, a Fonte é você, inteiramente.
A única diferença é que a Fonte, ela sabe que ela é a Fonte e você, você não o sabe ainda.
***
Questão: poderia nos falar do nascimento de Cristo em cada um de nós?

O nascimento de Cristo, historicamente, vem de Ki-Ris-Ti.
São as palavras de uma Estrela de Maria.
Ki-Ris-Ti quer dizer «Filho Ardente do Sol».
Vocês se tornam Ki-Ris-Ti quando despertam sua Dimensão de Estado de Ser em vocês.
Como acontece o despertar da Dimensão de Estado de Ser em vocês?
Ele acontece unicamente pelo despertar do que é chamado de Coroa Radiante do Coração, ou seja, não é a Vibração unicamente do chakra do Coração (que, já, é preciso obter), mas a conjunção da Vibração do chakra do Coração com a ativação das duas novas frequências que lhes foram desenvolvidas por Um Amigo, ou seja, o que é chamado de 8º Corpo e o 9º Corpo.
Portanto, a comunicação, a passagem pela porta estreita e a irradiação da Fonte, passando por seu Coração, faz despertar e elevar o que se chama de ‘Coração Radiante’, que é bem além do chakra do Coração.
E a Coroa Radiante, quando ela é desperta, faz de você um Ki-Ris-Ti, quer dizer, um Filho Ardente do Sol.
Porque, naquele momento, você vive o Fogo, o Fogo alquímico.
É um Fogo que não queima, mas que é vivido como um Fogo.
É a irradiação do Amor o mais absoluto, que não é condicionado, nem condicional.
É o Amor ligado ao retorno ao Estado de Ser.
Essa passagem do nascimento de seu Cristo Interior é o que está se realizando agora.
Alguns de vocês despertaram a Merkabah individual e, desde 29 de setembro deste ano, vocês conectaram com todas as Merkabah despertadas em uma magnífica rede cristalina de Merkabah coletiva Interdimensional.
O que dá uma Embarcação de Luz, que os Seres que a constituem, poderão tomar em comum, sem passar por uma Embarcação de Luz, sem passar pelas cápsulas de sobrevivência dos Anjos do Senhor, que virão recuperar os retardatários que protelam.
Vocês acedem diretamente ao seu Estado de Ser.
Então, entre as pessoas que vivem esse ‘Coroamento’, assim como o chamou Maria, ou a ‘Redenção’, a passagem pelas três Cruzes das 12 Estrelas, é o mesmo processo que está em obra atualmente.
É claro, ainda uma vez, há quem não queira esse Coroamento.
É a Liberdade a mais absoluta deles.
As pessoas não serão forçadas a ir aonde eles não quiserem ir.
Não se pode pretender na ‘ação de Graça’ da Fonte e impedir o outro de jogar, não é?
***
Questão: poderia desenvolver sobre a nuance que vocês fazem entre Fonte e Pai/Mãe?

Vocês todos têm um Pai e uma Mãe comum.
O Pai comum, de acordo com a carne, que lhes permitiu experimentar, antes da falsificação, a estrutura de carbono, é Orionis, Melquisedeque.
A Mãe, segundo a carne, que criou essas estruturas de carbono, é, como sempre, os Elohim criadores, é Maria e as outras (porque ela não estava só), que permitiram fecundar a matéria e ali aportar uma Liberdade de deslocamento para as Consciências Livres e Unificadas.
Portanto, resumindo, vocês têm uma Fonte Pai/Mãe que se espelha nela mesma, como Fonte e Reino.
Há Entidades existentes nos mundos da Criação que foram Pai e Mãe das estruturas de carbono, ou seja, que a Consciência delas criou, literalmente, esta Dimensão na qual os Filhos das Estrelas, os Filhos do Um, vieram tomar posse de um corpo, mas, na época, sem falsificação.
Ou seja, havia a possibilidade de estar, ao mesmo tempo, nesse corpo, mas também, ao mesmo tempo, em outras Dimensões.
Não havia separação.
A “queda” é um fechamento na matriz, um processo de separação que os fez esquecer o que vocês são e que nos fez esquecer, a mim também, o que se era, quer dizer, os Filhos da Luz e das Luzes inteiramente.
Portanto, há um Pai e Mãe na carne e segundo a carne, e há uma Fonte em Espírito.
Aí está o que se pode dizer.
***
Questão: se o que nós somos é Ilusão e se vivemos num mundo de Ilusão, como identificar o que se é verdadeiramente?

Penetrando o Coração.
Ora, «ninguém pode penetrar no Reino dos Céus se não voltar a ser como uma Criança».
Quer dizer que é preciso que a Consciência se torne Vibração.
É preciso cruzar a ‘porta estreita’, chamada de 8º Corpo.
É preciso se crucificar a si mesmo, abandonar as crenças e passar na Vibração do Fogo do Coração.
Porque, no Fogo do Coração, revela-se o que vocês são.
E, ainda uma vez, nós sempre o dissemos, vocês não podem penetrar a Verdade do que vocês são aderindo mais à Ilusão.
Isso não quer dizer colocar fim a seus dias, não é?
É uma atitude de espírito que se poderia traduzir em termos iniciáticos.
É, em primeiro lugar, a Transfiguração e, em seguida, a Crucificação.
É o único modo de ir para a Ressurreição.
Vocês são ajudados pela qualidade das vibrações e a qualidade das partículas que se derramam sobre a Terra desde quase trinta anos.
Mas, ainda uma vez, ninguém pode fazer o trabalho em seu lugar e ninguém pode salvá-lo, a não ser você mesmo.
Portanto, é um problema de identificação, de projeção.
Encontrar a Verdade não se faz por dedução.
Encontrar a Verdade e a Vibração não se faz pelo conhecimento, jamais.
Isso lhes foi dito: é preciso voltar a ser como uma Criança, quer dizer, aceitar não ser mais nada, não mais se identificar ao papel que você desempenha para encontrar a Verdade.
Assim é e assim foi, repetido em muitas tradições, é o sacrifício de Abraão, é o mesmo princípio.
É o sacrifício do Cristo, é o mesmo princípio.
Cabe a você saber onde é seu Reino.
Cristo dizia: “Meu Reino não é desse mundo”.
Vocês acabam de viver o Coroamento de sua Realeza, para aqueles que ativaram as Coroas, mas vocês não podem viver isso enquanto consideram que seu Reino é aqui.
Mas é sua Liberdade a mais estrita.
Se vocês querem aderir a uma estrutura de carbono e estão persuadidos de que, nessas estruturas de carbono, se encontra seu futuro, eu os tranquilizo, será.
***
Questão: qual era o interesse da falsificação para os maus rapazes?

O interesse era de se crerem ‘criadores’.
Porque eles pensavam, em sua lógica de fantoches, que, quando se cria algo, se tem poder sobre a criação.
Isso não é da criação, isso é chamado de escravidão.
Eles não foram capazes de apreender que as criadoras ou a Fonte tornam toda criação Livre e definitivamente Livre.
Ora, a palavra Livre, no espírito daqueles que organizavam os mundos, era impossível, eis que organizavam os mundos e os influenciavam por regras, dentro da Liberdade.
Por exemplo, um planeta, ele não gira em quadrado, mesmo nos mundos Unificados.
São as leis geométricas e matemáticas.
Eles quiseram fazer a mesma coisa para os Espíritos.
Torná-los quadrados, e vocês veem no que isso dá.
Um Espírito é Liberdade.
Não há que ser fixo dentro de uma forma como vocês foram, mas para viajar nos Multiversos, nas Multidimensões, fazendo passar a totalidade da Consciência de uma Dimensão à outra e, portanto, de uma forma a outra, e não permanecer fixo dentro desse corpo.
Portanto, não houve qualquer interesse na falsificação.
Isso que foi vendido, é o interesse de dizer que, se comprimimos a Luz, ela vai crescer.
E a Luz não é feita para ser comprimida.
A Luz não é feita para Ser.
Quer dizer, aparecer e viver, e em nenhum caso para ser comprimida e ocultada.
Portanto, é uma grande dissimulação.
E vocês verão, aliás, que, quando vocês se extraírem da matriz, mesmo no que vocês se prendem, suas vidas passadas, suas memórias, sua experiência, não pode mais nada dizer nos mundos Unificados e é totalmente dissolvido.
E há alguns sábios, alguns místicos, que viveram esta dissolução e do que eles falaram, sobretudo no oriente?
Que além de qualquer identificação da forma, vocês se fundem na Fonte, vocês se tornam impessoais, vocês se tornam Brahma, vocês perdem qualquer marcador ligado à Ilusão.
Quando vocês se tornam isso, qual importância tem seus papeis que vocês tiveram, fossem eles os mais prestigiosos desta criação?
Mais nenhum sentido.
Mas a problemática é que vocês são identificados a esse corpo, a esta evolução.
A desidentificação é a Crucificação.
A testemunha, ao nível de seu corpo, de que algo se abre, nesse nível, é a Coroa Radiante do Coração e, depois de um pouco, o despertar das 3 Lareiras, que não vai se fazer em um minuto.
Alguns já o viveram e outros vão levar um pouco mais de tempo para vivê-lo.
Mas, assim que a Coroa Radiante do Coração esteja despertada, assim que o Triângulo sagrado, ponta para baixo, no Coração, esteja ativo, vocês sabem pertinentemente onde está a Verdade e onde está a Ilusão, mesmo se vocês estão ainda na Ilusão.
Vocês sabem porque vocês o experimentam.
Não é mais uma crença, é a Verdade do que vocês vivem.
***
Não temos mais perguntas. Agradecemos.
***
Então, caros amigos, eu agradeço por sua escuta muito atenta e, então, sobretudo, vou desejar-lhes muito boas Vibrações, porque é o que os coloca na Consciência Unificada.
Vocês não podem pretender estar na Consciência Unificada se não Vibrarem, se não viverem esta Consciência.
Ainda uma vez, não é na cabeça, não é um desejo, não é um ideal, é um estado.
É profundamente diferente.
Então, eu lhes digo até muito em breve e vão cada vez melhor.
Estaremos em breve reunidos.
Até breve.
************

Mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
02 de outubro de 2010
(Publicado em 07 de outubro de 2010)
***
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
Postado por Célia G.
***
Transcrição e edição: Zulma Peixinho

************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário