O.M. AÏVANHOV – 9 de agosto de 2010

Clique aqui para comentar esta publicação






E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Então eu vou escutar as suas questões agora.
***
Questão: senti como uma irradiação, meu corpo como atravessado por 3.600 Volts.

É efetivamente uma irradiação.
Quer dizer que isso corresponde a uma travessia da sua estrutura física e sutil, na matriz, por partículas de Luz Vibral, tais como foram definidas, mas também a uma travessia em suas estruturas, de certo número de partículas chamadas de radiações ionizantes, cuja particularidade é, em um primeiro momento, provocar uma mutação do DNA e da Consciência.
É para ajudá-lo a ir para a sua Eternidade, para o seu Estado de Ser.
Portanto, é perfeitamente lógico.
E você vai Vibrar assim, cada vez mais.
***
Questão: qual é o papel da energia feminina, atualmente?

Então, a energia feminina, cara amiga, é um vasto assunto.
Quando a Fonte é manifestada, ela é “obrigada”, se ela quiser se ver a si mesma, a se duplicar.
Ela se duplica, porque a Fonte é capaz de ir, desde o ponto central onde ela está, até a última periferia, se é que podemos falar de periferia, quer dizer, o aspecto Vibratório mais afastado do que ela é.

Ela é onipresente, vocês sabem disso, isso não é uma visão da mente, ou seja, ela é capaz de emitir a totalidade do que é esta Fonte, tanto na parte periférica, na parte mais ínfima, como na parte mais ampla, sem distinção de Consciência.

É um processo que está diretamente ligado à Fonte.
A Fonte, portanto, se autocria e aquele que vai lembrar a Fonte, enquanto imagem e espelho, ao mesmo tempo, é o Arcanjo Metatron, que tem um lugar especial junto à Fonte.

Nessas criações multidimensionais, uma entidade esteve presente, e é representada por uma entidade feminina cujo arquétipo é
 IS-IS, ou seja, Maria.

A capacidade Criadora Dimensional, a capacidade Criadora, em relação com o DNA, decorre diretamente do que se pode chamar, na dimensão em que vocês estão, de ideal feminino ou de polaridade feminina da Fonte, se quiserem.

O mais exato, é o aspecto criador, a criação, a Fonte.
A Fonte É, ela Irradia, ela emana e ela é Consciência, oniconsciente de si mesma, por toda parte onde ela está, mas ela não cria.

A criação passa pela polaridade feminina.

Ora, o que acontece no mundo em que vocês estão?
Falou-se de um Deus criador, mas não há Deus criador, eu já disse, há apenas criadoras.

O criador É, ele assume uma função que é ser A Fonte.
A criadora assume outra função, que é criar, crescer e multiplicar as manifestações nos universos, nos multiversos, nas dimensões, quaisquer que sejam.

Assim, portanto, a capacidade criadora é de
 Essência feminina.

Ora, o que acontece na matriz?
Há quem quis tomar o lugar das criadoras.
São entidades masculinas que quiseram se fazer passar por criadores, enquanto que o criador não pode existir, uma vez que ele É.

Existir, quer dizer criar fora do que É, é já participar de uma forma de descida Vibratória e A Fonte não pode se permitir a isso.
Ela é obrigada a ter um testemunho fiel, a imagem de si mesma: o Arcanjo Metatron.

Ela é obrigada a se duplicar na polaridade feminina, que vai se tornar criadora.

Assim, na matriz, vocês estão em uma sociedade que chamam de Patriarcal, ou seja, onde a mulher foi rebaixada a um símbolo, por exemplo, as Virgens negras, ou as famosas Virgens criadoras, quaisquer que sejam, que são onipresentes em todas as civilizações.

Mas impediram, a essas Virgens criadoras, de tomar todo o lugar que é o delas, na falsificação.
Portanto, chamamos de uma era patriarcal, ligada à ilusão de um Deus criador.

Assim, mulher deve reencontrar a total possibilidade do que ela é.
Certamente, não é possível nas Dimensões dissociadas.
É totalmente possível nas Dimensões Unificadas.

Coisa que será possível para muitas mulheres manifestar, nos novos Universos Unificados e nas novas Dimensões Unificadas de 3D, porque o polo criativo, naquele momento, será restituído em sua grandeza.

Agora, nesta Dimensão em que vocês vivem, vocês devem transcender as duas energias que foram dissociadas, eu os lembro.

Chamam-se o Yin e o Yang, o masculino e o feminino e, por um abuso de linguagem que vocês compreendem imediatamente, há a Luz e há a Sombra e, portanto, há quem lhes diga que o homem seria a Luz e a mulher seria a Sombra, certamente.

Vejam vocês um pouco até onde pode ir a manipulação da Dualidade.

Portanto, a mulher deve reencontrar a sua propriedade criadora.
Mas como indivíduos, vocês são andróginos, mesmo tendo uma polaridade.

Mas vocês devem reunificar o masculino e o feminino, em vocês.
Esta é a coisa dedicada ao que é chamado de 13ª lâmpada ou de ‘corpo da Androginia primordial’, que lhes permite reunificar as suas duas polaridades, que foram dissociadas e separadas pelo Arcanjo Lúcifer.

Em breve vocês irão aprender que existe um
 Triângulo Radiante, constituído entre o ponto Alfa e o ponto Bem e o ponto Mal.

Esses dois pontos Vibratórios, que serão desvendados, estão diretamente ligados às polaridades que é preciso reunificar, para poder aceder à sua androginia.

O que não impede que na Androginia vocês tenham uma polaridade, mas esta polaridade não foi dicotomizada, ela não foi separada.
Ela está, ela também, Unificada nos mundos Vibrais Unificados.

Portanto, quando se fala da energia feminina e da energia masculina, nesse mundo, infelizmente, é assimilado ao Bem e ao Mal, o que é uma ilusão mais do que total, certamente porque, como sabem,
 nos Mundos Unificados, não há Bem, não há Mal.

A estrela de Maria, que se denomina ‘Bem/Mal’, isso em língua matricial, original (porque, mesmo quando eu coloco essas duas palavras que vou lhes dar, é ainda limitado com relação à verdade do que se poderia exprimir através desse conceito): o Bem seria a atração e o Mal seria a repulsão.

Mas a repulsão não tem a conotação negativa que existe na matriz, nos Mundos Unificados.

Por conseguinte,
 a polaridade feminina é o acolhimento, é a gestação.

Aliás, a raiz, quando se diz «Mamãe», «Mãe», «Matriz» são as águas de baixo, eis que a matriz original está ligada ao mundo marinho, ou seja, ao elemento Água, em oposição ao elemento Fogo.

O elemento Fogo é o elemento que fecunda, aquele que é o impulso inicial, mas
 o elemento que acolhe o Fogo é a Água e isso está diretamente ligado, certamente, a IS-IS.

Portanto, através da característica do Fogo, vocês podem imaginar o que é a característica, mesmo falsificada, da energia masculina.

E, através da Água, vocês podem imaginar o que é a característica da energia feminina, quer dizer que é a que acolhe, a que fecunda, a que umedece, em todos os sentidos do termo, a que esconde a fim de desvendar, uma vez que a gestação estiver concluída.

Eu os lembro de que o Fogo se banha na Água.
Aliás, a Água é constituída de Fogo.
E, sim, a água, como sabem, é hidrogênio e oxigênio.
São dois gases extremamente inflamáveis que queimam.

E vejam um pouco a lógica, é que esses dois gases dão a água.

Então, certamente, há águas de baixo e águas do alto.
As águas da matriz e as águas Bentas, as águas do Mistério.
Mas essas duas águas são de natureza feminina.

Através das características do elemento Água, aliás, é o jogo de palavras que se diz sempre, entre nós, lá em cima: é por isso que uma mulher vale por dois homens, porque ela é constituída de duas vezes mais fogo do que o homem.

Sendo constituída de duas vezes mais de fogo do que o homem, ela é capaz de ser a água.
É ao mesmo tempo simbólico e totalmente real, no nível Vibratório.

É por isso que há
 24 Anciões e 12 Estrelas.

A mulher é muito mais apta a acolher as energias da água do alto.
Ela é capaz de acolher então o Fogo, porque é o seu papel, muito mais facilmente do que o homem.

É verdade que há vários anos, havia muito mais mulheres que se abriam para as energias do Fogo do que homens.

Hoje, os homens não estão alcançando as mulheres, mas há homens que integraram a sua polaridade feminina e que são capazes de reunificar as suas duas polaridades.

O que explica que há, agora, no nível das pessoas que se abrem, quase tantos homens como mulheres.

Mas, na primeira parte da descida das energias, há quase trinta anos, era quase exclusivamente de mulheres, porque a elas cabia mesmo receber o Fogo, coisa que não podia fazer o homem, enquanto ele permanecia em sua polaridade masculina do tipo Fogo.
***
Questão: os Vegalianos podem intervir sem o nosso acordo consciente?

Sem seu acordo, felizmente.
Isso faz parte do contrato que vocês fizeram, há muito tempo, porque, o que é que pode se opor aos Vegalianos, além da personalidade?
E, sem a sua Consciência, é aliás mais frequentemente o caso.

Acontece que, quando vocês se despertarem no nível da
 Consciência Unitária, cada vez mais, a presença deles vai se tornar perceptível.
Mas vocês não podem, mesmo se tiverem Consciência, intervir em qualquer vontade com relação à ação deles.
Porque ela se situa, ao mesmo tempo, sobre a sua estrutura física e precisamente, através das suas ações, nos mundos Solares, ou seja, do seu corpo de Estado de Ser, como no corpo físico.
Ela prepara, se quiserem, a reunificação.

Os Anjos do Senhor lhes retiram também certo número de engramas que foram colocados para impedi-los de se elevarem.

Portanto, eles fazem, atualmente, uma limpeza muito grande.
***
Questão: quais são as ferramentas ou outras vias de acesso ao Estado de Ser?

Há a
 via direta, ou seja, sem mais qualquer ferramenta, como vivem alguns seres e como irão vivê-lo aqueles a quem chamamos de ‘os últimos que serão os primeiros’, que vão se despertar com a última Chave Metatrônica, que será desvendada dentro de alguns dias.
E eles irão viver o acesso ao Estado de Ser.

Eles poderão se colocar questões, mas lembrem-se de que, quando se alcança o Estado de Ser, não se coloca mais qualquer questão sobre a realidade do Estado de Ser.

Colocam-se, em contrapartida, muitas questões eventualmente sobre a existência deste mundo.
Mas os seres que irão viver o Estado de Ser, como sempre foi dito, de maneira instantânea, quando da revelação das Chaves Metatrônicas, terão esta revelação de maneira direta, íntima, pessoal, independentemente de qualquer ensinamento ou de qualquer técnica que tenha sido comunicada anteriormente.

Mas eles estarão a par, porque
 viverão o reencontro com Maria e, portanto, não poderão recusar.
Aqueles que estão abertos no nível dos chacras, certamente.
Eu não falo daqueles que não poderão despertar a Dupla Coroa.
***
Questão: pode haver conflitos entre os Anciões?

Você acredita que os felinos de Cassiopeia ou outros irão dançar com os Mestres geneticistas de Sírius?

Mundos Unificados não quer dizer Babacool
 [hippies pós anos 70], todos com o mesmo pensamento e na mesma ideia.
É uma visão um pouco particular.
Há diferenças de apreciação.
Há diferenças Vibratórias, mas que vão todas ao sentido da Unidade.

Todos os caminhos levam a Roma.
Há conflitos, parece-me, que existiram com os Arcanjos, na criação da 3ª Dimensão dissociada.
E, no entanto, os Arcanjos estão todos conectados com a Fonte.

Os Mundos Unificados vivem fenômenos, não de Bem e de Mal, ou de ego, mas ‘fenômenos de atração e de repulsa’, estritamente normal, em meio à lei de Ação da Graça.
***
Questão: é difícil unificar as 24 Consciências da sua Assembleia?

É muito fácil.
Toda a diferença com vocês, é que vocês estão fechados nos seus pensamentos e na sua individualidade e na sua personalidade.

Nós, o que emitimos como pensamento jamais é escondido dos outros 23.
E isso é semelhante entre as Estrelas de Maria.

Há portanto uma
 livre circulação da energia e do pensamento, o que não é o caso nos mundos falsificados, devido ao ego que confina o que ele pensa.

Qual de vocês é capaz de dizer o que pensa, claramente, com relação a cada um de vocês aqui?
Ninguém.

Portanto, quando dizemos que temos conflitos, não compreendam isso com uma visão específica ligada à personalidade.
***
Questão: você pode desenvolver sobre o que você chama de “os casulos de Luz”?

É uma expressão.
Os casulos de Luz são simplesmente os corpos sutis.

O termo «casulo» é perfeitamente ilustrativo com relação à passagem da lagarta à borboleta, eis que a lagarta tece um casulo, não é?
E o casulo que vocês teceram está ligado às partículas adamantinas que vêm, literalmente, se calcar e tomar o lugar dos seus diferentes corpos sutis.
Todas as palavras que empregamos, desde vários anos, são destinadas a conduzir ao agora, sem exceção.

O casulo querendo bem dizer o que isso quer dizer.
É algo no interior no qual vocês estão fechados.
E o último casulo que está ligado às partículas adamantinas, às partículas que se agregam, essas radiações ionizantes, essas partículas de Luz da 5ª Dimensão, que se agenciam ao redor de vocês e que desencadeiam as sensações que vocês têm, têm por objetivo queimar os casulos inferiores: o corpo etéreo, o corpo astral, o corpo mental e o corpo causal.

Se vocês não tiverem queimado estes corpos, vocês não podem aceder ao Estado de Ser.
É o papel da Luz.
E, portanto, os outros casulos vão desaparecer.
***
Questão: como me recentrar no Coração, quando algo me perturba?

Agora, se isso o perturba, é que você não está no Coração, é assim simples.

Portanto, porque esperar ser perturbado para ir ao Coração?

Não confunda o Coração com “eu me sinto bem, portanto estou no Coração”.


O Coração é uma Vibração.
Então, obviamente, se algo o desestabilizar, isso iria querer dizer, previamente, que você não está no Coração, e não depois.

Portanto, é preciso aproveitar os momentos em que a vida o deixa tranqüilo para se estabilizar no Coração.
Não é no momento em que isso vai mal que se pode dizer “eu vou no coração”, ou “como eu vou ali retornar”.

Portanto, é preciso tomar a questão um pouco ao contrário.

É: “como eu posso fazer para me estabelecer no Coração?”.
Porque, se você estiver no Coração, você não pode ser alterado por uma contrariedade ou por uma pessoa, você permanece no Coração, não é?

Mas enquanto você estiver sujeito à sua personalidade e ao seu mental, você vai reagir assim que houver o que se chama de contrariedade.
Mas o próprio fato de reagir prova que você não está no Coração.

É demasiado fácil dizer, quando você é afetado por algo: “isso me fez sair do Coração”, “não é minha culpa, é culpa do outro”.

Não, você estava sujeito à atração, ao caminho de ressonância que fez com que você fosse atraído, você, lá onde havia falhas.

Não é no momento em que tudo vai mal que se pode imaginar ir ao Coração, e o próprio fato de dizer esta frase deste modo demonstra que é ainda o mental que está dominando.
Porque o mental vai sempre, lembre-se, fazê-lo crer que é o outro, o mau, que são as circunstâncias, o mau, mas que, no interior de você, tudo está limpo, tudo está um “brinco”, como dizem.
É completamente falso.

Aceitar se ver tal como se é, é aceitar ver as suas falhas.

O que faz com que o outro venha me mostrar que eu não estava no meu Coração?
Ao invés de dizer que as circunstâncias me desestabilizaram e me fizeram sair do Coração.
Porque, quando a vibração do Coração estiver presente, pode-se efetivamente ter circunstâncias, no início, que vão, como dizer..., desestabilizar.
Mas elas não estão aí para desestabilizá-lo.
Elas estão aí, unicamente, para fazê-los ir ainda mais ao Coração.

Mas, se a personalidade, ou o mental, se apreender, naquele momento, você irá projetar no exterior ou no outro, a responsabilidade do seu estado.
O mental funciona sempre assim.

Ao passo que, quando você encontrou o Coração, o mental não pode mais induzi-lo a esse tipo de raciocínio, porque a sua Consciência e a sua Vibração do Coração recusam isso instantaneamente.

Por conseguinte, você não pode expressar, estando no Coração, esse tipo de pergunta que reflete a dificuldade, justamente, para viver sem a influência do mental.

Ora, não se pode vencer o mental pelo mental, é impossível.
Você pode girar em círculo ainda milhões de anos assim.

O único modo de superar o mental é encontrar o Coração.

Então, obviamente, o ser humano é muito fã de teoria.
Há, no século XX, todas as teorias que supostamente explicam o mundo.
Mas se pode ir assim, também, durante milhões de anos.

Enquanto que, quando estamos no Coração, somos a explicação do mundo.
Não é perfeitamente a mesma coisa encontrar explicações exteriores quando somos nós mesmos a explicação.

Agora, querer se colocar no Coração quando se está perturbado, isso recorre à Dualidade, porque queremos colocar algo para remover alguma coisa.
O Coração não é assim.
A Vibração do Coração é abandonar-se à Luz.
É perceber e sentir a Vibração.
***
Questão: afastar-se de ambientes ou de pessoas que incomodam é uma boa solução?

Aí está o exemplo que continua ainda exatamente o que acabo de dizer: não é porque você vai fugir de algumas pessoas que o incomodam que você vai encontrar o seu Ser Interior.
Ao contrário, digo-lhe que os seres que o incomodam estão justamente aí para ajudá-lo a ir para o seu Interior.

Então, agora, se você quiser suprimir tudo o que o incomoda ao seu redor, você deve se colocar em uma caverna e não mais se mover.
Mas você não irá encontrar, no entanto, o Coração.

O tempo dos Eremitas terminou, não é?
Procure o reino da sua Luz Interior, e tudo isso irá se dissolver.

O importante não é o porquê.
O importante não é o como, sobretudo nos tempos que empurram nas nádegas, como disse Sri Aurobindo.
Vocês estão verdadeiramente nesses tempos aí.
***
Questão: por que sou sempre tão afetada pela morte da minha mãe?

Cara amiga, quando você atingir as esferas da Unidade, sua mãe não é a sua mãe e seu pai não é o seu pai.

O Ser, no Estado de Ser, é totalmente livre.
Todos os esquemas, sem exceção (filhos, pais, avós, chefe), não existem na Unidade.

Portanto, querer explicar esses esquemas volta a reforçar a Dualidade, de maneira inexorável, e a dar peso na Vibração e a sair ainda mais no Coração.

Não se encontra o Coração resolvendo um problema.
Encontra-se o Coração indo ao Coração.

Querer encontrar uma explicação é típico do ego e absolutamente não do Coração.

E se eu lhe der a resposta, isso vai reforçar o seu ego, isso não vai liberá-la.

É preciso bem compreender esse mecanismo e assimilá-lo, no Coração.
***
Questão: estar triste se o sol está escondido e alegre quando ele está lá, isso está ligado ao corpo de Estado de Ser?

Inteiramente, e também com um mecanismo fisiológico.
Há seres que são sensíveis à luz e assim que não haja luz suficiente, eles não ficam bem.
Isso está efetivamente ligado a um mecanismo fisiológico que está, ele mesmo, ligado à privação do Estado de Ser.
***

Questão: por que tenho necessidade salgar e adoçar de forma anormal os alimentos, recentemente?

Você ainda precisa compreender que, no nível do Fogo do Coração e do Fogo do sacro e do Fogo da cabeça, há uma necessidade de nutrientes muito mais importante.

É por isso que Anael, já desde mais de um ano, recomendou-lhes ingerir líquidos, que é um aporte de nutrientes e de minerais mais importante.

Para alguns, o açúcar é um combustível e, portanto, vai favorecer (porque é metabolizado muito rapidamente, na condição de não ser diabético, é claro), vai permitir fornecer energia à Kundalini e a algumas zonas do cérebro.

E é indispensável para realizar as transformações que você tem.
Isso é perfeitamente normal.
Não é para frear.
É uma necessidade fisiológica, diante das modificações de Consciência que vocês vivem.
***
Questão: o que fazer para tratar uma disfunção de chacra?

Bem, acolher ainda mais a Luz e aceitar que a Luz coloque cada vez mais em evidência a Sombra.

A Luz vai chegar para limpar isso.

Compreenda bem que toda a dificuldade é que, se eu lhe der um elemento específico, o risco é maior, é de fazê-lo entrar na Dualidade, ou seja “eu luto contra isso”, mais do que “abandonar-me a Luz”.

O mestre Ram deu-lhes, há não muito tempo, um protocolo específico que permite
 colocar a Luz, você mesmo, nas suas estruturas, a fim de agir você mesmo (ndr: na sessão de “protocolos”, sob o título “cura final” (*)).

Eu os lembro, mesmo se no momento não for sempre uma realidade, para vocês e para muitos, é de que, mesmo o que vocês chamam de doença, é uma ilusão.
Ela é uma criação da sua própria submissão ao princípio de morbidade nesse mundo.
Se você estiver ativando as suas Coroas Radiantes e Vibrando na Vibração do Coração, muitas coisas devem desaparecer de vocês.

E vocês apenas podem fazê-las desaparecer estando cada vez mais em meio à Luz e não na reação da dualidade que demanda o que fazer para ou o que fazer contra.
Aí também é preciso que os mecanismos se juntem aos ‘princípios Unitários’.

É semelhante como há pouco, com relação a “será que eu devo me afastar das pessoas que me incomodam?”.
É o mesmo princípio.

Se vocês aplicarem, vivendo essas Vibrações, os ‘princípios de dualidade’, vocês recaem na dualidade, ou seja, no bem e no mal e, portanto, na ilusão Luciferiana.

Vocês não irão nutrir a Unidade, vocês irão nutrir, ainda uma vez, a sua própria Dualidade.
Isso não quer dizer que é preciso tratar algo com desrespeito, tampouco.
Não é questão de não ver.
Justamente, é questão de ver e, uma vez que se viu, de se remeter, em Verdade, à Luz, porque é ela que vai agir.

Sempre dissemos que a Luz era Inteligente e muito mais inteligente do que o seu pequeno cérebro.
E ela sabe o que é preciso fazer, em meio às suas estruturas e em meio às suas poeiras.
***


Não temos mais perguntas. Agradecemos.
***
Então, quanto a mim, eu vou lhes transmitir todas as minhas Bênçãos.
O Ancião Chefe os saúda.
Eu lhes digo até muito em breve para dar sequência.


************
(*) – ‘Ativação da Consciência de Cura Final’ [Protocolo] - UM AMIGO:

http://www.portaldosanjos.net/2010/05/um-amigo-ativacao-da-consciencia-de.html

***
Mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
09 de Agosto de 2010
(Publicado em 16 de Agosto de 2010)
***
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
Postado por Célia G.
***
Transcrição e edição: Zulma Peixinho
************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário