ANAEL - 1º de agosto de 2010 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Intervenção do Arcanjo da Relação e do Amor -

“A diferença fundamental entre a consciência limitada e a Consciência Ilimitada é que a consciência limitada se nutre de crenças, de certezas, enquanto que a Consciência Ilimitada se nutre da certeza do Ilimitado, da certeza da Unidade, quaisquer que sejam as formas empregadas e manifestadas pelo próprio Estado de Ser.”



 Eu sou ANAEL, Arcanjo.

Bem-amados Filhos da Luz, nesta densidade, queiram acolher minhas bênçãos.

Eu venho a vocês para dar uma série de informações que eu qualificaria de complementares, em relação ao que exprimiu UM AMIGO.

É importante, para vocês, apreender e compreender que vocês não podem, de maneira alguma, apreender a Consciência Ilimitada através de qualquer descrição, seja ela a mais exata, concernente ao sinal que se estabelece quando de sua instalação.

Vocês não podem, através da ferramenta mental, se apreender de qualquer Verdade referente à Consciência Ilimitada, pois sua característica essencial é que, no Ilimitado, não existe mental, não existe limitação, relacionado e em ressonância com o dito mental.

O problema sendo, justamente, que o ser humano, nesta densidade, prisioneiro e cativo dessa matriz, só pode elaborar estratégias em relação ao dito mental.

Entretanto, o acesso ao Ilimitado firma, justamente, a parada do que vocês chamam de mental.

Ele não pode, portanto, apreender, de nenhuma maneira, de nenhum modo.



Assim, portanto, o período anterior ao instante imediato do seu acesso ao Supramental passa pelo silêncio do mental.

Vocês não podem, portanto, pretender ter acesso à Dimensão Ilimitada se alguma atividade dele estiver ainda presente em sua consciência.

Assim, portanto, a primeira etapa vai consistir em se liberarem, em Verdade, da influência de seu mental.

Vocês não podem, tampouco, fazer calar o mental com o mental.

Vocês não podem, portanto, ordenar para ele se calar e fazer silêncio, porque ele fará exatamente o inverso.

Assim, então, existem vários meios de variantes que permitem instalar e favorecer a instalação do Supramental e, portanto, superar, pela própria Vibração de seu corpo e de sua Consciência, a iluminação do mental.

De fato, assim como lhes foi explicado, a Consciência se manifesta em pontos da Consciência ou em pontos cruciais de Vibração da Consciência.

Esses pontos de Vibração da Consciência possuem, por vezes, nomes muito conhecidos como chacras, lâmpadas ou corpos espirituais.

Não há coisa complicada, na Consciência Ilimitada, dado que não há ferramenta mental, dado que não há o aspecto discursivo, não há dicotomia, não há análise, mas existe, nesse nível, uma integração, eu diria, ou uma síntese, se preferirem, direta do mecanismo da Consciência por ela mesma, sem passar por filtros ou ferramentas tais como as conhecem.

O próprio conhecimento, na esfera Ilimitada, torna-se imediato.

Ele não tem necessidade de qualquer análise ou de qualquer observação exterior, dado que a Consciência segue o movimento.

Assim, portanto, vocês estão nessa forma que conhecem e que chamam “eu”, identificados por uma fisiologia, identificados por um reconhecimento de forma.

Obviamente, quando vocês se observam num espelho, vocês se reconhecem.

Nas Dimensões Unificadas não há Unicidade da forma, mas multiplicidade da forma.
Os mundos Unitários são características disso.

Existe, nos mundos Unitários, a capacidade real para passar de uma forma a outra, de uma Vibração a outra, passando de uma Dimensão a outra.

E, no entanto, trata-se da mesma Consciência, cuja esfera de expressão torna-se diferente segundo o mundo percorrido.

Assim, portanto, penetrar na esfera do Ilimitado, na Consciência Unificada, corresponde à ativação, em vocês, da Luz Vibral no nível da Coroa Radiante do Coração.

É por esta porta que vocês ascendem à sua Multidimensionalidade.

É por esta porta que vocês descobrem o que vocês são, na Verdade, na Unidade, além da Ilusão que vocês habitam através desse corpo.

E, no entanto, esse corpo é aquele que vai lhes permitir ter acesso ao que está além do corpo e além da consciência limitada e separada.

*

Aí está, bem-amados Filhos da Luz, o que eu queria lhes dizer em relação a isso.

Assim, então, vamos, inicialmente, se quiserem e se desejarem, abrir um espaço de perguntas correspondentes à sua Consciência, a Consciência e os diferentes aspectos da Consciência.

Assim, portanto, eu lhes dou a palavra e espero poder ajudá-los no caminho que os leva ao que está além de toda a compreensão, porque isso corresponde à vivência.

A diferença fundamental entre a consciência limitada e a Consciência Ilimitada é que a consciência limitada se nutre de crenças, de certezas, enquanto que a Consciência Ilimitada se nutre da certeza do Ilimitado, da certeza da Unidade, quaisquer que sejam as formas empregadas e manifestadas pelo próprio Estado de Ser.


***

Questão: qual é a diferença entre a consciência coletiva e a consciência global?


Bem-amado, a consciência coletiva corresponde ao conjunto do resultado, não da adição, mas da associação, das diferentes consciências individuais.

A consciência coletiva é o resultado de uma série de crenças, estabelecidas como fatos provados, qualquer que seja sua irrealidade na matriz à qual vocês estão submetidos.

A consciência global não tem esta visão limitativa.

Ela corresponde, no que eu chamaria de noosfera, ao conjunto de consciências individuais, quaisquer que sejam.

Quer dizer, sejam limitadas e Ilimitadas.

A consciência coletiva é, então, por definição, tão limitada como a consciência de um indivíduo pode ser.

Ela não pertence aos mundos e às esferas Ilimitadas.

A consciência global, quanto a ela, vai englobar os dois aspectos: tanto a consciência coletiva restrita (e portanto limitada) como a Consciência Ilimitada existente nos mundos Unitários.

A noosfera é a junção e a associação que pode existir entre a consciência coletiva e a consciência global.

Vocês se situam, em seu mundo e no que percorrem, na consciência coletiva.

A consciência coletiva imprime sobre vocês uma série de crenças, uma série de ideais, uma série de adesões a princípios que são, frequentemente, totalmente falsificados e que não têm qualquer existência nos mundos Unificados.

A consciência global refere-se à consciência coletiva, e mais, também, a certas esferas de consciência dificilmente acessíveis e que necessitam sair do condicionamento da consciência coletiva, para ter acesso à esfera mais pura da Consciência, chamada de Consciência Ilimitada, dentro da coletividade.


***

Questão: na consciência coletiva existe um sentir coletivo dos acontecimentos a vir?


Inteiramente.

Isso pode ser chamado de espaço do sonho, no sentido tradicional do termo.

Assim, portanto, muitos seres humanos, hoje em encarnação, têm sonhos, não idênticos, mas que apresentam a mesma coloração.

Vocês entraram, há pouco tempo, no período apocalíptico, período da Revelação.

É portanto perfeitamente lógico que muitos seres humanos, por toda parte sobre o planeta e independentemente de suas crenças individuais, encontram-se sujeitos a engramas relacionados com a consciência de natureza coletiva, às suas limitações, mas também à transformação desta consciência coletiva sob a influência da noosfera ou da consciência global.


***

Questão: os diferentes estados de consciência correspondem aos diferentes Samadhi?


Assim que vocês cruzam as portas, bem-amada, da consciência limitada, existem tantas possibilidades de Samadhi como de acessos a Dimensões Unificadas.

Seja qual for sua origem Dimensional, torna-se possível, cruzando as portas da Ilusão, por intermédio da Coroa Radiante do Coração, penetrar em um conjunto de manifestações da Consciência Ilimitada que reflete, efetivamente, uma série de Samadhi perfeitamente posicionada pelos grandes Sábios.


***

Questão: a fé faz parte da consciência ou da crença?


Bem-amada, eu responderia que isso é profundamente diferente para cada indivíduo.

Existe exatamente o mesmo dilema em relação à palavra Amor.

A vivência e o conteúdo Vibratório da palavra Amor não são os mesmos para um ou para outro, em função de sua própria experiência vivida, em função de certo número de subentendidos, de crenças e justamente de Vibrações.

O princípio da fé é exatamente o mesmo, mas podemos dizer que, bem frequentemente, esse princípio foi utilizado, de maneira extensiva e abusiva, pelo conjunto de forças que os mantêm na Ilusão.

Dessa maneira, então, de maneira mais global, o problema da fé é que, frequentemente, releva de uma crença mais do que da experiência.

Guardem que a consciência limitada é a esfera da crença, que a Consciência Ilimitada releva da esfera da experiência.

Crença e experiência não fazem uma boa mistura.

Há, portanto, uma oposição, bem real, entre a fé e a experiência.

Jamais a fé cega irá conduzi-los à Eternidade.

Aliás, isso foi repetido em alguns textos, mesmo falsificados, existentes em seu Novo Testamento.

Lembrem-se de que a Consciência Ilimitada é, antes de tudo, Vibração e expansão.

Vocês não podem pretender estar na Unidade se não viverem, primeiramente, a Alegria, em segundo lugar, a Vibração e, em terceiro lugar, o próprio Ilimitado.

A fé jamais irá conduzi-los à experiência do Ilimitado.

Todavia, ela pode prepará-los para isso.


***

Questão: a confiança pode conduzir ao Ilimitado?


A confiança é um dos elementos que lhes permite se aproximarem da Unidade.

Mas ela não conduz diretamente à Unidade.

Pode-se dizer que ela seja, talvez, um elemento motor.

Mas, ela sozinha, não basta para fazê-los viver a Unidade.

De fato, vocês podem ter uma total confiança na Unidade e na Consciência, é por isso, no entanto, que vocês vivem a Unidade?

A Unidade é, antes de tudo, Vibração, Alegria e expansão e extensão da Consciência nas esferas desconhecidas, em sua encarnação.


***

Questão: a confiança pode nos ajudar no abandono à Luz?


Bem-amado, a confiança não leva ao Abandono.

Eu fui muito claro, há 14 meses, sobre esse princípio do Abandono à Luz.

Você pode ter toda a confiança do mundo, sem, no entanto, viver o abandono.

O abandono se define mais como um problema de ego e de personalidade.

Existem personalidades, digamos, extremamente confiantes.

E, no entanto, elas jamais irão se abandonar à Luz.

Bem-amado, eu o remeterei, aí também, às palavras de CRISTO na Cruz.

Ele tinha confiança naquele momento?

A confiança depende da estrutura da personalidade.

O Abandono à Luz é específico do abandono da personalidade e, portanto, corresponde ao acesso ao Ilimitado.

Não pode haver confiança resultando em um abandono.

A confiança é um argumento da personalidade e não do Estado de Ser
.

O Estado de Ser nada tem a ver com a confiança, porque ele está na Unidade.

Ele não é, então, nem questão, nem interrogação, mas certeza.

Quando há certeza, não há necessidade da confiança.

A confiança, em um plano Vibratório, na personalidade, está diretamente ligada, no plano Vibratório, à vontade, que é a diferença essencial existente entre a vontade de Luz e o Abandono à Luz.

A vontade de Luz corresponde ao ego.

O Abandono à Luz corresponde ao Estado de Ser
.

A vontade reflete uma tensão para um objetivo.

Do mesmo modo, a confiança.

Ao passo que o Abandono reflete uma rendição.


***

Não temos mais perguntas. Agradecemos.


***

Bem-amados Filhos da Luz, ANAEL lhes agradece.

Eu lhes digo, quanto a mim, até muito em breve.



************

Mensagem do Amado ARCANJO ANAEL no site francês:
1º de agosto de 2010
(Publicado em 07 de agosto de 2010)

***

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
Postado por Célia G.

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário