UM AMIGO - 25 de fevereiro de 2010 - Autres Dimensions

Clique aqui para comentar esta publicação




- Intervenção de um Iogue -
 Embaixador da Divina MARIA 

Primeira Intervenção de UM AMIGO no site Autres Dimensions

http://www.mediafire.com/file/y889hhvhucwu7cl/77-UN_AMI-25_fevrier_2010-article931d.mp3

~ Consciência Ilimitada e seus 4 Pilares ~

Eu os saúdo, vocês, Consciências aqui presentes e Consciências que irão também ler as palavras que eu terei pronunciado esta noite.

Se quiserem, eu os chamarei de Meu Amigo, de Meus Amigos.
Então, chamem-me, no momento, de: UM AMIGO.

É a primeira vez que me expresso novamente, nesta densidade que vocês manifestam, desde mais de cem anos.

Como lhes anunciaram, eu sou um dos 24 Anciãos.
Cada um de nós, como vocês sabem, apresenta uma especificidade que o relaciona, de maneira mais direta, a um dos elementos.

No que me concerne, eu estaria mais próximo da Água, embora alguns me situem próximo do Ar.

Se permitirem, Caros Amigos, eu vou definir o quadro desta intervenção, assim como das minhas intervenções futuras.

Durante a minha vida, em meio a esta densidade, eu fui muito atento em manter uma atenção e uma intenção intensas para me aproximar ao máximo da experiência do meu Despertar, ocorrida muito jovem.

Para isso eu precisei, no curso desta vida, excluir-me, de algum modo, do mundo.
Não para fugir do mundo, mas, bem mais, para restabelecer, na minha Consciência, a permanência da Imensidão descoberta e revelada quando do meu Despertar.

Então, eu não venho me exprimir ou me estender sobre a minha Vida, mas, bem mais, através de exemplos da minha vida, mostrar-lhes o que arrisca, sim, ser a sua Vida frente ao Ilimitado que vem para vocês.

Muito jovem, eu compreendi, nesta vida, que existia uma série de elementos que retardam ou que afastam, o que dá no mesmo, a Consciência Ilimitada que eu vivenciei, sem, entretanto, certamente, eu jamais alcançar isso.

Mas, na minha constituição de então, era muito mais fácil para eu constatar, por uma atenção e uma vigilância de cada instante, que alguns elementos podiam asfixiar, sem fazer desaparecer a Consciência que eu chamaria de ‘Imensidão’, a Consciência do Si ou o que vocês chamam, hoje, de Estado de Ser.

***

Muito rapidamente, apareceu-me bem distintamente que a melhor maneira de se afastar da Verdade, da Consciência, é utilizar as palavras.
Porque as palavras se dirigem à razão, à cabeça e muito pouco, raramente, ao Coração, e as palavras retardam a Imensidão da Consciência, do mesmo modo que algumas narrativas humanas não essenciais obscurecem, elas também, a Consciência da Imensidão e da sua Vibração.

Então, sim, eu me retirei em mim mesmo, não para fugir desse mundo, porque a minha missão ali estava, mas, bem mais, para compreender quais eram os meios que podíamos abordar para viver a Imensidão da Consciência.

Isso não foi sem me aproximar do que muitos seres humanos vivem hoje, a título individual, mas em meio a um movimento coletivo tão aguardado e tão esperado.

Houve, entre os Melquizedeques, quem se exprimisse entre vocês, o Meu Amigo o Mestre RAM, que frequentemente respondeu às suas questões por palavras, pelo silêncio, pela Vibração e pela Luz.

Conhecendo a potência da palavra na densidade em que vocês se manifestam, eu tentarei, na medida do possível, utilizar palavras esculpidas e lapidadas, dirigindo-se antes de tudo à sua Essência e à sua Consciência, além do filtro mental.

Porque, depois de tudo, se vocês se manifestarem nesta densidade, como eu me manifestei nesta densidade, quaisquer que sejam as armadilhas e o peso desta densidade, ela não pode existir, entretanto, se não houver um fio condutor, um sopro que anima esta matéria.

É nesse sopro que se situa a sua confiança perdida.
É nesse sopro que se manifesta, para aquele que o desejar, a centelha do abrasamento, a centelha do despertar, a centelha do Espírito.

Assim, tendo passado esta vida vivendo isso, eu sou, hoje e nos próximos momentos, certamente em meio à nobre Assembleia dos 24 Anciões, um dos mais aptos a esculpir lapidar as palavras: aquelas que nutrem e que abrem, e não as palavras que fecham e que apagam.

Se, das Dimensões em que estamos, vocês pudessem observar as Vibrações das palavras que vocês emitem e pensamentos que vocês emitem, vocês constatariam que não existe, definitivamente, senão duas variedades de palavras e duas variedades de pensamentos: aqueles que abrem para o Ilimitado e aqueles que fecham para o limitado.

Dessa maneira, então, a palavra pode ser mágica, quando diz a Verdade e quando vibra em vocês, além do filtro do mental, além mesmo das suas adesões a ritos, a crenças ou a suposições.
Assim, eu espero ser para vocês um Amigo no caminho.

***

O caminho que vocês percorrem hoje é um caminho único, porque os levam à sua Unidade, se tal for o seu desejo, se tal for a sua aspiração.

A sua Consciência deve modificar os seus modos de funcionamento a fim de se perceber no Ilimitado e não mais no limitado.
Para isso, esta Consciência necessita de atenção.

Esta atenção é capital, porque naquilo a que vocês colocam atenção se manifesta.
Se a sua atenção se colocar na guerra para estabelecer a paz, você não estabelecerá senão a alternância guerra /paz e jamais a paz eterna.

Se a sua atenção se colocar na dualidade desse mundo, você não poderá sair da dualidade.
Se a sua atenção se colocar no Ilimitado da humanidade, então, você irá se tornar Ilimitado e Unidade.

O segundo pilar da Consciência é a intenção.
Vocês fazem as coisas com intenção ou fazem as coisas por ociosidade, ou por crença, ou por hábito?
A intenção é portadora da sua própria Consciência.
Onde você coloca a sua intenção, a Consciência segue.

O terceiro pilar da Consciência no caminho para o Ilimitado é a integridade.
Isso quer dizer que vocês não podem funcionar com Consciência, compartimentado de tal modo, com o companheiro de tal outro modo e ainda de um outro modo, conforme as relações que vocês gostam ou que vocês gostam menos.

A integridade necessita da reunificação da sua Consciência nessas diferentes limitações, a fim de lhes permitir manifestar-se no Ilimitado.

O quarto pilar é a ética.
Qual é o sentido da sua ação?
Qual é o próprio sentido do seu desejo de Luz?
É um desejo de Luz para possuir a Luz, como quando o Ser Humano diz «eu te amo» a fim de melhor possuir e assim destituir o outro de Si mesmo?
Ou então, vocês querem a Luz porque vocês sabem que é ela que lhes confere o Ilimitado?

A ética se define do mesmo modo.
Qual é o sentido da sua ação?
Esse sentido é limitado ou Ilimitado?
Vocês agem na ação pura ou agem pela reação?
No caso da ação, há Unidade.
No caso da reação, há dualidade.

Esta dimensão dissociada onde vocês estão, onde eu coloquei os meus pés, não existe senão porque ela é sustentada, mantida, por um mínimo de Luz, de Beleza e de Ilimitado.

E, no entanto, a sua Consciência, nesta Dimensão, é limitada, não é?

Vocês são, portanto, limitados por um corpo, por um campo de coerência e um campo de Consciência.
E, no entanto, em algum lugar no fundo, vocês sabem, ou percebem, que vocês não são esses limites.
E, no entanto, vocês vivem isso.

Então há, não é?, aqui, um problema.
O problema não vem senão disso: do conjunto de camadas sucessivas de crenças e de atenções para esta Dimensão que vocês manifestaram em suas múltiplas vidas, como todo mundo.

***

Hoje, a etapa que se anuncia como iminente, se vocês a desejarem, é o retorno à Consciência do Ilimitado, a fim de reencontrar e manifestar a sua Totalidade, a sua Inteireza, a fim de escapar dos limites.

Esses limites são apenas os reflexos das Consciências que conceberam (eu digo, sim, conceberam e não criaram) esse plano de manifestação.
Foi concebido um princípio fundamentado, em todos os sentidos da palavra, na dualidade.

Tudo o que vocês conhecem sob os vocábulos de bem e de mal, de bom e de mau, de Sombra e de Luz, de eu amo e eu não amo.
Ora, a Consciência Ilimitada não é isso, com certeza.

A Consciência Ilimitada, que se apoia sobre os quatro pilares que eu acabo de definir, é Ilimitada.

Imaginem o que eu pude viver enquanto um jovem adolescente e vivendo um golpe de irrupção da Imensidão dentro das minhas próprias limitações.
Esse momento, reparado entre todos, os deixam, como dizer, maravilhados e de algum modo deslumbrados e amedrontados, ao mesmo tempo.

É como se alguém lhes tivesse dito (ninguém sabe quem é esse alguém) que o seu mundo era constituído de um compartimento e que todo o mundo evoluía neste compartimento sem procurar em outro lugar, sem mesmo imaginar outro lugar possível.
E depois, um dia, uma Consciência sai e vê que há outros compartimentos.

Mas que além dos compartimentos existe um universo que ele não pode nem descrever, nem trazer, nem manifestar, então ele poderá apenas simplesmente testemunhar ou, se preferirem, ser o ‘mensageiro’, mesmo sabendo pertinentemente que ser a testemunha e o mensageiro não servirá, no entanto, de nada para aqueles que não querem sair do compartimento.

Mas, esperando também que, ao testemunhar, além mesmo das palavras, manifestando o melhor possível, nesse limite, a sua Consciência Ilimitada, ele poderá mostrar um caminho, um caminho e um exemplo.
Mesmo sabendo que inúmeros Irmãos e Irmãs, fechados nas suas limitações, não querem sequer ouvir falar do Ilimitado.

Normalmente, nesta densidade, isso não coloca qualquer problema, porque cada Consciência experimenta e vibra ao seu próprio ritmo.
Mas existem períodos, nos quais vocês estão, em que os muros do compartimento no qual vocês estão fechados, vão cair, e para todos, mesmo para aqueles que não querem, porque o que acontece não é mais um processo individual, mas um processo global.

É por isso que no momento em que os muros caírem, algumas Consciências que não conseguem mais se situar nas suas limitações habituais, entrarão em um Estado de catalepsia própria, chamado de estase, chamado de diferentes nomes em suas diferentes tradições, de um extremo a outro da Terra.

Através do que eu acabo de lhes narrar, eu coloco assim um quadro e fundamentos para a nossa discussão que vamos, se quiserem, Caros Amigos, estabelecer juntos, sempre tendo presente em mente que o objetivo, o meu único objetivo, é a Consciência e o Ilimitado.

Então, lancemos esse movimento que, eu espero, pelas palavras esculpidas que eu vou empregar, irá lhes permitir raciocinar mais corretamente e o mais próximo possível do Ilimitado que está em vocês.

***

Questão: pode nos dizer onde está a tripla matriz? Foi completamente dissolvida?

Cara Amiga, a matriz e o triplo envelope [heliosfera, magnetosfera e ionosfera] estão em curso de dissolução.

O que está no exterior é como o que está no interior.
O despertar dos elementos aos quais vocês assistem, ligado ao Arcanjo Miguel e ao impulso Arcangélico, é o que acontece no nível do seu compartimento, correspondendo ao que acontece em outros compartimentos e nesta parte do universo.

Quando os muros tiverem inteiramente caído, vocês irão vivê-lo.
Se vocês estiverem aí, ainda, falando comigo, é que os muros não caíram inteiramente.
Eles estão prestes a desabar.

Mas não se esqueçam de que esses muros são também os seus próprios muros, os seus próprios limites, as suas próprias crenças, as suas próprias construções desta vida como de outras vidas, que literalmente os muraram no interior de uma fortaleza.

Esta fortaleza se desagrega sob o efeito da Luz, pela Graça do Fogo do Amor.
Algumas têm cimentos que são antigos, mas que não resistem.
Outras têm, no nível dos seus muros interiores, cimentos muito sólidos.
Esses cimentos são aqueles que os colam na pele como medos, como crenças.

Lembrem-se das leis da Consciência: não é mais tempo de colocar atenção no que faz mal, mas é, sim, mais tempo de colocar atenção na Luz e na sua Inteligência, porque ela é o remédio, o remédio absoluto.

O que acontece fora de vocês, que vocês observam no seu mundo, desenrola-se exatamente do mesmo modo dentro da sua Consciência e do seu corpo.

Esses 16 meses essenciais, guiados pelo Arcanjo Miguel, eu os lembro, foram chamados de ‘desconstrução’ porque, quando a sua Consciência descobre o Ilimitado, vocês descobrem também que vocês nada têm a construir que já não exista, e tudo se constrói, por encantamento e Luz, ao seu redor.

Porém, o que se constrói não é mais confinante e limitante, mas participa da expansão do Ilimitado, em vocês e ao seu redor.

***

Questão: a personalidade seria uma ferramenta para ir justamente além da personalidade?

Isso é exato.
A personalidade é a que fecha e limita.
E sua Consciência ali estando, não pode se apoiar senão sobre o que é existente e perceptível.

Vocês farão bem em desejar a Luz, em sonhar com a Luz, em sonhar com o Ilimitado, mas isso será apenas uma projeção e não uma experiência.

A experiência consiste em se apoiar sobre esta personalidade, porque ela lhes dá o meio – eu diria – por eliminação, de aproximá-los da Luz.

Se vocês voltarem ao trabalho que iniciamos, os Arcanjos e nós mesmos, desde mais de um ano, houve uma primeira onda que consistiu em permitir, pela intensidade das Vibrações, a extração da Consciência Ilimitada de alguns Seres, a fim de lhes fazer viver o Ilimitado, acompanhado de um retorno nesta limitação e nesse corpo.
E, desde seis meses agora, os movimentos da Consciência global permitem hoje fazer penetrar, mesmo nesta personalidade cujos muros tornaram-se porosos (ainda não caíram, mas deixam passar): deixam passar a água, o Fogo e, portanto, mesmo na personalidade, muitos de vocês descobrem, em alguns espaços – de meditação, de silêncio, de reforma ou de vida simplesmente – que uma parte deles se revela, desconhecida e muito mais rápido, em todos os sentidos do termo.

Muito mais viva porque é mais rápida.
Isso é a manifestação do Ilimitado dentro do limitado, do Estado de Ser na personalidade.

Porque, lembrem-se de que vocês estão encarnados para superar certos limites.
Vocês estão aqui para fazer cair os muros, mas vocês estão também aqui para viver a ascensão.
Não unicamente a sua, mas aquela deste planeta que voltou a ser sagrado, sacralizado de novo pelo sacrifício de um homem.

Então, não é questão de abandonar esta personalidade.
É bem antes ela que, pela Graça do Fogo, quando chegar a hora, irá abandoná-los e irá desaparecer, assim como esse corpo.
E, entretanto, vocês irão se aperceber de que isso é como uma mudança.

Não há desaparecimento, mas transformação da forma.
O que é velho não existe mais.
O que é novo se constrói.
As outras Dimensões têm também certa densidade, certa forma, certa textura, mas em um nível de Liberdade, de experiência que nada tem a ver com este mundo dual.

Assim, a sua personalidade é uma vantagem e um apoio, na condição de se servir como tal e não colocá-la em primeiro plano.

***

Questão: quando o véu se levanta e cai, como fazer para que ele permaneça mais tempo levantado e o que fazer quando ficamos impacientes para que permaneça destacado?

Há apenas um modo de proceder e um só.
É não levantar o véu, mas dissolvê-lo ou queimá-lo.

Entretanto, ainda é preciso tomar Consciência do véu.
É o que vocês realizam nesse momento.

Então, esse véu se levanta e cai porque vocês estão ligados a esta densidade por enquanto.
O que quer que vocês vivam no Ilimitado, que suas viagens se façam na Luz, nos mundos musicais ou no Sol, os véus são levantados, mas eles não são dissolvidos.
Isso está em andamento.

Nós trabalhamos exatamente o máximo possível, do seu tempo e da sua evolução, para ir efetivamente para a dissolução.
Porque não pode haver ilimitado sem dissolução do limitado.
Não pode haver penetração nas esferas da Eternidade com ferramentas limitadas que é esse corpo à base de carbono, que está apoiado e que permite o voo, mas que deve ser, ele também, forjado pelo Fogo para descobrir outra textura, assim como eu disse: uma textura muito mais vibrante, uma textura muito mais transparente e muito mais fluida.

Lembrem-se sempre de que vocês irão, em última análise, para onde a sua Consciência os levar pela sua Vibração e para nenhum outro lugar.

É o que dizia Cristo, embora ele não seja das mesmas origens que eu (isso faz parte de raros livros que li em minha vida), e volta-me esta frase: «que te seja feito segundo a tua Fé».

E ao cego que vê, ele diz: «vai, e não peques mais».
Assim, para cada um de vocês, chegará mais exato e mais próximo, o que deve lhes chegar, em função da sua Consciência.
Se a sua Consciência estabeleceu esses quatro novos pilares (atenção, intenção, integridade e ética), então, ela está a caminho para o Ilimitado.

Certamente, o que vocês poderiam denominar «obstáculos» são legião nesta densidade.
Mas o trabalho realizado pelos Casamentos Celestes facilitou amplamente a evolução da Consciência.
Mas, ainda uma vez, é a sua Consciência que decide e nenhuma outra.

***

Questão: trata-se de tomar Consciência de que a matéria é Vibração, Luz, Energia?

Caro Amigo, isso é já uma evidência para a ciência, desde já vários anos.

Isso é menos uma evidência para a Consciência porque ela tem dificuldade para se extrair.
Mas não é mais preciso limitar a Consciência Ilimitada a uma Vibração, porque existe uma paleta (uma escala, se preferirem) de Vibrações, muito ampla.

Há Vibrações que vocês percebem no nível do seu corpo.
Esta Vibração, qualquer que seja a sua rapidez, a sua localização, a sua intensidade, está, ela também, limitada por um limite superior ligado ao eletromagnetismo.

Existe outro mundo de Vibrações que está além, justamente, dos limites da encarnação e que os liga diretamente ao Ilimitado.
Esta Vibração não é constituída das mesmas ondas e das mesmas frequências que as energias eletromagnéticas.
Ela está situada além do espectro sensível habitual.
Ela está em ressonância direta com a Consciência.
Denomina-se energia Supramental (assim como o venerado Sri Aurobindo lhes falou).

Ela era também chamada, na minha tradição, de energia “de la Città”, ou energia além da energia magnética.
A energia eletromagnética é uma energia da dualidade, de forças de atrito, de oposição e antagonismo.

A energia “de la Città” é uma energia de tipo Unitário, independente das leis da dualidade e independente das leis do eletromagnetismo.

Então, como saber se o que você percebe, em seus diferentes espaços e diferentes atenções de Consciência, são da competência de uma ou de outra forma do que vocês denominam energia?
Bem, é muito simples.
Quando você passa de energias eletromagnéticas para energias Supramentais, a qualidade da energia e da Vibração não é mais a mesma.
A sua Consciência vibra em uníssono com a Vibração, com a respiração da Vibração Supramental e, portanto, a sua Consciência se abre para o Ilimitado.
Enquanto as energias eletromagnéticas não são necessariamente orientadas no sentido da abertura.

Assim, a percepção, sozinha, da Vibração não é tudo, mas é efetivamente um acompanhamento sobre o caminho do Ilimitado, sobre o caminho da Presença para você mesmo, da Presença do seu Eu Sou, da Presença, realmente, do que você é, em Essência e não nesta limitação.

Todo o estratagema daqueles que conceberam esta dualidade, que utilizaram uma criação preexistente Unificada, foi o de lhes fazer crer que estavam fechados.

De qualquer modo, nós todos construímos, nós mesmos, os muros da prisão, pela adesão a um modo de funcionamento.
Mas esses muros da prisão melhoraram, de algum modo, com o tempo.

Esses muros da prisão tornaram-se muito mais tangíveis do que o seu aspecto Ilimitado.
A tal ponto que mesmo a maioria da humanidade foi persuadida de não ser o que vê e o que sente.
A maioria foi persuadida de que o Sol aquece enquanto que o Sol é frio.

As crenças criaram uma comédia de Vida.
Mas hoje isso chega ao seu fim.
A Unificação se tornou enfim possível de maneira definitiva.

***

Questão: a Consciência Ilimitada pode agir nos sonhos como limpeza, purificação?

Caro amigo, eu responderia que é a aspiração ao Ilimitado que age e não a Consciência do Ilimitado.
A Consciência do Ilimitado é ilimitada.
Ela pode se deixar aproximar pela aspiração, assim como defini, nos seus sonhos (por sonhos de voo, por sonhos de liberdade) onde você penetra mundos da própria matriz, mundos astrais.

Mas o acesso ao Ilimitado não é um sonho.
O acesso ao Ilimitado é um processo de Consciência total.

Certamente, alguns artistas tentaram exprimir, através de sons, através de cores, o que era este Ilimitado, mas são apenas uma imagem do Ilimitado, seja ela a mais exata possível, não lhe restará senão uma imagem.

O Ilimitado está bem além dos sonhos.
O Ilimitado está bem além de tudo o que você conhece.
Ele preenche-os de Fogo.
O Ilimitado os preenche desta Consciência da Presença na Unidade.
Ele preenche o seu Coração e, principalmente, faz calar o mental.
O que não impede de modo algum utilizar o mental nas atividades que requererem a sua utilização.
Mas o mental nada tem a fazer na descoberta da Consciência.
Ele é, como disse, a trava mais potente.

***

Questão: sentir a 5ª Dimensão no nosso Coração pode corresponder a uma crença ou a um reconhecimento de que tudo pode ser fácil, possível, agradável, na Verdade da felicidade?

Em nenhum caso uma crença pode gerar uma Vibração no Coração.
Jamais.

A partir do momento em que você percebe, sente e vive a Vibração do Coração, você está à porta da sua imortalidade.

Jamais uma crença poderá fazer vibrar o seu Coração.
Somente a Verdade, somente a Unidade, somente a atenção, somente a integridade, podem fazer vibrar o Coração.

Ele é a ‘porta estreita’.
O Coração é a Chave.
O Coração é o templo da sua multidimensionalidade.

Assim, portanto, uma Vibração no Coração é o testemunho do seu acesso ao Ilimitado.

***

Questão: poderia definir as diferenças entre crença e fé?

Caro Amigo, a crença é um conjunto de sistemas impostos do exterior, ao qual se adere de maneira voluntária.

 é algo que existe na certeza da Imanência, vestida pelas religiões, vestida pelas suas crenças, mas o núcleo é a persistência desta crença final na imanência, sem poder necessariamente vivê-la.

Hoje, as crenças se dissolvem.
Hoje, a Fé não deve permanecer letra morta.
Ela deve tornar-se experiência da Imanência.
Em outros termos, vocês podem ter o vago sentimento da sua Imanência, sem, no entanto, vivê-la.

Hoje, lhes é possível, pela quantidade de Luz presente sobre a Terra, mesmo na sua densidade, manifestar esta Imanência e não mais permanecer em retirada, ao abrigo atrás da Fé em algo do futuro ou de melhor, mas manifestar isso, agora.

Assim, definitivamente, a Fé não lhes garante em nada o acesso à Imanência, somente a Vibração da sua Consciência decide, ainda uma vez.

Lembrem-se, da primeira epístola de São Paulo aos coríntios: «quando tiver a Fé para deslocar as montanhas, se me faltar o Amor, eu nada ganho».
O princípio é o mesmo.

Você poderia efetivamente ter uma Fé capaz de deslocar uma montanha, e realmente deslocar uma montanha, e por que não, andar sobre as águas e, no entanto, alcançaria a Imanência?
Isso não é em nada a prova de que você tenha alcançado a imanência.

***

Questão: é isso que poderíamos chamar a Fé do Carvoeiro, centrada no Coração?

O Coração não é a Fé.
A Fé é algo de nobre.
A Fé não é do domínio das crenças.
A Fé é do domínio das certezas interiores, assim como defini.

Mas ter a Fé do Carvoeiro [ou Fé Carbonária – convicção firme e cega] pode realmente desencadear o Fogo do Coração?
Você já viu isso escrito ou manifestado em algum lugar?

***

Questão: o que o nosso cérebro decodifica como ‘Embarcações’ funciona na energia eletromagnética ou na energia do que denominou “de la Città”?

O seu cérebro é sensível ao conjunto do espectro eletromagnético, mas também sobre as gamas as mais extremas de frequências eletromagnéticas que tocam a Città.
Quer dizer, o que vocês chamam de ‘raios gama’ e de ‘raios X’.

Os raios gama são as partículas e as ondas as mais extremas da banda eletromagnética que prefiguram, de algum modo, a chegada da Luz Supramental da Città.

Entretanto, lhes é preciso aceitar que, quando vocês vivem a Imanência da Luz pela primeira vez (o Despertar, se preferirem), o que farão deste Despertar?
Vocês vão colocar esta ‘conexão ao Ilimitado’ a serviço das suas limitações, dos jogos de poder, dos jogos de ego, dos jogos de tapa-olho, de algum modo?
Ou vocês vão aceitar entregar esta Luz à sua própria Inteligência para deixá-la trabalhar em vocês?
Assim, Buda disse um dia: «se encontrares os poderes, salva-te rápido».

Assim, como Sri Aurobindo, quando era São João, pôde dizer: «haverá muitos chamados, mas poucos escolhidos».
Os chamados serão aqueles que viveram o contato com a Luz, mas que quiseram se servir desta Luz para fins pessoais e, portanto, limitados.
A diferença, ela é Vibratória.

Aqueles que serão somente marcados na testa, que terão acendido a Coroa Radiante da cabeça, e aqueles que terão acendido também a Coroa Radiante do Coração, a fim de fazer fusionar as duas e reencontrar assim a Unidade.

Ainda uma vez, vocês constatam que é a Consciência e a sua manifestação que ditam o estado em que vocês estão e não o Estado em que vocês acreditam estar.

É-lhes preciso tomar por hábito, e rapidamente, não se julgarem, obviamente, mas, sim, analisar o que vocês percebem nos seus corpos de personalidade, do que vive em seus corpos de personalidade, como Vibração e como Energia e como Luz.

Assim, podem definir por vocês mesmos e se situarem em meio à sua escala que os leva à Eternidade.

***

Questão: o que são os feixes de Luz branca que aparecem quando mexemos a cabeça na escuridão?

A Luz da Coroa Radiante da cabeça.

***

Questão: os artistas podem contribuir para as evoluções em curso com as suas criações, com as suas Vibrações?

Os artistas, por sua conexão às esferas da Beleza e às esferas da Imanência, em todos os tempos expressaram, à sua maneira, o que captavam dos mundos invisíveis.

Hoje, o processo é completamente diferente porque cada um é referido dentro da coletividade.
Eu resumiria isso dizendo que cada um, hoje, que trabalhou na ancoragem da Luz, nesta Dimensão, é um artista, um artista da Unidade.

Há muito mais facilidade, não mais de expressar sob forma exterior, mas de exprimir sob forma interior, o que vocês são.

Não há mais necessidade de projeção, no sentido exterior, de mundos escondidos, mesmo se isso for muito bonito.

Há, hoje, imperiosa necessidade de se encontrar Si mesmo, além de referências e paradigmas externos, além de modelos existentes.

Tornar-se ‘pilar de Luz’ e ‘Ancoradouro da Luz’ é o trabalho essencial que é permitido, solicitado, autorizado, facilitado para todo ser humano.

Não há necessidade de ser artista para isso.
Há necessidade de ser Si e de estar no interior do contexto dos quatro pilares da Consciência Ilimitada.
Nada mais.

O mais ilustre dos mensageiros, o mais ilustres dos Mestres da Luz, nada pode por vocês.
Ele não pode senão lhes sugerir e, definitivamente, não há senão vocês mesmos para darem esse passo.

É uma crença acreditarem-se dependentes de uma Luz exterior, de um Arcanjo exterior.
O que foi realizado, durante um pouco mais de um ano, foi simplesmente a colocação em sincronia, pela atenção, pela intenção, pela ética e pela integridade, da conexão de milhões de almas sobre um mesmo objetivo que era o Ilimitado.

Esse fenômeno de ‘ressonância’ se tornou possível, justamente, pela noção de intenção e de atenção, antes de qualquer coisa.

***

Questão: poderia desenvolver sobre o que vai acontecer em 17 de março?

Dezessete de março está a quatro dias antes da primavera (outono, no hemisfério sul).

É, portanto, o sinal da renovação dos elementos, da renovação da Vida, mas de uma Vida provavelmente diferente, ela também, como cada ano, mas particularmente este ano.

Obviamente, trata-se também da passagem da 6ª Etapa [‘Núpcias Unitárias’].
Não me compete revelar-lhes o que deve permanecer ainda encoberto.

***

Questão: as civilizações antigas estiveram mais próximas da Luz do que nós estamos?

Cara Amiga, a vida é ciclo.
Você jamais esteve mais próxima.
Você jamais esteve menos próxima.
Você repassa ciclicamente por fases em que se aproxima, efetivamente, da Luz.
Mas esse ciclo é muito específico, no sentido em que ele firma o final irrevogável desta Dimensão dissociada, neste universo, como no conjunto de galáxias e universos.

Jamais os mundos, mesmo encarnados na dualidade, serão separados da sua Fonte. A Luz jamais será encoberta, jamais ocultada.

***


Não temos mais perguntas. Agradecemos.

***

Então, caros amigos, ao modo dos Anciões, cada um ao seu modo, vou me permitir, quanto a mim, cumprimentá-los e lhes transmitir as minhas Bênçãos sobre a qual retornarei posteriormente, quanto aos seus efeitos.
Hoje eu os deixo simplesmente viver isso, porque isso é o mais importante.


... Efusão de energia ...


************
ÁUDIOS

Mensagem do Venerável UM AMIGO no site francês:
25 de fevereiro de 2010

***

Versão para o português: Célia G.  http://leiturasdaluz.blogspot.com
Postado por Célia G.

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário