RAM – 13 de maio de 2009

Clique aqui para comentar esta publicação




  ~ A VIDA DENTRO DO CORAÇÃO ~

Eu sou RAM.

Recebam a minha paz.
Recebam as minhas bênçãos.
Eu venho, pela minha presença, prosseguir o meu papel que é de instruí-los da vida no coração.

Eu não intervim desde algum tempo em relação com as efusões que lhes transmite o Arcanjo a quem vocês chamam Miguel.

As intervenções deste ser são destinadas a fazê-los descobrir a dimensão nova.
Tenho, de fato, preferido esperar que o trabalho espiritual do ultravioleta chegue, para alguns de vocês, ao nível do coração.

Assim, hoje, venho prosseguir meu ensinamento.

A passagem da vida fora do coração para a vida no coração é realmente um novo nascimento.
Quando a consciência se estabiliza no coração, o mundo muda, seu olhar sobre o mundo muda, sua percepção do mundo muda e ele muda realmente para vocês.

A vida no coração é uma vida nesta densidade que vocês percorrem, uma vida nova, uma vida em que a distância e a separação é abolida, uma vida em que o mental cartesiano não pode mais enganá-los.

Chegando naquele nível, dissolve-se a maior parte dos véus da ilusão, os véus da separação.

O que marca o acesso àquele nível é a descoberta de um estado específico que os faz descobrir de maneira verdadeira, para além mesmo da alegria, a serenidade, a pureza, a ausência de conflito interior.

A vida se desenrola então segundo novas normas.

O mundo exterior muda, porque seu olhar muda, porque vocês percebem no outro, nos outros, os jogos da ilusão e, no entanto, todo julgamento os deixa.

Neste estado de felicidade, uma vez que vocês chegam naquele nível de interioridade, de alinhamento, uma nova vida começa então para vocês, uma vida em que não pode haver lugar para as dúvidas, para os questionamentos.

Chegando naquele nível, vocês se apercebem da vaidade, da inutilidade das construções mentais, dos jogos de poderes, de dominação, dos jogos da própria sedução.

Chegando naquele nível, estando em acordo com vocês mesmos, mais nenhum dos jogos do ego, da personalidade lhes interessa.

Chegando naquele nível, eu frequentemente lhes falei do sentimento e da vivência da Unidade que ali se encontra.

Chegando naquele nível, os questionamentos se calam, o sentido da vida lhes aparece em sua majestosa simplicidade onde, simplesmente, as questões e os questionamentos perdem todo o lugar.

Chegando neste estado, as contradições inerentes à vida do ego desaparecem.

Vocês não têm mais nada a defender.
Vocês não têm mais nada a provar.
Vocês não têm mais nada a demonstrar.

Nesse nível, vocês têm apenas que ser.

A verdade e a realidade do que vocês são lhes aparecem em toda humildade, em toda simplicidade.

Vocês vivem, naquele momento, para além mesmo dos jogos de construção do que faz a personalidade.

A personalidade é então submetida à realidade do coração, à realidade da Unidade.

Este estado corresponde à graça e à felicidade de suas redescobertas com sua Eternidade.

Neste estágio, lhes são reveladas progressivamente suas filiações.

Vocês saem da ilusão do pertencimento a esta realidade para entrar no pertencimento à sua própria Divindade.

Neste estágio, torna-se muito difícil manter os véus da ilusão tanto quanto ao que vocês são como quanto ao que são os outros.

Sua visão torna-se penetrante.

O tempo que, no entanto, se escoa, lhes aparece na suprema ilusão que ele é.

Vocês se tornam capazes, naquele momento, naquele estágio, de viverem múltiplas realidades ao mesmo tempo.

Os véus da separação lhes são irremediavelmente retirados, vocês percebem a multiplicidade e o jogo das dimensões que participam todas da mesma Unidade.

***


Estar no coração não é uma palavra em vão.

Estar no coração não é mais definir o coração pela cabeça. Mas o coração pelo coração.

Penetrando neste estado de alinhamento, penetrando neste estado de unidade, vocês se aperceberão que não há mais nada a combater, que não há mais nada a provar, que não há mais nada a demonstrar, a você mesmo como aos outros, como ao mundo.

Nesta realidade nova se vive a unidade, mas também um sentimento profundo de unificação com a Divindade.

Este estado se vive na humildade e no agradecimento à Fonte reencontrada.

Neste estágio, vocês não podem ser enganados e vocês não podem enganar.

Naquele estágio, a vida se torna felicidade.

Reencontrando sua filiação, vocês se tornam capazes de conversar de alma a alma, de Espírito a Espírito, com a Luz, com o Amor, com os outros, nesta dimensão e em outras dimensões.

Este estado necessita abandonar algumas crenças.
Este estado necessita uma neutralidade benevolente e produz uma serenidade permanente.

As preocupações da vida comum não podem mais ter tomada sobre esse mesmo estado.
Assim, instala-se em vocês a paz.
Assim, instala-se em vocês a verdade suprema que é Unidade, que é Beleza, que é Glória, que é Luz, que é Amor.

Este estado de consciência se acompanha de um estado vibratório específico no meio de seu peito, por uma vibração específica assinalando a abertura de seu Templo Interior e da comunicação de seu interior com a Fonte.

O trabalho do Arcanjo Miguel é destinado a facilitar-lhes o acesso naquele nível.

Neste estado resolvem-se todas as emoções, todas as perturbações.

Neste estado, assim como numerosos seres que o realizaram disseram, escreveram, manifestaram, realiza-se a alegria sem objeto, a alegria inefável de viver simplesmente esta verdade naquele nível.

Numerosos seres exprimiram-se por este canal com relação ao soltar, com relação ao abandono, com relação à confiança.

São palavras que pode apreender seu intelectual e, no entanto, elas são apenas um pálido reflexo da realidade quando vocês chegam naquele estágio.

Naquele nível de consciência nada de desagradável pode lhes acontecer porque mesmo o elemento o mais sombrio se ilumina pelo próprio estado de sua consciência.

Cada coisa está assim, de maneira irrevogável, em seu lugar no momento em que isso se produz.

Vocês acolhem com a mesma graça os eventos exteriores, quaisquer que sejam.

Nenhum elemento exterior pode vir apagar esta Luz que está acesa em vocês.
Nenhuma contrariedade que teria podido ser vivenciada num modo terrível ao nível do ego pode perturbar de maneira durável o nível em que vocês estão.

***


Eu lhes dei as chaves preparatórias para preparar seu Templo Interior para viver isso.

Todo ser humano que joga o jogo desta preparação pela potência da radiação Micaélica está doravante apto a viver esta transformação.

Contudo, a aptidão para vivê-la não confere de maneira irremediável a realidade dessa vivência, mas, entretanto, trata-se de uma etapa capital para esse caminho.

Vocês devem, se o desejam, definir como prioridade de seu Amor, como prioridade de sua vida, como prioridade de seus atos, o absoluto, a Divindade, o Amor, o Cristo, a Luz.

Toda sua alma se inclina então para este objetivo não por uma vontade, mas por uma tensão que eu qualificaria de obediência, por uma tensão de serviço para com a Luz.

Ninguém pode servir a dois mestres ao mesmo tempo.

A quem vocês querem servir?
Seu ego ou o Pai ou a Luz ou o Amor ou o Cristo ou outras palavras ainda?

Servir ao ego conduz de maneira inegável ao sofrimento perpétuo.
Servir ao Pai, à Luz, ao Cristo, ao coração, conduz à alegria eterna.

Passar a esse nível pode fazê-los crer que há uma montanha a escalar, uma distância incomensurável entre o que vocês são e esse nível a atingir.
Mas isso não é verdade.
É uma ilusão induzida por seu próprio ego.

Eu não quero dizer com isso, e induzir, que o ego deve ser desprezado.
Bem ao contrário, ele deve ser domesticado, tranquilizado, amado pelo que ele é e nada mais.

Vocês perderam o sentido e a realidade de sua Divindade, o sentido e a realidade de sua Unidade.
Entretanto, e particularmente nesses tempos e nesta época, as circunstâncias da vida sobre a Terra lhes facilitam grandemente o acesso a esse nível, à realidade de sua Divindade e de seu coração.

Não basta crer no coração para se colocar no coração.
Isso demanda um impulso, uma tensão total para ele.

O paradoxo, se é que seja um, é que esta tensão anda de mãos dadas com o soltar.
Trata-se de uma tensão da consciência e não da tensão do ego ou de seu corpo.
Não se trata, tampouco, de uma resistência a vencer, mas efetivamente, antes, de um estado de aceitação, de fidelidade, de submissão mesmo à verdade da Luz.

Neste estado e nesse nível e neste estágio da consciência, vocês provam com extrema facilidade a beleza, a felicidade, para além mesmo de um esforço qualquer ligado à própria noção de serviço, à própria noção de meditação, à própria noção de vontade de bem, porque está bem além e é bem diferente.

***


Aceder à sua Essência, aceder à sua Divindade corresponde totalmente a uma forma de aquiescência, a uma forma, como eu dizia, de fidelidade à Luz, ao Cristo, ao Pai, a Krishna, qualquer que seja o nome que vocês deem.

Este estado, esse nível, este estágio corresponde à confiança.

Neste estado de consciência não pode haver obstáculo.
O único obstáculo é aquele que é criado pelo ego, pelas resistências, pela personalidade.

Naquele nível a vida é gratuita, a abundância é gratuita, mas, certamente não a abundância e a gratuidade que conhece o ego, mas, efetivamente, a abundância da vida, a gratuidade da vida, a abundância da Luz, a gratuidade da Luz, traduzindo-se por um serviço espontâneo e não criado, pelo Amor espontâneo e não ditado pelos apegos, pelas noções de prazer ou as noções de medos.

Este Amor não se traduz necessariamente em palavras, mas traduzir-se-á necessariamente por um estado vibratório, traduzir-se-á necessariamente não por uma vontade de bem, mas, efetivamente, pelo bem encarnado e espontâneo.

A preparação que está em curso, desejada e decidida pelo Grande Relógio Cósmico, pelos Grandes Seres que velam por sua alma, doravante chegou.
Essas palavras que eu pronuncio, qualquer que seja a profundeza do sentido ou não que vocês percebam, lhes voltarão à consciência no momento em que vocês aceitarem totalmente viver nesse nível, neste estado, nesta consciência.

É importante, vocês que me escutam, vocês que me leem, gravarem essas palavras em algum lugar em sua consciência, porque elas são escolhidas para imprimir a marca delas em vocês.

Elas se juntam totalmente à paz que eu lhes apresento ao chegar, às bênçãos que eu lhes trago ao chegar, em sua densidade.

Assim, a vida no coração é uma vida nova, é uma vida plena em que não há lugar para o vazio, onde não há lugar para a dúvida, onde não há lugar, tampouco, par o ego e sua pequenez.

A personalidade não desaparece, mas ela se enriquece, ela se lustra, ela se molda para se conformar a este estado de consciência.
Ela se torna, pouco a pouco, transparente, não vindo mais interromper a chama de seu coração, a chama de seu Amor, mas ela se põe ao serviço desta, ela se põe na obediência ao que nasceu no meio de seu peito.

Se eu insisto tanto na localização deste estado de consciência é efetivamente porque se trata de uma verdade vivida e não de um conceito vestido ou maquiado pelo mental.

Viver no coração não é uma ideia, nem um conceito, nem um comportamento, mas, efetivamente, uma vibração da consciência nascendo no meio de seu peito, que lhes é permissível sentir, aumentar em função das circunstâncias, mas, em caso algum, apagar.

Esta vibração, sentida no meio do peito, assinala a verdade total de sua instalação no coração.
Este estado não é nem função de seus humores, de suas meditações, do ambiente.
Somente as ressurgências de seu mental egotista podem por vezes atenuá-lo, diminuí-lo, sem jamais interrompê-lo.

O trabalho de efusão do Arcanjo Miguel e dos múltiplos outros Grandes Seres que o acompanham está aí para realizar a eclosão desta realidade em meio à realidade densa.

Mas, como eles o disseram, e como eu o repeti, vocês sozinhos, e unicamente vocês sozinhos é que podem penetrar seu santuário.

A única coisa que pode ainda bloquear o acesso a este estágio, a este nível, a este estado, não é tanto seu próprio ego, mas, efetivamente, antes, o medo que é, ele, gerado pelo ego.

O medo de perder, mas nada há a perder.
Isso é uma ilusão.
Não há absolutamente nada que vocês tenham que deixar atrás de vocês.

A adesão que lhes é solicitada é uma adesão de coração.
Ela não pode existir, esta adesão, enquanto vocês são um homem ou uma mulher de compromissos, enquanto vocês são um homem ou uma mulher que pesa os prós e os contras, enquanto vocês são um homem ou uma mulher que tem o hábito de se exprimir, de pensar, de viver, na dualidade e pela dualidade.

Compreendam, efetivamente, que a dualidade não é um erro, não é desprezível, mas, entretanto, vocês não podem viver a Unidade preservando sua dualidade.

É nesse sentido que lhes é solicitado por muito numerosos seres para não julgarem, porque o julgamento é um ato de dualidade.

O estado de Unidade não pode julgar.
O estado de Unidade não pode ser contrário ao que quer que seja, porque a Unidade se basta por si.

Esta vibração, este estado de consciência, é uma realidade.

Não é, ainda uma vez, um conceito, uma visão da mente, ou ainda qualquer coisa de abstrato ou de distante.

Aí está o que, hoje, eu tinha vontade de acrescentar.

Se vocês têm, com relação a essas palavras, questionamentos, eu tentarei ali trazer um esclarecimento diferente do que aquele que acabo de lhes trazer.

Mas vocês devem guardar presente no espírito que a vida no coração manifesta-se por uma vibração.

Do mesmo modo que a maior parte de vocês começou, de maneira recente ou muito mais antiga, a sentir a vibração ao nível de sua cabeça, esta mesma vibração deve se instalar de maneira quase permanente ao nível de seu peito.
Esse será o sinal, antes mesmo que vocês percebam as modificações de consciência, da realidade de sua instalação neste estado e nesse nível de consciência do coração.

Então, gostaria, agora, de escutar.

***


Não temos perguntas. Agradecemos.

***


Então, antes de deixá-los, recebam, ainda uma vez, toda a minha paz, todas as minhas bênçãos, todo o meu Amor e toda minha gratidão por terem acolhido em vocês essas algumas palavras.

Sejam abençoados.

Eu voltarei, ulteriormente, a fim de prosseguir meu ensinamento pelas práticas energéticas orientadas no coração que os ajudarão a sentir a vibração de seu coração e a viver e a se instalar neste estado, nesse nível.

Sejam abençoados.



************


Mensagem do Venerável RAM no site francês:
13 de maio de 2009

***


Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com



************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário