MIGUEL – 29 de abril de 2007

Clique aqui para comentar esta publicação






Eu sou Miguel, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.
Eu respondo ao seu apelo, para iluminar o seu coração nessas semanas e nesses períodos que iremos qualificar, se quiserem, de passagem.
Bem amados seres humanos, eu abaixo a minha vibração até esse espaço consagrado e abençoado pela minha Presença nesse instante, para trabalhar, pela vibração da sua linguagem, pela vibração da espada, para ajudá-los a elevar a esfera do seu corpo e do seu ser.
Bem amados humanos, a palavra está com vocês.

***
Questão: poderia nos falar do que você acaba de chamar de «passagens»?

A época na qual vocês entram é uma época esperada há extremamente muito tempo.
Ela corresponde a uma era de transição, portanto, de passagem de um estado vibratório a outro estado vibratório.
Eu não posso exprimir-me na duração de tempo humano, mas no tempo cósmico, que não tem tempo.
A hora chegou de viver essa passagem.
O que nós entendemos por passagem corresponde a uma influência de Luz que se torna diferente do que tem sido e do que vocês têm conhecido até agora, nessa vida e nas suas memórias de suas vidas.
Nisso, é a passagem de um estado a outro estado.
Essa passagem pode ser assimilada a um cone, a um buraco de agulha pelo qual será preciso atravessar e reformar, transformar uma série de mecanismos fundamentais que permitem à alma humana avançar a um estado de Luz mais radiante e mais intenso do que tem sido até o presente.
Essa passagem não pode ser definida, em tempo humano, como um intervalo puramente de tempo, mas, também, por um intervalo espacial, de modificações espaciais referentes aos espaços dos seus corpos, mas, também, do corpo planetário e do corpo solar.
Toda noção de passagem, de transição, no nível dos seus seres humanos, planetários e solares, corresponde a um processo de alinhamento importante, de desvendamento da Fonte no interior dos corpos.
Os mecanismos fundamentais consistem em explorar, em desenvolver possibilidades de Luz e de manifestações que foram limitadas pelas necessidades da sua encarnação, pelas necessidades da sua dimensionalidade.
Esses processos transformadores empregam o conjunto das estruturas, o conjunto das energias, o conjunto das consciências presentes em todo esse Sistema Solar.
Seria fastidioso enumerar todas essas transformações.
O mais importante é, eu volto a essa noção, a noção de passagem e de transição.
Vocês têm recebido inúmeros ensinamentos, transferidos pela ordem de Melquisedeque, há certo tempo, nesse lugar e em outros lugares, que insistem sobre diferentes elementos a que vocês denominam, na linguagem humana, soltar, desapego, alinhamento, estado não emocional e não mental, que será o pré-requisito para a vivência da passagem.

***
Questão: concretamente, como irá acontecer essa passagem?
O raciocínio para explicar isso, a analogia mais evidente, eu diria, corresponde ao que acontece no momento da morte, como alguma coisa que sai de algo que de nada mais serve.
No estado de morte, trata-se de deixar o corpo, no estado de transição, trata-se de deixar o corpo astral.

***
Questão: é um fenômeno que se vive em consciência?
Isso irá depender do nível vibratório alcançado por cada ser diferente.

***
Questão: alguns dizem que o corpo astral já está amplamente dissolvido, transmutado, é exato?
Ele está, na maior parte, dissolvido e transmutado, mas ainda está ativo, porque vocês ainda estão sobre esse mundo que, ele mesmo possui, obviamente, uma trama astral bem mais pesada do que aquela que vocês têm, a título individual.

***
Questão: o que você chama de processo de desvendamento da Fonte?

O processo de desvendamento da Fonte sobrevém no momento da transição, no momento em que o corpo astral se apagar, definitivamente.
Ele corresponde à experiência descrita na sua humanidade pelas pessoas.
Ele é assimilável à travessia de um túnel com aspiração para uma Luz descrita como todo amor.

***
Questão: você pode nos falar de «possibilidades dessa Luz»?

A questão não está formulada corretamente.

***
Questão: poderia nos falar do novo estado da Luz?

Vocês ainda não estão ali.
Vocês ainda não estão do outro lado dessa comporta, dessa transição.
Vocês estão deste lado.

***
Questão: essa etapa far-se-á com ou sem o corpo físico?

Cada ser humano é um caso específico.

***
Questão: você falou, há pouco, da encarnação de seres humanos, de seres planetários, de seres solares...?

Trata-se de uma má compreensão, eu falei do ser solar como ser solar e não de seres solares que correspondam aos seres humanos.
Não há grandes seres solares, há um ser solar.
Quando eu falo do ser solar, isso nada tem a ver com o ser, no sentido em que vocês o entendem, humano.

***
Questão: poderia especificar de qual entidade você fala?
Do que vocês chamam, na sua linguagem, de Logos Solar, o Sol como ser.
Eu não posso ser mais específico.

***
Questão: o que você chama de «transição» é ligado ao alinhamento planetário do fim de 2007?
Trata-se de uma janela extremamente propícia para essa transição.

***
Questão: nesse processo, como se inscrevem os três dias?
Eles são calcados, absolutamente, nesse período de transição.

***
Questão: continua verdadeiro que uma voz feminina, aquela de Maria, irá prevenir?
Isso não irá mudar.
O anúncio far-se-á a título individual, no que se refere às reuniões, se possível, nos três dias anteriores.
Entretanto, o conjunto de eventos – físicos, econômicos, humanos, cósmicos, magnéticos e terrestres – prévios a esse período será considerado, também, como um dos seus avisos, para aqueles que estiverem à escuta.
Seguramente, o período delicado não é a transição em si, mas o período preliminar.

***
Questão: havia sido especificado para afastarmo-nos de centros nos quais houvesse muito eletromagnetismo, para dispormos de água de fonte e de velas de cera de abelhas.

Cada caso será diferente porque, como vocês compreenderam, alguns humanos serão chamados a reunir-se antes desse período dos três dias.
Aqueles não terão necessidade das condições que você descreveu.
Aqueles que estiverem isolados, sozinhos, terão necessidade desses elementos.

***
Questão: como vão se organizar essas reuniões?
A organização dessas reuniões não cabe a vocês, é a missão principal de alguns povos que vocês chamam de extraterrestres.
Eles estarão, obviamente, em manifestação, no período que antecede à reunião, para aqueles que deverão ser reunidos.

***
Questão: há algo a preparar para esse período de reunião?
Absolutamente não.
O que há a preparar é para agora.
É prever o que vocês chamam de líquidos, é prever o que vocês chamam de alimentos, é prever o que vocês chamam de facilidade de vida e, isso, para o período que se estende entre agora e a reunião.

***
Questão: isso corresponde, segundo você, a uma duração terrestre de quanto tempo, aproximadamente?

Um número de meses que vai de seis a sete meses.
A informação deve circular, na condição de que ela não gere medo, aflição ou tomada de medidas precipitadas.

***
Questão: você poderia nos dar detalhes sobre esses sinais?
Não me cabe entrar nesse tipo de detalhes práticos, mas todas as esferas de vida serão atingidas, absolutamente todas.
Ninguém poderá ignorá-los.

***
Questão: e sobre a Terra, como planeta, nesse mesmo período?
Ela, também, prepara a sua transição, através de manifestações que cabem a ela, propriamente, a saber, as modificações terrestres no nível da crosta e, portanto, o que vocês chamam de sismos e de vulcões.

***
Questão: poderia nos falar de modificações de estruturas do ser humano?
A quase dissolução, na preparação, do corpo astral, é acompanhada, doravante, da reversão das pétalas do manipura chacra que, há mais de 50.000 anos, aproximava-os da encarnação e estão, agora, revertidas para o alto.
Esse processo, essencial no nível da totalidade dos seres humanos, vai provocar uma adesão ou uma recusa desse novo estado de consciência.
A adesão traduzir-se-á por inúmeros mecanismos que vocês qualificam de energéticos e de fisiológicos, mas, sobretudo, no nível da consciência, por um desinteresse de coisas habituais da sua encarnação, de acordo com as suas idades respectivas.
Pelo contrário, aqueles que resistirem, irão mergulhar, ainda mais profundamente, nos desejos e nos impulsos que os prendem a essa dimensão.
Assim, e sejam quais forem as percepções energéticas, fisiológicas, vibratórias, o próprio comportamento da sua consciência irá ditar, de maneira evidente, as suas escolhas.

***
Questão: durante esse período, qual é a melhor preparação a fazer para o homem?

Elevar as suas Vibrações.

***
Questão: qual é a maneira mais potente e mais correta de fazê-lo?

O que vocês chamavam, no tempo das religiões, de oração, o que nós chamaríamos, hoje, de alinhamento vibratório da consciência com a Fonte, o estado vibratório que consiste em alinhar a cabeça, o coração e o sacro.

***


Questão: o que é, então, do prazo de 2012?

2012 verá o estabelecimento de novos Céus e de novas Terras na confederação.
O período de 2012 era uma data final.
Após o fenômeno de transição, a distorção do tempo fará com que o seu tempo não seja mais contado do mesmo modo.

***
Questão: você faz referência a ciclos de trinta e duas horas?

Poder-se-ia assimilar a isso sem, contudo, que haja conformidade total, uma vez que, após a transição, as regras do tempo, as regras do espaço não serão mais as mesmas.

***
Questão: convém que se divulgue essa mensagem?

Toda mensagem deve ser divulgada, esta, como todas as outras, e é levado ao discernimento vibratório daquele que recebe, que lê, que ouve a mensagem.
O elemento de resposta, denominado medo ou projeção, irá mostrar, simplesmente, o nível vibratório atingido e aquele que resta a percorrer para entrar na ausência de medo, na ausência de prevenção em relação às transições.
Mas é, de outro lado, importante que cada ser humano possa decidir, em consciência, o que ele deve fazer para enfrentar esse período, em função do seu próprio estado vibratório.
Nos fenômenos que se reportam à transição, ninguém pode influenciar, para tal ou tal escolha, uma pessoa ou um grupo de indivíduos.
Pode-se apenas informar.
É totalmente diferente, obviamente, quando se trata de retransmissão situada bem menos alto, mas que intervém no âmbito do acompanhamento do outro.
A liberdade em relação a esse fenômeno de transição não pode ser violada, o que quer dizer que, a título individual, nenhuma mensagem ou informação da Fonte ou da Luz pode orientar um indivíduo para algo que seria contrário ou forçado.

***
Questão: o que será dos meios de comunicação ligados à eletricidade (telefone, internet...)?

Isso vai depender do efeito dominó.

***
Questão: qual é o papel da sua espada?

O papel mais conhecido, tal como foi ilustrado desde tempos muito antigos, é a luta contra as forças da sombra, devido à energia Serafínica veiculada por essa espada.

***
Questão: nós seremos prevenidos dos eventos a vir?
Como foi anunciado, todo ser humano verá e será prevenido.

***
Questão: você tem, portanto, dois papéis? O combate da sombra e a dissolução do astral?

Esse é o mesmo papel, a sombra é veiculada pelo astral.
A sombra não existe em nenhuma parte de outros lugares senão no astral.
No que concerne a esse período e a essa época, é meu único papel.

***
Questão: qual diferença de papel há entre a sua energia e a energia Crística?
No que se refere ao ato de proteção é o mesmo.
A espada que está na minha mão está na boca de Cristo.
Dito em outros termos, eu comando e combato pela espada.
Cristo comanda pelo Verbo.

***
Questão: qual a diferença entre o «manto azul» de Maria e o seu?

Nenhuma.
Trata-se da mesma capa de invencibilidade e de proteção.

***
Questão: de qual plano você intervém?

Eu não posso situar o plano de partida, estando presente por toda parte.
Eu não posso, dito em outros termos, definir um ponto de vida como algumas entidades de Luz que vivem na décima primeira, décima oitava, vigésima quarta ou, simplesmente, na quinta dimensão.
Eu participo e vivo no conjunto dos planos.

***
Questão: há outras energias que funcionam como você?

Esse não é nem o momento nem o lugar para falar disso, mas, obviamente, sim, Maria, Cristo, os Arcanjos.

***
Questão: quais são as suas relações com a Intraterra?

Esse não é o momento.

***

Eu os saúdo. 
***


Mensagem do Bem Amado ARCANJO MIGUEL no site francês:
 29 de abril de 2007


***

Versão do francês: Célia G.  http://leiturasdaluz.blogspot.com.br

Postado por Célia G..
***



Colaboração: André Meira - Site Mestres Ascensos


***

Transcrição e edição: Andrea Cortiano e Zulma Peixinho


************ 


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário