JOFIEL – 12 de maio de 2008

Clique aqui para comentar esta publicação






Eu sou Jofiel, Anjo do Conhecimento e da Luz.
Caros amigos humanos, eu venho a vocês para aperfeiçoar certo número de conhecimentos que visam explicar certo número de processos no interior de seu ser, no interior de seu corpo físico, mas, também, no interior do corpo físico do planeta.

O que eu venho explicar não recorre à inteligência de sua cabeça, mas à inteligência de seu coração.
Não há necessidade de penetrar as engrenagens e mecanismos íntimos e particularmente complexos para observar, compreender e assimilar o que acontece no interior de seus corpos e no interior do corpo planetário.
Lembrem-se, quando de minha primeira vinda, eu insistia no ano que vocês vivem como ano de perturbações, ano de grandes transformações, no qual as escolhas que foram postas e afirmadas devem ser conduzidas, agora, à realização e à concretização em sua vida encarnada, se tal é seu desejo.

Como vocês veem, as perturbações tocam setores extremamente precisos, ao nível de seu planeta.
O que toca seu planeta toca, também, seu ser interior, do mesmo modo, com a mesma intensidade.
Há crise da energia.
Em vocês, também, vive-se essa crise da energia que os faz passar por variações de afluxo e de refluxo da energia em seus corpos, que lhes dá, em períodos muito curtos, instantes de plenitude e instantes de vazio que se sucedem e que são, por vezes, extremamente pesados para sua consciência de ser encarnado.

Quem diz fluxo e refluxo da energia diz, também, acumulação e relaxamento de energia, a um dado momento e em um lugar determinado.
Os lugares que afetam seu planeta nos relaxamentos da energia e nas concentrações da energia não sobrevêm ao acaso.
Eles não sobrevêm, tampouco, em função de alguns elementos precisos e pontuais e recentes de sua história, mas remontam a algo de muito mais antigo.

Então, frequentemente, vocês não encontram a linha diretriz que lhes permite explicar porque tal lugar, a tal momento, varia em energia.
A explicação não está em uma linearidade causal, mas, mais, em relação com a história extremamente antiga de seu planeta.

Lembrem-se: o que vocês observam no exterior observa-se, também, de maneira perfeitamente sincrônica, no interior.
Assim, para retomar os elementos climáticos, primeiramente, que afetam este planeta – e que afetarão, cada vez mais, nos dias e semanas que vêm – vocês devem compreender que o afluxo maciço da energia vai corresponder a uma mobilização e, quem diz mobilização, diz movimento do ar, seguido pela água e, enfim, seguido pela terra.
O fogo, sendo elemento purificador, intervirá apenas em momentos diferentes e em lugares diferentes daqueles que são atingidos, nesse momento, pelos elementos.

Como vocês observarão, a intensidade dos elementos, nesse momento, é sem comum medida com essas catástrofes que vocês conheceram até um passado relativamente recente.
Então, as regiões que são atingidas correspondem à zona do plexo solar em seu corpo.
Seu plexo solar, que, eu os lembro, em sua cor energética, é o amarelo.
E, portanto, os povos que são atingidos são os povos amarelos, em um primeiro tempo.

O elemento ar, seguido do elemento fogo e, enfim, do elemento terra, manifestar-se-ão segundo uma lógica imparável.
Em seu corpo manifestam-se as mesmas coisas.
O amarelo corresponde ao plexo solar, mas, também, ao baço, que é seu órgão que distribui a energia em seu corpo.
Existem modificações extremamente importantes, vividas em seu corpo, ao nível do baço e do plexo solar.
Plexo solar ligado à sua terceira dimensão de encarnação, e que deve permitir o nascimento de dimensões, como vocês sabem, muito mais etéreas.

Não pode haver nascimento e acesso a outras dimensões se o amarelo não é purificado.
Não vejam, com isso, um jogo do espírito porque, depois do amarelo, outros povos, outras instâncias serão atingidas, por sua vez.

O amarelo é ligado à distribuição, à circulação, mas, também, à nutrição.
Paralelamente às zonas em que vivem povos amarelos, desorganiza-se toda a logística de seus transportes alimentares e de suas cadeias alimentares e, desta vez, não, unicamente, para os amarelos, mas para tudo o que vocês chamam as diferentes raças em encarnação nessa humanidade.
O amarelo é, também, ligado à moeda, não à materialidade, mas à circulação da moeda.
O que lhes serve de meio de trocas tornou-se, há muito tempo, um meio de pressão e não mais um meio de trocas.

À força de constranger e de pressionar, através do que era destinado a circular e não a estagnar, vocês preparam um brusco relaxamento em seu planeta desse elemento que vocês chamaram dinheiro.
A queda do próprio valor do dinheiro é a consequência, ao nível coletivo, de valores sobre os quais vocês construíram suas vidas, de maneira geral, nessa encarnação e nessa humanidade.

Em um segundo tempo, que não é em alguns anos, mas eu redigo, em algumas semanas, virá o fogo.
O que é o fogo?
O fogo é o elemento que desencadeia a raiva.
O fogo é dito devastador, ele queima, ele transforma, ele muda o estado.
Naquele momento, o povo que será tocado será o povo vermelho.

O que é o povo vermelho?
O povo vermelho era o povo que vivia na Terra americana.
Em breve, muito em breve, o fogo encarregar-se-á dos povos que vivem nesses países.
O elemento será, obviamente, um elemento profundamente destruidor, que virá corromper, mas, ao mesmo tempo, reparar o que pode sê-lo, e queimar o que não pode ser reparado.

Ao fogo juntar-se-á, obviamente, o ar, que é o elemento que permite ao fogo avançar.
E a terra também, nesse nível, reagirá de maneira ainda mais violenta do que o que vocês verão nos dias que vêm.

Assim, estabelece-se em vocês certo número de tremores interiores, ligados às suas mudanças de lugares de vida, de modos de vida, de concepção de vida, tornados, hoje, indispensáveis às suas evoluções ou às suas involuções, para aqueles que recusam deixar-se levar pelo vento da mudança.
Como vocês sabem, o ser humano está em certa forma de encruzilhada de caminhos, na qual as promessas que foram feitas há muito tempo vão atualizar-se, realizar-se, em um espaço reduzido que, aliás, foi chamado de os tempos reduzidos, em um tempo relativamente curto, no qual vocês deverão adaptar não, unicamente, suas vidas, mas, também, suas condutas, mas, também, suas consciências a essa mudança de paradigma tão esperada ou tão temida, conforme a afinidade de sua alma com os movimentos de energia que vêm para vocês.

A escala de valores, tal como vocês a conhecem, não terá mais curso, porque a escala de valores que vocês construíram é uma escala restritiva, confinante, aprisionante, através dos laços que vocês construíram, seja a família, seja a sociedade, sejam seus espaços de vida.
Tudo isso é chamado a uma grande transformação, a uma grande evolução, permitida por e para o Amor e para a Luz.

Não se desesperem com alaridos do mundo, não vejam ali elemento negativo, bem ao contrário.
A liberação desse plano torna-se possível para certo número de almas, para emergir sem o corpo, em plena Luz, elas, que tanto sofreram em suas encarnações.
Creiam-me, bem-aventurado aquele que acede à Luz prometida à frente dos outros.
A missão da encarnação é muito mais difícil, nesses tempos reduzidos, para aqueles que devem assumir a perpetuação da Luz, do Amor, da vida, nessas novas dimensões que vêm para vocês.

Bem amados amigos, é tempo, hoje, de compreender que o que vocês veem no exterior sofre o mesmo processo no interior.
Lembrem-se: fluxo e refluxo da energia, fluxo e refluxo de seus valores monetários, mas, também, transformação, mudança radical de modo de vida e de lugar de vida, para permitir-lhes experimentar mais facilidades, no momento vindo.
Mesmo se isso lhes pareça, no momento, não realizado, algo de extremamente difícil, algo de extremamente forçado, o difícil de hoje prefigura a facilidade de amanhã.

De fato, não é preciso atribuir seu ponto de vista à percepção do instante, mas, efetivamente, a uma visão muito mais global do que chega.
Assim, seu baço e seu plexo solar contraem-se e dilatam-se para dar à luz outro Sol, outra Luz, situada acima, no estágio do que vocês chamam a zona de seu coração.

Assim, nesse lugar deve nascer o fogo interior, que acende a lâmpada de sua alma, para assegurar-lhes uma autonomia muito mais independente de condições de vida nas quais vocês estão nesse momento.
Não mais depender da energia, não mais depender de alimentos, não mais depender da matéria para continuar a evoluir na matéria.
Não percam de vista o objetivo final.

Nós sabemos, nós, Anjos, as experiências, os pesos, as dificuldades que vocês vivem.
Nós não os experimentamos em nossos seres etéreos, mas temos a possibilidade, através de nossa consciência, de perceber a dolorosa mutação de seu planeta, a dolorosa transformação que é um novo nascimento desse planeta.
O parto é um fenômeno que, quando é vivido, pode ser vivido de diferentes modos: na dor ou sem dor, conforme o modo pelo qual vocês acompanham, a título individual e coletivo, essa transformação inscrita no mais alto dos Céus, de toda a eternidade.

O relógio cósmico, o momento cósmico, agora, chegou.
Então, alguns dirão: «mas nada acontece!».
Outros dirão: «isso vai demasiado rápido!».
Em função da abertura de sua consciência, vocês percebem o tempo como dilatado ou contraído.
Assim como as perturbações em seu corpo são mais ou menos intensas, mais ou menos toleráveis, em função da escala de tempo na qual vocês percebem o desenrolar de sua vida.

Mas a Terra vai no próprio ritmo, seu tempo, e bate a medida de seu tempo em função do que lhe determinam os diferentes sóis, as diferentes luzes que giram ao redor do céu e ao redor dos quais vocês giram.
Existe um balé incessante.
Assim como sua Terra desloca-se, suas células deslocam-se no interior de si e circulam de acordo com circuitos e canais perfeitamente estabelecidos, que vocês chamam vasos.

Do mesmo modo, a Terra circula no interior de vasos que vocês não veem, porque eles são impenetráveis e invisíveis aos seus olhos de carne.
Eles são as tramas de seu futuro, traçadas de toda a eternidade, pelo Divino Criador, que vão permitir levá-los ao bom porto, quaisquer que sejam as agitações ou os tremores que sobrevenham em função da oposição da alma humana em seu caminho.

Então, não se atrasem na tragédia do mundo, porque o que vocês chamam a morte é um novo nascimento.
Há sofrimento apenas no momento da passagem e, certamente, não mais, depois.
Todas as almas que deixam esse plano, hoje, se tal é a escolha delas, não voltarão mais, jamais, nesse plano da matéria de terceira dimensão.
Se tal é a energia de alma delas, elas acederão, de imediato, à nova Terra e ao novo Céu.

Existe uma grande mudança, que sobreveio há muito pouco tempo, em seu tempo terrestre, que permite às almas que deixam esse plano da encarnação aceder, de imediato, à Luz da quinta dimensão.
É, já, uma mudança extremamente importante que acaba de produzir-se, há apenas alguns dias de sua humanidade terrestre.

Assim, inúmeras almas sentem o apelo da elevação e, entretanto, o corpo delas não permite essa elevação.
Então, essa elevação é a elas oferecida sem o corpo.
Entre elas, os povos amarelos são em número os mais restritos, mas, também, os primeiros tocados.
Em seguida, lembrem-se, virá o povo vermelho e aqueles que tomaram o lugar do povo vermelho.
E, enfim, virá o povo azul, o povo negro: a raça branca e a raça negra que serão as almas que partirão em maior número, para juntar-se à Luz do Pai e à Luz da quinta dimensão.

Não se atrasem com imagens que pertencem ao passado, com imagens que permitiram a transição para um mundo melhor.
O que é preciso ver é o depois.
Vocês devem recentrar-se no mais profundo de seu ser, para ali encontrar os recursos que lhes permitirão, quando da obra no vermelho, no momento em que a energia passar, de maneira fulgurante, em seu coração, inteiramente.

Vocês devem preparar-se para viver isso, para viver no coração.
Inúmeros seres começam a sentir as premissas dessa elevação, dessa transformação, como modificações rápidas e brutais do ritmo cardíaco que sobrevêm, geralmente, de momento, de modo noturno, e que irão amplificando-se nas semanas que vêm.
Para permitir a outra data importante, permitir a vocês elevar-se, ao mesmo tempo conservando, se possível, seu corpo, no momento em que o povo vermelho sofrer o que deve sofrer, para liberar as forças da quinta dimensão.

Não se atrasem nas imagens que, o que vocês chamam suas mídias, podem transmitir-lhes.
Lembrem-se de que as almas que deixam esse plano, a partir de agora, juntam-se, diretamente, à Luz, se tal é a escolha delas.

As condições de vida no que vocês chamam o além foram profundamente transformadas, e não serão mais, jamais, as mesmas.
O acolhimento faz-se na Luz, o acolhimento faz-se no Amor.
Não há mais etapa intermediária, mas há uma liberação do que vocês chamam o carma, para essas almas que decidiram ser liberadas do corpo.

Não vejam, aí, um sofrimento, mas, bem ao contrário, uma alegria extrema que vivem essas almas.
O que acontece sobre a Terra é, também, esse nascimento que acontece no interior de vocês.
Após a etapa no vermelho desse verão, virá a etapa no azul e a etapa no negro, que será o momento o mais delicado de sua passagem, porque ela se acompanha de uma noção de reversão.
É profundamente ligada ao chacra da garganta, e convida-os a passar a outro modo de comunicação e de troca, que será bem além do Verbo, bem além da palavra, bem além de seus suportes habituais de comunicação, de que eu lhes informei, longamente, em uma de minhas presenças anteriores.

Eu não venho dar-lhes medo.
Eu venho aportar-lhes vibrações e palavras de amor, para engajá-los mais adiante, e sempre de modo mais importante, para deixar esse mundo que morre para ir para um novo mundo.

Mas dirão algumas almas: «como fazer com o dinheiro?», «como fazer com os lugares?».
Eu não repetirei as parábolas de Cristo, em Sua vida, o maior neófito que vocês tiveram em encarnação sobre a Terra, mas vocês as conhecem.
Trata-se de um problema essencial que tem por nome: confiança.

Lembrem-se de que a confiança vem a partir do momento em que vocês dão o primeiro passo para ela.
A Luz pode instalar-se e fazer crescer, em vocês, a confiança nessa Luz.
A confiança é sinal de abandono à vontade a mais alta.
A confiança é aquela que os faz eliminar, pouco a pouco, o medo de seu ser, o medo de seu corpo físico de faltar alimento, energia, família, companheiro, dinheiro.

A passagem ao coração efetuar-se-á muito em breve, caros amigos.
Trata-se de momentos solenes como este ano no qual sua Terra entrou.
Houve, certamente, momentos extremamente importantes, momentos de escolhas no curso dos anos anteriores, mas será preciso, agora, conscientizar-se de suas escolhas, enfrentar seus últimos medos e mostrar-se como seres repletos de Luz, na qual o medo não tem mais lugar, na qual o medo apaga-se, pouco a pouco, diante da potência do amor dos seres que vocês são.

Nisso, a palavra confiança é, certamente, a mais importante, e poderá apenas ser um abandono total de seu ser à vontade superior de sua alma e de seu espírito, que é, efetivamente, oposto ao desejo pessoal, à vontade pessoal e à necessidade de segurança material, afetiva, pessoal.
O conjunto de suas vidas foi construído, há tempos imemoriais, na busca de segurança, na busca de certezas.

Vocês aprenderão, em breve, que não existe qualquer certeza, se não é aquela do Amor e aquela da Luz.
E com essa certeza ancorada em si, o resto torna-se apenas não mais do que relativo, não mais do que coisa superficial.

Vocês vão penetrar no coração de seu ser, no coração de sua essência, no coração do que vocês são, que não estava desperto, totalmente, até agora.
Convém, portanto, aceitar essa graça que vem para vocês.
Não se deixem desestabilizar por aqueles que quererão arrastá-los para mais densidade, para mais peso, para mais materialidade.
Mas, ao contrário, aliviem-se, aceitem deixar-se ir com confiança e serenidade no que vem.

É preciso que vocês se tenham prontos e prontas, no momento da efusão final da abertura de seu coração, para tudo deixar.
Não haverá escolha, se não é aquela da Luz e aquela da Sombra.
E, para isso, é preciso abandonar toda veleidade, toda tentativa de querer funcionar como antes.
As regras mudam.
Talvez, vocês já o sintam: no interior de seu corpo, os modos sociais, os modos de comunicação, os modos de relações mudam.
E, obviamente, a pressão, o fluxo de energias antigas tenta manter-se à tona, tenta arrastá-los para mais pesos, para mais densidades, para mais apegos, para mais coisas muito afastadas da Luz autêntica, da Luz verídica e do Amor.

É extremamente importante encontrar a calma, encontrar a confiança, ainda uma vez.
Ora, a confiança não pode encontrar-se em certezas exteriores.
Isso não é a confiança.
Nesses casos, vocês fazem apenas frear seus medos, que ressurgirão apenas no momento oportuno, para perturbá-los ainda mais em seu caminho.

A confiança é algo que é um ato de abertura total do coração e de abandono, de algum modo, à vontade espiritual que é Luz.

Eis o processo que está em curso.
Trata-se de uma revolução e de uma reversão no interior de seus valores, no interior de seus corpos, que prefigura a reversão do planeta a um dado momento.
Mas, para isso, após a obra no amarelo, a obra no vermelho deve sobrevir, para deixar lugar, enfim, à obra no azul e à obra negra, que os conduzirá, enfim, à obra no branco e à realização.

Tudo isso em um espaço de tempo muito reduzido em sua escala de tempo.
Vocês entraram, doravante, desde o início de seu mês de maio, nesses tempos reduzidos que correspondem aos quarenta e dois meses que foram descritos por inúmeros profetas em seu antigo testamento, tal como foi relatado.
Numerosos anjos apareceram para dar ensinamentos no antigo tempo.
Eu não os convidarei a reler esses escritos porque, hoje, vocês estão na vivência disso, e o escrito tem apenas pouco peso em relação à consciência do que vocês são.

Todas as respostas estão no interior de vocês.
Voltem seu olhar para o interior de seu corpo.
Percebam, nele, as modificações, percebam, nele, as mudanças de necessidades, as mudanças de mecanismos íntimos, percebam, nele, as mudanças em seus modos relacionais.
Afastem-se do que os força a funcionar de acordo com modos antigos e obsoletos.
Aproximem-se do que os abre, sem falso pudor, sem timidez.
Vão para onde vocês devem ir, para onde seu coração os guia, para onde vocês sentem que é bom para vocês.

Não há mais vergonha em querer reunir-se.
Quem se assemelha reúne-se, dizem alguns de seus provérbios.
É tempo, agora, de agrupar-se, é tempo, agora, de reunir-se, para lutar não contra algo, mas lutar para a emergência do que vocês são.
O antigo, deixem-no morrer por si mesmo, não prestem atenção nele, não prestem consciência a ele.

A partir do momento em que vocês dão um passo para a consciência, os caminhos abrem-se.
Vocês não estão sós nesse caminho.
Vocês estão sós em si mesmos, mas é tempo de reunir-se, de agrupar-se, para trabalhar.

Eu sei que o canal através do qual eu me exprimo recebeu certo número de ensinamentos dos povos Intraterrestres, que conservaram um corpo de carne, ao mesmo tempo estando na quinta dimensão.
Eles lhes deram certo número de regras de funcionamento.
Eles lhes deram certo número de elementos a implementar ao nível energético, para permitir a eclosão, ainda mais rápida, dessa revolução tão esperada.
Para fazer nascer em vocês mais confiança, mais abertura, é preciso regenerar-se.
O único lugar de regeneração encontra-se no interior de si mesmo, mas, também, no interior daqueles que são como vocês mesmos, aqueles que aceitaram dar um passo para a confiança, dar um passo para a Luz e mudar, definitiva e duradouramente, seus modos de funcionar.

Isso se leva a efeito com extrema rapidez.
Os fenômenos de sincronia da unidade, de fluidez, tais como foram chamados, vão reforçar-se, vão tornar-se cada vez mais coerentes, cada vez mais sólidos e permitirão a vocês enfrentar, de maneira decisiva, as mudanças desejadas por sua Terra e por seus planos espirituais.
Isso é agora.

Não remetam mais para amanhã o que pode ser feito agora, em consciência, hoje.
Não é mais tempo de tergiversar, é tempo de ter confiança.

Caros amigos encarnados, vocês estão no momento em que seu destino dá um giro.
Esse giro é aquele da Luz e do retorno à Unidade.

Certamente, o caminho é longo, muito longo, mas, doravante, ele será muito mais leve.
Doravante, ele não se fará mais de acordo com o peso da densidade da terceira dimensão, de acordo com a oposição do bem e do mal, mas, unicamente, na leveza.

Cabe a vocês dizer «sim».
Cabe a vocês dar esse primeiro passo.
Cabe a vocês abrir-se, totalmente, a essa Luz.

Entretanto, ainda uma vez, ninguém os julga.
Cada coisa, doravante, está em seu lugar.
Nada pode ser distorcido ou assinalar qualquer maldição.
Todo evento que sobrevém, tanto à superfície da Terra como no interior de seus corpos, faz apenas refletir o afluxo de Luz, o afluxo da Divindade que vem para vocês.

O resultado disso pode ser feliz ou infeliz, efetivamente, mas ele depende apenas de cada um de vocês, a título individual, mas, também, a título coletivo.
Sejam felizes, porque a leveza vai apreender-se de seus seres.
Sejam felizes, porque a vida é um canto permanente.
Sejam felizes, porque os laços que os impediam de perceber e de sentir isso vão cair, muito em breve.

Vocês poderão experimentar a verdade em seu ser, sem passar pelas palavras, sem passar pelas imagens, sem passar pelo discurso do outro, mas em toda humildade, no interior de seu ser.
Em face de outras situações, em face de outros seres, vocês saberão se isso é correto ou se isso é falso.
Não haverá necessidade de palavras, não haverá necessidade de discussões, não haverá necessidade de hipocrisias.

Vocês terão apenas que escutar seu coração.
Vai tornar-se cada vez mais simples, cada vez mais fácil escutar seu coração, porque só ele detém a verdade.
Existe certo número de ginásticas energéticas, ao nível do coração, que lhes serão ensinadas muito em breve, também, durante algumas de suas noites, aproveitando a vinda de alguns Anjos e de alguns seres de Luz, alguns Mestres de Luz, que lhes ensinarão, por múltiplos canais, a ter confiança no equilíbrio de seu coração, porque ele não se engana, jamais.
Ela [confiança] não é função de convenções sociais, não é função de atrações ou de interesses, mas, unicamente, função do crescimento de sua luz espiritual.

Cabe a vocês, caros amigos encarnados, estar atentos ao seu interior.
A cada desordem, saibam que sucederá a ordem.
A cada nova transformação, vocês podem induzir um sentimento de abandono, de peso, de densidade, mas isso não durará, jamais, muito tempo porque, na virada desse peso, é mais leveza que vocês vão ganhar, é mais liberdade que vocês vão integrar.
Liberdade que será completamente independente de condições e de contingências materiais de suas vidas atuais, na qual as necessidades que vocês conhecem serão satisfeitas de maneira natural e não exterior.
Eu os remeto, para isso, a alguns ensinamentos já recebidos por outros canais que não o meu.

Se vocês têm, agora, questionamentos sobre esse assunto preciso que eu abordei com vocês, eu estou pronto a trocar com vocês, antes de fazê-los beneficiar-se, obviamente, dessa radiação nova do coração.

Questão: como se preparar para a passagem do coração?

A palavra mestre é confiança.
A confiança está além do abandono.
A confiança é um ato de adesão à Luz.
A Luz sabe o que é bom para vocês.
Sua Luz interior sabe o que é bom para vocês no exterior.
Enquanto sua personalidade não o saberá, jamais.

O que vocês chamam catástrofe pode ser, por vezes, um evento extremamente positivo.
Ao inverso, um evento a que vocês chamariam extremamente positivo pode ser uma catástrofe para sua Luz.
Sua personalidade não pode julgar, em contrapartida, seu coração, sua Luz interior sabe o que é bom para vocês e o fará sentir.

Então, o caminho para o coração é o caminho da confiança.
Desenvolver a confiança é algo que pode, eu diria, trabalhar-se, embora a palavra não seja adequada.
A confiança começa pelo abandono à vontade espiritual.
A confiança é, a cada minuto de sua vida, afirmar que se está no bom lugar.

De qualquer modo, se vocês não estão no bom lugar, e se desenvolvem a confiança, as coisas irão, muito rapidamente, para descristalizar-lhes esquemas de funcionamento antigos, lugares antigos, pessoas antigas que são freios para a ativação total de sua confiança.
As coisas irão cada vez mais rapidamente em sua vida.

Questão: qual é a «segunda data» importante de que você falou?

Ela é aquela que corresponde a uma festa importante no calendário que vocês chamam cristão.
Trata-se de uma data importante no plano astronômico, antes de ser uma festa religiosa junto a vocês.

Esse período é a data de 15 de agosto, que corresponde a uma passagem extremamente importante no plano energético, precedida, algumas semanas antes, do período de início de julho, que segue de muito perto o solstício de verão, que é o máximo energético ao nível do povo amarelo e, portanto, de seu plexo solar e do baço, antes de passar ao coração, a partir de 15 de agosto.

Questão: em que as condições de passagem no além mudaram?

Isso é muito simples.
A alma humana, quando deixa o corpo no qual ela viveu toda uma vida, passa por algumas etapas intermediárias que vão aproximá-la mais ou menos da Luz e da Fonte, após ter passado por etapas específicas de revivência, etapas de purificações, de reparações.
Etapas, de algum modo, obrigatórias, que permitem à alma esquecer-se, de algum modo, das feridas infligidas durante a vida passada.

Hoje, o acesso é muito mais direto à Luz.
Há como uma aceleração, também, nesse espaço sem tempo e como uma acentuação da Luz.
Assim que as portas da morte são transpostas, vocês são acolhidos na Luz central da Fonte da Mãe, para regenerá-los, o mais rapidamente, e esquecer-se, totalmente, em um espaço de resolução central, das feridas de sua encarnação, mas, também, das feridas de suas encarnações na terceira dimensão.

A terceira dimensão morre.
Esse mundo da dualidade que vocês escolheram experimentar não tem mais razão de ser, nesse espaço, o que quer que exista sempre, em outros espaços, para aqueles que não desejariam abandonar essa terceira dimensão e que teriam necessidade de aperfeiçoar sua experiência.

Não há julgamento, eu repito, aí, mas, unicamente, etapas e classes diferentes.
Simplesmente, esse Sistema Solar e o conjunto dessa Galáxia não querem mais viver na terceira dimensão.

Questão: a cada etapa – amarela, vermelha... – correspondem fenômenos naturais?

Há uma correspondência total.
A partir de 15 de agosto, vocês viverão uma etapa na qual o pivô vermelho e aqueles que vivem no lugar do povo vermelho deverão enfrentar certo número de purificações para a elevação deles.
Nesse momento, o povo chinês.
O povo vermelho virá a partir de 15 de agosto.

O povo azul e o povo negro verão isso para o fim do ano.

Questão: qual é a diferença entre o povo azul e o povo branco?

A obra no branco corresponde ao conjunto de povos da Terra que viveu a elevação à Luz da quinta dimensão.
Trata-se da etapa da realização e da Fraternidade Branca, enfim, reunida.
Isso sobrevirá, obviamente, como etapa final.

O povo azul corresponde à humanidade branca, tal como vocês a definem hoje, em sua raça.

Questão: o povo vermelho corresponde tanto aos habitantes de origem como àqueles mais recentes?

Eles tomaram o lugar do povo vermelho e roubaram essa terra na qual estão.
Eles são, portanto, marcados de vermelho.

Questão: há um meio de viver todas essas revoluções em relativa suavidade?

Esse seria, mesmo, o único modo de vivê-las.
Para isso, é preciso ter confiança, totalmente.
Só a confiança é garantia de suavidade.

Questão: em quanto tempo todas essas revoluções terão terminado?

Elas durarão a totalidade de quarenta e dois meses.

Questão: você falou de uma reversão. Como ela se manifestará?

Essa reversão é a mesma que aquela que vocês vivem, no momento da chegada nessa dimensão de vida e no momento em que morrem, ou seja, como uma reversão ao interior de si, quando vocês abandonam um cadáver para penetrar um novo corpo.
Exceto que, aí, não será, para alguns de vocês, as portas da morte, mas as portas do corpo de glória ou corpo imortal.

Questão: por que os Anjos manifestam-se cada vez mais, durante o sono?

Inúmeros seres humanos vão tomar consciência, nas semanas que vêm, de anjos que os contatam.
As portas que estavam fechadas entre a terceira e a quinta dimensão estão, doravante, abertas, como aqueles que morrem vivem-no e apercebem-se disso, muito rapidamente.

Do mesmo modo, as portas de comunicação tornaram-se transparentes entre seu mundo de terceira dimensão e os mundos angélicos, e inúmeros seres humanos vão entrar em contato com alguns anjos.

Os anjos que os ajudam nesse momento são destinados a ajudá-los a aceitar e a viver, facilmente, as mudanças.
Eles intervêm em função de suas necessidades, em função de seus desejos e em função dos polos de interesses deles, também.

A definição e as virtudes, no que concerne, em todo caso, a esses Anjos, são perfeitamente descritas e conhecidas em sua literatura.
Mas isso é uma realidade.

Inúmeros seres humanos vão viver, primeiro em sonho, a presença do Anjo e, um belo dia, vocês abrirão seus olhos durante suas noites e, para alguns, terão a possibilidade de conversar, em plena consciência de seus dias, e não mais durante suas noites, com esses Anjos.

Diversas categorias de Anjos aproximam-se de vocês, porque eles estão aí para facilitar-lhes a passagem.

Questão: quais sinais podem alertar-nos da presença de um Anjo?

Seu coração, apenas, está a par.
Seu coração saberá, porque um Anjo não pode ser confundido com outra coisa.
A vibração do Anjo é uma vibração muito específica.

Questão: é isso que provoca vibrações específicas no corpo?

Também, mas lembrem-se de que o Anjo estará presente, conscientemente, e que vocês estarão conscientes da presença dele.
Não se trata, unicamente, de um processo energético e vibratório, tal como vocês o definem, mas de uma visão e de uma comunicação real e concreta.

Questão: esses contatos serão diretos ou através de intermediários?

De maneira direta.
Assim como vocês não têm mais necessidade de intermediários entre vocês e o que vocês chamam o Pai, vocês não terão mais necessidade do que chamam autoridade religiosa, não terão mais necessidade, em breve, de médiuns ou de canais, como vocês dizem, para entrar em contato com essa realidade.

Os canais são profundamente transformados.
A obra no amarelo, que prossegue no interior de seus corpos, é destinada, lembrem-se, a acalmar suas emoções e a permitir uma melhor circulação de energia, antes de tudo, em seu eixo vertebral.
A etapa da comunicação com o Anjo far-se-á no momento da obra no azul, no fim do ano, mas os contatos serão cada vez mais fortes.

Questão: a que são devidas as dores de cabeça que sentem muitas pessoas?

Isso é ligado ao trabalho da Luz através de estruturas físicas e energéticas.
Isso participa da obra no amarelo.

Questão: como fluidificar essas intervenções para torná-las menos dolorosas?

Com dois elementos: a confiança e a natureza.
A natureza, através das árvores, mostra-lhes o caminho.
Encoste-se nas árvores, abrace as árvores, tome as árvores em seus braços.
Elas são seus Mestres nesse caminho.
Toda árvore que seu coração sentir será a boa.
Não se esqueça de que você não é o único sobre essa Terra, como ser humano, a sentir, ressentir e integrar essas novas energias que vêm.

A natureza e, em especial, as árvores são, certamente, os elementos que podem permitir-lhes ir com a maior suavidade possível para esse estado.

Questão: o que vai acontecer para os animais?

A mesma coisa que para os seres humanos.
Alguns animais estão prontos para aceder a uma forma de nova dimensão.
Os caminhos são múltiplos para os animais.
Eles podem dirigir-se para um processo de individuação da alma, de acompanhamento de humanos na quinta dimensão ou escolher permanecer na terceira dimensão, em outros espaços que não esta Terra.

Será a hora, agora, caros amigos, de acolher, em seus corações, o coração do Anjo.
Eu lhes peço, para isso, para permanecerem no recolhimento, fechar seus olhos e abrir seu coração e o olho de seu espírito, enquanto o trabalho no vermelho vai começar.

... efusão de energia...

Caros amigos humanos, a radiação do Anjo acompanha-os em seus corações.
Eu os saúdo.
______________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Traduzido para o Português por Célia G.

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário